1. Spirit Fanfics >
  2. Ritmo da Amizade(Harry Potter) >
  3. Capítulo único

História Ritmo da Amizade(Harry Potter) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olha... essa fic, foi uma colega minha, Emanoely Emilly que escreveu. Foi um trabalho da escola e a professora pediu pra eu postar a fic dela. Então espero que gostem e comentem se quiserem. Irei repassar pra ela.

Capítulo 1 - Capítulo único


A biblioteca de Hogwarts estava vazia e silenciosa naquela tarde, muito diferente do salão comunal da Grifinória, que estava em festa devido à vitória sobre a Sonserina. Hermione fingia ler um livro, enquanto chorava baixinho pensando no que vira há pouco — Rony e Lilá se agarrando por todos os cantos, sem se importar com ninguém.

De repente, a garota percebeu que não estava sozinha. Havia alguém ali, além dela mesma e

da Madame Pince, uma garota com vestes da Corvinal. A qual, passou por Hermione, fazendo a mesma passar as mãos pelo rosto, numa tentativa de apagar qualquer vestígio de lágrima que pudesse estar por ali.

Os olhos de Hermione acompanharam a garota corvina, enquanto ela pegava um livro na prateleira. No entanto, o que chamou sua atenção não foi o livro que a garota pegou, nem quando ela se sentou em uma das mesas próximas a que estava, mas sim o fato de que a outra estava com fones no ouvido e segurava um walkman. “Desde quando tecnologia trouxa funciona em Hogwarts?”, ela se perguntou, com uma expressão um tanto curiosa no rosto.

Ela só percebeu que a garota na outra mesa também a estava olhando, quando viu a outra sorrir para si. Hermione sorriu de volta, levemente corada, e desviou o olhar. As lágrimas voltavam aos seus olhos e ela não conseguia desviar o pensamento para outras coisas por mais de poucos segundos. O pensamento voltava sempre para o mesmo ponto: Ronald Weasley e sua estupidez imensa.

— Desculpa a minha intromissão, mas… por acaso você está com o exemplar de "Estudos sobre o uso de plantas mágicas na cultura trouxa"?

A menina se aproximou e, só então, percebeu as lágrimas no rosto da outra. Por um momento ela hesitou e quis voltar para onde estava, mas já era tarde. Não havia como voltar atrás.

— Não, é, eu não sei, quero dizer, bom…

Hermione se enrolou com as palavras enquanto fechava o livro para ler seu título. Por fim, cedeu à sua fragilidade e prosseguiu, sem olhar para os olhos da outra garota.

— É que, na verdade, eu só peguei esse livro por pegar. Nem prestei atenção…

— Você é Hermione Granger, não é?

A garota perguntou, obtendo um sinal positivo.

— Já te vi por aí. Eu sou Glenda. Glenda Iskrenost… E, bom… Eu precisava justamente desse

livro que está com você. Se não for utilizar e não se importar que eu pegue…

— Não, claro... Imagina... Não me importo...

Hermione dizia as palavras de maneira um pouco vaga, como se sua mente estivesse bem

longe dali. E realmente estava. Ela entregou o livro a Glenda e continuou perdida em seus pensamentos.

Glenda pegou o livro e voltou à mesa onde estava. O silêncio voltou a preencher o local. De um lado, Hermione se encontrava perdida em seus pensamentos e tentava conter as lágrimas. De outro, Glenda fazia anotações em um pergaminho, enquanto consultava o livro. Os fones continuavam em seus ouvidos, como se fossem o combustível que mantinha a sua concentração.

Hermione cruzou os braços sobre a mesa e deitou sua cabeça sobre eles. A dor que ela sentia naquele momento não se comparava a nada que ela já havia sentido antes. Ela sentia vontade de arrancar seu coração, só para deixar de sentir o que estava sentindo. Ela permaneceu com a cabeça baixa por alguns minutos.

Ao levantar, surpreendeu-se ao perceber que Glenda não estava mais na biblioteca, porém, em cima da mesa havia um cachecol e também o walkman.

Hermione levantou e dirigiu-se à mesa onde estavam as coisas. Ela não entendia como Glenda poderia ter esquecido o aparelho ali, afinal estivera o tempo inteiro com os fones no ouvido. Por curiosidade e, certa saudade dos tempos em que não conhecia magia, Hermione colocou os fones no ouvido.


Notas Finais


Por favor, peçam pra ela escrever mais, eu tbm quero que continue.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...