História Rise - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Hermione Granger
Tags Draco, Dramione, Hermione
Visualizações 82
Palavras 669
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Tell Me Something - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Rise - Capítulo 1 - Tell Me Something - Capítulo Único

Hermione olhava para ele, já havia falado tudo o que queria, porém o homem loiro e de olhos acinzentados continuava a olhar para ela. Talvez perdido em seus pensamentos, ou até mesmo triste pela decisão que iria tomar. Seu rosto estava impassível, só se ouvia a sua respiração levemente acelerada.

Diga-me algo. Nem que seja um "Adeus"

Estavam na entrada do castelo, próximo aos jardins e a floresta. Perderam a conta de quantas vezes se encontraram nos jardins, de noite, ás vezes, na beira do lago que havia alí perto. Se encontravam em qualquer lugar possível, faziam de tudo para se verem e se amarem.

Diga-me algo. Nem que seja um "Eu te amo"

O tempo, para os dois, parou. Havia se passado segundos? Minutos? Flashes de momentos felizes que tiveram juntos passaram para os dois. O baile do Torneio Tribruxo, quando ele a viu descer as escadas, muito mais linda do que já era e feliz, ao lado de Victor Krum e não dele.

Diga-me algo. Sei que você tem algo para mim

Lembraram-se dos primeiros dias e semanas juntos, como foi difícil esconder que estavam juntos. Como também foi difícil esconder os sorrisos bobos e olhares no meio da aula, mas eles conseguiram, esconderam, até o dia que foram flagrados pelo Santo-Potter. Não precisaram mais esconder o que sentiam. Toda escola ficou sabendo e, claro, foi uma grande espanto para todos, até mesmo para o diretor de Hogwarts.

Se nada me dirás, irei embora.

Talvez você diga que não

Talvez, você irá se arrepender.

Eu te conheço

Por isso sei que você voltará. Demore dias, meses, ou anos.

E eu estarei lá.

Te darei um beijo na testa ou, até mesmo, um abraço. Direi o quão bonito você ainda está.

Mas também direi 'Tenho que ir, outro me espera'

Hermione se cansou, olhou para a Torre de Astronomia e foi inevitável não se lembrar do dia que o encontrou jogado no chão, desolado e ela sabia o motivo, não era necessário ele contar que não havia conseguido matar o diretor de Hogwarts e que, provavelmente, iria ser castigado pelo Lord das Trevas.

Ela ficou ao seu lado em todos os momentos, até o fim da guerra, mas agora que havia terminado, tinham que se separar. Apesar de se amarem, ainda eram muito diferentes. Ela nascida-trouxa e ele um sangue-puro, vindo de uma família que, provavelmente, não iria aceitá-la como esposa. Poderiam fugir, muitas vezes se pegaram conversando sobre isso, mas sempre falavam que era cedo para pensar nisso, mas o dia chegou.

Hermione balançou a cabeça, expulsando seus pensamentos, levantou a cabeça e suspirou. Então a resposta seria um não, mas nem isso ele falou. Ela então se virou e começou a andar rumo aos grandes portões do Castelo, onde poderia aparatar e sumir, não para sempre, mas por um bom tempo.

Ela sente sua mão sendo agarrada. Conhecia aquele toque muito bem. Quantas vezes já sentiu aquele toque pelo seu corpo, a fazendo arrepiar.

Ela se vira para ficar de frente a ele. Novamente encontra aqueles olhos cinza que tanto ama. Ele apenas sorri para ela e a puxa para um beijo. Já se beijaram inúmeras vezes, mas aquele beijo era diferente. A jovem teve medo de ser apenas um beijo de despedida, que ele iria embora, seguir sua vida, se casar com uma mulher que sua família aceitasse. Se separaram quando o ar foi preciso. Ainda ofegantes se olharam, sorriram um para o outro, ela pode ver lágrimas nos olhos claros dele. O homem suspira e, finalmente, a responde:

-Sim.

Mas se disser que sim, irei te beijar, te abraçar, dizer o quanto te amo. Iremos sair juntos por aqueles portões e iremos aparatar para a sua casa, nos amar novamente, pois sinto sua falta. Juntos iremos construir uma família. Scorpius e Rose. Teriam seus cabelos loiros e olhos claros? Ou os meus cabelos escuros e volumosos? Não importa, eu só quero ficar com você.

Mas primeiro irei te dizer:

-Você é um idiota, Malfoy.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...