História Rivais e... Amigas?! - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Eld Jinn, Eren Jaeger, Erwin Smith, Frieda Reiss, Grisha Yeager, Gunther Schultz, Hange Zoë, Historia Reiss, Hitch Dreyse, Jean Kirschtein, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Marcel, Marco Bott, Marlo Freudenberg, Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Mina Carolina, Moblit Berner, Oluo Bozado, Petra Ral, Reiner Braun, Sasha Braus, Ymir
Tags Annie Leonhardt, Annie Leonhart, Armin Arlert, Armin X Annie, Aruani, Attack On Titan, Bertholdt Hoover, Bertolt Hoover, Connie Springer, Connie X Sasha, Eremika, Eren Jaeger, Eren X Mikasa, Eren Yaeger, Erwin Smith, Hange Zoe, Hanji Zoe, História Reiss, Hitch Dreyse, Jean Kirschtein, Kenny Ackerman, Levi Ackerman, Levi X Hange, Levi X Hanji, Levihan, Marcel Galliard, Marco Bott, Marlo Freudenberg, Marlo X Hitch, Mikasa Ackerman, Mina Carolina, Pieck, Porco Galliard, Reibert, Reiner Braun, Reiner X Bertholdt, Reiner X Bertolt, Sasha Braus, Shingeki No Kyojin, Snk, Springles, Texting, Universidade, Ymir, Ymir X Historia, Yumikuri, Zeke Jaeger, Zeke Yaeger
Visualizações 177
Palavras 2.344
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, tudo bem?
Eu demorei um pouco pra postar esse capítulo (acho), mas cá estou. Eu achei que ele ficou incompleto, por algum motivo.
Enfim, olhem as notas finais <3. Lá tem um link pra o jornal que criei com algumas da últimas notícias sobre Mikasa, Annie e Armim, eu ia postar ontem, mas não deu.
E lá vamos nós, rumo aos 50 favoritos, kero <3.

Capítulo 9 - Capítulo 9


O quarto de Hitch parecia uma loja cheia de coisas juntas. A penteadeira cheia de cosméticos, com um espelho emoldurado com luzes, uma cama forrada com um cobertor com estampa de oncinha, um tapete rosa gritante e felpudo, alguns sapatos jogados num canto da parede, algumas peças de roupa sobre uma cadeira e uma porta aberta. Nessa porta era possível ver um quarto somente para suas roupas e acessórios, algumas cores mais chamativas se destacavam.

Annie estava sentada em uma cadeira, incrivelmente vazia e com um pote de sorvete no colo. Mina e Hitch, deitadas na cama, também tinham um pote de sorvete nas mãos.

- Por isso eu e o Neji terminamos. – Hitch terminou seu relato sobre o fim de seu namoro.

- Ele era bonitinho, que pena. – Mina comentou.

- Leva pra sua casa então. – Hitch riu.

- Eu curto caras mais velhos. – Mina respondeu fechando os olhos antes de tomar mais uma colherada de sorvete.

- Você não tem jeito. – Hitch respondeu e olhou para Annie – E você não vai contar sobre o menino no cinema?

- Hã?

- Aquele que a gente flagrou conversando com você no cinema. – Mina também olhou para a loira.

- Ele é legal.

- É o tal encontro que o Reiner armou?

- Aquele é o Armin.

- É outro? – Mina olhou, confusa – Reiner está rápido.

- Ele é só um amigo.

- Annie, não seja sem graça. – Hitch reclamou – O menino era bonitinho.

- Sei não, tinha uma cara meio feminina. – Mina debochou empurrando Hitch com o ombro.

- Mina – Hitch riu – Ele tem cara de novinho.

- Ele é um amigo, qual parte disso vocês não entenderam?

- O que tem demais sair com amigo? – Mina gesticulou com a colher na mão – Por acaso você vai sair com seu inimigo?

- Por que todo mundo quer me arranjar namorado? Estou cansada disso. – Annie afundou na cadeira.

- A gente só está brincando Annie. – Hitch disse rapidamente – Nós não queremos te apressar, todos tem seu próprio tempo.

- E a gente discorda totalmente das atitudes do Reiner, até conversamos sobre isso com o Bert outro dia. – Mina emendou logo após a amiga.

- Eu não entendo o Reiner também, ele está estranho ultimamente. – Annie enfiou outra colher de sorvete na boca.

- Será que é pelo assunto homossexualidade? – Mina indagou.

- O que? – Annie sobressaltou-se.

- Nem adianta olhar pra gente assim – Hitch endireitou seu corpo e sentou na cama – A gente tem gaydar, seus amigos são gays.

Annie olhou incrédula para as duas, ela sabia sobre Bertolt, mas sobre Reiner...

- Por que você acha que o Reiner quer tanto te arranjar namorado? Ciúme do Bert. – Mina explicou, sentando na cama também.

O telefone de Annie tocou, interrompendo a conversa.

- Alô? – Ela atendeu – Reiner? O Bert não quer conversar? Espera que eu vou ai, preciso conversar contigo.

 

***

 

Eren, Armin e Mikasa estavam sentados no chão do quarto de Eren, no meio de alguns livros espalhados. Eren esticou as pernas e recostou as costas na cama.

- Cansei de estudar. – Ele olhou para o teto do quarto, entediado.

- Eren, nós começamos faz pouco tempo. – Armin riu.

- Não seja preguiçoso, Eren. – Mikasa reclamou.

- Vocês são nerds insuportáveis. – Ele revirou os olhos.

- Nerd insuportável hein. – Armin olhou para o amigo de soslaio – Então não pegue mais minhas anotações emprestadas.

- Eren, você precisa se esforçar mais ou vai depender do Armin pra te salvar sempre. – Mikasa falou com os olhos colados no livro.

- Mikasaaaa, Armiiiiin. – Eren choramingou – Não precisam me lembrar disso. É que o Armin sempre põe detalhes organizados nas anotações.

- Então anote as explicações dos professores. – Mikasa falou ainda com o olhar preso no livro.

- Eu prefiro atividades físicas, como o clube de luta. – Eren pegou seu caderno novamente. – Pelo menos a Annie concorda comigo.

A menção do clube de luta e de Annie fez Mikasa e Armin desviarem o olhar do que liam.

- Essa garota é uma irresponsável, não caia na conversa dela. – Mikasa disse rapidamente. – Sinto que é uma péssima influência.

- Fui eu que comentei com ela e ela concordou comigo. – Eren abriu seu estojo e tirou um lápis de seu interior. – Não sei por que implica tanto com ela, a Annie é uma pessoa legal e ainda está me ensinando a lutar.

- Eu posso te ensinar a lutar.

- Mikasa, seu estilo de luta é bom e feroz, mas eu não tenho atributos necessários pra lutar como você.

- Atributos?

Eren não queria admitir em voz alta, mas os tais atributos a que ele se referia eram sua força, velocidade, entre outras capacidades físicas dela que eram maiores que as suas.

- De qualquer forma – Ele continuou – O estilo da Annie é mais adequado a mim.

- Ainda acho que você não deveria se aproximar dela.

- Pare Mikasa, não sou seu filho e nem seu irmãozinho. – Eren reclamou.

Mikasa voltou a olhar para o livro em sua mão e não disse mais nada, nem mesmo Armin acrescentou nada.

 

***

 

Reiner cruzou os braços na frente do corpo, deu alguns passos para seu lado esquerdo e parou, deu a volta em si mesmo e andou para a direita e parou. Reiner olhou na direção da rua e avistou Annie aproximando-se em passos rápidos.

- Annie, que bom que veio.

- Reiner, você é gay? – Ela perguntou sem rodeios.

- O-o quê? – Ele gaguejou surpreendido.

- Acho que fui direta demais dessa vez, responda. – Ela continuou encarando o amigo.

- De onde tirou isso?

- Hitch e Mina abriram meus olhos, acho que é verdade, pela sua reação. – Ela concluiu e encostou as costas contra a parede mais próxima, um hábito seu.

- Eu tentei ser alguém que todos pudessem me aceitar, mas tá na cara que sou uma farsa. – Reiner disse com a cabeça baixa, escorando as costas na mesma parede que Annie. – Eu mesmo me denunciei, né?

- Estava muito na cara e eu fui uma idiota que não percebi nada. Você estava mesmo morto de ciúmes do Bertolt, fique sabendo que nós não temos nenhum sentimento a mais do que amizade um pelo outro.

- Exatamente. – Ele levantou a cabeça para fitá-la – Me desculpe por tentar te empurrar pra caras sem você ter vontade, que tipo de amigo faz isso?

- Você tem que conversar com o Bertolt.

- Conversar? Eu não sei se consigo falar com ele.

- Dê o seu jeito, se vira. – Ela se afastou da parede e escondeu as mãos nos bolsos de seu casaco.

- Delicada como sempre. – Reiner riu. – Eu vou falar com ele, pode deixar.

 

***

 

Bertolt largou seu caderno sobre a cama e suspirou alto olhando o teto do quarto, até que escutou um barulho. Ele saiu da cama e caminhou até a janela, afastou a cortina branca e terminou de abrir a janela entreaberta.

- Bert!

Bertolt olhou para baixo e viu Reiner subindo por uma escada para chegar até sua janela.

- Reiner?

Reiner terminou de subir a escada e entrou no quarto, Bertolt o encarou em silêncio.

- Oi Bert.

- Reiner, o que pensa que está fazendo? Enlouqueceu? Poderia ter se machucado escalando minha janela dessa forma. – Bertolt ainda não acreditava no que o outro tinha acabado de fazer.

- Eu preciso falar com você... – Ele desviou o olhar do mais alto e o fixou num local qualquer.

- Estou escutando.

- Me desculpe por tudo, eu fui muito estúpido. E eu preciso te falar mais uma coisa e não é nada fácil.

Reiner suspirou, ainda sem encarar o amigo. Bertolt notou que ele iria falar algo sério e segurou as mãos dele.

- Seja o que for, estou do seu lado Reiner.

Reiner levantou o olhar para Bertolt e viu o sorriso dele, sua boca abriu de surpresa e não pode evitar sorrir timidamente.

- Eu sou um pouco diferente, digamos... Eu gosto de... – Ele respirou fundo antes de falar – Eu sou gay.

Os olhos de Bertolt as abriram com a surpresa da revelação, enquanto Reiner olhou para o lado novamente, constrangido.

- Como eu nunca notei? Reiner isso é... E-eu também sou. – Bertolt fechou os olhos com suor escorrendo pela testa – Eu também sou gay.

- Hein? – Reiner o encarou imediatamente – Não acredito! Aliás, tem mais uma coisa que quero te contar.

- Mais? Eu também tinha algo pra te contar, mas diga.

- Você primeiro.

- Você primeiro.

Os dois riram ainda de mãos dadas.

- Eu nunca te disse antes, seu sorriso é adorável Bert.

- O-Obrigado. – Bertolt respondeu corado. – O seu também é lindo.

- Ah. – Reiner sorriu tão enrubescido quanto o outro – Eu queria te dizer que você é a pessoa mais amável que conheço e que durante todos esses anos que te conheço eu escondi meus sentimentos por você... Bert, estou apaixonado por você.

- Eu também! – O outro respondeu rapidamente – Há muito tempo também.

- Hã? Nós estamos apaixonados e perdemos esse tempo por nada? – Ele riu.

- Pode ser, mas nós estamos aqui juntos agora. – Bertolt as mãos dele levemente.

- Você tem razão – Reiner acariciou o rosto de Bertolt – Estamos aqui e agora juntos, não iremos mais perder tempo.

Sem nenhum aviso, os dois chegaram mais perto um do outro até seus rostos se aproximarem cada vez mais. Por fim, suas bocas também se aproximaram até se encontrarem.

 

***

 

Zeke, Pieck, Porco, Marcel, Reiner, Bertolt, Annie estavam na garagem dos Galliard, um dos pontos de encontro dos titãs. Dessa vez eles convidaram Eren, Armin, Mikasa, além de Hitch e Mina. Alguns brindavam com um copo de saquê e outros com suco de uva, esses últimos não queriam álcool.

- Um brinde ao mais novo casal. – Pieck gritou. – Reiner e Bertolt.

- Muito bem Pieck querida, um brinde. – Zeke também gritou.

- Não gritem tanto. – Porco reclamou. – Não sei por que o Zeke fica trazendo bebida.

- Sai porquinho, sem mesquinharia pra comemorar meu namoro. – Reiner trocou soquinho com Zeke.

- Porquinho uma merda, Reiner. – Porco reclamou novamente.

- Relaxa maninho, vamos apenas comemorar esse data. – Marcel passou o braço pelo ombro do irmão.

- Zeke e Pieck estão juntos? – Mina perguntou descaradamente.

Zeke quase cuspiu sua bebida e Pieck deu uma risadinha misteriosa.

- Se não tiver eu passo meu telefone. – Mina continuou – Adoro caras mais velhos.

- Essa Mina não perde tempo. – Hitch gargalhou.

- Vocês podem sair com o Porco, Marcel tem namorada. – Annie disse.

- Isso aqui virou caça namoro? – Eren indagou, divertido.

- Annie! – Porco reclamou outra vez.

- Que meninas diretas – Reiner riu – Tem a Mikasa solta ai também.

- A Mikasa não está solta. – O cenho de Eren fechou imediatamente.

- Relaxa ai Eren, quem decide isso é a Mikasa. – Reiner disse em tom divertido – Além disso, tem o Armin também.

- Interessante, ele não é mais velho, mas tem uma mente madura. – Mina falou maliciosa.

- Deixem as pessoas em paz. – Annie falou olhando para o chão, com sua franja escondendo sua expressão.

- Isso aqui está muito divertido. – Hitch gargalhou e apoiou a mão no ombro de Mina, que também ria, assim como Reiner.

- Parem de fazer essas coisas. – Bertolt disse franzindo o cenho.

- Sorry Bert. – Reiner finalmente controlou sua risada – E já sabem que a Annie está fingindo ser namorada do Bert pra família dele?

- Como vocês acabaram entrando nessa mentira? – Eren perguntou antes de tomar mais líquido de seu copo.

- Simples maninho. A mãe do Bertolt desconfiou que ele namora e o coitado nervoso inventou o namoro com a Annie-chan. – Zeke explicou gesticulando.

- Eu não me importo de ajudar. - Annie olhou para Eren.

- Você é uma ótima amiga. – Eren sorriu para ela.

- É obrigação ajudar nossos amigos. Ela não fez nada demais.

Todos na sala olharam Mikasa após ela cortar a interação entre Eren e Annie, em seguida olharam para a loira. Pieck, Zeke, Reiner, Hitch e Mina olharam em expectativa para as reações das duas, Armin olhou para Eren e Annie com um pingo de tristeza, Bertolt e Marcel olharam temerosos para as duas e Porco era indiferente.

- Armin, vem pra cá. – Mikasa chamou. – Preciso de sua ajuda para fazer uma coisa no meu telefone.

Armin saiu do lado de Annie e foi na direção de Mikasa, Annie olhou pelo canto dos olhos para Mikasa e notou que ela fazia o mesmo.

- Mikasa, seu celular estava desligado. – Armin disse ligando o telefone da amiga.

- Oh é mesmo, nem notei.

Annie notou que ela tirou o menino do seu lado de propósito. Annie tocou em suas mechas de cabelo para disfarçar a forma que encarou Mikasa com raiva por pouco tempo, a outra apenas sorriu no canto dos lábios, desafiadora.

- Mikasa, que tal a gente continuar aquela luta que não terminamos naquele dia? Ainda quero testar as minhas habilidades em você. – Annie cruzou os braços.

- Eu adoraria.

- Nada de lutas aqui em casa. – Marcel interrompeu rapidamente.

- Nós estamos comemorando meu namoro com o Reiner, parem com isso. – Bertolt suava olhando para as duas meninas.

- Sinto a tensão no ar. – Hitch sorriu com malícia.

- Estamos apenas conversando, não existe nenhuma tensão. – Annie falou olhando para Mikasa.

- Digo o mesmo. – Mikasa respondeu da mesma forma.

- Vamos brindar de novo. – Bertolt pegou mais uma garrafa e levantou para tirar a atenção da tensão.

- Quem diria que o Bert gosta de uma bebidinha. – Pieck brincou.

- Tomara que eu não precise de ninguém pra fingir ser minha namorada. – Reiner tomou mais um gole da bebida. – Ninguém aqui ia querer.

- Que chato ter que fingir, os pais de vocês são tão rígidos? – Mina perguntou.

- Os meus sim, principalmente meu pai. Os do Bert são mais tranquilos, eu disse pra ele e ele ainda tá com receio. – Reiner passou o braço em volta do pescoço do namorado.

- Essas coisas não são tão simples. – Bertolt disse por fim.

- Por hoje vamos relaxar. – Zeke pegou outra garrafa para servir.


Notas Finais


Tomara que não vocês não tenham achado a parte da confissão de gay, quando um amigo me contou que é gay ele ficou super constrangido na hora, mas falou normalmente. Eu preferi não me aprofundar com esse assunto aqui.
Jornal: https://spiritfanfics.com/jornais/ultimas-noticias-snk-mikasa-annie-e-armin-9950825


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...