História Roomate Problems - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Rosé
Tags Chaelisa, Chaeyoung, Jennie, Jennie Kim, Jensoo, Jisoo, Kim Jisoo, Lalisa, Lalisa Manoban, Lisa, Park Chaeyoung, Rose, Roseanne Park
Visualizações 168
Palavras 1.523
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabble, Droubble, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi galera, capítulo novinho em folha, acabei de escrever agora porque tô tendo que esperar 7 horas em uma cidade antes de poder pegar um ônibus pra casa (e ainda faltam 2 horas T.T) e aproveitei pra escrever um pouco.

Toma Jensoo e Chaelisa nesse capítulo!

Espero que gostem, e comentem!

*Perdoem se tiver algum erro, tô com preguiça de revisar, amanhã faço isso.

Capítulo 14 - New Routine


Fanfic / Fanfiction Roomate Problems - Capítulo 14 - New Routine

Jisoo estava de volta e pra ficar, suas dongsaengs ficaram embebedadas em uma alegria que foi crucial para voltarem às aulas com o máximo de disposição, mas infelizmente essa alegria enorme só durou a primeira semana de volta à Universidade, na semana seguinte a unnie começou a trabalhar fazendo com as meninas não a vissem quando acordassem, afinal ela já tinha saído e voltando somente de noite, morta. O lado bom disso tudo era que por conta dessa nova rotina bem mais cansativa e estressante, quando chegava o final de semana, Jisoo só queria aproveitar cada minuto ao lado das mais novas, sempre chamando-as para fazer alguma coisa e passando horas conversando colocando os assuntos da semana em dia que não conseguia colocar nos dias que trabalhava.

Nesse semestre Jennie só teria aulas no período da tarde até a noite, ao ver sua unnie sempre cansada e desmotivada teve uma ideia e resolveu colocá-la em prática. Acordaria ainda antes de Jisoo nas manhãs e faria um ótimo café da manhã para a menina, assim pelo menos o dia ela começaria bem, dando a ela disposição para encarar o trabalho. Tudo bem que Jennie estaria acabada pois teria que acordar cinco horas da manhã todos os dias, mas o que era aquilo em comparação a tudo que Jisoo fez por ela? Além do fato que ela poderia voltar a dormir depois e ganharia um tempo extra com a unnie.

Jisoo acordou com o barulho do despertador, como todas as manhãs, queria tacar o celular longe, mas não fez isso, desligou o despertador e seguiu para o banho na tentativa que a água a acordasse de verdade. Depois de arrumada seguiu para a cozinha, onde faria um café pra ir tomando em direção ao emprego e comer alguma fruta, que seria seu café da manhã. Quando se aproximava do cômodo pôde sentir cheiro de comida, achou estranho, mas ignorou o pensamento por achar que era coisa da cabeça já que seu estômago estava vazio.

-Bom dia. -Disse à Jennie no automático, sem fazer uma análise da situação. -Jennie? -Agora havia percebido a presença da amiga e da comida. -O que tá fazendo acordada essa hora?

-Resolvi fazer um café pra você. -Falou apontando para a mesa repleta de comidas. -Assim você pode encher seu estômago e nós podemos conversar antes de você ir trabalhar. 

Jisoo abriu um sorriso enorme e correu para a mesa para começar a comer. 

-Isso tá uma delícia, muito obrigada, Jendeuk! -Abraçou a menina, que estava em pé ao seu lado, pela cintura após engolir a primeira coleirada de comida. 

-Não há de que. -Jennie sorriu em resposta, feliz com o sucesso de seu plano e com a alegria da melhor amiga.

 

 

                                                                             ...

 

 

Era nítido que Jisoo e Jennie estavam ainda mais próximo, era de duvidar que este feito fosse possível já que as duas eram unha e carne desde o início da graduação da Kim mais nova, mas agora, além de estarem sempre que possível juntas, as duas também estavam mais carinhosas uma com a outra, tudo graças aos cafés da manhã feitos por Jennie todas as manhãs. Esse carinho aumentado não era só em relação à amizade, ele também aparecia na relação amorosa das duas, já havia virado rotina as duas dormirem juntas, no quarto de Jisoo. Certa vez Chaeyoung levou um tapa na cabeça ao brincar com a unnie que agora ela era a mãe de Kuma, já que a mais velha havia "abandonado" o cachorro durante as noites e só queria dormir com Jisoo.

Além dessas mudanças, outra que parecia ter ocorrido com a Kim mais nova nesse novo semestre era sua paciência com as mais novas, ela para Jisoo ela parecia ter mais paciência e demonstrar mais carinho com essas, além de estar com sua ansiedade demasiadamente diminuída, e isso fazia a unnie da casa extremamente feliz e curtir ainda mais a presença da melhor amiga.

Apesar do trabalho cansativo e desinteressante, Jisoo chegava em casa alegre, afinal encontraria Jennie e elas jantariam juntas, provavelmente com as mãos livres juntas, e depois ficariam dando uns beijinhos em sua cama antes de dormirem juntas, de conchinha como ela tanto gostava. A Kim mais velha realmente estava desenvolvendo sentimentos além da amizade sobre a melhor amiga, a princípio isso a assustou e ela só conseguia negá-los, mas quando se tocou o quanto aquilo era maravilhoso a felicidade não cabia em seu peito.

-Jendeuk. -Disse assim que viu a garota ao seu lado acordando naquela manhã de domingo.

-Hm? -Jennie murmurou ainda sonolenta, nem havia aberto os olhos ainda.

-Eu te amo. -Disse com um pouco de vergonha.

-Eu também te amo, Jichu. -Agora Jennie já estava de olhos abertos, admirando e sorrindo para a mais velha.

-Eu adoro essa amizade colorida que a gente, mas... -Demorou um pouco para continuar a frase o que fez com que a mais nova mudasse seu olhar para um curioso, até um pouco receoso por como aquela fala iria acabar. -Mas, eu tava pensando e eu acho que meus sentimentos por você evoluíram, acho que nossa relação também podia evoluir. -Disse preocupada com a reação da amiga.

-O que você quer dizer com isso, Jisoo? -Jennie perguntou com um sorriso sacana no rosto, sabia exatamente o que a unnie queria dizer.

-Hm... Você quer namorar comigo? -Jisoo estava tímida, não conseguia nem encarar a amiga, estava se sentindo uma adolescente apaixonada. -A gente não precisa rotular nada pra sermos o que queremos ser, mas se você quiser ser minha namorada também seria legal. -Concluiu, agora encarando-a nos olhos.

-Eu vou ter que pensar sobre isso, Jisoo. -Jennie, a atriz apareceu naquele momento, dizendo todas as palavras com seriedade deixando a mais velha nervosa. -Hm... -Colocou o dedo indicador no queixo fingindo estar pensando. -Já pensei. -Deu uma pausa antes de concluir. -Eu adoraria muito mesmo ser sua namorada, só não mais do que ter você como namorada. -Sorriu antes de selar os lábios aos da unnie, que permanecia estática digerindo a situação.

 

 

                                                                                        ...

 

 

O novo semestre estava trazendo mudanças nas rotinas de todas as quatro, que, juntas, tentavam se adaptar a elas. Pela primeira vez Lisa e Chaeyoung não tinham uma aula sequer no mesmo turno. Enquanto em todos os semestres anteriores as duas iam quase todos os dias juntas para a Universidade, neste Lisa ia sozinha todas as manhãs e Chaeyoung todos os dias de tarde acompanhada de Jennie. Este pequeno detalhe novo na rotina das meninas havia feito uma enorme diferença em suas convivências, as mais novas antes sempre estavam juntas, o que acabava fazendo que também estivessem sempre discutindo, agora já podia se observar uma tendo mais paciência com a outra.

-Chaeng. -Lisa disse manhosa assim que a amiga chegou em casa da aula.

-O que você quer, Lisa? -Chaeyoung não queria ser grossa, mas aquele dia realmente havia sido muito chato e a voz manhosa de Lisa não ajudava nada em manter sua paciência.

-Eu tô com saudades. -A ruiva encarando o teto e bufando.

-Saudades do que? A gente se vê todo dia. -A morena disse dessa vez calma depois de sentar no sofá que a amiga estava deitada e colocar as pernas dela em cima de sua coxa.

-Não é a mesma coisa. -Agora Lisa usava seu tom emburrado, esse que a deixava parecendo uma criança. Puxou o braço da mais velha para que ela encarasse seu rosto e a olhou de forma que demonstrou que aquele sentimento era real e estava a incomodando.

-Você tá carente Lisa? -Chaeyoung agora tinha seu tom brincalhão, encarou a mais nova com um sorriso sacana e uma sobrancelha erguida.

-Eu tô. -Lisa suspirou voltando a encarar o teto. -Mas eu também tô com saudade de você! 

-Sabe que eu também estou carente? -Park falou fazendo a ruiva voltar a encará-la. -A gente podia matar essa carência e essa saudade lá no meu quarto. -Disse com o que a mais nova chamava de sua "voz de sexo" e com o olhar mais profundo que conseguiu dar naquele momento, mas logo mudou toda a postura ao ver que a amiga estava sem reação. -Ou a gente pode conversar também, seria igualmente ótimo. -Disse com seriedade para mostrar que realmente queria dizer aquilo.

-Nah, eu acho que resolvermos isso na sua cama seria melhor. -Lisa sentou no sofá e roubou um beijo na bochecha da amiga antes de apressadamente levantar e puxá-la pelo pulso até seu quarto. 

No quarto de Chaeyoung as duas mataram todos sentimentos que estavam presos sobre a outra dentro de si, transaram, trocaram carícias, conversaram, se beijaram e até conseguiram implicar uma com a outra pra relembrar os velhos tempos.

-Não espere que vamos começar a namorar igual a Jennie e a Jisoo, porque isso não vai acontecer. -Chaeyoung disse para Lisa, que estava ofegante ao seu lado, antes de depositar um beijo na ponta de seu nariz.

-Eu te amo Chae, mas um namoro entre nós duas nunca daria certo. -Lisa falou após recuperar o fôlego.

-Ótimo. -A morena sorriu antes de selar os lábios com os da amiga e sair do quarto para tomar um banho.


Notas Finais


Preciso compartilhar que postei isso morrendo de vergonha pq tô numa sala de espera da rodoviária e uma mulher do meu lado não consegue nem disfarçar que tá olhando pra o que eu tô fazendo :P espero que ela também tenha gostado do capítulo.

beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...