1. Spirit Fanfics >
  2. Rivais >
  3. Three (HashiMada)

História Rivais - Capítulo 3


Escrita por: _rayhxx

Notas do Autor


E chegamos ao último cáp :')

Nada a comentar 😶

Enfim, aproveitem a história e espero que gostem!

Capítulo 3 - Three (HashiMada)


Madara estava tranquilo vendo a competição de seu irmão, ele estava indo bem, talvez ganhasse. Não sabia ao certo. 


Sempre foram muito bem disciplinados pelos pais. Tajima era bem rígido, mesmo que os filhos fossem bem em quase tudo que participavam. Foi uma grande luta para conseguir finalmente entrar no clube de artes. Gostava de pintar e admirar as obras dos outros, por mais que não deixasse nenhuma emoção aparente. Uma habilidade vantajosa de seu clã.


Alguém tocou seu ombro e virou o rosto, vendo Hashirama sorrindo para si e sentando ao seu lado.


- Izuna está indo bem - ele disse - Tobirama perdeu a natação, mas ficou em 3°, acho uma boa posição.


Madara riu.


- Não esperava mais daquele idiota. - disse com uma cara maléfica


- Porque não gosta do meu irmão? - Hashirama perguntou com um biquinho meio triste


O Uchiha corou um pouco, mas voltou a olhar o irmão, tentando manter a vontade de tocar os lábios do outro dentro do seu ser.


- Não gosto porque ele deixa você triste - disse meio sem pensar


Hashirama não tinha dito nada por alguns segundos, então olhou para ele e o viu meio corado e olhando surpreso para si. Do nada, ele abriu um grande sorriso e abraçou-o pelos ombros.


- Então quer dizer que se preocupa comigo Mada! - ele disse empolgado


Tinham sorte de estar na parte mais alta das arquibancadas, seria ridículo e vergonhoso se alguém visse.


- Ora me large! - disse com raiva - E o quê que tem eu me preocupar com você?


- Você nunca diz algo assim facilmente, então eu tenho que aproveitar né? - perguntou meio tristonho


- Hum...


Eles ficaram conversando mais um pouco, ainda vendo as competições de esgrima.


Eles nunca tiveram nenhuma interação que não fosse depois da escola e estar aproveitando a tarde inteira um com o outro era maravilhoso. Hashirama sabia muito bem que amava Madara mais que um amigo, e Madara também sabia que tinha o mesmo sentimento. O Senju só estava esperando o momento certo para se declarar. Tentava manter-se otimista diante disso, porque não teria coragem alguma se fosse tão pensativo quanto o irmão mais novo.


Estavam em um silêncio confortável vendo Mei batalhar contra o Killer Bee. Não sabiam ao certo as pontuações, então quem estava na liderança ainda era um fato desconhecido, não poderiam estar em várias competições ao mesmo tempo.


Hashirama olhou o amigo de novo e sorriu calmo quando o viu concentrado na luta. Levou a mão discretamente até a franja dele, que cobria quase totalmente um de seus olhos e a colocou atrás da orelha dele. Ele olhou para si do canto do olho e fez uma cara meio assustada. Sorriu tranquilamente, e colocou a mão sobre a bochecha corada dele. 


Mas foi uma grande surpresa quando Madara levantou de supetão e o olhou como se estivesse possuído por algum espírito. Seu corpo se retesou ao ver ele se aproximar como um demônio para perto de si e lhe pegou agressivamente pelo braço, o arrastando para sabe-se lá onde.


- M-Madara? - o chamou ainda com medo


Não recebeu reposta, somente continuou sendo arrastado para fora do ginásio e para dentro do colégio. Não tentou se soltar, não sabia o que poderia acontecer se desafiasse o diabo. 


Foi aí que entraram em um corredor deserto e Madara o jogou para dentro de alguma sala. Quase caiu, mas se recompôs. Teve tempo de ver que era uma sala de aula, mas não o suficiente para prever o que o amigo iria fazer. E teve que levar alguns segundos para se dar conta que Madara o estava beijando.


Estava encostado em uma das mesas e com Madara sobre si, enquanto atacava seus lábios. Assim que se deu conta o coração disparou e retribuiu na mesma medida louca que o outro. Madara agarrou sua nuca enquanto Hashirama o pegava na cintura, o virando e o colocando contra a mesa.


Ainda no ósculo, o Uchiha se ajeitou e sentou sobre a mesa, recebendo Hashirama entre suas pernas enquanto apertava sua cintura e retribuía a força na sua nuca e braços. Os intervalos dos beijos eram curtos, respirando fortemente contra a boca um do outro num beijo desajeitado, mas cheio de euforia e paixão.


Ambos estavam tão entretidos nos lábios do outro que mal repararam que alguém os via do lado de fora da sala. Mas como sempre, algo iria os atrapalhar.


- Agora, vamos dar uma pausa de 30 minutos. - o auto-falante berrou - Iremos servir lanches na cantina, esperamos vocês lá. 


Maldita seja aquela voz de mulher do Google.


No momento que ouviram o anúncio se separaram minimamente e ficaram encarando os olhos um do outro, que estavam com o mesmo brilho de vislumbre e satisfação. 


Mas um alto barulho os fez acordar do transe, e assim que Madara percebeu o que fez empurrou Hashirama com força, fazendo o moreno bater contra uma mesa. Mas antes que ambos dissessem algo, ouviram passos tomarem conta do corredor. Estariam definitivamente ferrados se os demais alunos descobrissem.


Rapidamente Hashirama apontou para a mesa do professor e ambos correram para se esconderem. Tinha um espaço oco dentro da mesa, entre a cadeira e o tampo que fazia os alunos não enxergarem os pés do professor. Entraram lá dentro e rezavam para não entrarem na sala.


Hashirama encarou o Uchiha que na hora se encolheu e olhou corado para o lado.


- Foi mal Hashi, foi o momento. - ele disse sorrindo sem graça, mas sem conseguir o encarar - Não leve a sério, ok?


Aquilo entristeceu Hashirama, deixando-o frustado e com mágoa. Queria levar a sério, assim como queria repetir.


- Mas e se eu levar? - indagou, olhando magoado para ele


Madara arregalou os olhos e finalmente olhou o moreno. Acabou sorrindo sem graça e nervoso novamente.


- M-mas não precisa se não quiser - gaguejou


- Mas e se eu quiser?


O Uchiha já estava desesperado. Não sabia se ele estava falando num sentido bom ou ruim.


Bufou e chutou a perna dele com força, ouvindo ele reclamar enquanto massageava a área machucada. Juntou os joelhos em frente ao corpo e colocou a cabeça entre eles, deixando somente o nariz e olhos a vista, mas encarando os pés dos dois.


- Leve então! Não vai importar mesmo. - disse a última frase num tom triste


Estava mentindo. Importava sim, das duas formas. Se fosse a ruim, provavelmente perderia a amizade da pessoa que ama e gosta e um de seus únicos amigos. Se fosse no bom, tudo ok, tudo maravilhoso. Mas não conseguia ver uma realidade onde Hashirama o correspondesse.


- Eu posso? 


- O que?


- Levar a sério?


- Pode 


- Então ótimo


Esperava tudo, menos que Hashirama lhe abraçasse naquele momento. Quando sentiu os braços dele o rodeando, ainda não sabia o que pensar. Virou o rosto e viu o dele virado para si também. Pôde ver o lindo sorriso que ele deu tão de perto, assim como as bochechas vermelhinhas.


O coração acelerou como nunca, assim como seu rosto esquentando. Os olhos minimamente arregalados ainda olhando a face alegre dele.


- Então você...?


- Eu gosto de você, Mada - ele disse meio baixo, mas ouviu bem pela aproximação. Depois ele fez uma cara sem graça - Só não me declarei antes porque não achei um momento legal e-


Não teve tempo de falar por causa que Madara o beijou antes de terminar. Quando sentiu os lábios dele de novo, sorriu entre o beijo e retribuiu o selar calmo. Não tinha malícia no momento, somente a sensação vislumbrada e cheia de sentimentos. Foi breve, mas deu tempo o suficiente para Hashirama aceitar aquilo como confirmação, ainda continuando abraçado com ele.


- Então é um sim? - perguntou mesmo sabendo a resposta


- É, acho que sim - Madara riu, acariciando o rosto do amado


- Então aceita namorar comigo? - perguntou já extremamente animado


Madara corou de novo e riu de si.


- Que belo momento para fazer isso né? - Hashirama coçou a nuca sem graça - Mas eu aceito sim.


Hashirama ficou com uma cara fofa e uma aura luminosa ao redor de si, fazendo Madara rir de sua alegria exagerada. Mas não é como se não estivesse do mesmo jeito.


×××


- Isso aqui não é do Izuna? - Hashirama perguntou assim que viu o celular no chão


Estavam saindo da sala, já que o tumulto do lanche já tinha acabado.


- Cadê? - o Senju colocou o aparelho nas mãos do recente namorado - É sim, como ele deixa o celular cair aqui? Aquele desmiolado.


- Não sei... - Hashirama do nada deu um sobressalto - Será que ele nos viu?


Madara gelou na hora


- A-acho que não - disse, tentado aliviar a si próprio - Mas onde ele está?


- Não sei - foi aí que escutaram algo parecido com passos e vozes na sala á frente deles - Será que ele...?


- Mas o que ele estaria fazendo aí?


- Não sei, mas não dá pra abrir a porta por dentro - Hashirama informou como se nada importasse


- Hã?! - Madara já começou a ir em direção a porta


- Espera, deixa eu ver - abriu a porta e entrou no lugar escuro


Não visualizou de cara, mas rapidamente viu o irmão mais novo e Izuna o olhando surpresos


- Tobirama! Izuna! Estão bem? - perguntou preocupado


- Estamos sim anija - o albino respondeu antes de corar e começar a puxar Hashirama para sair dali - Tchau Izuna.


- Tchau - ele respondeu simplório


Quando ambos iam saindo, Madara viu os dois e assim que percebeu o Senju mais novo, a raiva logo veio novamente e mandou um olhar obscuro para ele, que não entendeu, mas também lhe lançou um igual, não sentindo medo.


- Eu hein... - Hashirama ralhou sussurrando para o irmão não ouvir


×××


- No fim... Nós ganhamos! - Madara riu maldoso enquanto via os Senju's saírem decepcionados da escola 


- Tsc, por sorte - Tobirama reclamou de braços cruzados e expressão fechada


Hashirama ainda tentava segurar o riso, enquanto olhava os dois mais novos. Não conseguia acreditar. Porque não poderia ter sido assim com Madara?


- Admita, somos os melhores - Izuna se gabou


- É, mas vamos, está quase anoitecendo - Madara disse, tendo o irmão começando a o seguir


- Er, Izuna? - Hashirama olhou assustado o irmão corado, era raro e mesmo que tenha o visto assim de manhã ainda era uma grande surpresa - Você poderia me dar seu número?


Izuna arregalou os olhos e Madara virou o olhar mortal para o albino. Mas o mais novo dos Uchiha's logo abriu um sorriso meio convencido arrancando do nada uma caneta da mochila e pegou a mão do mais alto.


- Me manda uma mensagem depois - disse quando terminou de escrever 


- Ok


Tobirama olhou para cima com uma grande ousadia, enquanto Madara o encarava como se fosse cometer um genocídio.


- Bem, eu já tenho o do Madara mesmo - Hashirama riu, não sabendo o que falou 


Só se deu conta quando os três olharam surpresos pra si. Izuna virou para o irmão que estava corado com uma sobrancelha erguida, enquanto Tobirama virava a expressão horrorizada para o mais alto deles.


- B-bem, até amanhã! - Madara disse meio desesperado enquanto puxava o irmão para saírem dali


- ...Vai me explicar isso em casa - Tobirama disse quando estavam sozinhos na rua 


- E você vai me ajudar - Hashirama disse alegre


- Mas nem morto!


Notas Finais


E chegamos ao fim kkkkk

Gostei muito de fazer essa fanfic, e gostei do resultado, acima de tudo :)

Não coloquei lemon nos Hashimada porque acho que ficou melhor assim, mas espero que tenham gostado 👁️👄👁️

Enfim, bye bye e até a próxima história!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...