História Romance Proibido - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 35
Palavras 1.142
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Orange, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente, peço desculpas pela demora, tive uns problemas com o notebook, mas agora voltei. Boa leitura!

Capítulo 19 - Capítulo 19


Depois de algum tempo me divertindo, faltava um dia para voltarmos para a casa na cidade. Não queria ter que ir embora, estava tão divertido ficar lá, mas infelizmente teríamos que ir, voltar para casa, voltar pro lugar onde eu vivi os piores momentos da minha vida. Não sempre, mas ultimamente lá tem ficado muito difícil de pisar depois que Adam e eu terminamos. Eu estava até preocupada em relação à tudo que estava acontecendo entre mim e Alasca, afinal, foi por eu estar com ela que as meninas fizeram tudo aquilo comigo. Eu não queria voltar pra lá e passar por tudo aquilo de novo ou coisa pior, mas com certeza vai ser mais fácil com Alasca do meu lado. Só ignorar que fica tudo bem.

-... Nath, está me ouvindo? - disse Alasca estalando os dedos na minha frente.

- Ah, oi Alasca. Eu tava pensando na vida, desculpa. - falei sem graça.

- Tudo bem, eu também tô meio preocupada com a nossa volta, sentirei tanta saudade desse lugar. - suspirou ela e eu assenti.

- Também vou...

Logo terminamos de arrumar as coisas para ir na praia, nossas malas já estavam prontas, mas nós ainda iríamos aproveitar mais um dia lá, iríamos embora somente no dia seguinte. E para aproveitarmos o dia, Alasca chamou Xavier e o amigo dele, Lee, para irmos andar pela cidade pequena e nos divertirmos. Alguns segundos depois, ouvimos uma buzina.

- Ah, eles chegaram. Vem! - sorriu ela segurando minha mão indo pra porta.

Sorri indo com ela e assim que saímos, vi um buggy parado em frente ao portão da mesma.

- Oi meninas! - Xavier e Lee disseram juntos.

- Oie, tudo bem? - disse Alasca animada e eu sorri tímida pra eles.

- Tudo joia. Prometo não correr muito tá? - disse Lee, ao volante.

- Espero mesmo... - riu Alasca.

Logo Lee acelerou o buggy em direção à pista que dava caminho para a pequena cidade. Eu adorava passear por ela não apenas por ser bonita, mas por ser tão pacata que era bem segura, até era seguro andar com o celular nas mãos, diferente da cidade grande onde todos morrem de medo até de respirar. Sorri levemente fechando os olhos sentindo o vento balançar meus cabelos e vir no meu rosto, era incrível, parecia que eu estava voando lentamente, como um pássaro. Realmente se eu pudesse escolher ser um animal, eu ia escolher um pássaro. 

Depois de alguns minutos, paramos em frente à uma sorveteria, naquele calor que estava fazendo na cidade um sorvete ia cair bem.

- Vai querer de quê? - perguntou Lee pra mim.

- Hm, de chocolate. - respondi.

Sorri e sentamos numa mesa com cada um tomando seu sorvete.

- Então quer dizer que vocês vão embora amanhã? - perguntou Xavier.

- Sim, infelizmente. - respondeu Alasca.

- Tudo bem, oportunidades de vocês voltarem não faltarão. Quem sabe até eu e Lee podemos ir lá um dia? 

- É uma ótima ideia amigão. - sorriu Lee.

- Ah sim, vocês vão adorar conhecer a nossa cidade! - sorri os olhando.

- Vamos sim, com certeza. - sorriu Xavier.

Sorrimos e logo ele foi pagar os sorvetes quando terminamos eles. Logo voltamos ao buggy mas dessa vez com Xavier no volante. Passamos horas na rua e voltamos pra casa.

- Querem entrar para assistir o filme que alugamos? - convidou Alasca.

- Por mim tudo bem. - respondeu Xavier.

- Por mim também. - sorriu Lee.

Como todos concordamos, entramos na casa e Alasca ligou o DVD do quarto dela. 

- Vou lá fazer a pipoca, vão colocando o filme. - pediu ela.

- E eu vou ajudar. - respondeu Xavier deixando o japonês e eu à sós.

Sentei na cama um pouco distante dele, não queria ficar de outra pessoa que não fosse a Alasca, principalmente na cama. Os trailers rodaram normalmente e eu prestava bastante atenção, o filme era baseado num livro e eu estava muito animada para vê-lo. Discretamente, percebi ele se aproximar aos poucos. Tentei me esquivar, mas eu estava na beirada da cama e por isso não podia ir mais pro lado senão caía da cama. Quando meu ombro colou com o dele, suspirei, queria logo me livrar daquela situação.

- O que está fazendo? - perguntei o olhando.

- Nada, só quero ficar perto de você. - disse ele.

- Mas não acha que está perto demais?

- Quando se gosta de uma garota é assim que se assiste DVD com ela.

- Como assim você gosta de mim? Mal nos conhecemos... - rebati irritada.

- Mas eu me apaixono fácil, coisa de japoneses.

- E você tá pensando que eu sou o quê? Uma puta? Uma garota que se conquista apenas beijando? Pois não sou! - acrescentei me levantando.

- Ah por favor Nath, eu gostei tanto de você. Esses seus lábios, seus olhos... - disse ele se levantando e segurando meu braço.

- Não, eu não sinto o mesmo. E nem quero sentir. - falei tentando me soltar.

- Talvez um beijo ajude a mudar isso. - disse ele se aproximando de mim.

Tentei me esquivar, mas ele segurou meus pulsos e eu não consegui puxá-los pra me soltar. Ele tentou me beijar mas eu virei o rosto, então ele colocou sua boca na direção da minha e eu desviei novamente. Vendo que ele não desistia, comecei a apelar.

- Socorro, Alasca! - gritei quase chorando.

- Shii, quietinha... não vou te estuprar juro, é só um beijo. - sussurrou ele.

- Eu não acredito, pára! - implorei.

- Ah qual é Nath? - sorriu ele sussurrando mais.

Foi então que ele finalmente soltou um pulso meu para deixar o meu rosto reto na direção do dele, mas essa foi a hora certa para afastá-lo. Dei um tapa em seu rosto e me esquivei dele correndo pra porta, mas Alasca abriu antes.

- O que está acontecendo aqui? - perguntou Xavier, entrando com Alasca.

- Ah, eu te pego Lee. - esbravejou Alasca partindo pra cima dele, que fugiu desesperado.

- Desculpa, desculpa, não vou fazer mais, prometo! - disse ele correndo pra fora do quarto e da casa. 

- Ele não mudou nada pelo visto. - suspirou Xavier.

- É, e você que passa mais tempo com ele que qualquer um devia ter me dito isso.! - bufou Alasca.

- Eu achei que ele tivesse mudado. Ele me prometeu que não faria mais isso. 

- Ele sempre pega as garotas assim? - perguntei assustada abraçando Alasca.

- Sim querida, sempre. Mas pode deixar que ele não vai mais tocar em você. - suspirou Alasca, me apertando.

Pouco depois, Xavier foi embora e Alasca ficou comigo no quarto. Não chorei daquela vez, mas procurei logo adormecer pra que o outro dia, de ir embora, chegasse rápido.


Notas Finais


Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...