1. Spirit Fanfics >
  2. Roronoa Zoro >
  3. Alabasta II

História Roronoa Zoro - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, como vocês estão? A ideia é seguir o que acontece no anime.. então os capítulos estarão dentro dos arcos. Claro, terá capítulo que não tem arco específico. Se tiverem ideias também, podem colocar nos comentários de darei um jeito de por aqui. Não sei se avisei antes, mas pego partes do anime, como alguns diálogos.
+18|| aqui realmente é, se não gosta só não leia || contém spoiler|| boa leitura sz
desculpem qualquer erro, obrigada pelos favoritos
~não revisado

Capítulo 2 - Alabasta II


Fanfic / Fanfiction Roronoa Zoro - Capítulo 2 - Alabasta II

Nunca na minha vida iria me imaginar  correndo em cima de patos. Na verdade eu ainda não conseguia acreditar que era possível patos serem tão velozes. A rebelião já estava por começar, os rebeldes seguiram caminho para o palácio e só tínhamos que despistar os membros da Baroque works para ajudar Vivi a chegar. O que claro, era uma tarefa um tanto quanto difícil. 

Segui com Chopper, na direção contrária de todos eles, o plano era simples. Eles se separaram como nós, mas pensando que Vivi estaria conosco e não, ela não estava. Ficamos atentos quando os inimigos apareceram, era um campo minado, a akumo no mi de uma das Mrs que nem eu lembrava mais a fazia se tornar uma toupeira e outro com ela arremessava. Sanji tinha dito que viria para me “salvar “ mas quem veio mesmo foi Usopp, o que foi quase um pedido para perder aquela luta. 

Em uma das diversas explosões causadas pelos Mrs, fui atingida quase que em cheio, se não tivesse pulado e feito uma barreira de água atrás de mim com certeza seria jogada tão longe que pararia no mar. Por consequência, acabei ferrando com metade da minha perna, ela já não estava em ótimas condições, agora então. Ela ardia como uma queimadura, mas a dor era quase que insuportável, se não fosse pela minha fruta com certeza não aguentaria andar. Agora teria que ter mais uma coisa para me concentrar, manter a temperatura do meu corpo com a própria água dele gelada na minha perna. 

Por fim, conseguimos vencer graças aos truques sujos de Usopp, ele saiu todo machucado, ajudei Chopper a enfaixá-lo até finalmente encontrarmos Sanji. Corremos o mais rápido possível para a praça principal do castelo a fim de ajudar a parar a rebelião que tinha começado. Luffy ainda estava sumido, cada minuto eu me preocupava mais com aquele idiota. Era inevitável, eu confiava cegamente nele, mas o seu jeito impulsivo me fazia questionar quando ele sumia por muito tempo. Zoro era outro, tentava não me preocupar com o espadachim apesar dele ter prometido nunca mais perder. 

Escutamos Vivi gritando, a rebelião estava ali, pessoas morrendo e lutando entre si por causa de Crocodile. O caminho todo foi escutando Usopp reclamando que Chopper não queria carregá-lo também, por fim agarrei no seu nariz e fui puxando ele, o que o fez ficar gritando pelo meu jeito amoroso de pega-lo. Chegando lá, encontramos Luffy  com Vivi no colo , eu corri para abraça-lo e feliz por saber que estava bem

- Eu perdi. - ele diz - Mas eu vou ganhar, vou acabar com ele 

- Ainda bem que está vivo - Ele retribui o abraço e eu me viro vendo Zoro que me dá um sorriso de alívio. Vê que os dois estavam vivos me acalmou daquela angustia que sentia. 

- LUFFY, ESTÁ VIVO, TÁ VENDO USOPP?? - Chopper diz feliz 

- AINDA BEM LUFFY 

- Temos que acabar com aquele jacaré 

- Crocodilo 

- Jacaré 

- Crocodilo 

- JACARÉ 

- EU FALEI QUE É CROCODILO 

- A S/N CHAN TA CERTA, LUFFY - Sanji grita todo feliz - Fica tão linda até discutindo com irmão 

- Vocês podem decidir isso depois, temos que ajudar Vivi - Nami diz 

- O que precisamos fazer Vivi? - Pergunto 

- Crocodile colocou um canhão para atingir a cidade toda, temos que acha-lo antes de 17:30 

- Temos só 20 minutos - Falei - Tem alguma ideia de onde pode está? 

- O canhão vai atingir tudo num raio de 5km. 

- Ótimo, vamos - Nami diz 

- Quem achar o canhão, atira com isso, vai indicar o local e todos seguimos nessa direção - Usopp nos entrega o utensílio . 

- E EU VOU ACABAR COM AQUELE JACARÉ - Luffy sai correndo atrás de Crocodile 

Sigo para o norte procurando em lugares estratégicos que poderia está o maldito canhão, nenhum lugar. Crocodile era tão inteligente que até canhões falsos foi capaz de colocar. Vejo Zoro de longe descendo pra..onde?? Ele estava se distanciando do local que poderia estar o canhão então decidi segui-lo. Quanto mais eu andava, mais eu estava afastada do castelo. Ele se perdeu. Agora eu não tinha dúvidas. 

- O que você tá fazendo aqui? - perguntei 

- Estou procurando o canhão, o que mais.. POR QUE O CASTELO TÁ TÃO LONGE??

- Você confundiu norte com baixo? - Digo batendo a mão na cabeça 

- Claro que não, meu senso de direção não é horrível como o seu 

- To vendo isso.. então me explica, por que você está no meio do mato?? - Aponto para o matagal na nossa frente 

- Eu vim de salvar, te vi desviando do caminho

- Acredito - Rio da cara dele 

- Vamos, você não vai aguentar muito  mais com essa perna toda machucada 

- Eu consigo andar, não se preocupe 

- Anda logo, mulher - Ele diz me jogando em seu ombro e saindo correndo dali 

- É pro outro lado

- Eu já sabia -

Ele correu comigo até chegar mais perto de onde estávamos, sinto que ele para e eu resolvo levantar minha cabeça e olhar por cima de seu pescoço. 

- Fodeu - Digo 

- A marinha, puta que pariu 

- É o Roronoa Zoro - Escuto os membros da Marinha falando - Aquela é.. S/n? S/n S/s

- Corre Zoro - 

- Pra onde?

- É por aqui, sigam por aqui - Um deles falar - Sabemos do seu péssimo senso de direção e sua namorada não está em boas condições, por ali rápido - 

- A marinha está nos ajudando? - Ele pergunta

- Não questiona só vai na direção que eles pediram - Ele faz o que eu falo e eu agradeço a marinha, eu realmente agradeci a marinha? 

- Minha namorada em, esse título não é pra qualquer uma, se sinta lisonjeada 

- E por acaso já teve alguém nesse título Roronoa? Não lembro de ser sua namorada

- Você será a primeira. 

    

- Vivi, você conseguiu! - Abraço - Você salvou o seu reino, Vivi!

- Obrigada, pessoal, eu não teria conseguido sem vocês - Ela diz chorando 

- VIVI CHAN QUE BOM QUE ESTÁ BEM - Sanji grita 

A figura do Rei aparece em nossa frente com Luffy em seus braços, sigo rápido da direção dele acompanhada de Sanji, Ele estava desacordado. 

- Não se preocupe, ele está bem. 

- Luffy… ele.. conseguiu vencer - digo abrindo um sorriso 

- E quem é você em?- Sanji pergunta 

- Eu sou o Rei de Alabasta

- Rei?? PAI DA VIVI????? - Sanji grita todo feliz 

- Só falta chamar de Sogro - digo rindo 

- Ele foi envenenado mas o efeito já passou, ele deve acordar em breve

- Que bom - Diz Chopper aliviado 

- Vocês estão bem? - Vivi pergunta seguindo com seu pai 

- Claro, não se preocupe com a gente, já encontramos você - Nami diz dando tchau para Vivi 

- Isso, nos encontramos no castelo - Digo sorrindo 

Assim que Vivi e seu Pai saíram do nosso campo de visão caímos no chão cansados. Eu estava esgotada, era a primeira vez que usava tanto minhas forças. Eu não dominava minha fruta por completo, o pouco que dominava eu ajudava na navegação, eu precisava treinar mais, mas nesse momento eu só conseguia pensar em dormir. Fui perdendo a consciência aos poucos até que senti braços me puxarem e minha cabeça foi de encontro a um local mais confortável que o chão. Abri um pouco meus olhos e vi que estava deitada em Zoro, não demorou muito e  ele voltou a dormir deixando seus braços caírem em mim, ele conseguia ser atencioso quando queria.

  ….

Acordei me sentindo muito melhor, finalmente tinha descansado e dormido bem depois de tanto tempo. Assim que abri meus olhos percebi que estava no castelo de Vivi, com certeza ela tinha buscado todos lá já que ninguém conseguia dar um passo a mais. Viro para o lado e todos já estão acordados exceto Luffy que continua a dormir tranquilamente.

- Bom dia, Bela adormecida - Sanji diz se sentando na minha cama - Você dormiu por três dias 

- Bom dia, Sanji.. PERA O QUE? 3 DIAS? 

- Isso mesmo S/n, estávamos BB apostando quem acordaria primeiro - Nami diz - Eu venci, quero meus 200 berries, Sanji e Usopp

- CLARO SENHORITA NAMI, TUDO QUE VOCÊ QUISER 

- Eu não tenho mais dinheiro - Usopp choraminga 

- Pois eu coloco em sua conta - 

- Você não brinca com isso - digo 

- Não se brinca com dinheiro, S/n. Ainda mais com quem me deve. Por falar nisso, vê se fala pro Zoro que ele ainda me deve e que vou cobrar os juros de 40% 

- Coitado, Nami - Digo rindo - Desse jeito vai ter que entregar o Luffy para a marinha 

- Ele que dê o jeito dele 

- S/n chan, nós vamos na cidade comprar algumas coisas quer nós acompanhar? - Sanji pergunta

- Claro, por que não 

- Não faça esforço, (apelido que queira) - Chopper aparece - Demorei pra curar sua perna, o que você arrumou? 

- Nem eu sei, deve ter sido com aquela projeto de toupeira 

- Eu nem sei como eu sai vivo de lá - Usopp fala - Vamos antes do Luffy acordar

- Claro, só vou colocar uma roupa 

- S/N chan, precisa de AJUDA PARA POR? - Sanji chega perto 

- Não precisa, eu consigo. 

- AH S/N CHAN TÃO LINDA SENDO INDEPENDENTE - 

- Você é um saco, sabia? - Nami diz

- NAMIII CHAN, NÃO FIQUE COM CIÚMES

Entrei no banheiro ali perto e troquei de roupa rápido, não queria enrolar eles, Luffy poderia acordar a qualquer momento e ele decidiria quando iríamos partir. Coloquei minha roupa de costume, ( você escolhe ) e sai seguindo Usopp e Sanji. 

Estava tudo normal, a cidade estava calma e aquela cena de rebelião que tínhamos visto já tinha passado. Vivi tinha conseguido parar a rebelião, Luffy derrotado Crocodile, finalmente poderíamos seguir com a jornada. 

- S/N CHAN, olha o que eu achei, combina tanto com você - Ele me dá um colar de ondas -

- Ah, Obrigada Sanji, é realmente lindo - Digo admirando o colar que era realmente bonito. 

- Você é muito puxa saco dela - Usopp resmunga 

- Quieto, Narigudo 

- Olha, é a marinha - Usopp fala apontando para a entrada do castelo 

- Não temos informações dos chapéus de palha, eles não estão aqui - Um dos guardas diz enquanto passamos por ele 

- Senhor, precisamos averiguar isso 

- Já disse que não sabemos nada sobre eles - Ele nos olha - Bem vindos  

- Idiotas - digo subindo - vocês viram o Zoro? 

- Ele deve tá pegando aqueles pesos como sempre - Sanji diz 

- Ele foi lá pros fundos do castelo 

- Obrigada, vejo vocês depois 

- O que quer com ele ? - Usopp pergunta - vocês estão muito juntos ultimamente 

- Ué, dar o recado da Nami, ela ficaria furiosa se eu não fizesse - Minto 

- VERDADE S/N CHAN, VOCÊ NUNCA SE ESQUECE DE NADA! 

Sigo na direção dos fundos do castelo e não tem erro. Zoro estava lá levantando.. UMA PEDRA GIGANTE? Me pergunto de onde sai tanta força, mesmo sabendo que ele treina direto, isso é quase humanamente impossível. 

- Sabe que Chopper não vai gostar nem um pouco de saber que está treinando né ? -  Ele olha pra mim sem parar de levantar a pedra

- Sei, mas não me importa. Eu preciso ficar mais forte  e aumentar minha concentração

- Zoro, você está levantando uma pedra gigante 

- E vou levantar mais três - Ele ri de lado - O que faz aqui? 

- Vim te ver - Sento em sua frente - Nami disse que você ainda deve ela e ela vai cobrar os 40% de juros 

- Essa mulher ainda vai se ver comigo - Eu rio - Não é pra rir, ela é sua amiga, deveria falar pra ela não me encher 

- Eu não, quem tá devendo ela é você 

- Idiota - Resmunga - Quer me ajudar? 

- Ajudar em que? 

- No meu treino 

- Chopper me pediu para não fazer esforço 

- E desde quando você escuta alguém?

- O Chopper eu escuto. 

- Tsc, bom saber - Ele solta a pedra e vem até mim que levanto - Onde arrumou esse colar? 

- Sanji me deu, disse que combinava comigo - a expressão dele mudou na hora - O que foi, Roronoa? Não está com ciúmes do Sanji, está? 

- Para de ser idiota - Ele diz - Eu só tinha visto esse colar antes, só que não tive tempo de… ver melhor, já que eu estava caçando o Mr 1. 

- E você aprendeu a cortar aço? Incrível 

- Se eu quero superar o Mihawk tenho que conseguir cortar.

- Tenho certeza que vai - Digo dando lhe dando um beijo que foi retribuído - E quando acontecer, quero está perto para ver. 

- Você vai.

 ….

Luffy, acordou - Zoro fala ao entrar no quarto 

- Luffy?? Finalmente 

- S/n, Zoro. Quanto tempo, faz muito tempo?

- EI VOCÊ FOI TREINAR DE NOVO?, NÃO FOI? S/N CHAN VOCÊ DEIXOU?

- Desculpe, Chopper, não consegui impedir. 

- O que que tem? o problema é meu 

- EU SOU MÉDICO, VOCÊ NÃO PODERIA TER TIRADO OS CURATIVOS TAMBÉM 

- Não consigo me mexer com eles

- ENTÃO NÃO SE MEXA 

- Desiste Chopper, ele não escuta 

- Não é pra tanto 

- Há quanto tempo? há quanto tempo? - Escuto Luffy falando 

- Normal que se sinta assim - Usopp diz - Você dormiu por três dias 

- EU PERDI 15 REFEIÇÕES?????? 

- Só pensa em comida - Digo 

- Eu escutei bem ? O capitão acordou? - Chega alguém na porta - Venham, o jantar está pronto. 

O Jantar foi calmo, pelo menos para nós do bando que já estávamos acostumados. Já para os guardas.. e para os que viviam naquele castelo.. foi deveras peculiar ver o desespero de Luffy comendo e todos brigando por que ele roubou nossa comida, mas por fim, todos caíram na gargalhada. 

Estávamos já no banho, Vivi contava as coisas do castelo enquanto aproveitamos a temperatura do local. 

- Que delícia, será que algum navio tem algo assim? 

 -Com certeza, já que o mar é tão vasto - Vivi responde Nami

- Bem que poderiam improvisar isso no Merry - digo 

- Eu apoio, com toda a certeza 

- Bem, é minha vez - digo para Vivi 

- Ei, o que estão fazendo aqui? - Vivi pergunta para.. os meninos que estavam apoiados na grande parede

- Idiotas.. 100 mil berries por pessoa - Nami se levanta - Soco da felicidade 

- NAMIII - Eu e vivi gritamos juntas, ela tinha realmente tirado a toalha na frente deles, e todos eles caíram para trás 

- O que aconteceu aqui? - Zoro aparece aparece agora na parede - Vocês jogaram todos eles no chão? 

- Poder feminino - Digo 

- Que? 

- Mostra pra ele, S/n - Nami me cutuca e eu rio 

- Mostrar o que? 

- Soco da Felicidade - Abro a toalha pra Zoro que fica paralisado, logo vejo sangue saindo de seu nariz 

- Golpe baixo - Ele sai de fininho dali 

- O que vocês tem? - Vivi pergunta 

- Nada 

- Nada? 

- Não mente, S/n. Tá na cara que vocês dois se gostam 

- Nós só ficamos.. ás vezes 

- Uma amizade colorida? - Nami pergunta

- Eu acho que é mais que isso - Vivi responde - Ele gosta de você. Do jeito dele. 

- Duvido, estamos falando do Zoro 

- É exatamente por isso

            ….

Fui a última a sair dali, o motivo? eu queria aproveitar mais, a água me deixa calma e eu de certa forma precisava de um tempo sozinha até mesmo para pensar na conversa que tive com elas. Nunca tive amigas de fato, talvez eu sempre conhecesse as pessoas e amizade igual tenho com Vivi e Nami nunca existirá. Já sabendo que partiria dali, com certeza me deixava triste por pensar em perder uma amiga. Não perder. Mas deixa-la por um tempo. 

Saio dali com meus últimos pensamentos, Zoro. Será mesmo que temos algo a mais, envolvendo sentimentos? Eu gostava de está com ele. De ficar com ele. E de certa forma me sentia segura perto dele, mesmo ele sabendo que não gosto que fiquem na minha cola toda hora, Zoro respeitava isso e mesmo assim estava lá quando eu precisava confiando na minha capacidade. Perco meus pensamentos quando sou puxada para um local pequeno que julgava ser uma despensa. 

- Zoro? - Pergunto ao ser empresada na pequena mesa cheia de coisas ali - O que você ta fazendo? 

- Respondendo a sua provocação de cedo 

- Eu não.. - Foi quando me lembrei - Como achou esse lugar?

- Eu me perdi. - Ele beija meu pescoço - Encontrei esse lugar e você, parece que está destinada a mim. 

- Sua falta de senso de direção serviu para algo no fim - Puxo seu quadril me sentando na mesa -  O que você quer? 

- Você - ele diz em meu ouvido - Espero que só eu tenha visto o que me pertence 

- E desde quando eu te pertenço? - Ele ri e inicia um beijo.

Eu retribuo sem pensar duas vezes, o puxa para mais perto grudando minhas pernas ao seu redor. Estávamos apenas de toalha o que facilitava bastante. Zoro tira minha toalha e a joga pra longe e começa a descer os beijos para meu pescoço em seguida para meus seios, Enquanto ele dava atenção para eles, tratei de tirar sua toalha e seu membro logo apareceu animado ali. Usei uma de minhas mãos no apoio da mesa e outra levei até ele o masturbando. 

Ele logo voltou a me beijar suspirando, aumentei os movimentos e ele desceu sua mão para minha intimidade fazendo o mesmo, ele dedilhava ali sabendo exatamente onde tinha que mexer. Penetrou dois dedos de uma vez e começou os movimentos de vai e vem. 

- Zoro.. - Susuro - Quero você, agora. -

- Diz o que você quer - Ele vai diminuindo a velocidade me fazendo perder a paciência 

- Eu quero que você, me foda. Aqui e agora - Digo pausadamente, Ele sorri de lado e me encara, ele não tira os olhos dos meus quando me penetra sem avisar em fazendo soltar um gemido alto. 

- Eu quero te ouvir, mas só eu - Ele diz

Eu já tinha entendido, Estávamos em um castelo cheio de guardas, não podia gemer alto, mesmo que ele provocasse isso. Ele estocava devagar e fundo. Até que eu rebolei quase por implorar que ele fosse mais rápido. E foi exatamente o que ele fez, Seus movimentos ficaram ainda mais rápidos acertando diversas vezes em meu ponto, eu estava prestes a gozar.

- Diz que é minha - Ele susura no meu ouvido, e esse foi meu momento, me derramei sem pensar muito gemi alto - Ainda não escutei - Ele levou suas mãos até meu clitóris que estava sensível, causando um pouco de dor  e prazer. 

- Eu.. - Senti novamente um formigamento quando seus movimentos estavam em sincronia, tanto dos dedos quanto de seu pau.  - Eu.. sou sua. 

Ele sorri de lado e acelera mais, não conseguindo me controlar gemi alto e ele tapou minha boca fazendo um pequeno barulho para que eu ficasse quieta. E eu gozei novamente. Senti ele pulsar dentro de mim conforme eu o apertava mais. Ele estava próximo. Tirei ele de dentro de mim que ficou sem entender, demorando para tal, ajoelhei em sua frente, começando a chupa-lo. Zoro grunhiu e segurou meu cabelos ditando os movimentos, não demorou e ele gozou por todo meu rosto e boca. Ele pega a toalha do chão e me limpa voltando a me beijar só que dessa vez mais calmo ainda regulando a respiração. 

- Cadê a S/n? Ela prometeu ir procura mais comida comigo - Escutamos Luffy do outro lado 

- Você só pensa nisso? - Usopp 

- Como você pode ser irmão dela? - Chopper diz - E se a marinha pegou ela??

- O Zoro também sumiu.. - Nami diz 

- Esse idiota deve está treinando - Sanji fala - MAS A S/N CHAN PODE ESTÁ EM PERIGO 

- ELA ME DEVE METADE DA COMIDA - Escuto os passos de Luffy correndo 

- ESPERA LUFFY, A GENTE VAI SE PERDER 

- EU QUERO MINHA PARTE!!! 

- VAMOS ACHAR S/N CHAN PRIMEIRO - Sanji da um chute em Luffy 

- Vamos achar S/n e depois ela vai ME DA A COMIDA DELA TODA 

Ri como diálogo deles e encarei Zoro que tinha um pequeno sorriso de lado como de costume, ficamos ali nos encarando até que não escutássemos mais suas vozes e pudéssemos sair dali.  

(...)


Notas Finais


que o senhor jabiroca abençoe vocês sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...