História Roberta Woods: A irmã secreta do Jeff The Killer - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Creepy, Creepypasta, Fanfics, Jeff, Jeff The Killer, Killer, Liu Woods, Matança, pasta, Slender Man, Universo Alternativo, Woods
Visualizações 7
Palavras 872
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 9 - Uni Duni Tê


Então a gente saiu de casa e caminhamos pela cidade por um longo tempo… até que achamos uma pequena casa verde


“Roberta,essa vai ser a casa que vamos tocar o terror hahahaha! Mas antes, vai ver pela janela,para saber se tem muitas pessoas em casa… Com essa vítima,eu quero ver como você assassina as pessoas,vou só observá-la e dar pequenas instruções…”


“Ok!” - eu falo enquanto me aproximo da janela


Fui olhar na janela da cozinha,tinha apenas um casal de adultos conversando...


“Mestre,tem um casal aqui na cozinha conversando!” - eu falo bem baixinho


“Ótimo,vê do outro lado da casa se tem mais alguém”


Olhei umas janelas ao redor da casa antes para ver se tinha mais alguém antes de ir para a parte de trás,não tinha ninguém… Quando eu fui para a parte de trás eu achei 2 quartos,um vazio e um com um adolescente dentro… Ele era um tanto..  estranho,ele tinha cabelos castanhos e olhos verdes claros,e estava com um moletom, mas ele era… tão… sombrio,também vi uma corda no seu quarto amarrada no ventilador do teto,um banco e umas gavetas do móvel do computador dele com…


“Lâminas?” - meu mestre chega por trás de mim e completou


“Hãn? Tu não ia ficar lá na frente da casa?”


“Eu nunca disse isso… Hey,esse garoto é assassino como a gente? Pra quê essas lâminas e essa corda no quarto dele? É pra matar pessoas?”


“Não sei,acho que não,ele é tão… Digamos… Triste…” - eu digo pensativa...


“Ah, deixa isso de lado! Monta um plano pra entrar!”


“Eu tou pensando em você ir…” - antes de eu completar ele me interrompeu


“Não,você vai fazer tudo sozinha! Sem minha ajuda!”


“Ah,tá certo! Eu vou quebrar a janela da cozinha indiscretamente,matar os pais dele, e tentar atrair o garoto para a cozinha,e… O psicológico dele vai por água abaixo,deixá-lo sofrer e depois desmaiá-lo, e torturá-lo depois…”


“Ótimo! Agora bote em prática!”


Eu quebrei a janela da cozinha com um soco,entrei dentro da casa e matei a mãe do garoto enfiando as minhas garras no pescoço dela,e o pai eu comecei a cortar ele,fazendo-o gritar bem alto,para atrair o garoto,e logo que ouvi o garoto correndo pelo corredor,eu matei o pai dele,na sua frente…


Mas… A reação dele foi diferente do que eu esperava, ele apenas saiu correndo,me abraçando,e implorando para eu matá-lo… Eu ia esfaqueá-lo nas costas mas… Não sei… Apenas me deu vontade de abraçar ele… Meu irmão chegou e viu e falou:


“Hey! Roberta,o que está havendo? Era pra você matá-lo e não…”


Antes do meu irmão terminar de falar, eu bati com um bastão que estava próximo a mim na cabeça do garoto,e o levei para o quarto,amarrando-o a uma cadeira, e o meu irmão me seguiu...


“Mestre… A reação dele não foi como eu esperava… Ele veio me abraçar implorando para ser morto e eu senti…”


“PENA!?”


”N-não!... Uma vontade de ajudá-lo… Ele já era triste,com a perda dos pais ele ficou pior… Ele não estava implorando por piedade ou vida,e sim por morte!”


“Isso é pena,dó! Bem,não vou interferir no que você vai fazer! Só vou observar para ver o que vai dar!” -ele me encarou meio zangado


“Hey! Ao invés de matá-lo que tal a gente levar ele como nosso aprendiz? Ele não tem mais ninguém… Aí a gente ensina as táticas de matar,e outras coisas! Vamos levá-lo mestre! Não temos nada a perder!”


“E se ele tentar nos fazer algum mal?”


“A gente não vai deixar ele mais forte ou melhor que a gente,não somos burros!”


Ele revira os olhos e diz: “faz o que quiser…”


Olha! Ele está acordando


“Hãn… Quem são vocês?” - O garoto perguntou meio tonto…


“Somos quem matou os seus pais! HAHAHA!” - meu mestre falou encarando o garoto.


“Ah… Eu me lembro…” - ele disse bem baixinho,abaixando a cabeça


“Você vai ter que me responder algumas perguntas…” - eu falei


“Tudo bem… Quero apenas acabar com isso logo…”


Meu mestre ficou encostado na parede enquanto eu peguei uma cadeira e botei na frente do garoto,sentei e fiquei olhando ele fixamente


“Você age de uma forma estranha!, ah,vou começar a perguntar… Pra quê essas coisas no seu quarto? Você é um tipo de assassino também?”


“N-não…” - ele balança a cabeça como um sinal de negação


“Então… Pra quê essas coisas? Essas lâminas e aquela corda pendurada ali?” - eu disse apontando para a corda


Ele simplesmente olha pra mim com os olhos cheios de lágrimas


“O-o que você acha?” -ele diz bem baixo


“Apenas me responda!”


“E-eu queria me matar… Mas vocês já vão fazer isso… Não é?” - ele diz deixando poucas lágrimas caírem em seu rosto…


Apenas o encaro meio espantada…


“Eh… O que dizer??” - eu penso


“Deveria lidar melhor com os sentimentos…” - meu mestre encara ele e diz friamente


“Isso é difícil!” - o garoto diz enquanto encara meu irmão


“Ah,tanto faz,eu quero te levar para ser o nosso aprendiz, para você aprender a assassinar e morar com a gente… Topa?” - eu disse me levantando da cadeira


“M-mas… Vocês mataram a minha família” 


“Eu também matei a minha! E nem por isso estou de frescura” - meu mestre diz revirando os olhos,dizendo bem friamente


“Não precisa ser tão insensível assim… Cada um lida de uma forma diferente com cada acontecimento… Você reagiu assim,eu reagi de outra forma e… Menina, eu vou com vocês,eu não tenho mais nada a perder mesmo…” - o garoto diz virando a cabeça de lado




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...