1. Spirit Fanfics >
  2. Rollin >
  3. Unique

História Rollin - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hm, a Rayane disse que queria algo com esse plot e eu gostei dele, então acabei fazendo. Espero que gostem :)

Capítulo 1 - Unique


   .•♫•♬• rollin •♫•♬•

Já estávamos em tour há algum tempo. Eu já estava acostumado ao ritmo acelerado, com pressa o tempo todo, muitas vezes até mesmo cansado, mas eu realmente não consigo me acostumar com as performances do Baekhyun.

Baekhyun. Eu amo como o nome dele soa. Eu amo como a voz dele soa. Eu amo como ele se move, eu amo a aparência dele, eu amo a personalidade dele. Baekhyun desperta em mim coisas extremas. Coisas que eu não posso evitar, nem quero evitar, por mais que precise.

Ele é extremamente discreto. Apenas eu e Junmyeon sabemos das garotas com quem ele se encontra casual e ocasionalmente, apesar de às vezes ele ser um pouco descuidado e aparecer por aí com chupões e os lábios inchados. Isso me deixa irritado, porque tinha de ser eu deixando ele marcado, tinha de ser  eu beijando aquela boca, passando as mãos por aquele corpo. Mas não era.

Apesar de tudo, ainda somos amigos. Melhores amigos. Então, quando ele precisou de alguém para dançar Un Village com ele, concordei de imediato em ajudá-lo. Ele veio direto a mim, já que eu sabia a coreografia de cor, e, bem, nossas fãs iriam a loucura nós vendo dessa forma.

Neste exato momento, estou no camarim, me preparando para o concerto. Minha performances com Byun seria perto do fim. Eu teria tempo para me preparar, para absorver as energias positivas das nossas fãs, e principalmente, para me controlar. Mesmo assim, a ideia de dançar essa música com Baekhyun ainda parece perigosa.

A staff que está me maquiando me olha preocupada.

— Está tudo bem? Você parece tenso. — ela me perguntou.

— Eu estou bem. Só... Um pouco cansado, talvez. — respondi para ela com um sorriso. Ela sorriu de volta e continuou com o trabalho dela.

Cinco, talvez sete minutos depois, uma batida na porta é ouvida, e logo depois, um certo homem de cabelos azuis entra no lugar.

— Olá gente! — ele acenou para a staff e para mim. — Chan! Obrigado, de novo, por me ajudar! — ele se aproximou e me fez um cafuné. Fechei meus olhos e aproveitei o toque breve.

— Não é nada. — respondi, tentando demonstrar que fazia pouco caso. Ele sorriu de novo. Observei como ele estava. Usava uma calça larga, branca, com a camisa da tour, meio longa, e um casaco, branco e fofo. Não achei que pudesse me sentir ainda mais atraído por Baekhyun do que já estava, mas parece que me enganei. Soltei um pigarro, limpando a garganta. — Você está bonito.


—Você também, Chan. — ele me respondeu, depois de me olhar. — Tenho que ir ver como o resto da equipe está. Vejo vocês depois.


Antes que eu pudesse responder, ele já tinha passado pela porta.Nai muito tempo depois, a staff anunciou que tinha terminado comigo, então pude sair dali. Vaguei pelas instalações do show por algum tempo, talvez inconscientemente estivesse procurando por algo. Ou alguém. Quem pode saber, não é? Quando olhei para o relógio, já estava quase na hora do show.


Vi Baekhyun de longe e meu coração se aqueceu. Ele estava tão frenético. Mesmo após ter dançado essa música dezenas de vezes, ele ainda ensaia e dá muito duro. O observei por algum tempo, até a staff vir nos buscar.


— Cê tava aí? Por que não foi lá?— ele me perguntou.


— Ah... Preguiça? — respondi, incerto.


Ele me deu mais um dos seus belos sorrisos. Fomos os dois com a staff e nos reunimos com o resto do grupo.


•°°•°°•


Estava chegando a hora. Eu estava nervoso. Baekhyun me lançava olhares cúmplices o tempo todo, já que nunca havíamos performado os dois. Não dessa forma. E, quando todos saímos do palco e apenas Byun ficou, senti um frio na barriga.


O toque de Un Village é ouvido. Ele assume a persona sexy e começa a cantar no microfone. As expressões faciais dele são simplesmente... incríveis. Eu sempre fico completamente hipnotizado quando ele canta.


Navigation dokseodangeorinigongwoneuro
Nureugo eksereul balpa
Naman algo issdeon geugoseun now
Moduga ollagaryeo hagessji
Eodiseodeunji everywhere anywhere
Eolmadeunji boyeo
Girl we need to be romantichami
Piryohan sijeomiya


Fico completamente imerso. A voz dele me envolve. O corpo dele se move de forma melodiosa. Ele está em sintonia com a música.


Imi algo isseossdago haedo
Cheoeum neukkineun gibuneuro
Neol rideuhalge lean on me
Naegeman neoui teukbyeolhan siganeul
Bonael su issneun jagyeogi issdan geol
Nan ara
I know that I know that I know
Geurae urin jigeum


A coreografia mantém todos presos à apresentação. As fãs gritam e balançam suas lightsticks freneticamente.


Hannamdong UN Village hill
Eondeogeseo dareul bomyeo
You & me
UN Village hill
Naranhi urin dareul bomyeo
You & me relax and chillin


Wanbyeokhan moseubeul
Neoege boijin anheul geoya
Jigeum i sunganmankeumeun modeun geol
Heulleoganeun daero buneun goseuro barami
Sarangeul soksagil ttae nan wonhae
Musimhadeon ne nunbichi nal saranghanda
Mareul haneun sunganeul


É agora. Respiro fundo e subo no palco com o resto da equipe. Ele sorri discretamente para mim e eu retribuo. Nossas fãs vão a loucura. Os gritos ficam mais altos, algumas delas começam a pular, causando um tumulto enorme lá embaixo.

Imi algo isseossdago haedo
Cheoeum neukkineun gibuneuro
Neol rideuhalge lean on me
Naegeman neoui teukbyeolhan siganeul
Bonael su issneun jagyeogi issdan geol
Nan ara
I know that I know that I know
Geurae urin jigeum

Hannamdong UN Village hill
Eondeogeseo dareul bomyeo
You & me
UN Village hill
Naranhi urin dareul bomyeo
You & me relax and chillin

Faço os passos de maneira quase mecânica, tão focado em Baekhyun que me esqueço do resto das pessoas à nossa volta. Ele fica completamente diferente aqui no palco. Quase como se fosse uma outra pessoa.


Rolling rolling rolling hills
Gubulgubulhan eondeogeul ttara
Rolling rolling rolling hills
Oreuda bomyeon gojangnan garodeung bul
Hanaga boimyeon
Geu araeeseo lightreul kkeo
Igoseun chungbunhi neo hanarodo hwanhanikka


Essa parte. Essa porra de parte. Baekhyun praticamente se esfrega em mim. Manter o auto controle está quase impossível. Me sinto quente, sinto que a qualquer momento posso explodir. Eu só quero que essa música acabe logo.


Hannamdong UN Village hill
Eondeogeseo dareul bomyeo
You & me
UN Village hill
Naranhi urin dareul bomyeo
You & me relax and chillin


E finalmente, finalmente, ela termina. Meu corpo todo está eletrizado. Minha mente está borrada. É apenas uma performance, e eu sou afetado dessa forma. Felizmente, consigo disfarçar tudo o que estou sentindo nesse momento. A conversa com nossas fãs no final do concerto me ajudou a relaxar um pouco, e ficar perto dos meus membros sempre faz eu me sentir bem.


E quando fomos todos para casa, Byun ficou o tempo todo me olhando. Sorrindo. E eu, bem, sorria de volta.


Mais tarde, no meu quarto.


Estava me preparando para ir dormir. Tomei um banho quente, escovei os dentes, vesti meu pijama, e estava a caminho da cama quando ouvi as típicas duas batidinhas de um certo alguém na minha porta. Dei meia volta e abri a porta, revelando um Baekhyun descabelado e sorridente, também já de pijama.


— Vou dormir aqui hoje. Já tomou banho? — perguntou.


— Acabei de tomar. —falei, dando espaço pra ele entrar.


Ele sentou na minha cama e eu, por uma fração de segundo, fiquei parado o encarando. Byun Baekhyun consegue ser extremamente bonito fazendo absolutamente nada.


— Sabe, Chan... Eu percebi você me olhando. — ele disse quando me deitei na cama. — Eu sempre percebo. — ele sorriu ladino, um tanto convencido. Senti o rubor subir, minha boca secar, e sabia que se abrisse a boca eu provavelmente gaguejaria e acabaria me entregando então simplesmente me fiz de desentendido e revirei os olhos. 


— Pode fingir que não sabe de nada. Eu entendo. Mas até nossas fãs percebem, sabia? — ele continuou. Presumo que ia ficar nisso até me fazer ceder, mas eu não ia deixar isso acontecer. Eu nunca admitiria em voz alta que me sinto atraído por outro homem, e que esse homem é a merda do meu melhor amigo.


— Hm... — ele deitou do meu lado também. — Eu adoro. Você amacia meu ego, assim. Sempre me pergunto se... — ele se aproximou do meu ouvido e sussurrou ali: — você nunca vai tentar nada. Talvez eu tenha que tomar iniciativa, então?


— N-não sei do que cê tá falando. — virei o rosto. Péssima ideia, porque ele começou a passar aquele narizinho perfeito no meu pescoço. Eu me senti corar mais ainda. — Baekhyun, você não tinha dito que ia dormir?


— E eu vou. Depois que... — ele segurou meu rosto pelo maxilar e me forçou a olhar para ele. — eu te beijar.


Pronto. Aí foi a minha ruína. Ele chegou perto, e mais perto, até seus lábios estarem colados aos meus. Foi um beijo rápido, sem língua. Nada mais que um selinho, mas cheio de significado. Quando Baekhyun se afastou, ficamos nos olhando. Ele mordeu o lábio, e eu me senti impelido a beijar ele de novo. E foi o que eu fiz. Juntei nossas bocas outra vez e o puxei pela nuca, fazendo-o ficar ainda mais próximo de mim. Ele abriu a boca e eu entendi o que ele queria. O beijo ficou mais rápido e os sons que nossas bocas juntas faziam era insano. Nos separamos outra vez.


— Chanyeol. — ele me olhou sério. —Eu acho que gosto de você. — ele falou. Senti meu coração acelerar.


—Eu também gosto de você, Byun Baekhyun. — e assim, nossas bocas se grudaram de novo. Naquela noite, nós entregamos um ao outro. E daquela noite em diante, prometemos um ao outro, que ficaríamos juntos para sempre.


•°°•°°•


Notas Finais


eu sinto que isso tá meio blé, mas né
nunca cheguei a terminar nada que eu comecei,então é um avanço enorme. talvez eu volte aqui e escreva uma coisinha melhor, uma hora dessas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...