História Rinmaru - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Drama, Rin, Romance, Sesshoumaru
Visualizações 42
Palavras 1.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Alguns personagens citados não são de minha autoria.
Esse é um casal que sempre amei!
É minha primeira vez escrevendo, espero que gostem!

Beijos!

Capítulo 1 - Reencontro.


Rin on

Minhas pernas doem, meu corpo não aguenta mais correr…

Eu não posso desistir agora.

Eu não posso voltar para aquele lugar.

Eu não posso voltar para ele!

Força, Rin.

Eu corria desesperadamente pela floresta, fugindo de figuras negras usando máscaras, que me seguiam de maneira persistente. 

No entanto, ao olhar para trás, notei que meus perseguidores haviam se dissipado. 

Diminui meu ritmo e senti uma onda de alívio. 

Porém, ao se sentar e dar uma olhada ao redor, me deparei com o motivo de não estar mais sendo perseguida: Um youkai alto, de cabelos prateados e olhos cor de âmbar.

Seu olhar era sério e desafiador. Ele estava vestido com um belo kimono branco, que lhe dava a aparência de alguém poderoso e de muito importante. 

Rin: S-sesshoumaru…?

Senti um grande alívio correr por minhas veias… 

Sesshoumaru: …

O youkai permaneceu estático me observando: Uma jovem fêmea humana de pele clara, cabelos castanhos na altura do ombro e grandes olhos marrons brilhantes. 

Ele não pôde deixar de reparar que por minhas pernas haviam cortes e hematomas causados pela mata, minhas roupas estavam rasgadas e meus pés inchados.

Tentei me levantar, sem êxito. Agora, com o sangue frio, a dor começou a transparecer, deixando em meu rosto uma expressão dolorida. 

O youkai prateado, como reflexo imediato, me pegou no colo e me abraçou forte.

Sesshoumaru: Rin…

Rin: Fico feliz que ainda lembre de mim…

Sesshoumaru é um Dai Youkai que conheci anos atrás. 

Eu era apenas uma criança, quando o encontrei na floresta, ferido. Cuidei dele e, em troca, ele cuidou de mim até que encontrasse um lugar seguro para me deixar. 

Por mais que eu não sinta muita empatia por youkais, Sesshoumaru me fazia sentir segura. 

Eu confiava nele.

Em seu colo, seguimos viagem até chegarmos em uma fortaleza imensa que escondia o que parecia ser um grande castelo. 

Fiquei admirada. 

No portão da fortaleza, havia uma espécie de guarda composta por seres enormes que vestiam armaduras negras. 

Guardas: Bem vindo de volta, meu senhor.

Após as reverências, o youkai pulou por cima do portão levando me levando em seus braços.

O castelo, como esperado, era magnífico. 

Na porta principal havia uma mulher encurvada a espera de Sesshoumaru.

Ela vestia roupas que mostravam a maior parte de seu lindo corpo, seus cabelos eram negros e batiam em suas coxas, seus olhos eram rubros e sua pele pálida.

Kuro: Bem vindo de volta, meu senhor!

Sesshoumaru: Kuro, essa é uma convidada especial. Acomode-a.

Kuro: Senhor..? Isso é…

Sesshoumaru: Sem perguntas.

Sesshoumaru me colocou gentilmente no chão.

Sesshoumaru: Kuro irá te acomodar.

Rin: Obrigada...

Sesshoumaru assentiu e sumiu na imensidão do castelo, me deixando sobre os cuidados de Kuro.

Kuro: Me chamo Miho Kurobara. Você está imunda! Te levarei para um banho e depois irei te acomodar em um quarto. 

Rin: Ah… Obrigada, Kurobara…

Kuro: Pode me chamar somente de kuro! -sorriso-

Admito que o comportamento de Kuro me surpreendeu. 

Kuro me guiou pelos imensos corredores e salões do castelo, até finalmente chegarmos ao que parecia ser uma espécie de piscinas de fontes termais. 

Lá haviam pequenos youkais prontos para me receber. Eles seguravam uma toalha e utensílios de banho.

Kuro: Chegamos! Lave-se e relaxe, você merece um bom banho! Os pequenos irão te auxiliar.

Rin: Muito obrigada, Kuro..

Kuro: Não agradeça, você é convidada do mestre…

A youkai me reverenciou e então se retirou do local, sumindo na imensidão do palácio.

Eu estava sozinha com os pequenos youkais, que me guiaram a uma bela piscina de água quente e cuidaram de meus ferimentos.

Me senti em outro mundo.

Há poucas horas estava fugindo de youkais e agora estou sendo mimada por outros. 

Sesshoumaru era assim, demonstrava sentimentos através de atos. Sempre me protegeu e por mais que não saísse de sua boca, eu sabia que era especial para ele.

Após o banho, os serventes recolheram minhas roupas e me deram novas. 

Kuro estava na porta á minha espera.

Kuro: Agora sim está parecendo uma mulher!

Rin: -cora-

Kuro: Me acompanhe.

Kuro novamente me guiou pelos corredores e salões do castelo. 

No meio do caminho havia uma grande porta dourada entreaberta que eu não pude deixar de espiar. A porta guardava um salão alimentado com uma grande mesa.

Na mesa estavam dispostos diversos tipos de Youkais, incluindo Sesshoumaru e, por um momento, aqueles olhos âmbares se encontraram com os meus. Aquela expressão séria me encarava fixamente.

Kuro: Esse é o salão de reuniões. 

Rin: -assustada- Aaah! Perdão, eu não queria…

Kuro: Tudo bem. Não tem como não querer saber o que há atrás de uma porta grande dessas! -risos- Vamos?

Rin: -assentiu com a cabeça-

Mais adiante, chegamos em um corredor repleto de portas. 

Kuro: Esse é o dormitório do castelo e esse é seu quarto.

Kuro abriu uma das portas, revelando um amplo quarto luxuoso.

Kuro: Descanse, você deve estar exausta. Os serventes trarão seu jantar em breve.

Rin: Obrigada, Kuro.

Kuro me deixou sozinha.

Me joguei na enorme cama macia e afundei a cabeça no travesseiro. 

No entanto, comecei a sentir uma queimação nas costas. 

Me aproximei de um grande espelho que havia no quarto e tirei minhas vestes, deixando exposta uma grande marca negra em minhas costas.

Eu relaxei tanto que quase me esqueci.  

Ele não vai parar até me achar… 

É questão de tempo até os mascarados me encontrarem aqui.

Fiquei pensando até finalmente adormecer. 

Horas mais tarde, ouvi batidas na porta, era o jantar que Kuro havia mencionado.

Que fome!

A comida estava formidável.

Admito que fiquei esperando que Sesshoumaru entrasse em meu quarto para jantar comigo.

 Não aconteceu.

Adormeci.

Eram 3 da manhã quando despertei de um pesadelo. 

Quando criança, Sesshoumaru me afagava quando tinha pesadelos.

Como queria aquelas mãos no meu cabelo agora…

Resolvi procurar o quarto dele. 

Andei pelos corredores da ala dos dormitórios, observando cada detalhe, aquele lugar era realmente deslumbrante. 

Então, finalmente cheguei ao fim do extenso corredor. 

Lá havia uma porta maior que as anteriores, coberta de detalhes que pareciam ter sido cuidadosamente talhados a mão.

Curiosa, sobrepus minhas mãos na porta a fim de analisá-la melhor. 

No entanto, ouvi de longe o que pareciam ser gemidos. 

Encostei minha cabeça na porta e pude ouvir mais nitidamente:

Kuro: “Aaah… M-mestre… E-eu… Aaah…”

Essa voz… Kuro...?

Esgueirei meu rosto pelo canto da porta, e pude, através de uma brecha, ver com dificuldade uma cena:

Kuro estava completamente nua sentada no colo de Sesshoumaru, que, por sua vez, agarrava os longos cabelos da Youkai e apertava seus peitos, forçando-a com força para baixo contra seu membro.

 A expressão de Kuro era de êxtase.

Ambos estavam suados e, quando Sesshoumaru encostou seu belo rosto contra o pescoço de Kuro, senti aqueles olhos vermelhos se encontrarem com os meus através da brecha.

Meu coração disparou!

Nunca o vi com os olhos daquela cor...

Corri o máximo que pude de volta para meu quarto.

O que foi aquilo? 

Ele… Ele me viu...?

Me deitei na cama, com o coração acelerado.

Minha cabeça doía.

Adormeci.

Rin off

 


Notas Finais


Se gostarem, pretendo escrever mais capítulos. Estou aberta á críticas.

Obrigada por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...