1. Spirit Fanfics >
  2. Riviéri city >
  3. Riviéri city cap-11dia escuro

História Riviéri city - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Riviéri city cap-11dia escuro


Fanfic / Fanfiction Riviéri city - Capítulo 11 - Riviéri city cap-11dia escuro

Acho que por um momento meu coração parou de bater,todos estão na minha casa agora,meus amigos da escola alguns professores meus vizinhos,vieram me consolar se eles soubessem que nesse momento isso é impossível,todo mundo me olhando com carinha de pena,isso de alguma forma faz tudo ficar mais triste

-Eu sinto muito pelo seu vô Alice-diz Vitória uma amiga da escola-vai ficar tudo bem tá pode contar comigo pra tudo

-Pode contar com todo mundo aqui-Pedrao o garoto grande que senta na minha frente na sala diz e todo mundo concorda

-Obrigada gente,de coração mesmo é muito importante ter todo mundo aqui,olho pra Maurice tentando segurar o choro,acho que passei a manhã toda chorando, não quero recomeçar aquele chororo todo na parte da tarde respiro fundo e contenho as lágrimas que tentam cair

Umas 20 pessoas vem me abraçar tentar me consolar e parece que esse dia nunca vai acabar até que aquele povo todo finalmente decide ir embora e eu fico sozinha com Maurice sentada na varanda em frente de casa,ele senta do meu lado no banquinho e por um bom tempo ficamos ali parados olhando o horizonte,minha cabeça encostada no ombro dele,acho que preciso me sentir apoiada em alguma coisa senão vou cair,parecemos até namorados se essa cena não fosse tão trágica poderia parecer romântica,esse pensamento me faz viajar um pouco

-Vou sentir falta dele-Maurice diz finalmente

-Imagine eu-digo dando um sorriso desanimado

-Todos nós vamos sentir,seu vô era uma pessoa muito querida

-É acho que esse lugar vai ficar um silêncio sem ele-paramos de falar e ficamos nos olhando um pouco,um silêncio confortável se é que isso é possível agora 

-Obrigada Maurice,você sabe,por estar aqui comigo-ele sorri

-Você faria o mesmo,e eu também estou de luto,então você também tá me ajudando

-Sério,eu só chorei o dia inteiro não sei como isso pode te fazer se sentir melhor

-Eu também chorei bastante,agente tinha que ter um coração de pedra pra não chorar-realmente ele tá certo,mas não quero ficar aqui parada relembrando tudo que aconteceu hoje,quero sair um pouco preciso arejar a cabeça,então Maurice me chama pra dar uma volta

Andamos por um longo tempo pela estrada de terra,lembrando do tempo em que agente era criança e passava correndo por essas ruas-Meu deus que saudade-eu digo,Maurice concorda,aquela época era tão inocente e tão feliz depois que agente cresce parece que o mundo fica mais pesado,que ser feliz fica mais difícil e que a vida faz menos sentido.Andamos por mais um longo tempo o dia nublado quase escurecendo,a noite já vindo começo a sentir um frio

-Vamo voltar?

-Melhor né já tá ficando frio-eu digo,e voltamos pra casa calmamente por um momento eu consegui quase esquecer,a bagunça triste e maluca que virou minha vida,filha de dois extraterrestres mortos,órfã de vô procurada por um monte de malucos que eu nem conheço,eu sinto medo mas também sinto raiva sabe pelo que eles fizeram com meu vô eu não posso deixar isso barato.Uma parte de mim quer que eles apareçam pra eu poder me vingar,mas aquele cara em cima do telhado parecia forte,e aquele que me parou a caminho da escola também,meu vô disse que eu tenho poder,mas que tipo de poder é esse que eu não sinto?Eu não sou fortona,nem nada do tipo não sei voar,não tenho visão a laser então como eu poderia ajudar esses caras a dominar a terra,se nem nos x-men eu seria aceita.

Quando chegamos em casa convido Maurice pra ficar e ele aceita mais rápido do que eu pensei,acho que ele tá com dó de me deixar sozinha ou não quer encontrar o pai caindo de bêbado mais uma vez em casa,deve ser um pouco dos dois né.Combinamos dele dormir no quarto do meu vô ao invés da sala porque fica mais perto do meu quarto e tals,então se acontecer qualquer coisa é só eu bater na porta dele

-Pode deixar que qualquer coisa eu te salvo princesa

-haha, agora já posso dormir despreocupada-ele faz um biquinho

-Poxa pelo menos podia deixar eu encarar o personagem né hahaha,mas sério qualquer coisa me chama-ele me olha com uma carinha de protetor,acho fofo não minto

Depois de conversamos um pouquinho pra eu me distrair,decido que vou tentar dormir e vou em direção ao meu quarto só espero que eu consiga parar de pensar um pouco pra dormir

-Boa noite Alice 

-Boa noite,mau



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...