História Road To Love - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Guns N' Roses
Personagens Axl Rose, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Slash, Steven Adler
Tags Aria, Guns´n´roses, Rachelweisz
Visualizações 9
Palavras 1.585
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tô arrumando...

Capítulo 24 - .apetite para sedução


Fanfic / Fanfiction Road To Love - Capítulo 24 - .apetite para sedução

              {duas semanas depois}

*ARIA*

17 de novembro de 1988

    Certo, eu estava quase completando 1 mês longe de Los Angeles e a minha abstinência por aquele lugar só aumentava. Durante os dias no Texas, eu resolvi visitar alguns lugares que relembravam o tempo em que eu morava lá. Dê certo, eu encontrei novamente Nicolas. Nós conversamos e saímos novamente, mas é claro que ainda era bem constrangedor.

      Minhas malas já estavam prontas, na verdade, eu nem mexi nelas durante a viagem. Lá no Texas, conversei com um agente que me explicou tudo sobre o meu caso e me disse tudo o que eu teria que fazer.

Voltar para Los Angeles era decisivo.

*IZZY*

      Estávamos todos na sala assistindo um show do U2. A voz do Bono Vox é incrível, gostaria muito de conhecê-lo. E é claro que eu não digo isso perto do Axl.
      – Pessoal, vou começar a me arrumar para a festa. — Steven disse subindo as escadas.
      – Eu também vou. — Duff disse.
      – Eu também. — Axl disse
     
      Slash olhou para mim e disse:
      – Nós vamos ficar aqui?

      Eu não respondi nada, apenas fui para meu quarto me arrumar.

                             •••

      3hrs depois finalmente conseguimos sair. Em 1 hora todos nós estávamos prontos, exceto... Vocês sabem né? Isso mesmo, Axl levou 2h para se arrumar. Fomos todos para a casa do Sebastian no carro do Duff. — óbvio que o carro não era realmente dele. Vocês conhecem a história né? — na rádio do carro tocava "The Jack" do ACDC, estávamos todos muito animados. Seria a festa do ano.
       – Galera! Que bom que você vieram! — Sebastian gritou assim que viu o carro estacionar.
     
      Todos nós descemos e cumprimentamos ele. Axl ficou para trás conversando com ele. Essa amizade deles sempre achei suspeita. Assim que entramos na casa de Sebastian nos sentimos no paraíso.
       – Hum. Por onde começamos? — Steven olhou para nós sério, mas depois sorriu.
       – Ah, vamos ali pegar... — fui interrompido.
       – Guns N' Roses?
       – Richie Sambora? — ri com irônia.
       – Vocês por aqui? — ele perguntou e eu, Slash, Steven e Duff concordamos. — vamos ficar ali com a galera. — ele nos indicou com a mão e fomos atrás.
       – Axl não vai gostar nada disso... — Duff sussurrou ao meu lado. Eu ri de novo e continuamos indo até eles.

      Certo, a banda do Jon Bon Jovi era muito legal. As músicas deles não me interessavam, mas eu também não achava ruim. Duff e Steven se enturmaram rápido com a banda, enquanto eu e Slash conversávamos sobre algo sem importância.
     – Olha quem tá vindo ali. — Slash apontou pra Axl vindo até nós com uma expressão indecifrável. Eu não sabia se devia ficar ali ou começar a correr.
     – O que estão fazendo aqui? — Axl falou baixo. Sim, ele falou baixo.
     – Senta aqui cara. — Slash apontou para a cadeira ao seu lado. Já que ele era o último da esquerda e o resto da banda estava a direita. Axl suspirou irritado e se sentou.
     – Jeffrey... — ele chamou meu nome verdadeiro. Merda, ele estava bem irritado.
     – William, você tem que parar com isso! — entrei no jogo, estava pouco me importando se ele levantaria daquela cadeira para me bater, mas Axl tinha que aprender a controlar seus nervosismos. — nós estamos ficando reconhecidos, uma hora ou outra vamos ter que estar no mesmo ambiente com pessoas que VOCÊ não gosta. Independente de você gostar ou não, isso é importante pra nossa carreira e você não pode ficar arrumando confusão atoa. — falei e ele me olhou com os olhos arregalados e depois se encostou na cadeira bufando como uma criança.
      – Os caras foram super gentis com a gente até agora, não estrague isso. — continuei.
     
     Slash estava sentado no nosso meio e ficou boquiaberto, talvez nunca tinha visto alguém "brigar" com Axl e fazê-lo abaixar a cabeça. Axl me conhece e sabe que eu sempre aconselho ele para coisas boas. Slash e eu voltamos a conversar e Axl ficou excluído de nós e da festa. Minutos depois, Steven e Duff vieram até Axl junto com o próprio Jon Bon Jovi e o Tico Torres. Slash e eu não falamos nada, apenas ficamos observando. Qualquer movimento brusco poderia ativar o "furacão ruivo", assim como Aria o chamava. Aria...

      – Hey Axl, seu baixista e seu baterista são ótimos. — Tico falou e Axl levantou a cabeça para encara-lo.
      – Eu sei. Por isso são meus. — ele falou rude e deu ênfase no "meus".
      – Eu não sou de ninguém. — Duff falou. Steven riu e concordou com ele.
      – Saiam daqui seus idiotas. — Axl revirou os olhos e Duff e Steven saíram.
      – Foi muito bom te conhecer, vocês vão longe. — Tico foi simpático e lhe estendeu a mão. Axl olhou rápido para a mão dele e apertou.
 
    Jon que até então não tinha direcionado nada a Axl, falou:
      – Bom, você até que canta bem. Até.

   E saiu. Mas, antes dele sair Axl segurou com força o seu braço e disse:
       – O que você falou filho da puta? Você quer levar uma surra agora ou depois?
       – Ei, ei, ei, vamos ali beber um pouco e acalmar os nervos. — Slash entrou no meio deles e Jon saiu andando. Eu e Slash ficamos um do lado do Axl e fomos pegar mais bebidas.
       – Sabe, estou orgulhoso de você, Axl. — falei
       – É, se o Axl que eu conheci estivesse ali, era bem capaz do Jon sair daqui em cima de uma maca. — Slash concordou comigo.

    Axl olhou para nós um pouco confuso, talvez, e depois riu de leve.

       (...)

     Era duas da manhã e a festa estava em seu auge. O parabéns de Sebastian já havia acontecido, todos da banda haviam sumido. Axl subiu para um quarto com duas loiras enquanto Slash, Duff e Steven haviam saindo juntos. Eu estava conversando com o Nikki Sixx.
      – Foi conversar com você, dude. — foi a última coisa que eu ouvi dele após sair com uma ruiva aos risos.

     Caminhei até a mesa de bebidas e esbarrei em alguém, molhando toda a minha blusa.
      – Emma? — chamei-a surpreso — o que está fazendo aqui?
      – Sebastian é meu amigo. — explicou. — Aliás, oi Izzy, estou bem sim. — disse sorrindo com irônia.
      – Desculpa. Eu não sabia que você estaria aqui.
      – Está nervoso com a minha presença? — perguntou
      – O que? Claro que...
      – Vem, vamos sentar ali! — ela me interrompeu e puxou minha mão.

     Nós sentamos na escada que dava uma visão ótima de todos ali presentes na sala.

      – Cadê a sua namorada? — ela perguntou olhando pra mim.
      – Ela... — olhei para frente e suspirei — está viajando. — falei rápido.
      – Sério? Eu não deixaria meu namorado sozinho em Los Angeles. — riu.
      – Ela confia em mim. — a encarei.
      – Deve confiar mesmo. — ela sorriu pra mim e depois olhou pra frente — vou pegar algo pra gente beber. — disse e saiu rebolando.

      (...)

     Emma vinha pela quinta vez em minha direção trazendo meu copo cheio de vodka. Ela estava diferente.
     – Ah Izzy... — ela encostou sua cabeça no meu ombro e depois me deu um leve cheiro, no mesmo local. — eu senti tanta saudade sua... — disse e levantou seu rosto para me encarar.

    Seus olhos transmitiam um brilho, sua pele parecia veludo, seu cabelo bem liso exalava um cheiro delicioso, seus lábios pareciam maiores e apetitosos. Eu a encarei observando cada detalhe de seu rosto enquanto ela me olhava implorando por uma resposta ou talvez, um ato.

    Não Izzy, não. Preste atenção no que ela está fazendo. Não, não, não, não caia nessa Izzy. — minha mente gritava.

       Abaixei meus olhos de seu rosto e olhei sua vestimenta. Seus peitos pareciam querer pular através daquela blusa vermelha que ela usava. E sua coxas pouco cobertas pela saia implorava para se libertar. Enquanto isso ela mexia de leve suas pernas lisas e brancas junto de uma bota preta. Mas eu já havia visto uma bota daquela. Só não lembrava com quem.

     Emma naquela noite era o meu apetite para sedução. Ela havia me enfeitiçado.

      – Eu preciso ir embora. — ela disse e eu não falei nada, nem a olhei.

     Emma subiu as escadas e minutos depois voltou.

      – Izzy você pode me ajudar com uma coisa? — ela perguntou em pé na escada. Eu me virei pra ela e a olhei de cima a baixo. Ela sorriu.

     E eu fui. Sinto muito Aria.

   
 
*DUFF*

      Eram dez horas da manhã. Eu, Slash e Steven fomos curtir em outra festa e só voltamos no dia seguinte. Assim que entramos na casa do Sebastian, vimos o verdadeiro "pós–festa". Todos estavam acabados, mas é claro que felizes. Nós começamos a procurar por Axl e Izzy porque nenhum dos dois haviam aparecido na Hell House. Assim que subimos as escadas e entramos no corredor, demos de cara com um Axl totalmente irritado.
    – Onde vocês estavam? — perguntou tampando os olhos da claridade.
    – Nós viemos procurar vocês horas. — Steven falou rindo.
    – Ah cala boca antes que eu te bata. — Axl falou empurrando Steven e descendo as escadas.
     – Ei, falta o Izzy! — Slash gritou e Axl voltou.
     – Você viu ele, Axl? — perguntei.
     – Eu não. — respondeu — vamos ver se ele está dentro desses quartos. — disse.
    
     E assim que abrimos a primeira porta...

Uma cena que jamais imaginaríamos.

      – Droga Izzy... — Axl disse como se sentisse pena.
      – Puta merda! — Slash gritou.
      – Izzy tá muito ferrado... — Steven disse balançando negativamente.
      – É. — concordei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...