História Right Or Wrong.-Camren - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Lauren Jauregui
Visualizações 1.289
Palavras 1.756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amores, essa garotinha na foto é a Emily!

Capítulo 28 - Sentido.


Fanfic / Fanfiction Right Or Wrong.-Camren - Capítulo 28 - Sentido.

Lauren ainda estava incrédula ao ver sua melhor amiga, agora as duas estavam na sala enquanto Emily estava pendurada no pescoço da loira. A pequena estava com saudade da tia Dih, que a abraçava apertado enquanto Lauren as observava.

-Você me deve explicações...-Dinah disse séria, olhando para a morena. Emily deitou a cabeça em seu ombro e fechou os olhos, sentindo o abraço carinhoso da sua tia.

-Dinah, eu...-Suspirou, desviando seus olhares.-Queria ter me despedido, eu sinto muito. Você não sabe o quanto chorei ao lembrar que deixei você para trás.

-Poderia, pelo menos, ter me avisado? Deixado a droga do seu novo número, ou sei lá...-As duas estavam quase chorando.-Eu sei que as coisas estavam difíceis, mas sempre estive ao seu lado. Lauren, somos melhores amigas desde a infância e olhe o que você fez...-A morena não conseguiu segurar o choro, sentindo uma lágrima descer pela bochecha enquanto Dinah falava.-Deixou a cidade sem me dar um mísero tchau.

-Fui tão egoísta. Me desculpe...-Lauren disse com voz embargada, fazendo sua filha abrir os olhos e a olhar tristinha, não gostava de ver sua mãe chorando.-Não poderia voltar para lá e me despedir de você, mesmo querendo muito. Você sabe, DJ, que se não fosse por “ele” eu ainda seria sua vizinha, ainda estaria indo na sua casa toda a madrugada para ver filme de terror.

-Eu sei...-A loira suspirou, trancando o choro.-E eu desculpo, eu só quero que saiba que estou morrendo de saudade de você e dessa pequena aqui...-Deu um beijo no topo da cabeça da Emily, que já estava com a cabeça em seu ombro de novo.

-Sinto falta de uma amiga para compartilhar momentos e desabafar...-Lauren confessou, dando um suspiro. Dinah franziu o cenho.

-Está acontecendo alguma coisa?.-Perguntou, desconfiada.-Desabafar sobre o que?

-Sobre nada, Dj. Foi modo de falar.-A morena deu um sorriso nervoso, fazendo sua amiga desconfiar mais ainda.-Mas agora, me diga...-A encarou.-Como sabe onde estou? Me diga, como veio parar aqui na minha porta?

-Olha, nem eu sei muito bem.-Dinah disse rindo, afagando o cabelo da pequena.-Um pássaro lindo me contou onde você mora.

-Caralh...-Lauren trancou o palavrão ao lembrar de sua filha ali. Ficou desesperada internamente.-Como assim alguém? Dinah, quem sabe que estou morando aqui? Quem contou?

-Calma!!.-Disse firme, cautelosa.-Uma garota confiável.

 Camila? Lauren pensou.

-Garota?.-Sorriu nervosa.-Como ela era?

-Jovem, bonita...Ela estava de visita no sítio perto da minha casa, perto da sua ex casa também. Quer dizer, eu dei carona para ela esses dias e antes de ontem descobri que ela sabe sobre você, sabe onde você mora por ser nova na cidade, e vizinha da amiga dela.

-Amiga dela...?.-Lauren estava quase surtando.-Han, que amiga?

-Não sei o nome da amiga, mas ela se chamava Normani.

 Lauren só faltou deixar o queixo cair no chão com tamanha coincidência. Como assim Dinah encontrou com a melhor amiga da Camila? Ok, agora o destino foi longe demais.

-Que cara é essa?.-A loira disse assustada.-Lauren, o que foi?

-Nada, é sério.-Levantou, fazendo Emily abrir os olhos e a olhar.-Emi e eu estávamos fazendo bolo para comemorar meu novo emprego. Quer vir com a gente?.-Deu um sorriso, fazendo sua filha e Dinah darem um sorrisão.

-Parabéns pelo emprego!!!!.-A loira disse levantando com Emily no colo, que estava quietinha respeitando a conversa das duas.

-Obrigada! Sério, deixei currículo em todas as escolas e a melhor de todas me chamou.-Falou toda boba.

-Mamãe deu um gritão!!.-Emi disse rindo, fazendo elas rirem.

-Isso é ótimo, sério! Você merece, leite ninho. Você vai fazendo o bolo com a Emi e eu irei atrás de cerveja, vamos comemorar em grande estilo.

-Por Deus, Dinah! Eu estava com saudade desse seu bullyng comigo.-As duas riram.-Tem um mercado no fim da rua, quer a gente vá com você?

 Acabou que as três foram no carro de Dinah até o mercado, e Emily fez a tia Dih prometer comprar doces para compensar a saudade. A loira é toda boba por aquela criança, acabou aceitando numa boa e logo já estavam no mercado. Enquanto iam atrás da cerveja, Dinah reparou que sua amiga estava um tanto quanto distante. 

-Va atrás dos doces, Emi. Pegue quantos quiser...-Falou, vendo um sorrisão da pequena.

-Posso, mamãe???

-Pode, filha. Torre o dinheiro da tia Dih.-Piscou, fazendo Dinah lhe dar um tapa no ombro. Emily saiu correndo em busca dos doces e Lauren riu, negando com a cabeça.

-Então...-A loira disse, parando sua amiga no meio do caminho.-Me diga AGORA o que está acontecendo.

-Dinah, não sei se é uma boa hora para...

-Lauren, não me enrole. Conheço você como a palma da minha mão, agora me conte que porra está acontecendo.-A morena suspirou, olhando para o lado.

-Nada, eu...-Murmurou.-Estou apaixonada.

-VOCÊ????.-Dinah deu um grito, a fazendo rir e tapar sua boca.-Por quem????.-Disse entre os dedos da amiga. Lauren aproximou os lábios de seu ouvido esquerdo.

-Por uma garota de 18 anos...-Sussurrou, tão baixo, que Dinah mau ouviu. Mas bem, ela ouviu, e fez o maior fiasco no corredor do mercado.-Meu Deus, Dj, seja discreta. Você não sabe o quanto essa cidade é homofóbica.

-Você vai me contar detalhe POR detalhe, ok?.-Disse rápido, entrelaçando seu braço no braço pálido e fino. As duas começaram a andar novamente.

-É bom finalmente falar sobre isso com alguém, ainda mais você, que é minha confidente.

-Eu sou, você sabe. Agora meu nível de curiosidade passou do limite.-Lauren riu, dizendo que quando chegasse em casa ela contaria tudo.

 Assim que pegaram as cervejas, Lauren foi atrás de sua filha e a encontrou com uma cesta CHEIA de doces. Dinah riu, negando com a cabeça.

-Não, Emi.-Tudo isso não.-Sua mãe disse se aproximado.-Depois vai dar dor na barriga.

-Mas, mamãe, Tia Dih disse que eu posso pegar quantos quiser...-Fez um biquinho, abraçada na cesta.

-Acha mesmo que precisa de tuuudo isso, pequena? Escute a mamãe, é melhor não levar tudo.-Lauren disse cautelosa.

-Mas...

-Filha, me escute!.-A olhou firme, fazendo a pequena concordar na mesma hora.-Escolha seus preferidos, tá?

-Tá, mamá...

 Depois de Emi decidir quais queria, claro que Lauren iria pagar uma parte também, não deixaria sua amiga pagar tudo. Dinah insistiu no caminho até o caixa, mas a morena insistiu mais ainda e acabou ganhando a briga. Enquanto estavam discutindo na fila do caixa, Lauren olhou para o lado e olhou mais uma vez para ver se estava vendo direito.

-Camila...-Sussurrou para si mesma, observando a latina andar distraída mexendo no celular perto do caixa onde estava. Ficou admirando a garota, que vestia uma saia rosa, sapatilha da mesma cor e regata branca. O cabelo dela estava solto, brilhoso, ondulado nas pontas. Lauren não poderia estar mais encantada a observando de longe, deixou um sorriso bobo escapar quando viu um sorriso nos lábios dela ao ver tal coisa no celular.

 Dinah, já ligada no que estava acontecendo, só observava a cara de trouxa de sua amiga. Não quis interferir no momento, Lauren parecia ter ido para outra dimensão. A cara da morena mudou ao ver Dylan se aproximando com uma garrafa de vodka e pegando na mão da latina, que deixou o celular no bolso e entrelaçou suas mãos. Lauren sentiu uma raiva absurda, desviando o olhar deles e segurando um revirar de olhos.

-Então ela tem namorado...-Dinah sussurrou, sugestiva.

-Ela quem?.-Lauren murmurou, pegando sua filha no colo, que parecia estar já sonolenta. Deitou a cabeça dela em seu pescoço e começou a afagar seus cabelos fininhos.

-A fulana que você estava encantada olhando. Eu percebi tudo.-Piscou, fazendo Lauren soltar uma risada nasal.-E a propósito, ela é linda.

-Dinah, não fale isso em público!.-Disse rápido.-As pessoas são loucas aqui, é sério.

-Tanto assim?

-Tanto assim. Lá em casa explico mais.

 Camila estava com Normani também, estava na fila de um caixa enquanto Dylan falava de mais uma casa que seus pais compraram. Ninguém queria saber, então Camila afirmava com a cabeça e estava alheia. Normani mandou ele calar a boca diversas vezes mas mas nada adiantou. Eles foram até o mercado comprar bebida, e claro que foi ele quem insistiu muito. Na verdade, apareceu na casa da Camila sem ser convidado, tirando as duas da piscina e as fazendo vir com ele comprar a bendita vodka.

-Dylan, fecha a boca um pouco?.-A latina perguntou, o abraçando pela cintura. Só queria que ficasse quieto, a fila estava enorme e ele falaria muito até chegar sua vez.-Só um pouco.

-Ok, mas só porque pediu com jeito.-Piscou, dando um selinho em seus lábios.

 Camila sentiu alguém a observando, franziu o cenho e olhou para o lado, vendo Lauren a olhando de longe. Seu coração parou em segundos, sentindo seu corpo travar inteiro. A morena estava com Emily dormindo em seus braços, observando Camila de longe, na verdade, ela estava observando o selinho que a garota trocou com Dylan.

-Mila, o que foi?.-Dylan disse desconfiado, tentando acompanhar seu olhar. Camila deu um sorriso diabólico e teve uma ótima ideia.

-Me beije.-Disse, antes deu uma olhada para Lauren. O garoto deu um sorriso galanteador e beijou seus lábios. Nem queria saber se tinha gente no local, mas como era um beijo hétero, sem problemas aos olhos de todos.

 Lauren, de longe, sentiu uma vontade de vomitar absurda. Estava ficando realmente triste com aquela cena, mas ao mesmo tempo não conseguia deixar de olhar, era incontrolável.

-Ignora isso. Vem, é nossa vez.-Dinah disse, já colocando a cerveja e os doces no caixa.

 A morena assentiu e logo elas compraram o que queriam. Emily já estava dormindo nos braços de sua mãe, que a colocou deitada no banco de trás com cuidado, dando um sorrisinho de lado por sua filha ser tão fofa. Dinah guardou a cerveja e os doces no porta malas e logo as duas já estavam dentro do veículo.

-Ok, me conte tudo agora. Só estamos nós três aqui.-A loira ligou o carro, dando partida.

-Ok...-Lauren suspirou.-Aquela garota é filha do prefeito da cidade, que por sinal, é o homem mais homofóbico e ignorante do mundo. Só que aquela garota é minha vizinha, e adivinha...-Suspirou.-Nós nos beijamos.-Dinah quase bateu o carro.

-QUE?.-Disse alto, levando um tapa no ombro.

-Não grita, criatura. Vai acordar a Emi.-Disse seria, a fazendo encolher os ombros.-O pior de tudo não foi o beijo. O pior foi eu ter me apaixonado por ela. Até a Emily shippa a gente, você tem noção?.-Dinah riu, negando com a cabeça.

-Ela estava beijando aquele garoto para te provocar, estava na cara.-Lauren concordou.-E aquela garota do lado dela é a Normani, ela que me contou sobre você...-Deu uma pausa, a olhando rápido.-Agora tudo faz sentido.


Notas Finais


Comentem!! Prometo responder todos amanhã.
Amo vocês!!
Já agradeci pelos 400fav??? Enfim, babys, muito obrigadaaaa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...