1. Spirit Fanfics >
  2. Romance na Karasuno >
  3. Num beco escuro

História Romance na Karasuno - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa genteeeeeeeee!!
Faz tempo q eu n posto né? Kskskskkssk acho que quase 1 ano já.
Enfim, espero que me perdoem, vou tentar postar mais a partir de agr, e vou tentar fazer uns hot tbm, só que mais pra frente...
Espero que gostem do capítulo, passei tanto tempo sem escrever que já tinha até perdido o fio da meada...

Capítulo 4 - Num beco escuro


As minhas pernas até tremiam ao ver aquele sorriso, será que ele tinha noção do quanto era gostoso? Acho que sim, por isso  provocava tanto...

- Parabéns pelo jogo... Na próxima eu vou te bloquear mais vezes, fique só esperando- eu disse num tom de superioridade, me direcionando a ele.

- Haha, até parece que essa ruivinha quatro-olhos vai conseguir me bloquear novamente, você só me pegou com a guarda baixa, isso não vai mais acontecer...- disse o loiro com o sarcasmo impregnado na sua voz.

Eu queria continuar conversando com ele, mas fui interrompida pelo meu time. Liya estava me abraçando por trás, ela me parabenizou pelo jogo, apesar de termos perdido o time estava bem animado, todos se abraçavam e lançavam elogios umas para as outras, eu cedi ao abraço que Liya estava me dando e fui junto à ela  conversar com meu time. O treinador Karasuma veio falar com a gente, ele estava com um semblante bem animado, ao seu lado estava Manami que estava com o pulso esquerdo enfaixado. 

- Meus parabéns, vocês fizeram um ótimo trabalho, gostei das recepções de Fatty, e dos ataques de Yui e Turine, aquelas gravadas foram incríveis. E Luna, gostei do saque, parabéns, seu bloqueio também foi ótimo, foi até bonito de ver, acho q já posso te colocar no próximo jogo oficial, mas é só um talvez.- ele disse isso e imediatamente eu corei, tinha essa péssima característica, eu sempre corava, com qualquer coisa, eu sempre ficava vermelha como uma pimenta.

Depois tivemos uma mini reunião, onde o treinador e a capitã falavam sobre os erros que cometemos durante a partida, e os de estávamos acertando mas podíamos melhorar, aquela reunião não durou muito, e logo fomos liberadas, eu estava ao lado de Liya e nós íamos para casa, pelo menos era o que eu pensava, quando estávamos perto do portão o carinha das sardas veio e chamou Liya:

- Hey, Liya, vamos lá?

-Claro, vou só me despedir da Luna- ela se virou para mim e disse que ia sair com ele, e que tinha esquecido de me contar, eu fiquei meio surpresa até, mas deixei ela ir, ela estava feliz com aquilo.

Eu os vi saindo pelo portão e sai logo depois na direção contrária, já estava anoitecendo eram 19:30, eu estava chegando numa rua bem escura e por isso não tava passando nem Wi-Fi, se é que vocês me entendem...

Eu tinha 2 opções para chegar em casa: ir pela rua escura e não movimentada, porém com casas pela rua toda, ou pegar um atalho e chegar mais rápido, porém esse atalho era um beco onde ninguém passava e não tinha casas ao redor. Estava frio, ent ao eu queria chegar o mais depressa em casa, por isso optei pelo atalho no beco, erro meu. Quando já estava no meio do beco, naquela escuridão ouvi passos atrás de mim, não tinha coragem de olhar, por isso comecei a andar mais rápido. De repente sinto uma mão gelada na minha boca, enquanto um braço forte me segurava na cintura,  impedindo que que fugisse ou gritasse, eu estava começando a ficar desesperada, então ouvi uma voz:

-E aí Luna-chan...que tal termos uma aula diferente hoje?- eu sabia, eu sabia que não tinha ido com a cara dele por algum motivo....

Reconheci a voz dele na mesma hora, era o professor Hermes, de literatura, meu rosto ferveu de raiva, eu dei um pisão no pé dele e então ele afroxou seus braços deixando que eu escapasse, porém o mesmo apontou uma arma para mim, eu não podia fazer nada, estava sozinha num beco escuro com um professor que eu odiava com uma  arma apontada para mim. Ele foi se aproximando de mim até que consegui sentir o cano frio da arma na minha testa, então ele colocou a mão livre na minha nuca e me aproximou dele.

-Hoje você é minha...- dito isso ele começou a me beijar no pescoço, e logo foi descendo até que tirou minha blusa e minha camiseta, me fazendo ficar só de sutiã, eu estava arrepiada, devia estar uns 13°C. Eu tentava impedi-lo porém ele era bem mais forte que eu, e além de tudo tinha uma arma, que agora não estava apontada para mim, mas estava presa no cinto da sua calça.

Ele me virou contra a parede assim amarrando minhas mãos atrás de mim, eu me contorcia tentando me soltar, sem nenhum sucesso. Ele me virou novamente, dessa vez passava a mao no meu abdômen enquanto mexia nos meus cabelos e cheirava meu pescoço. Eu queria sair dali correndo não aguentava mais suportar aquele cara me tocando. 

Ele escorregou sua mão até minha buceta por baixo da saia e da calcinha que eu estava usando, eu conseguia sentir seu mebro duro encostando na minha perna, nessa hora eu não pude conter as lágrimas que saiam do meu rosto.

- Ahh, não chore, sei que vai gostar, e eu quero tô ouvir gemer meu nome viu...-  assim que pronunciou essas palavras foi em direção a minha boca, eu fechei os olhos, me recusando a ver aquele monstro tão perto de mim. De repente eu ouço passos e um gemido de dor, olho para ver o que estava acontecendo e vejo Hermes se contorcendo no chão.

Ao lado dele estava o loirinho quatro olhos.



Continua...





Notas Finais


É isso gente, espero que tenham gostado do capítulo, comentem se gostaram ou não, pliisss isso me ajuda a saber se devo continuar a escrever a história ksksksk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...