1. Spirit Fanfics >
  2. Rivais >
  3. Capítulo XXIV

História Rivais - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Yay, outra atualização e temos os resultados kkssk

Capítulo 24 - Capítulo XXIV


Fique calmo…

 

Se houve um momento em sua vida em que Yi precisou permanecer composto, foi este. Ele não podia deixar suas emoções assumirem o controle, mesmo por tão pouco tempo. Já era bastante intenso confessar como ele fez para Yasuo, não há necessidade de acrescentar mais nada. Possivelmente ele estava corando um pouco, esperando de perto a expressão deste último.

 

Ele estava errado? Ele estava certo? Eles já estavam vivos e apenas esperaram o momento certo para descobrir? Ou ele era apenas o único se sentindo assim?

 

Por um tempo Yasuo não disse nada, olhando para ele com uma expressão genuinamente surpresa. Quase pasmo — Não…? Isso assustou muito Yi. E se ele estivesse completamente errado e Yasuo apenas o visse como seu maior rival? É claro que ele havia jogado cada cenário potencial em sua mente, mas isso não diminuiria a dor. Parecer casual sobre isso era tão difícil que ele desejou poder desaparecer por um tempo.

 

— Oh meu Deus…De verdade?? Como uhhh amigos? Ou melhores amigos?? Não apenas rivais? — Tão alto e alegre. Na verdade, iluminou a expressão de Yasuo ainda mais do que antes, parecendo tão curioso e animado.

 

Oh…

 

Yi teve sua resposta — Os melhores amigos…

 

— Ah sim. Melhores amigos, se você concorda — Sua voz soou algo engraçado, ele não sabia como estava lidando com tudo isso. No entanto, ele não podia deixar nada transparecer, ele controlou sua compostura novamente.

 

— Droga, isso é ótimo! Quer dizer, todo esse tempo eu pensei em você como um bom amigo, mas...desculpe, é estúpido, eu não sabia que você me considerava assim. Mas está tudo bem então!

 

Por que... — Foi realmente injusto. Por um lado, o coração de Yi estava um pouco partido e realmente o atingiria assim que tivesse um momento sozinho para pensar. Por outro lado, Yasuo parecia tão incrivelmente feliz. Como isso foi possível? Ele pelo menos disse que era um amigo...Era como a coisa do rival, Yi só soube bem tarde que Yasuo esperava que ele confirmasse.

Então Yasuo realmente o apreciava, ao ponto de ser seu melhor amigo. Foi doce, Yi estava feliz com isso, mas significava uma coisa, eles não se amavam da mesma maneira. Todo esse tempo concordando com seus sentimentos por isso — Pare, não é culpa dele. Ele só tinha que olhar para Yasuo e aquele sorriso para ver que ele era importante para ele. Bastante.

 

— Não, não é estúpido. Eu deveria ter deixado isso claro antes

 

— Não, não é culpa de ninguém. Estou feliz que seja claro como, melhores amigos...e rivais antes de mais nada! Espero que você não vá devagar comigo agora, ainda estou pronto para lutar mais

 

— Eu nunca vou fácil com você e você sabe disso. Ser amigos não tem nada a ver com isso

 

Como ele poderia manter a conversa depois disso? Não tinha ideia, era como se seu cérebro funcionasse no piloto automático. Isso continuou e continuou, um pouco entorpecido com o que ele acabara de perceber, até que ele teria que enfrentar. Eles eram melhores amigos. Ótimo, mas Yasuo não gostava dele assim. Pelo menos por enquanto a voz de Yi não ameaçava tremer mais, mas ele tinha que se concentrar em algo, qualquer coisa, menos aquela dor crescente.

 

— Eu sei, estava só brincando. Mas ahhh…Melhores amigos! Juro que vou calar a boca sobre isso amanhã, mas hoje estou feliz, não sou apenas aquele garoto irritando você o dia todo. Ou apenas o irmãozinho de Yon

 

Como era precioso saber que isso o deixava feliz. Yi gostaria de estar tão feliz por ele quanto Yasuo estava. Honestamente. Talvez ele o fizesse alguns dias depois de aceitar tudo isso. Mas agora, ele sorriu de volta, com uma mascara 

 

— Você sempre foi muito mais do que isso...

 

Yasuo sorriu, como se o mundo fosse perfeito como era. Certamente para ele era o caso. Para Yi, nem tanto. Aquele sorriso que o fez se apaixonar, que doce tristeza.

 

Pare, fique feliz por ele.

 

[ ... ]

 

Tão quieto.

 

Não é surpreendente que não houvesse ninguém aqui, exceto ele neste quarto. O quarto deles. Yone ainda estava lá fora, certamente se divertindo no quarto de um de seus amigos. Deus sabe onde Yasuo estava, não aqui, já que Yi pediu para ser deixado sozinho naquela noite, depois que eles jantaram com todos os outros alunos.

 

Hora de estudar, supostamente. Na realidade, ele não conseguia se concentrar muito, seus pensamentos estavam por toda parte, assim como suas emoções. Quase perto de chorar em um ponto, mas ele se recusou a seguir esse caminho, não podia. Ele ficou sentado na cama, sentindo falta de alguém que não o amava da mesma maneira. Quão cruel e ao mesmo tempo esperado. Parte dele sabia que isso aconteceria, mas preferiu se concentrar naquela vaga esperança.

 

Inútil.

 

Difícil resistir à amargura. Parecia um pouco mais fácil de aceitar do que tristeza, mas por outro lado, Yi não queria ceder a isso. Isso levou ao ressentimento, à frustração com algo fora de seu controle. Nenhum dos dois poderia fazer algo a respeito, ninguém na verdade.

Yi suspirou, olhando para a mesma frase em seu livro nos últimos vinte minutos. Ele realmente não precisava estudar, mas precisava de distração. Em qualquer outro dia, ele teria Yasuo ao seu lado, encostado em seu ombro com o passar do tempo até que ele pudesse se arriscar a cochilar no colo de Yi.

 

Pare 

 

Foi tão difícil focar apenas no lado bom? Eles agora eram melhores amigos. Ele era potencialmente a pessoa mais próxima que Yasuo teve em sua vida fora de seu círculo familiar. Yasuo que havia pensado nele como um amigo muito querido por um tempo, sem ousar perguntar. Fofo... — Seu querido amigo, o barulhento e ousado Yasuo que graciosamente aceitou quando Yi lhe disse que preferia ficar sozinho naquela noite. Tudo bem, talvez Yi tivesse algo do tipo 'Eu quero estudar sozinho', não completamente errado, mas não totalmente verdadeiro.

 

A tristeza nunca esteve muito longe. Ele tinha que fazer de tudo para mantê-lo sob controle. Qualquer coisa, menos essa dor insidiosa de ser rejeitado. Nem mesmo de propósito. Teria sido pior se Yasuo soubesse como realmente se sentia?

 

Ou talvez ele esteja bancando o idiota — Ou para salvar Yi de um momento estranho ou apenas porque era como ele. Nenhuma ideia. Em qualquer caso, seu coração foi lentamente partido e doeu, doeu e doeu.

 

É tão egoísta...?

 

— Oi, estou aqui! — E lá veio Yone, intrometendo-se em seu hábito no quarto deles.

 

Droga...


Notas Finais


Eu nunca prometi nada =w=


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...