1. Spirit Fanfics >
  2. Roqueiros - As Notas Do Amor >
  3. Epílogo

História Roqueiros - As Notas Do Amor - Capítulo 21


Escrita por:


Capítulo 21 - Epílogo


Fanfic / Fanfiction Roqueiros - As Notas Do Amor - Capítulo 21 - Epílogo

SHOWNU

ALGUNS MESES DEPOIS...

Era sábado a tarde e estavam todos em total movimento. O motivo? Hoje é aniversário do Yugyeom e estão todos correndo para terminar de preparar a decoração.

Eu estava uma pilha de nervos com medo dele chegar antes, mas Matthew me garantiu que ele só estaria aqui no horário certo.

Por volta das 17:30, os convidados começaram a chegar e quando marcou 18:10 no relógio, todos já estavam aguardando, posicionados em seu lugar. A risada escandalosa de Yugyeom pode ser ouvida de onde nós estávamos, fazendo minhas mãos suarem, me causando um tremendo frio na barriga. Quando a porta se abriu, todos os pularam de seus esconderijos.

— SURPRESA!

Yugyeom permaneceu parado por alguns segundos — que para mim foram como tortura —, antes de olhar em minha direção, como se buscasse respostas para o óbvio. Eu caminho em sua direção, com os braços abertos, procurando acolhe-lo.

— Surpresa Moranguinho. - Sussuro próximo ao seu ouvido. — Espero que você tenha gostado.

— E-eu...

Suas palavras se perdem, antes dele afundar o rosto em meu peitoral, soluçando baixinho.

— O que foi Moranguinho? - Tentos afasta-lo para poder olhar em seus olhos, mas ele não me permite. — Você não gostou? N-nós podemos mudar os planos se você quiser...

— Não é isso... É só que geralmente sou só eu e o pessoal da banda, então ver todas essas pessoas aqui para comemorar meu aniversário junto comigo, é...

Yugyeom volta a chorar e eu apenas o deixo assim por alguns minutos. Assim que suas lágrimas cessaram, Yugyeom se recompôs, indo cumprimentar cada uma das pessoas que estavam ali presente.

As horas pareceram correr em meio a tantas apresentações e conversas. Quando fora se aproximando das 23:00, os convidados foram se despedindo, até restar apenas nós, moradores da cara e Yugyeom.

Hoseok e Yugyeom foram isentos da tarefa de limpar. Enquanto eu recolhia os copos plásticos, Kihyun se aproximou, me ajudando enquanto segurava o saco de lixo perto. 

— Hyung...

— Hm?

— Você viu a mesma coisa que eu vi hoje? 

— Depende do que Kiki.

— Hoseok estava sorrindo hoje e sequer bebeu uma dose de qualquer bebida alcoólia... - Kihyun sorri mínimo, como se não quisesse chamar atenção. — Mas a coisa é, ele estava sorrindo para alguém em específico.

— Para o irmão do Yugyeom... 

— Exatamente! - Ele sussurou. — Ele até mesmo mostrou fotos dos esboços dele. O que você acha sobre isso?

— Que talvez Hyungwon possa vir a ser a peça que Hoseok precise. 

Ambos permanecemos em silêncio por alguns segundos antes de Kihyun compartilhar do mesmo sorriso largo que eu e se afastar.

Enquanto eu pensava sobre, Yugyeom se aproximou com um sorrio tão amplo que eu não pude evitar lhe devolver na mesma proporção. 

— Eu amei tudo o que vocês fizeram. - Ele me abraça, deitando sua cabeça em meu ombro. — Esse fora o melhor presente que eu poderia ganhar.

— Na verdade... Eu ainda não lhe contei sobre o principal presente...

— Como assim? Há mais um presente? - Yugyeom se afasta minimamente, apenas para que possa olhar em meus olhos. — Eu já tive o suficiente hoje Hyunwoo.

— Esse é diferente, pois é um presente para nós dois...

— Um presente para nós dois? Como assim? 

Puxo Yugyeom pelas mãos até a mesa mais próxima de nós e faço sinal para que ele se sente na cadeira de frente para a minha.

— Eu comprei uma casa. - Ele fez menção de me interromper, mas eu apenas prossegui. _ Não precisa se desesperar... É uma casa antiga e ela terá de ser reformada, ou seja, levará um tempo, mas... Será que quando ela estiver pronta, você aceitaria não só morar comigo, mas também possuir o meu sobrenome?

— Você ...

— Sim Moranguinho, eu estou lhe propondo em casamento agora. - Os olhos de Yugyeom se arregalam em surpresa e eu só faço sorrir de nervoso. — Eu pretendia fazer isso durante a festa, mas as horas pareceram correr, então eu estou perguntando agora. Kim Yugyeom, você aceitaria se casar com esse tolo rockeiro cheio de defeitos.

— OH MEU DEUS! - Yugyeom pula de seu lugar, abraçando-me fortemente. — É claro que eu aceito! 

Ambos sorrimos amplamente, antes de nos beijamos, transmitindo todo o nosso amor e felicidade através daquele ato. Quando findamos o beijo, eu retiro a caixinha de veludo do meu bolso, colocando a aliança de ouro rose no dedo anelar de Yugyeom. 

Me levanto rápido, o que acaba derrubando a cadeira e chamando a atenção de todos para nós.

— Adivinhem só!? - Todos permanecem em silêncio aguardando o que eu tenho para falar. — EU VOU ME CASAR!

Mesmo sendo apenas a família ali presente, os gritos são altos ao nível de uma comemoração. 

Yugyeom se levanta, ficando ao meu lado, entrelaçando seus braços ao redor do meu tronco. 

— Amor? 

— Hm?

— Eu amo você .

Beijo-lhe a testa antes de olhar em suas brilhantes e profundas orbes negras.

— Eu também amo você Moranguinho.

Eu estou feliz. Esse é o sentimento que melhor me define nesse momento.  

Custa-me ainda acreditar que Yugyeom escolheu amar alguém como eu de uma maneira tão intensa e especial.

Quando ele entrou em minha vida, eu não havia sequer imaginado que as coisas chegariam a esse ponto. Ele me encantou das provocações às risadas mais escandalosas.

Nosso relacionamento sempre caminhou em direção ao crescimento e mesmo com alguns obstáculos, hoje consigo perceber a real definição do amor incondicional.

Yugyeom se tornou não só o meu suporte para todas as necessidades, mas também completou em mim todos os espaços vazios e sem vida.


Notas Finais


E foi isso aí!

A estória do nosso querido e amado Hyunwoo chegou ao final. Sou imensamente grata pela sua leitura e apreciação a minha obra. Eu fico muito feliz.

Você que leu até aqui, eu agradeço.

Gomawo.

Saranghaeyo. 🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...