História Rivais - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Nalu
Visualizações 27
Palavras 1.459
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Harem, Hentai, Luta, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eae galera
Cá estou eu de novo com mais um capitulo para vocês
Espero que gostem
Boa leitura <3

Capítulo 10 - Outras intenções


Fanfic / Fanfiction Rivais - Capítulo 10 - Outras intenções

*O dia amanhece* 

*Lucy On* 

Lucy sente a brisa e a claridade baterem em seu rosto e logo acorda, pega seu celular e olha as horas, vê que são 08:30. Logo ela se lembra do ocorrido de ontem e fica triste, então resolve ligar para o irmão para dizer que não iria trabalhar hoje, queria um tempo para pensar e descansar. 

*No telefone* 

Lucy: Sting? 

Sting: Oi Lucy, aconteceu algo? 

Lucy: Mais ou menos isso, não irei trabalhar hoje, cuide de tudo pra mim ok? 

Sting: Ok, mas, é algo grave? 

Lucy: Não é nada a respeito da cirurgia nem nada relaxe. 

Sting: Aí que bom, pode deixar maninha eu cuido das coisas aqui. 

Lucy: Muito Obrigado Sting, te amo maninho. 

Sting: Eu também te amo, qualquer coisa só me ligar. 

Lucy: Ok, tchauzinho. 

Sting: Tchau. 

Lucy desliga a chamada e se esparrama na cama, como ela queria voltar atrás e ter feito algo para que Natsu não visse nada e tudo estivesse bem entre eles, mas ela se perguntava como Natsu estava lá? Como ele sabia que ela estaria lá? Será que ele a seguiu? Se tivesse seguido ele estaria ficando muito paranoico. Lucy não queria correr atrás dele, pois tentou explicar e ela a ignorou completamente e a deixou falando sozinho, então se fosse por ela a relação deles iria ficar assim. 

*Natsu On* 

Natsu acorda com seu celular despertando, eram 09:00 e ele precisava voltar para a rotina de sempre, se senta na cama e lembra do ocorrido de ontem, logo fica furioso se levanta da cama e dá um murro muito forte na parede, sua mão começou a sangrar. 

Natsu: Porque você fez isso comigo Lucy? Eu achava que você gostava de mim – fica triste – bom, agora tenho que voltar a rotina. 

Natsu vai até o banheiro e toma um banho rápido, durante o banho sente sua mão arder, mas nem se importa muito, depois de sair do banheiro, vai até seu closet e veste um terno, calça o sapato social, arruma seu cabelo e passa um perfume. Logo depois pega suas coisas e desce até a garagem, chegando la entra em seu carro, liga ele e dirige em direção a sua empresa. 

Chegando lá sobe direto para o andar em que fica sua sala, ao chegar la vai indo para sua sala quando é parado pela sua secretária. 

Cana: Hey Natsu? Ta tudo bem? 

Natsu: Sim está. 

Cana: Fiquei sabendo do que aconteceu, fico feliz que está bem e que a Lucy tenha saido do hospital. 

Natsu: É ela saiu. 

Cana: Não parece muito feliz com isso. Você não gosta dela? 

Natsu: É gosto – suspira. 

Cana: Então porque está assim? 

Natsu: Porque simplesmente eu vi ela beijando outro cara. 

Cana: Tem certeza que ela fez isso? Eu acho que ela gosta de você, ela arriscou a vida dela para te salvar. 

Natsu: É eu também achava que ela gostava de mim, mas eu vi com meus próprios olhos, aquilo partiu meu coração. 

Cana: Natsu vocês estão namorando? 

Natsu: Não. 

Cana: Olha não é querendo te magoar, mas, ela é solteira né, ela pode até gostar de você, mas pode conhecer outras pessoas. 

Natsu: Mas eu não quero que ela conheça novas pessoas, eu quero que ela fique comigo. 

Cana: Se quer tanto que ela fique só contigo peça ela em namoro, diga para ela o que sente. Ou logo perderá ela para outra pessoa. 

Natsu: Não consigo, aquilo me deixou furioso e triste. 

Cana: Puff, você e seu ego. 

Natsu: Que seja, você está me irritando mais tchau. 

Natsu sai deixando Cana falando sozinha. 

Cana: É Natsu, se você continuar assim vai acabar perdendo a mulher que você ama, e não é falta de aviso. 

*Anoitece* 

Natsu sai da empresa muito cansado, mas resolve de lá ir para uma boate para esfriar um pouco a cabeça, chegando na boate, dança e bebe muito, acaba pegando outras garotas, mas ele sabia que nenhuma tinha o beijo como o da Lucy, nenhuma tinha aquele toque especial, aquele toque que deixa ele louco. Após ficar muito bêbado, pega seu carro e dirige até sua casa, no caminho ele coloca a música Vem cá de Pelé MilFlows, e se sente triste por tudo que aconteceu, se distrai um pouco e quase bate em um carro, mas acaba chegando em casa com segurança. 

Ao chegar lá e abrir a porta vê um cara de cabelos negros sentado na poltrona e logo revira os olhos. 

Natsu: O que você quer Zeref? 

Zeref: Nossa é assim que você recebe seu irmão? 

Natsu: Fala logo, o que foi? 

Zeref: Parece que você foi atropelado por um carro. O que aconteceu? 

Natsu: Não é da sua conta. 

Zeref: Nossa irmãozinho, que grosseiro você. 

Natsu: Diz logo o que foi. 

Zeref: Vim ver como meu irmão querido estava, e vejo que está bem mal. 

Natsu: Ah, agora você se importa? 

Zeref: Eu sempre me importei contigo idiota. 

Natsu: Humpf, que seja. Me deixa em paz. 

Zeref: Só se você me dizer o que foi. 

Natsu: Ok, eu vi a Lucy beijando outro cara, satisfeito? 

Zeref: Hum, então você realmente gosta da loirinha, isso foi hoje? 

Natsu: Não, ontem. 

Zeref: Deixa eu adivinhar, ai você ficou furioso, deu um murro na parede, depois foi para empresa descontou sua raiva em todo mundo e depois foi para uma boate para tentar esquecer? 

Natsu: Você me seguiu? 

Zeref: Não eu te conheço irmãozinho. Você pediu ela em namoro? 

Natsu: Não. 

Zeref: E está bravo assim? Cade aquele Natsu que não se importava com nada? O que aquela loirinha fez contigo? 

Natsu: Vai se foder. 

Zeref: Ui, que bravo. Bom eu acho que você devia correr logo atrás do que é seu, fazer dela só sua, ou vai perder ela para outro. 

Natsu: Você não é o primeiro que me diz isso, agora se me der licença preciso de um banho e uma boa noite de sono, até mais brother. 

Natsu sobe as escadas e vai para seu quarto deixando Zeref sozinho na sala. 

Zeref: É Natsu você não tem jeito mesmo, seu ego vai acabar fazendo você perder as pessoas que ama. 

Zeref levanta da poltrona que estava sentado e sai da casa de Natsu. 

*Lucy On* 

Lucy estava assistindo Luke Cage na netflix em sua televisão da sala quando ouve a campanhia tocar. 

Lucy: Ué? Quem será que veio me visitar as 22:30 da noite? 

Lucy vai até a porta e abre e vê Loke parado, logo ela fecha a porta na cara dele e fica furiosa. 

Loke: Espera Lucy! 

Lucy: Fala logo o que você quer. 

Loke: Eu vim me desculpar pelo que fiz, sei que acabou magoada no final. 

Lucy: Se desculpar não vai mudar o que aconteceu. 

Loke: Por favor Lucy, me perdoa, eu fui um completo idiota, me desculpa, eu não consigo dormir pensando nisso. 

Lucy dá um suspiro e abre a porta. 

Lucy: Ok eu te perdoo, mas só dessa vez. 

Loke: Amigos? 

Lucy: Amigos. Apenas amigos. 

Loke:Ta bom, prometo não decepcionar – Loke tira uma caixa de chocolate que estava escondendo em suas costas – toma isso é pra você. 

Lucy: Muito Obrigado, entra um pouco, eu estava assistindo Luke Cage, é muito massaaaa. 

Loke: Eu já assisti também é topssimo. 

Lucy e Loke vão para a sala. 

Lucy: Bom pode ficar à vontade, eu vou lá na cozinha fazer pipoca pra nos. 

Loke: Ok – se senta no sofá. 

Lucy vai para a cozinha deixando Loke sozinho. 

Lucy: Ele não é tão mal quanto pensei. 

*Loke On* 

Loke: Ela acreditou em tudo o que disse – dá um sorriso malicioso – logo será minha Lucy, eu vou aproveitar cada detalha desse seu corpo gostoso – passa a língua pelos lábios. 

*Lucy On* 

Lucy volta para sala com uma bacia de pipoca e vê Loke fazendo umas caras estranhas. 

Lucy: err, tá tudo bem? 

Loke assusta. 

Loke: Não! Quer dizer sim, estou ótimo – sorri sem graça. 

Lucy: Você é estranho, bom vamos assistir um filme. 

Loke: Sim 

Eles escolhem um filme e ficam la assistindo. Quando o filme acaba os dois caem em gargalhada. 

Lucy: Nossa esse filme é muito engraçado, ri o tempo todo. 

Loke: É realmente, não consegui me controlar. 

De repente os dois param e começam a olhar um pro outro. 

Loke: Lucy... 

Lucy: Loke.... 

Quando Loke vai para cima dela para beija-la ela o interrompe. 

Lucy: É então, acho melhor você ir embora né, está tarde – fica envergonhada 

Loke: É - diz decepcionado. 

Lucy: Tchauzinho Loke, muito obrigado pela visita e pelo chocolate – diz empurrando ele para porta e acaba fechando sem deixar ele dizer nada. 

Lucy: Ufa, essa foi por pouco, só amigos Lucy, só amigos – sobe para seu quarto. 

*Loke On* 

Loke: Droga! Foi quase! Você vai ser minha Heartfilia. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E agora? Será que Lucy vai perceber as intenções de Loke?
Foi isso galera.
Até o proximo capitulo
Beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...