História Romance - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Totalmente Demais
Personagens Germano Monteiro, Liliane "Lili" de Bocaiuva Monteiro
Tags Gerlili, Germano Monteiro, Totalmente Demais
Visualizações 97
Palavras 1.062
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A pedidos :)

Capítulo 6 - Sentir


Fanfic / Fanfiction Romance - Capítulo 6 - Sentir

Hoje tem um evento de lançamento de uma nova linha na Bastille e estou irritadíssima porque meus vestidos mal fecham. Estou com 4 meses de gravidez e minha barriga já pode ser notada. Amo meus filhos, mas tinha esquecido o quanto é frustrante não caber nas minhas roupas. Você está tomando banho enquanto eu tiro e coloco todos os vestidos do meu closet.  Quando você sai do banho, estou sentada na cama de calcinha e sutiã com a mão na barriga e praticamente 10 vestidos jogados na nossa cama. Tenho certeza que minha cara não é das melhores porque você já vai logo perguntando o que houve. Eu digo que estou imensa e não caibo em nenhuma roupa, por isso é melhor você ir sozinho. O seu olhar, que era preocupado, se solidariza e fica mais manso com uma certa ternura. Você senta do meu lado, coloca a mão em cima da minha, diz que eu sou linda, nosso filho chuta e você fala que ele tá concordando com você. Eu sorrio e deito no seu ombro, você faz carinho no meu cabelo e diz que vai escolher meu vestido. Você levanta, vai até meu closet, pega um vestido preto e diz que eu vou ficar maravilhosa nele. Eu olho meio desacreditada, mas visto para te agradar e ele fecha. O que já é um começo. Fico me virando no espelho procurando qualquer coisa que me desagrade e você chega por trás, já vestido com sua calça social, coloca as duas mãos na minha barriga, diz que eu estou maravilhosa e que o vestido serviu como uma luva. E eu não sei se são seus elogios ou o fato de meus seios realmente terem sido valorizados pelo corte do vestido, mas eu gosto do resultado e deito minha cabeça na sua clavícula com você ainda atrás de mim. Você me dá um beijo na bochecha e eu viro meu rosto para te dar um beijo. Na sua boca eu digo que só você mesmo e te agradeço pela ajuda. Nós nos apartamos e terminamos de nos arrumar. Quando chegamos na Bastille meu humor é outro e eu mostro minha barriguinha com orgulho. Entramos de mãos dadas, como sempre fazemos, e eu consigo perceber que todos os olhares se voltam para nós. Você é bobo porque assim que pisamos no salão você cochicha no meu ouvido que todo mundo tá me olhando porque eu sou a mulher mais bonita do evento e você não tem como discordar disso. Eu reviro meus olhos, mas sorrio para você. Nós paramos para falar com os outros sócios e você fica o tempo inteiro com a mão esquerda na minha barriga o que eu acho uma graça. O sócio com quem nós estávamos falando pede licença e essa é minha deixa para ir ao toilet. Não estou nem na metade da gestação e a vontade de ir ao banheiro já aumentou consideravelmente. Não quero nem pensar em quando estiver com 8 meses.  Você diz que vai pegar umas bebidas para nós e nós nos separamos temporariamente. Quando eu volto para o salão, completamente aliviada, vejo uma cena que, a primeira vista, não me agrada em nada. Você está no bar com duas bebidas na mão e tem uma mulher falando - falando não - se oferecendo totalmente para você, mas antes de tomar qualquer atitude impulsiva, eu paro, olho para você e percebo que você está procurando alguém pela multidão e é aí que você me vê e quando você me vê, meu amor, seu sorriso abre de um jeito que faz o meu te acompanhar. A moça continua falando - se jogando em você -  e mesmo não prestando muita atenção, responde ao que ela fala. Eu caminho em sua direção e não sei se é impressão minha, mas seu sorriso parece aumentar a cada vez que fico mais perto de você. Quando finalmente chego, dou boa noite para a moça que está falando com você e você me dá minha bebida, dizendo que pegou a minha preferida, eu agradeço, pego a bebida e você já me puxa para perto de você para que você consiga me abraçar de forma que sua mão repouse na minha barriga. A moça desce os olhos para onde você colocou a mão e eu vejo a sobrancelha dela levantar em espanto o que me dá um gostinho maravilhoso e faz com que eu coloque a mão em cima da sua entrelaçando nossos dedos. Me tirando do transe, você chama por mim -  me chama de meu amor, é claro- e me convida para falar com os responsáveis pela produção da nova linha de produtos que lançaremos, pede licença para a moça que fica para trás toda sem graça com a situação. Enquanto nos deslocamos para falar com os sócios, pergunto se você percebeu que ela estava dando em cima de você com um tom de deboche, você para no meio do salão, eu me viro para você e você me responde que não, que já tinha me dito que só tinha olhos para a mulher mais linda do evento. Eu me desmancho toda - acho que pode ser efeito dos hormônios - e sorrio boba porque acredito em cada palavra. Nós fazemos a social, apresentamos a nova linha e eu te chamo num canto pedindo para ir embora. Você concorda e nós vamos para casa. Chegando lá, tiro meus sapatos e reclamo do inchaço dos meus pés.Trocamos de roupa e eu me deito, mas antes que você possa se deitar, pega um dos meus pés e começa a fazer massagem e meu Deus como eu te amo. Eu gemo manifestando o quanto essa massagem era necessária e deliciosa. Você sorri e diz que é o mínimo que pode fazer por mim depois de me deixar nesse estado. Eu digo rindo que ainda bem que você sabe. Você massageia meus pés por uns vinte minutos e me faz relaxar absoluta. Você se deita no seu lugar, me puxa para perto de você, me dá um beijo de boa noite e diz que eu estava linda e gostosa no evento, aliás, que sempre sou.  O dia termina e estou exausta, mas, diferente do início da noite, vou dormir me sentindo a mulher mais bonita e desejada do mundo. Ah, a mais amada também. Mas isso eu já me sinto todos os dias. 


Notas Finais


That's all.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...