1. Spirit Fanfics >
  2. RIVALS - Fanfic Billie Eilish >
  3. Capítulo 23

História RIVALS - Fanfic Billie Eilish - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Volteii, gente, de verdade, desculpa demorar tanto pra postar ultimamente, eu estou cheia de lição, e tentando me alimentar melhor, já que eu não faço muito isso, mas eu sempre volto, viu, volteii, com mais um capítulo, não surtem, não fiquem bravas comigo, como diz Damares, nada e por um acaso kkkkk boa leitura gente beijinhoss😙❤❤

Capítulo 23 - Capítulo 23


Fanfic / Fanfiction RIVALS - Fanfic Billie Eilish - Capítulo 23 - Capítulo 23

- Perry? Vem, eu não tô conseguindo achar sua chave, vem abrir aqui pra mim... Rápido, eu tô atrasada.- A garota diz e eu simplesmente não respondo, fiquei parada, procurando a foto com os olhos.

Naquele momento eu havia saído de mim, saído daquele mundo no momento, eu precisava achar aquela foto. Ando pelo quarto, mexendo nas coisas, procurando a foto, no chão, mesa, armário, mas nada daquela maldita foto.

- Eii, vamos? Oque você tá procurando?- Billie aparece e eu a encaro.

- Ahh, minha blusa, você viu?- Pergunto e ela arqueia a sobrancelha.

- A que está no seu corpo?- Ela diz e eu me olho, vendo a blusa e em seguida olhando de volta para a mesma.

- Nossa, eu tô super avoada, desculpa, vamos.- Digo indo com a garota até a porta e apagando a luz do quarto.

Enquanto andávamos até a porta, eu pensava onde eu poderia ter deixado a foto, e me lembrei que Liv esteve no meu quarto mais cedo.

Se ela tiver pego, eu estou literalmente, ferrada, e eu preciso resolver isso.

Abri a porta, depois de ter apagado todas as luzes, e saímos, indo em direção ao elevador, entrando no mesmo, eu estava em silêncio, e com o olhar fixo no carpete que cobria o chão do pequeno espaço.

- Você tá bem? Ficou quieta e calada de repente.- Billie pergunta me olhando, fazendo eu sair dos meus pensamentos e a olhando.

- Ahn? Eu tô bem amor, só lembrei que tenho umas coisas pra eu resolver, mas tudo bem... Você tá bem?- Quando algo me assustava demais, mentir não era a melhor coisa que eu sabia fazer.

- Me chamou de amor? Eu tô bem, cê ta estranha, parece agitada, não quer vir comigo?- Ela pergunta e eu nego.

- Não, não eu tenho que ir ver umas coisas, importantes, vai lá, a gente pode se encontrar mais tarde, sei lá, ir no cinema, ou boliche?- Pergunto e ela ri e sorri em seguida.

- Tem 15 anos? Cinema? Boliche? Gostei, Faz anos que eu não faço isso, mas eu gostei.- Ela diz e em seguida a porta do elevador se abre, parando no térreo, mas eu a paro antes de sair.

- Cinema e boliche nunca sai de moda, e outra, só gente legal faz essas coisas, nunca viu nos filmes? Cinema e boliche são ótimos pontos turísticos. - Digo e ela ri.

- Sim, e a idade dos personagens nunca são maiores de 18, e outra, você não foi nada popular na época do colégio né?- Ela pergunta saindo e eu a sigo, com uma expressão incrédula.

- E qual é a graça de ser popular no colégio? Deixar um adolescente ser popular é a mesma coisa que dar dinheiro pra um cantor, eles ficam cegos e esquecem sabe do que? Sentimentos.- Digo tocando em seu peito, no lado do coração.

- Oque quer dizer com isso? Tá falando de mim?- Ela pergunta me olhando séria.

- Se a carapuça serviu, viúva negra.- Digo indo até a recepção.-  E outra, você tem cara de quem era popular na época do colégio viu.- Digo sem olhar pra Billie.

- Porque sempre me da nomes de personagens de super-heróis? E eu estudei em casa.- Ela diz encostando no balcão.

- Não é de super-heróis em geral, é só as meio doidinhas, viúva negra, tempestade, vampira, combina com você.- Digo e ela revira os olhos.- Ahhh, qual é o nome daquela que é azul? Que virá qualquer coisa? Achava ela tão sexy.- Pergunto e a mesma ia responder mas Liv aparece.

- Oi, Perry, Oi Jean Grey.- Liv diz e Billie revira os olhos e eu solto um riso abafado, olhando pra mesma.

- Ahhh, a Mística, ela era perfeita.- Digo parando e parecendo pensativa.

- Eu nem sou ruiva.- Billie diz e eu e Liv a olhamos.

- Não é o cabelo, é a cara seria.- Eu  Liv falamos ao mesmo tempo, nos olhando em seguida.

- Aí tanto faz, vamos?- Billie diz e eu concordo.- Vou pegar meu carro.

- Vai indo lá, eu tenho que pedir um negócio pra Liv, fiz um pedido e não vou estar aqui pra receber.- Digo e a garota me olha serrando os olhos, mas concordando em seguida.

- Ok, depois me fala onde a gente se encontra garota que gosta de dramas adolescentes. - Ela diz se virando indo em direção ao estacionamento.

- Eu gosto de crepúsculo e eles nunca foram no cinema... Se bem que em Lua Nova... Tchau Mística. - Falo e a mesma mostra o dedo do meio sem me olhar.

- Vai se foder.- Billie diz sumindo logo em seguida.

- Viu como ela é rápida? Sumiu, ela ainda consegue um papel em algum filme da Marvel. - Digo e olho pra Liv em seguida.

- Você sempre engraçadinha né?- Ela diz e eu a olho séria, encostando os cotovelos no balcão.

- É, da onde eu vim tem um palhaço que tinha fama de alcoólatra, mas por algum motivo, acho que ninguém falava muito disso, aprendi com ele.- Digo com um sorriso de canto.- Enfim, você, achou algo no meu quarto hoje? Sei lá, algo diferente?- Pergunto e ela me olha sorrindo.

- Diferente? Diferente como? Você, perdeu essa coisa diferente?- Ela pergunta e eu reviro os olhos.

- Perdi.- Digo bufando.

- Sério? Era uma foto? Polaroid? Pequenininha?- Ela pergunta me olhando com um olhar de deboche.

- É, isso mesmo, sabe onde ela tá?- Pergunto e a mesma concorda.

- Sei, tá dentro do meu sutiã, se conseguir pegar, é sua.- Ela diz sorrindo e eu reviro os olhos.

- Por favor, se alguém vê essa foto, eu e ela estamos ferradas.- Digo e a garota concorda.

- Mas eu já vi, e eu sinto sua falta, depois que você começou a ficar mais famosinha, nunca mais me chamou pra sua casa, pro seu quarto, sua cama.- Liv diz se aproximando de mim no balcão.

- Nós tínhamos pensamentos e futuros diferentes.- Digo desviando meu olhar.

- É, Perry, a garota que ganhou um Grammy e virou uma puta egoísta, assim como a nova namoradinha, amada por todo mundo, e a Liv? Uma recepcionista de merda, sem mais nada na vida.- Ela diz e eu bufo.- Mas sabe de uma coisa, se alguém ver, essa foto, sabe quem vai sumir num passe de mágica? Isso mesmo, a sua mística que acabou de sair por aquela porta. Sabe que a gente combina, as duas fazem piadas idiotas, não sei oque viu nessa garota, oque ela tem que eu não tenho? Peitos? Você nunca me disse que peito pequeno era um problema.- Ela pergunta fingindo estar pensativa, e eu a olho séria.

- Não é sobre o corpo de ninguém, não me apaixono pelo físico da pessoa, me apaixono pelo oque ela é. - Falo e Liv bate palminhas rápidas.

- Oque ela é? Olha, pelo oque eu sei, ela transa com meio mundo, já parou pra ver se tem pelo alheio na sua boca?- Ela diz sorrindo e eu respiro fundo forçando meu maxilar.

- Olha só, me diz que merda eu tenho que fazer pra você devolver essa porra dessa foto.- Digo olhando pra garota com uma expressão brava.

- Adoro quando me olha desse jeito, claro, é melhor quando é na cama, mas já que eu ainda não tenho essa sorte, novamente, eu aceito dessa forma, por enquanto.- Ela diz e eu arqueei a sobrancelha.

- Me fala logo oque você quer, e me devolve a porra da foto.- Digo e ela ri.

- Oque eu quero? Eu quero muita coisa, começando com, ela, quero você longe dela.- A garota diz sorrindo e eu a olho rindo debochado.

- Oque? Você tá louca?- Pergunto e ela nega.

- Eu sempre fui, você sabe. Você tem até amanhã a noite, depois disso, caso não tenha feito oque eu quero, a foto da sua namorada, vai estar na internet, e pelo oque eu sei, ela não gostaria que fosse tão divulgada assim.- Liv diz e eu apenas bufo olhando em volta, pensando no que eu faria.

- Tudo bem, até amanhã eu já não vou ter mais nada com ela.- Digo e Liv sorri.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...