História Riverside - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassinato, Colegial, Drama, Ficção Adolescente, Gossip Girl, Originais, Pretty Little Liars, Riverside, Romance, Scream, Scream Queens, Stellasolaria
Visualizações 29
Palavras 1.713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii Galera!!
Mais um capítulo de Riverside!
Espero que gostem!

XOXO

Capítulo 4 - 04x1 - Never Break Up


Fanfic / Fanfiction Riverside - Capítulo 4 - 04x1 - Never Break Up

Riverside, Estados Unidos.

Sexta-Feira

7:17 a.m.


Após o sairem da igreja e estarem do lado de fora da mesma, os jovens ficam assustados e o grupo de Roney se encontra com os outros.


—Porque estão com essas caras? —Noah perguntou.


—Nada não, Noah. —Ember diz.


—Tem certeza? Não estão escondendo nada? —Mike perguntou.


—Não! —Lauren diz. —Está agindo como seu pai… Só porque seu pai voltou a ser o Tenente de Riverside, não quer dizer que você vai poder fazer tudo o que fazia há 6 anos, Mike. Nós crescemos, não somos mais crianças.


—A senhora é lacradora mesmo, Cameron. —Nicholas Isaac Collins diz.


—Collins… Pensei que não era amigo do Walker. —Lauren diz.


—Quem se importa, estou aqui porque fui obrigado. —Nicholas diz.


—Todos nós fomos. —Melanie Yang diz. —Até a Violet.


—Eu não sou surda. —Violet Anders diz. —Não éramos amigos nem nada do Walker e viemos… Gastei meu tempo atoa.


—VIOLET! —Melanie murmurou dando uma cotovelada em Violet.


—Sem ofender, sem ressentimentos. —Violet diz.


—Collins, sabemos que você está aqui pra debochar. —Mary diz.


—Boa sorte no jogo de hoje, Wolves. —Nicholas diz. —Os Bears parecem ser um alvo fácil.


—Acho que já devemos ir. —Louis Paul Sanders diz. —Nos vemos no jogo.


—Ah, Marin, Christian quer ficar com você. —John Peter Reynolds diz.


—Ah, lógico. —Selene diz, com um sorriso amarelo.


[...]


Riverside High e Midtown High estão empatados no jogo de Futebol Americano. Restava apenas o último lance, que seria jogado por um dos Wolves, o escolhido entre eles foi Garrett Valiatti. Restava apenas 1 minuto para ela fazer o último lance. Garrett vai para trás e corre rapidamente para fazer um Touchdown, o mesmo acerta e Riverside acaba de ganhar o jogo e irá para a final contra os Eagles


—AAAAAAAAAH! —Todos que estavam na torcida dos Wolves gritam.


—Você conseguiu! —Thalia diz à Roney.


—Eu consegui... —Roney diz e sorri. —Então vamos sair… Ótimo!


—É o que parece ser… —Thalia diz, Selene revira os olhos.


—Já decidiram onde nós vamos? —Selene perguntou.


—Vamos ao parque de diversão! —Roney diz. —Chamei o time se não se importarem.


—Ah! Tá ótimo! —Ember diz.


—Só pra certificar, vamos como amigos. —Thalia diz.


—Ah, claro. Amigos. —Roney diz. —Ah, chamei uma amiga para ir junto, essa é Marcella Collins, irmã do Nicholas.


—Mas podem me chamar de Marcy. —Marcella diz, olhando para Lauren.


[...]


—Eu não aguento mais andar, pelo amor de Deus gente! —Lauren diz pela décima vez e todos a olham de a baixo.


As garotas e o time da Riverside andaram a escola até o parque de diversões, que era próximo à escola.


—Você só reclama, eu hein, chata. —Garrett diz, Lauren mostrou o dedo do meio para ele. —Igualzinha a irmã…


—Eu achei que já estivéssemos chegado. —Isla diz, enquanto mexia no celular.


—Falta pouco, vamos continuar. —Roney diz.


—Eu quero sentar. —Lauren diz.


—Cala a boca, Lauren. —Todos disseram em uníssono e Lauren cruzou os braços.


Eles continuaram a caminhada até o parque de diversões que Roney os levaria após o jogo. Esther e Ryan andavam de mãos dadas assim como Thalia e Roney. Lauren fez cara de nojo.


—Vamos nas montanhas russas ou na roda gigante primeiro? —Esther perguntou.


—Roda gigante! —Roney sugeriu.


—Ah não, gente. Vamos no carrossel! —Todos olharam para Mike. —Eu tenho medo de altura.


—Não ligamos. —Noah sorri e Mike faz cara feia. —Vamos na roda gigante, Selene.


—Ah… Eu vou com o… Luke! —Selene falou pensativa. —É, eu vou com o Luke.


—É em dupla. —Ian disse desapontado. —Escolham suas duplas.


E assim foi, as duplas foram formadas e os jovens foram entrando na cabine e a roda gigante começou a andar. Fazia um frio horrível, mas a vista valia a pena, estava de dia e o pôr do Sol estava maravilhoso, segundo Thalia. Em tons de rosa e roxo.

Thalia abraçou seu corpo por conta do frio. Mary estava com seu casaco. Roney se aproximou e abraçou o ombro de Thalia, e ela encostou a cabeça em seu peito.


—Iti malia! OLHA QUE FOFOS, LAUREN! —Marcella grita, que estava do outro lado apontando para o casal. Thalia riu baixinho.


—Não quero que interpretem errado. —Thalia disse. —Aliás, somos apenas amigos.


—Eles não têm porquê. —Roney diz, olhando pra baixo. —Infelizmente… Foi sem querer.


—Tudo bem. É normal todos me quererem depois que entrei no 1º médio. —Thalia diz.


—Ih, mas você nem é tudo isso. —Roney disse.


—Tem certeza? —Ela aproximou os rostos, Roney encarou os lábios de Thalia.


—Isso aqui tá muito alto, eu vou morrer. —Mike gritou, e fez Thalia se assustar e se afastar de Roney.


—PORRA MIKE! —As amigas de Thalia gritaram.


[...]


Após saírem da roda gigante gargalhando, todos conversavam, flertavam normalmente.


—Então, Lauren… —Garrett iria irritar Lauren novamente, mas foi interrompido pela mesma.


—Olha Garrett, vou te apresentar uma amiga. —Lauren diz. —Ember esse é Garrett, Garrett essa é Ember. Conversem.


—Sua amiga é esquentadinha, né? —Garrett diz.


—Vamos dizer que… Lauren não gosta muito do seu tipo. —Ember disse.


—E você se interessa? Pelo o que me disseram vo… —Garrett foi interrompido novamente.


—Você fala demais. —Ember diz, parada na frente do garoto. —Não cansa, não? Como as garotas te aguentam?


—Por isso. —Garrett apontou para sua boca.


—Ah, me poupe! Você não é tudo isso. —Ember analisa Garrett, o olhando de baixo para cima. —É...


—Já provou? —Garrett provocou.


Um pouco mais a frente se encontrava Selene e Luke conversando e rindo, Noah estava um pouco mais atrás dos dois, que os observava.


—Está com ciúmes, Baker? —Ian perguntou


—O que? —Noah saiu do transe.


—Você não para de olhar pra eles. —Ian o olhou. —Está afim da Selene?


—Eu? Não. —Noah negou. —Ela pode ser bonita e tudo mais, mas…


—Ela é uma norueguesa fria? Deixa disso! A nacionalidade não decide quem ela é. —Ian diz. —Conheço Selene, depois que ela terminou com o primeiro e “último” namorado dela, não se envolveu com mais ninguém.


—À não ser com Luke, agora. —Noah revira os olhos.


—Não foi só ele, Noah. —Ian diz. —Nicholas Collins, Christian Rory…


—Acha que Thalia e Roney vão ficar juntos? —Noah perguntou.


—Mudando de assunto, Baker? —Ian o encara.


Luke estava com os braços em volta dos ombros de Selene, ambos riam com se fossem “velhos amigos”, enquanto Noah revirava os olhos e Ian ria do garoto.


—Nem parece que nos conhecemos ontem. —Selene sorri.


—Verdade. —Luke respondeu, soltando uma risada nasal.


—Adorei passar o dia com você. —Selene diz, enquanto andavam.


—Eu também. Precisamos repetir isso. —Luke olhou para Selene, e ouviram alguns gritos que vinham de longe.


—YO SHIPPO!!! —Isla gritava, deixando suas origens se manifestarem.


—USEM CAMISINHA, CRIANÇAS! —Ember diz, e faz todos rirem.


—Suas amigas tem um senso de humor incrível. —Luke ri.


—Ai meu deus… Que vergonha. —A norueguesa ficava corada com as mãos na cara.


—Ei —Luke a vira para si. —Só entra na brincadeira.


—Ah, mas… —Selene é surpreendida por um beijo de Luke Montgomery.


Ainda atrás, seus amigos param para apreciar o momento.


—Vê se não estraga, Mike! —Marcella dá um tapa de leve na cabeça de Mike.


—Dios mio! És o… Digo, é o momento mais esperado da minha vida. —Isla diz.


—Tá frio, né? —Ember se aproxima de Garrett.


—Cara, ela ta tão na sua. —Carter sussurra para Garrett.


—O clima ali deve ta bom, né? —Nicholas e seus amigos chegam.


—Eles tão… —Stephanie Daniels faz uma cara de nojo.


—Não, foi de repente. —Esther diz.


—Você não tá sentindo nada, né, Chris? —Amberly Snart perguntou.


—Não, por que eu iria sentir algo por ela? —Christian Patrick Rory diz.


—É que o Chris ta apaixonado pela Teté! —Leah Baxter diz.


—Ata… —Christian ironizou.


O grupo de Collins sai sem falar nada.


[...]


O grupo de Nicholas andavam pelo parque de diversões rindo e conversando alto.


—Gente, espera aí! Vou no banheiro. —Leah pronunciou, e Amberly foi atrás para ajudá-la a segurar a bolsa.


O grupo parou em frente as paredes que haviam as portas dos banheiros. As duas entram e o clima não estava bom, algumas luzes piscavam e estava um pouco sujo. Leah entrou no banheiro e fechou a porta, a morena fez todo o ritual da higiene e tal antes fazer sua necessidade. Ao lado de fora da cabine, Amberly já estava nervosa e roía suas unhas, ao mesmo tempo ela ouve um barulho estranho vindo de uma das cabines.


—Leah? Leah, isso não é legal. —Amberly foi se aproximando, e logo viu, pelo espelho, o encapuzado de preto saindo de uma das cabines.


Antes que pudesse gritar ou se virar para se defender, o assassino a jogou para longe, onde a garota acabou batendo a cabeça com força, e começou a sangrar. O assassino poupou a vida de Snart, mas assim deixando inconsciente.


Leah assustada com o barulho, decide abrir a cabine e olhar o que estava acontecendo, logo viu sua amiga sangrando no chão.


—Amberly! Ai meu deus… Amberly, acorda! —Leah gritou, antes que pudesse gritar por ajuda, sentiu uma forte dor nas costas.


O assassino havia introduzido a faca na garota e foi descendo a faca até o fim da sua medula, fazendo assim um rasgo nas costas de Leah. Um mar de sangue banhava os corpos das duas jovens.


Seus amigos estavam impacientes com a demora das duas garotas no banheiro. Melanie decidiu entrar para ver o porque elas estavam demorando. Ao ver a cena e ver rastros de sangue, Yang gritou alto. Com o grito, chamou a atenção de suas amigas que estavam do lado de fora.


—Mel, o que aconteceu… Meu deus. —Marion Hadid diz impactada ao ver a cena. —Steph, chama a ambulância e a polícia, AGORA!


[...]


Os adolescentes que estavam se aventurando no parque, decidiram acabar com o clima entre Selene e Luke.


—Já acabaram a seção de “amor”? —Noah revirou os olhos.


—Apenas entramos na brincadeira… —Luke diz. —Vocês começaram e apenas fizemos e finalizamos ela.


—Montgomery, você é um gênio. —Carter diz.


—Ta bom, vamos ao o que interessa! —Mary diz. —Quando o casal vai assumir?


—Nós? —Selene aponta para si e Luke.


—Não, eles. —Mary aponta para Ryan e Esther.


—O que? —Esther diz.


—Vamos ser sinceros, loira! Vimos vocês se pegando na festa da Ally e.. —Ian foi interrompido pelas mensagens do assassino.


Ele havia mandando um vídeo e uma foto. Leah Baxter estava morta, e havia sido morta no parque.


“Quem será o próximo? Fiquem atentas, vadias. –R”


—Ai meu deus! —exclamaram.


—Leah Baxter foi assassinada. —Mary diz.


—Devemos contar pra polícia? —Ryan diz.


—Não, acho que devemos ir embora agora! —Carter diz. —O assassino está aqui no parque, podemos ser os próximos.


Os jovens começaram a correr para a entrada do parque, onde estava muito movimentada. Viaturas, ambulâncias e funcionários do parque circulavam o território. Logo, eles recebem uma mensagem novamente.


“George Walker se foi, Leah Baxter também. Vocês decidem quem irá depois. –R”


Notas Finais


Curtiram? Se sim, comente e favorite para ajudar a fanfic! Fico extremamente feliz com cada comentário!

E aí? Tem algum Shipp que gostaria que acontecesse? Algum personagem favorito ou 'odiado'?
Deixe nos comentários a sua opinião sobre a fanfic

Nos vemos no próximo capítulo, tchaaau!

XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...