História Rin: Com o Senhor Sesshoumaru Para Sempre (Reescrito) - Capítulo 7


Escrita por: e DannyCanete

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Jaken, Kaede, Kagome Higurashi, Kohaku, Miroku, Rin, Sango, Sesshoumaru, Shippou
Tags Amor, Drama, Mistério, Rin, Sesshoumaru, Sesshyrin
Visualizações 118
Palavras 1.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 7 - Sentimentos Ocultos


Fanfic / Fanfiction Rin: Com o Senhor Sesshoumaru Para Sempre (Reescrito) - Capítulo 7 - Sentimentos Ocultos

Capítulo 7 - Sentimentos Ocultos

 

 

 

 

********No capitulo anterior*************************

 

 

 

___Bem também tinha o fato dele a querer do seu lado pela eternidade,  somente ela  para era a ideal  para exercer este papel em sua vida. Em sua mente conturbada pelo desejo que sentia por sua protegida ele tinha certeza a que ela terá somente dele e de mais ninguém. Minha protegida, todo este tempo esperei por você. Todo este tempo de vida que eu tenho eu a busquei, a companheira ideal, mas o destino me mostrou que nem tudo é o que sempre queremos, foi em uma simples humana, que eu encontrei o que eu sempre busquei em youakis puro. Os sentimentos que carrego dentro de meu ser, são os mais puros possíveis e pertencem  somente a ela. Para  você MINHA RIN como senti sua falta, nunca mas te afastarei deste Sesshoumaru”.

___caminhou até uma arvore próximo do acampamento e se sentou olhando o céu que nesta noite não estava iluminado pela lua e sim na penumbra da escuridão somente as estrelas se destacavam.

 

 

********************************************************************

 

 

 

........ Sentimentos Ocultos........

 

 

 

 

_____Sesshoumaru  ficou ali de olhos fechado, estava pensando nas informações que havia recebido mais cedo da jovem, as coisas que ela havia lhe contado e  os seus pensamentos voaram, em tudo que estava acontecendo com ele, em como ele devia agir em relação aos seu sentimentos e na luta interna que ele estava travando com sigo mesmo durante esta curta jornada que estava fazendo ao lado dela.

____O príncipe nunca tinha imaginado que Rin algum dia iria crescer e se  torna esta bela mulher, que o excitava inocentemente, não havia artimanhas Mem malicia em seus modos tudo era natural na maneira que agia na sua presença.

____A  imagem de Rin como criança estava  em raizada  em sua mente, criança desprotegida que um dia o segui de livre espontânea vontade e não tinha medo dele. Chamou sua atenção ao tentar ajudar um demônio ferido e arrogante, demonstrando determinação e perseverança ganhando assim sua admiração.

____Ele evitava pensar que ela agora havia se tornado uma bela fêmea, que chamava atenção de outros machos, ela estava  tão linda e com uma beleza interior perfeita e pura de alma. A beleza dela o atraia, lhe fazia entra em conflito com seu orgulho, que falava que era errado desejar uma humana isto era ser fraco. Também podia ser sua ruína mais mesmo assim não iria desistir de ter ela ao seu lado.

_____E por um instante Sesshoumaru ficou com raiva de si mesmo, mas não deu muita atenção à sua autocrítica ele sabia que isto era culpa de sua fera interior o julgando, a mesma também estava em conflito.  Não sabendo lhe dar com os interesses e com as duvidas, que muito lhe afligia.

_____Ele nunca foi do tipo que se condenava, o Inu-youkai ficou surpreso, eram raras as fêmeas que tinham sentimentos verdadeiros pelo príncipe, a maioria sempre almejou o seu império, também  eram poucas que tinham o seu respeito,estas que tinham o coração puro  ele não correspondido os sentimentos delas.

____Mas sua Rin era diferente das outras fêmeas, que ele havia conhecido em sua longa vida, conhecia, ela possuía o respeito e admiração do youkai e não só isto também o desejo dele por ela era algo que o intrigava o deixava curioso sobre o assunto, ao mesmo tempo em que o fascinava.

____Dai-youkai alcançou com êxito seu autocontrole quando sentiu a aproximação da mais nova. Seu corpo não devia reagia se ele não quisesse, mais perto dela não conseguia se controlar. Sesshoumaru  nunca  se entregava facilmente a uma paixões como a maioria dos youkais, hanyous  inferiores fazia.  Mais   deseja a menina que criou desde que tinha 7 anos como uma filha o Lord evitou pensar nem  sabia quando foi que se apaixonou  por ela. Falava para si mesmo  em voz baixa quase como um sussurro tentando descobri quando Havaí sido.

 

 

 

Sesshoumaru: Será que foi aquele sorriso?

                        Que conquistou meu coração.

                        Que eu um ser frio nem sabia que existia em meu peito.

                        Quando foi? “Falava para si mesmo em voz super baixa para que os outros não escutasse”.

 

 

_____As duvidas e o desejo o consumia ainda mais por dentro  não sabia como resolve esta questão sempre foi muito controla e metódico em relação a tudo sempre foi um ótimo estrategista mas não estava sabendo lidar com este assunto e ainda faltavam dois dias de caminhada ate o castelo, “como vou consegui ficar perto dela sem possui-la os meus desejos estão mais forte agora”.

 

 

 

Sesshoumaru: Pai?

                        Você deve estar rindo deste Sesshoumaru agora.

                          Trilhando o mesmo destino que você e o Inuyasha amando uma simples humana. “Pensava o príncipe do Oeste”.

 

 

....Dois dias de pois.....

 

 

 

 

_____Naquela manhã em uma cabana simples longe do castelo do Oeste. Um casal tinha uma conversa não muito amistosa. O que deixava Daishi muito irritado ele não sabia como controla a sua amada  Naomi, não desejava que ela trabalhasse no palácio.

____ Não a queria perto de outros youkais, ele era muito possessivo em relação ao que lhe pertencia, para ele, ela devia viver ali escondida e ter suas crias ele a marcaria e daria a vida  eterna a mesma, desta forma nem sua família iria descobri sobre o relacionamento que ambos tinham ele nunca iriam aceita hanyous em sua linhagem mas ele não se importava com isto dês que sua amada estivesse ao seu lado.

 

 

 

Naomi: Fui escolhida pelo senhor Jaken para fazer companhia para a protegida do Lord.

Daishi: Não gostei desta ideia.

Naomi: Por quê?

Daishi: Por que, por mim você não entraria, mas no castelo minha flor.

Naomi:  Se eu estiver junto dela você vai poder ficar, mas tranquilo.

Daishi: Tranquilo?

             Eu nunca ficaria tranquilo com você dentro daquele castelo.

Naomi: Ali eu estarei segura.

Daishi:   Por que você diz isto?

Naomi: Assim não precisará ficar me vigiando.

             Sei que todos teme o Lord.

             Ninguém ousaria me tocar.

Daishi: Vendo desta forma.

              Mais ainda prefiro que você seja somente minha e fique aqui eu cuidaria de você. “Falou com voz de suplica bem perto do ouvido dela”.

Naomi: Já falei não serei sua concubina. “Respondeu em tom irritado”.

Daishi: Eu marcaria você como minha fêmea.

Naomi: E me manteria aqui isolada.

             Onde esconderia nossas crias?

             Que seriam hanyou,  você teria vergonha deles também?

Daishi: Não.

             Só não te assumir você agora, por causa de minha família.

             Tenho medo do que eles podem fazer com você minha flor!

             Ou com nossas crias!

             Caso venhamos a tê-los.

Naomi: Você sabe que não tenho a eternidade, como você para esperar.

Daishi: Se deixar eu te marca teria toda a eternidade pela frente.

Naomi: Já conversamos sobre isto.

Daishi: Mais um motivo para que ficamos juntos aqui e agora minha flor.

Naomi: Não!!!

             Não serei sua concubina.

             E mais uma coisa vá embora. “Falou já com a voz alterada pela raiva”.

Daishi: Não faça isto minha flor.

             Deixe-me ficar.

             Por favor!

Naomi: Vá embora agora.

Daishi: Sabe o quanto eu te amo.

Naomi: Ou você sai ou eu vou embora.

Daishi: Certo eu irei.

             Mas fique sabendo que voltarei.

             Esta também é minha casa.

 

 

 

 

___Ele se aproximou dela, tentou beija-la, mas ela não deixou, então girou seus calcanhares e foi caminhando até a porta, ele  saiu da pequena cabana  foi embora muito contrariado.

___Deixando uma  Naomi muito  pensativa. Quem ele pensa que é, não vou deixa-lo me aprisionar”.

 

 

 

 

...Enquanto isto ao cair da tarde....

 

 

 

                                                             

_____Sesshoumaru  caminhava em passos lento até onde ficava os grandes portões de sua morada havia  abava de chegava ao seu Shiro¹  (castelo),  um de seus soldados veio abri os imensos portões dourados com símbolos de seu clã  talhado nelas cheio de ricos detalhes que contava a historia de sua família isto o fazia ser muito bonito por que todas as gravuras  eram  feito em ouro, o guarda se assustou ao ver uma fêmea humana chegando junto de seu senhor.

_____O reverenciou, porém resolveu não  perguntar sobre a mesma, uma vez   que temia uma morte prematura, Sesshoumaru continuou caminhando como se não fosse com ele mais não deixou de  percebe os olhares confusos de todos os  seus soldados, ele os olhou com  um olhar fulminante,  que os faz tremerem de pavor e por suas próprias vidas.

____Já Rin estava muito encantada com tudo o que via em sua frente, olhava o belo jardim impressionado com sua beleza o mesmo  continha uma grande variedade de flores  e plantas de várias cores e espécie pelo o que ela pode notar já que aprendeu muito sobre plantas com a velha miko que ficou cuidando dela durante 7 anos de sua curta  vida, caminhado sempre  atrais de Sesshoumaru seguindo-o sempre  até que  chegarem aos degraus que os conduzia a entrada do palácio que seria o seu novo lar.

 


Notas Finais


Glossário e traduções

¹ shiro- ver resposta no Cap. 2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...