1. Spirit Fanfics >
  2. Robotic Boy - TaeKook >
  3. Chapter XVI "Hermanito" -;

História Robotic Boy - TaeKook - Capítulo 16


Escrita por: azywns e i_honey

Notas do Autor


então né gente,gostaria de dizer que possivelmente vocês devem ficar BEEEEMMMMMM confusos com esse capítulo de hoje, porém vão entender depois KWNSOWNSOKSKSKSKSKKS

perdão se houver erros ortográficos ou palavras muito repetitivas

Boa Leitura!

Capítulo 16 - Chapter XVI "Hermanito" -;


10:30 AM

Me virei para o lado,na intenção de passar a mão no Taehyung porém,acabei sentindo apenas o colchão 

Abri meus olhos lentamente e, não havia ninguém ali além de mim 

Suspirei,levantando e indo até o banheiro,escovando os dentes e lavando o rosto 

Arrumei o quarto em alguns minutos,ouvindo latidos e Yeontan junto de Gureum 

- Bom dia! - Falei animado,me abaixando e pegando os dois no colo 

Sai de dentro do quarto,indo até o cantinho da sala o qual tinha as vasilhas para colocar a ração deles mas, já tinha 

Coloquei eles no chão novamente 

Taehyung deve ter colocado a ração antes de sair

- Ei,Taehyung. Posso falar com você? - A voz vinha do outro lado da porta,mais precisamente do corredor. Estava meio distante porém,dava para escutar 

- Claro que pode - Era a voz do Taehyung 

- Que noitada você teve,hein. Escutei daqui - Soltou uma risada 

- Você não é o primeiro que reclamou sobre isso... 

- Mas,me diga. Quem é a sortuda da vez? Até agora, não vi nenhuma sair do seu apartamento com raiva 

Me aproximei da porta,encostando minha orelha na mesma 

- A-Ah... É... Um.... Uma amiga da Tzuyu! 

- Pegando uma amiga da sua irmã? - Riu 

Amiga? Eu não sou uma mulher... 

- Bom. Matei sua curiosidade agora, já vou 

- Me apresenta ela depois? Deve ter sido boa porque ela não saiu do seu apartamento 

- Cala a boca vai,Mark 

Ouvi passos se aproximarem e praticamente corri pro sofá,me jogando nele 

- Já acordou? - Taehyung abriu a porta,tirando seus sapatos no tapete. Ele tinha algumas sacolas marrons de supermercado - Fui fazer algumas compras,o almoço será por minha conta hoje 

Peguei o controle,ligando a TV 

- Vêm cá,quero te mostrar algumas coisas - Foi em direção a cozinha e fui logo atrás - Te trouxe biscoito e mais alguns doces - Me entregou uma sacola cheia de guloseimas 

- Não quero - Deixei a sacola em cima da mesa,ao lado das outras 

- Come pelo menos o biscoito e tome um leite para acompanhar 

- Não 

- Ah... Tudo bem então 

- Era só isso? 

- Sim. É... Daqui a pouco vou fazer o almoço

Voltei para a sala,deitando no sofá 

Yeontan conseguiu subir ali e,Guruem também 

Os dois ficaram um tempo tentando encontrar um lugar confortável e conseguiram; nas minhas pernas 

- Gosta de espinafre? - Perguntou da cozinha e não respondi - Sem espinafre então... E tomate?  - Continuei fingindo que não estava ouvindo - Vai ser apenas alface e tomate a salada então 

Ele estava praticamente falando sozinho e ignorei aquilo 

Após muito depois,ele se sentou no braço do sofá e cutucou minha perna 

- Eu fiz algo errado? Não gostou de ontem? Eu te machuquei?  

- Não 

- Não gostou?! 

- Não é isso 

- Mas gostou, não é?  

Sentei no sofá,assentindo minimamente 

- É que... Você... Têm vergonha de mim? 

- Não. O quê te fez pensar nisso? 

Suspirei derrotado 

Foi praticamente a primeira vez dele com alguém do mesmo sexo. Pode está sendo difícil para ele 

- Não é nada, vêm cá -  Abri os braços,o envolvendo em um abraço apertado 

- Se algo estiver te incomodando, não hesite me dizer,ok? 

- Uhum 

- Agora, vêm comer que já está pronto - Deu um beijo no meu pescoço 

(....)

Estava sentado em uma cadeira,comendo salgadinho de camarão enquanto Yeontan e Guruem estavam sentados ao meu lado,observando Taehyung malhar com a orientação do Yoongi 

Eu não sei direito o motivo pelo qual ele me trouxe junto mas,parecia ser interessante então decidi vim 

- 196,197,198,199,200! - Yoongi contava enquanto Taehyung estava deitado e erguendo uma barra que tinha pesos grandes. Deixou em cima de um suporte que havia ali  - Boa!

Taehyung se levantou,indo até aonde eu estava 

O entreguei uma toalha para ele enxugar seu suor e uma garrafinha de água 

- Se superou hoje - Yoongi comentou 

- Que ótimo - Sorriu orgulhoso 

- Estou exausta! - Tzuyu se aproximou de nós,pingando suor 

- Aonde estava? 

- Fazendo caminhada - Praticamente puxou da mão do Taehyung a garrafinha de água,dando um gole grande 

- Tá' tudo bem? Parece tensa.... - Tae colocou a mão no ombro dela que o olhou suspirando - Algo na Delegacia? 

- Sim... 

- O quê houve? 

- Você precisa voltar para o trabalho 

- Como? Eu já tentei! 

- Eu vou dá um jeito. Podemos conversar em particular? 

- Ah... Sim - Foram pra um lugar afastado o suficiente para não dá de escutar nada que eles falavam 

- E então? Como estão? - Yoongi enfiou a mão no pacote de salgadinhos que eu segurava,colocando um na sua boca 

- Eu e o Taehyung? 

- Exato - Flexionei os lábios,olhando para o chão pensativo - Não vai me dizer que ele já fez merda?! 

- Não totalmente 

- Ouça,o Taehyung ainda está em fase de aceitação o fato dele ter atração pelo mesmo sexo. Você mesmo sabe que ele era todo hétero top e mimimi

- Sim,eu sei. Só foi uma noite, não sei se ele irá levar a sério 

- Têm essa também... - Alisou seu queixo com o indicador,pensativo 

- Acho que ele foi legal comigo hoje de manhã porque moramos juntos 

- Não pensa assim também. Deve ter significado algo para ele 

- Eu espero 

- Significou para você? 

- Muito. 

Taehyung parou do meu lado, estendendo sua mão para mim e me levantou, começando a me puxar em direção à saída enquanto Tzuyu vinha logo atrás 

- A-Aonde vamos? 

- Delegacia 

- Tá'... É.... Até mais,Yoongi - Acenei e ele sorriu,acenando de volta 

Taehyung ainda segurava minha mão enquanto na outra,eu segurava as guias dos cachorros e o pacotinho que já estava vazio e,quando passamos em frente a uma lixeira,o joguei lá dentro 

- Tae... Por que está assim...? 

- Só estou te levando junto por precaução. 

- M-Mas... 

Decidi ficar quieto, não estava entendendo aquilo e sabia que no fundo era sério, já que ambos tinha a expressão fria 

Depois de caminharmos bastante,chegamos à Delegacia 

- Me escuta. Aqui é a mesa da Tzuyu então, você vai ficar sentado até eu voltar - Apontou para uma cadeira que tinha uma mesa em frente,sobre ela havia um computador,uma luminária de mesa e vários papéis e pastas,totalmente organizados 

- Tá'... - Me sentei na cadeira 

- Ah, você chegou - Seokjin deu dois tapinhas nas costas dele - Vamos 

Foram até uma sala que era por completo de vidro,paredes,janelas e a porta 

Fiquei de pé,conseguindo ver uma mulher que estava usando luvas azuis e,olhava algo utilizando uma lupa 

Para o meu azar,ela fechou a persiana 

- Porcaria! - Resmunguei. A curiosidade falou mais alto então,entreguei as guias para uma mulher que passava ao meu lado - Vigia eles só um minutinho? Eu já volto! 

- Ah... E-Eu... 

- Obrigado! 

Fui rápido até a sala,abrindo a porta lentamente e aproveitando que todos estavam de costas para a minha direção 

- Como Taehyung pediu,eu comecei sim a fazer os testes. Essas últimas semanas estava empenhada em apenas isso. Com o fio de cabelo que consegui dele e,um pouco do sangue,fiz várias e várias pesquisas. Cada exame deu um resultado extremamente diferente - A mulher dizia 

- Jungkook é ou não é um humano? - Taehyung parecia meio apreensivo 

- É algo difícil fazer testes com sangue,tantas coisas para testar mas,aqui está os resultados,acabou de sair - Quando ela iria entregar a folha,bati meu pé com raiva, chamando atenção dos quatro

- O quê é isso?! 

- Eu posso explicar! 

- Explicar,Kim Taehyung? Explicar?! Vocês fizeram testes com o meu cabelo e sangue! O quê queriam?! 

- Se acalma,Jungkook. Por favor - Tzuyu disse lentamente 

- Até você?! Quer saber?! Me dá isso daqui! - Fui até eles,pegando o papel e o rasgando,derrubando todos os frascos que tinha na mesma e,discretamente,pegando o meu fio de cabelo e o sangue que tinha em um potinho diferenciado e que a mulher apontou enquanto explicava - Não sabem aonde estão se metendo,seus sem noção!

- Não! - Ela gritou 

- Você desconfiou de mim! - Apontei para o Taehyung - Eu nunca deveria ter confiado em um mulherengo! 

O empurrei,sentindo sua mão segurar meu pulso 

- Jungkook,por favor,me escuta! 

- Se você não me soltar,vou fazer se arrepender 

- Vai me machucar? 

- Me solta 

- Não até você me escutar 

Segurei o seu pulso com a minha outra mão, começando a aperta-lo 

Ele soltou um pequeno resmungo de dor mas,me soltou 

Saí de dentro da sala, sentindo uma raiv tomar conta de mim 

- Jungkook, não vai! - Taehyung gritou 

Apenas peguei uma das mesas que havia ali,empurrando na direção deles, bloqueando seu caminho 

Comecei a correr pela rua, até encontrar um bar e entrar dentro do mesmo 

Sentei em uma das cadeiras que ficava de frente para o balcão

- Merda,merda,merda!

- Falando sozinho,hermanito? - Reconheceria aquela voz em qualquer lugar,apenas revirei os olhos quando ele se sentou ao meu lado

- Acabei de descobrir uma coisa que me deixou com uma raiva imensa então, não termina de transformar meu dia no inferno! 

- Também é bom te ver de novo, Jeon 

- Dá pra calar a boca, Sánchez?!  - Falei com raiva para o Latino da pele bronzeada,tinha o cabelo cortado no 2 e uma tatuagem no pescoço de rosa vermelha, duas no braço que era uma caveira em chamas e um revólver 

 - Opa,opa. O quê aconteceu para você está assim, tão bravinho? - Fiquei quieto,o encarando - Aquele homem descobriu tudo?! 

- Claro que não! Mas,quase - Tirei os frascos,mostrando pra ele - Estavam fazendo testes com meu sangue e cabelo 

- Pessoal esperto esse,hein 

- Também,me mandaram para a casa de um Ex-Detetive! 

- Ele estava afastado,deve ter sido por isso que não pensaram tanto 

- Aquele desgraçado do Santos,por que me deu a facada?! É tudo culpa dele que do nada,mudou de lado! 

- Santos é um traíra e eu sempre estava certo em desconfiar dele 

- Pela primeira vez na vida,concordo contigo. E ainda teve a cara de pau de tentar me sequestrar no hospital! Pelo menos ele foi preso 

- E solto. Pagaram a fiança dele 

- O quê?! 

- Sim,ele saiu hoje de manhã 

- Que ódio! - Bati na mesa com o punho fechado 

- Em relação ao Detetive que enfiou o nariz aonde não deveria,quer que eu bang! - Utilizou o indicador e o dedão do meio para fazer uma "pistola" 

- Vai ser Bang - Fiz o mesmo movimento que ele, apontando para seu pênis - Na SUA pistola se você fizer algo contra ele 

- Qué es esto, hermanito? Solo intento ayudar!

- Si tu ayuda implica asesinar a Taehyung, no lo aceptaré. 

- Ficou fraco? 

- Apenas não quero levantar suspeitas 

- Ou já está gostando dele?! 

- O quê? Não! 

- Hermanito,eu sei que você é gay 

- Ve a chupar una vagina  y deja de llenar mi paciencia! 

- Hermanito. Eu amo isso - Sorriu malicioso 

- Tchau - Me levantei - Faz o favor de sumir,vai

- E a nossa parceria? Como fica? 

- Não precisa continuar com isso Hermano, eu preciso resolver sozinho 

- Sozinho? - López,a barman tatuada até o queixo,me olhou meio debochada - Acha mesmo que iremos deixar? 

- Não vou ter vocês para sempre pra me proteger 

- E daí? Por enquanto ainda têm 

- Ainda não entendi o motivo pelo qual Santos matou aquele garoto e a garota... Pelo o quê eu sei, foi uma denúncia anônima de que a pessoa dizia que o seu chefe havia assassinado alguém. Estavam faltando alguns orgãos... 

- Ele matou só pra pegar os órgãos? Idiota enfermo! 

- O quê ele queria com os órgãos? Vender? Não faz sentido - López após alguns segundos, continuou - Ele está com o Cobra agora em diante... 

- Ele deve ter sido pago para se livrar deles - Indaguei 

- Santos,ese hijo de puta! - Morales,o careca de dois metros,totalmente tatuado,gritou com raiva, derrubando um dos copos no chão que quebrou na hora -  Maldito traidor!

Os outros ali presentes, como o Martínez,Serrano, Blanco,Navarro e Vázquez diziam discursos com raiva 

- Cálmate. Vamos pegar ele - Olhei as horas no relógio de ponteiro que havia pendurado na parede - Tenho que ir agora 

- Não vai tomar nada? - López arqueou as sobrancelhas 

- Só uma - Abriu a geladeira,pegando uma latinha de Pepsi e me entregando - Gracias,hermana - Recebi uma piscadela da mesma,seguida de um sorriso - Bastardos, sigan con el plan

- Bastardo é você,seu moleque! - Serrano gritou 

Saí de dentro do bar,enquanto tomava a minha Pepsi 

(....)

Entrei no YouTube pela TV,colocando a música Con Calma - Daddy Yankee 

- Como se llama, baby. Desde que te vi supe que eras para mi.Dile a tus amigos que estamos ready. Continuemos esto después de la party. - Cantava distraidamente junto da letra, enquanto procurava alguma coisa doce para comer no armário 

Acabei encontrando alguns biscoitos então,voltei para a sala,ficando na frente da Tv prestando atenção no videoclipe 

Por força do hábito,comecei a mexer a cintura no ritmo da música 

- Jungkook? Jungkook! - Taehyung entrou pela porta e me abraçou forte 

- O quê houve? Parece que não me vê a décadas! 

- Você... Me deixou preocupado! 

Meu olhar foi lentamente até a porta,o qual a Tzuyu soltava os cachorros da guia 

- Eu sei me cuidar. con calma~ - Cantarolei a música 

- Deixou todos preocupados - Tzuyu se intrometeu 

- Tá', desculpa...? 

- Você está tão tranquilo,mesmo depois de praticamente surtar na sala da perita 

- Eu surtei sim e,com razão - Abri o pacote do biscoito,comendo um. 

- No fundo ele tá' certo,Taehyung - Tzuyu parecia meio arrependida 

- Eu sei - Peguei o controle,mudando de música 

- Por que você sangrou? E disse aquilo lá na sala?! 

- Será que eu já não deixei claro que,me "investigar" - Fiz aspas com os dedos - É uma perda de tempo? Não encontrarão nada. Eu sou alguém inventado por uma empresa 

- Eu acredito em você 

- Mas eu não acredito em você,pelo menos não mais - Coloquei a TV na Netflix,sentando no sofá e colocando um filme de animação que havia lançado 

- Jungkook-... 

- Deixa ele, está chateado - Tzuyu consolou seu irmão com dois tapinhas no ombro 

- Isso, faça uma coisa que nunca fez na vida, ouça sua irmã 



Notas Finais


GENTE Ó

Sei que tá confuso mas,juro que vai ficar legal!
não desistam,rs

bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...