1. Spirit Fanfics >
  2. RogersRomanoff - War of Gem >
  3. Decisões, decisões

História RogersRomanoff - War of Gem - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Oi pessoal!

Como estão todos? Espero que bem.

Segue mais um capitulo da historia. Infelizmente, não consegui postar na semana passada pois minhas aulas começaram e estou me adaptando minha rotina novamente.

Boa leitura!

Capítulo 16 - Decisões, decisões


Fanfic / Fanfiction RogersRomanoff - War of Gem - Capítulo 16 - Decisões, decisões

_Espaço_ 

 

Depois do ataque de Thanos a Xandar, os nova ficaram divididos quanto as atitudes dos guardiões e, principalmente, Gamora. Apesar de Nova Prime e a maioria do povo defende-los fortemente, boa parte culpava a guardiã por ter ajudado o titã a pegar a joia do poder, chamando-a de traidora e de ser cumplice de Thanos. Afim de evitar que uma revolta se iniciasse, os guardiões não tiveram escolha a não ser deixar o planeta e vagar no espaço a procura da companheira sequestrada. O lado bom era que a nave deles estava abastecido com suprimentos e os reparos necessários já haviam sido feitos. 

- Que ótimo! - diz Rocket - graças a maluquisse da Gamora, nós passamos de guardiões aos odiados da galáxia. 

- Ela não teve escolha cabeção! - Quill esbraveja ainda se sentindo fraco – e não consigo acreditar, depois de tudo que nós fizemos por eles? Do que ela fez? 

- Eu sou Groot. 

- É, eles são uns ingratos. 

Mantis estava ao lado de Drax, Groot estava em um banco na lateral e Quill estava com Rocket na frente, pilotando a nave. Eles não tinham ideia de onde começar a procurar Gamora, pois Thanos poderia tela levado para qualquer lugar do universo. De repente, ao acionar um botão da nave para realizar um salto, acabam por parar em uma área que estava cercada por destroços ao redor. 

- Mas o que é isso? - pergunta Mantis. 

- Parece que era uma nave – Quill responde. 

Não apenas destroços, mas também havia corpos de pessoas flutuando por todos os lados. 

- Algo me diz que o Thanos passou por aqui – diz Rocket. 

Enquanto olhavam mais a fundo, um dos corpos que flutuava bateu na frente da nave. 

- Ah não - reclama Rocket – tira daí. Vai emporcalhar o para-brisa. 

Quando menos esperasse, o cadáver abre o olho e bate fracamente na nave como se pedisse ajuda. 

- Olha ele esta vivo – diz Mantis apontando o dedo. 

- Eu sou Groot – diz a arvore um tanto assustada. 

- Eu concordo – diz Rocket – ele é meio sinistro. Ele não vai entrar aqui. 

- Vamos ajuda-lo – diz Quill 

- O que? Você esta de brincadeira? 

- Se a Gamora estivesse aqui, ela ajudaria... 

Colocando uma roupa protetora e abrindo a porta da nave, eles trazem o moribundo para dentro, que havia perdido a consciência. 

- Nossa, ele é pesado! - reclama o Senhor das Estrelas que juntamente com Drax, o colocam em cima de uma mesa metálica. 

- Ele ainda está vivo? - pergunta o guaxinim, se aproximando. 

- Sim – afirma Mantis, colocando as mãos sob as laterais do rosto do estranho e usando sua habilidade de empata – tem muita pertubação  dentro dele...há muita raiva e dor. 

- Ele é um homem – afirma Drax. 

- Não diga? Só percebeu agora que ele é um cara? - Quill ironiza. 

- Ele não é um cara – rebate o destruidor - você é um cara. Ele é um homem. Um homem bem bonito. Todo musculoso. Como se um anjo tivesse acasalado com um pirata. 

- É. Que seja – Quill revira os olhos com os comentários de Drax e diz a Mantis – acorda ele. 

No momento em que disse isso, Mantis usa seus poderes e o estranho homem desperta em um impulso que assusta todos, com Quill, Rocket e Drax sacando suas armas e ficando em posição. Com o homem de pé, todos puderam ter uma noção de como ele é: tinha 1,90 de altura, forte, cabelo loiro raspado e tinha um tapa-olho no lado direito do rosto. Era Thor, que ao se virar, encara os guardiões. 

- Mas quem são vocês? 

 

_Wakanda_ 

 

- Tá espera um pouco aí... - dizia Tony Stark – que historia essa dele estar vivo? 

- Foi isso mesmo que ouviu Stark – retruca Strange. 

Os vingadores estavam todos reunidos depois do ocorrido com o Doutor Estranho, tentando compreender o que ele queria dizer com o fato de Adam Warlock estar presente na batalha deles contra Thanos. 

- Então, assim como nós, ele sobreviveu ao ataque de Thanos – Romanoff fala com firmeza como se estivesse entendendo. 

- Não exatamente – Strange continua – seu corpo e mente não se encontram mais em nossa realidade. Mas, de fato, ele vive. 

- Não pode se comunicar com ele como fez antes? 

- Não.  

- E como sabe que ele pode realmente estar vivo? 

- Em uma das previsões, ele estava lá conosco. A participação dele era primordial para nossa vitória. 

- Nessas possibilidades... - Steve fala enquanto raciocina a respeito – o sonho de Wanda envolvia todos eles? 

- Sim – Strange responde – e se não trazermos Warlock e darmos o nosso melhor, fracassaremos. 

- Como sugere que façamos isso? 

Todos aguardavam uma resposta de Stephen, mas ele permaneceu em silencio como se buscasse uma resposta clara e concreta para dizer. 

- Eae doutor? - Stark questiona impacientemente – o que a gente faz? 

- Eu não sei – diz sinceramente. 

- Como você não sabe? - Stark indaga - você tem todas as magias, os vodu e essa pedra que avança no tempo, mas não sabe como trazer o cara de volta? 

- Como eu já disse antes, ele não esta mais em nossa realidade. Caso você não saiba Stark, nosso mundo é apenas um entre milhares existentes. Warlock poderia estar em qualquer um deles, o que levaria uma infinidade para encontra-lo. 

Enquanto Stark e Strange continuavam a discutir, Hope permanecia pensativa. O relato do Doutor Estranho sobre Warlock e realidades a deixou um tanto intrigada. Scott, que estava ao lado, percebe a quietude da namorada e fala no ouvido dela. Steve Rogers percebe que os 2 conversavam entre si e estavam um tanto reservados demais do restante. 

- Scott. Hope – diz ele chamando a atenção de ambos – tem alguma ideia que queiram dividir conosco? 

Nessa hora, Hope se levanta para se pronunciar, atraindo a atenção de todos. 

- Em relação ao que o doutor Strange, eu tenho uma pergunta: e se houvesse uma maneira de viajar por um lugar que poderia servir como ponte para entrar em diferentes realidades? E que por meio dele, poderíamos identificar a localização exata de onde Warlock poderia estar e traze-lo de lá? 

As palavras de Van Dyne deixaram os demais membros confusos. Exceto Bruce, Tony e Stephen, que ficaram curiosos com o que a Vespa estava falando. 

- Que lugar seria esse? - pergunta Strange. 

- O reino quantico.

 

_Espaço_ 

 

Thor, que agora desfrutava da companhia dos guardiões, estava recompondo suas forças enquanto falava sobre o ocorrido em sua nave. Ele demonstrava estar emocionalmente abalado ao contar que Thanos matou seu melhor amigo Heindall e o irmão Loki, que tentou impedir que o Titã saísse com a joia do espaço, mas em vão. Em seguida, disse que Thanos havia desaparecido com sua Ordem Negra com um portal criado pelo próprio e que depois usou a nave para disparar um raio que aniquilou tudo o que havia sobrado. No entanto, não foi forte o suficiente para mata-lo. 

- Que merda! - Rocket praguejou colocando as mãos sobre a cabeça com uma expressão de desespero no rosto. Não pela historia de Thor, mas sim por causa da dimensão do problema em que havia se envolvido. 

- Ele exterminou o povo asgardiano assim como fez com o meu – Drax falou tocando o ombro do filho de Odin, como gesto de consolo e empatia. 

- Olha é muito triste, mas temos que seguir em frente – diz Quill. 

- E aonde estão indo? - pergunta o asgardiano. 

- Encontrar minha namorada. Thanos a levou – Peter responde apertando fortemente com as mãos o banco da frente – vamos encontra-la e matar o desgraçado. 

- Não vão conseguir. Vão acabar morrendo fazendo isso. 

- Olha, eu devo concordar com o pirata anjo – Rocket diz de imediato. 

- E abandonar ela? Depois do que ela fez por todos nós? Nem pensar! 

- O que lhe da tanta certeza de que ela já não esta morta, jovem mortal? - Thor questiona um tanto intrigado enquanto caminha em direção a uma prateleira. 

- Duvido disso! O cara pode ser um monstro, mas não mataria a própria filha – ao ouvir isso, o asgardiano ergue a sombrancelha em um gesto de ironia. 

- E o que garante que ela não esta do lado dele? 

- Você não sabe nada sobre ela! - Quill aumenta o tom de voz, fazendo Thor encara-lo friamente - não é o único que odeia o Thanos aqui. Ela o odeia mais do que tudo. 

Thor para alguns minutos encarando Quill, dá um sorriso de canto e se afasta. Ele abre uma porta de uma pratileira e começa pegar alguns suprimentos. 

- Ei! Essa comida é nossa! - grita Quill. 

- Não é mais – rebate o filho de Odin – e se forem espertos, irão para a terra ajudar os vingadores. 

- Os quem? - pergunta Rocket. 

- Os vingadores. Os heróis mais poderosos da terra. 

- Como Kevin Bacon? 

- É... - Thor faz uma pausa tentando responder a pergunta – eu não o conheço. Bom, faz tempo que eu saí de lá então ele pode ter entrado para a equipe depois. 

- Mas porque esse planeta? A terra? - Drax questiona. 

- Porque é lá onde estão as ultimas joias do infinito e para lá que o exercito dele irá. 

- E aonde você esta indo? Fugindo com o rabo entre as pernas? - Quill fala sarcasticamente. 

- Não, vou para Nidavellir. 

- O que? Nidavellir? Ela existe? - Rocket se pronuncia com empolgação. 

- Espera. O que essa Nida...Nida... - Quill tenta completar a palavra, mas em vão. 

- Nidavellir – Rocket completa de imediato - vocês estão brincando que não sabem? É onde fabricam as maiores armas do universo. Esse lugar é uma lenda. 

- A lebre parece ser a mais sábia entre vós - Thor fica impressionado – aposto que é o líder dessa equipe. 

- Muito perspicaz da sua parte. 

- Gostaria de se juntar a mim nesta aventura? 

- Olha, é muito tentador. 

De repente, um ruido começa a ecoar, parecendo uma transmissão de rádio. Aos poucos, eles ouvem uma voz familiar. 

- Quill, na escuta? Rocket? Alguém? 

Ao escutarem a voz com um pouco mais de atenção reconheceram rapidamente. Quill corre para o painel da nave, apertando o botão e respondendo a chamada. 

- Nebulosa? 

- Quill, escute com atenção. Não tenho muito tempo. 

- Como você conseguiu as coordenadas da nossa nave? De onde você.... 

- Só cale a boca e escute – ela o corta imediatamente – eu sei onde a Gamora está. Preciso que siga essas coordenadas. Encontrarei você lá. 

- Espera o que? Nebulosa? Ainda está aí? 

A comunicação havia caído. Porem, ele recebeu as coordenadas e o trajeto indicava para um planeta abandonado chamado Titã. Agora, eles deveriam tomar uma decisão: seguir com Thor para Nidavellir, ir para a terra ou para Titã. 

Se dependesse de Quill, ele certamente seguiria para titã se encontrar com Nebulosa, mas quanto aos outros guardiões, os pensamentos deles eram um tanto diferentes naquelas circunstancias. 

 

_Wakanda_ 

 

- Acreditam mesmo que ir para o reino quântico poderão encontrar Warlock? - Bruce pergunta com um pé atrás.  

Por mais que estivesse encantado com ideia de um mundo subatômico servir como uma porta para entrar em outras realidades e até mesmo para viajar no tempo, isso não passava ainda de uma teoria, pouco explorada na prática. 

- Minha mãe... - Hope responde – ficou presa por lá durante 30 anos e sobreviveu. Depois que a resgatamos, ela voltou com uma capacidade de armazenar energia do próprio reino quântico.  

- Impressionante – Shuri ouvia aquilo e ficava admirada. 

- Não é só isso. Ela disse que todo organismo vivo lá dentro armazena energia. O que quer dizer... 

- Que se o Warlock estiver por lá, vocês poderão rastreá-lo através de um detector que vocês mesmo criaram. Não é verdade? - Tony fala de forma direta, como se já tivesse entendido todo o plano. 

- Exatamente, senhor Stark. 

- Parece ser nossa melhor opção - diz Steve – tem certeza que querem fazer isso? 

- Relaxa, Cap – Scott fala sendo otimista - já entrei e sai do mundo quântico várias vezes. 

- 1 vez, Scott – Hope rebate. 

- É, 1 vez. Mas conseguiremos de novo. 

Scott pega uma pequena maleta e abre, exibindo uma série de carrinhos em miniatura. Ele então retira um que parecia ser um modelo de van de cor marrom. 

- Cara, você deve ser muito fã de hotwheels – Peter Parker abre a boca para dizer algo aleatório. 

- Parece não é? - Scott responde com bom humor – mas acho melhor acionarmos isso em outro lugar. Um que tenham mais espaço. 

- Venham comigo – diz T´Challa. 

Os outros o acompanham até um andar do laboratório que ainda não estava sendo utilizada por Shuri. Tinha espaço o suficiente para colocar 10 carros se precisasse. Chegando lá, Lang aciona um botão que deixa a van em seu tamanho real. 

- Ta-ram. Apresento-lhes a Van do Luís - brinca Scott. 

Os vingadores olham com certa estranheza, pois tudo o que viam eram uma van velha e que não tinha relação com nada que eles estavam falando até o momento. 

- Eu sei o que estão pensando: o que uma van antiga quase que caindo aos pedaços pode nos ajudar nesse momento? 

- Scott, não enrola. Não temos tempo para isso – Hope o apressa, já com o traje da Vespa por baixo das roupas civis. 

- Eu sei, eu sei – ele afirma – mas eu digo a vocês que a beleza não está fora e sim dentro. 

Ele abre as portas da traseira da van, revelando a maquina que utilizariam para entrar no reino quântico. Hope aciona o botão da maquina que faz com que ela ligue. 

- Ainda funciona. 

- Maquininha bacana – Stark demonstra pela primeira vez, estar impressionado.  

Scott faz o mesmo que Hope. Ele retira as roupas de cima e já vestido com o traje por baixo, se prepara para embarcar para entrar. 

- É com vocês gente. Boa sorte – deseja Romanoff. 

- Lembre-se... - alerta Strange – nossa vitória dependerá do sucesso de vocês. 


Notas Finais


Thor está vivo!

O que será que Quill fará? Qual será a decisão dos outros guardiões? Eles permaneceram juntos ou cada um decidirá por sí próprio que caminho tomar? O que você faria?

Enquanto a Scott e Hope? Com a ida deles ao mundo quântico, conseguirão trazer Adam Warlock de volta?

Será que há mais coisas na previsão do Doutor Estranho que ele não interpretou?

Se você gostou, não esqueça de favoritar a historia para continuar acompanhando.

Deixe seu comentário abaixo. Faça de mim um escritor feliz. Participe você tambem da historia.

Obrigado pelo carinho e próximo capitulo, teremos um momento especial de 2 personagens. Não percam!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...