1. Spirit Fanfics >
  2. Rosa Radioativa (Yaoi) >
  3. A rosa ferida

História Rosa Radioativa (Yaoi) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Kwan - Pode ir, tenho um belo substituto pra você - Ponho minha mão debaixo do travesseiro pegando um cigarro que escondo para fumar durante a noite mas Leon o toma da minha mão descendo o levando com ele e o tacando no lixo -


Leon - Só faço isso porque te amo, sua alma e saúde vão me agradecer depois, boa noite


Kwan - Boa noite linda donzela

Capítulo 5 - A rosa ferida


Nick


Acordei ainda de noite algumas horas depois das portas serem trancadas a chave pelos funcionários da escola, o motivo do meu despertar foi um barulho nos corredores, um berro bestial, não parecia com nada de origem humana ou com  um barulho que um animal que eu conheça possa fazer, o medo percorreu meu corpo, eu olho para o lado vendo o Adryan dormindo, Daniel não está aqui porque ficou em um quarto mais próximo do jardim que ficou encarregado de cuidar depois do que aconteceu comigo.


Me levanto sem jeito dando curtos gemidos de dor pelos meus machucados, vou até o Adryan e tento acordá-lo.


Hey, Adryan acorda, eu acho que escutei algo lá fora, Adry- Sou interrompido por outro berro que dessa vez está bem próximo, mais especificamente do outro lado da porta, me sinto gelar por dentro e mesmo se eu tentasse não consigo parar minhas mãos trêmulas, com meu respirar pesado prossigo tentando acordar ele porém dessa vez falando em sussurros - A-Adryan…. Acorda.. por favor..


Minhas lágrimas de medo caem no rosto dele e logo vejo seus olhos se abrirem, ele olha ao seu redor um pouco confuso e logo vê o relógio na parede. 


Adryan - Por que diabos você me acordou a essa hora!?

-Fala baixo idiota! - Ao mesmo que tempo que falo para ele se calar logo eu ponho minhas mãos sobre sua boca subindo em seu corpo sentando na barriga dele enquanto olho para a porta com medo que a coisa tenha o escutado -


Um silêncio perturbador invade o quarto por alguns instantes e logo quando eu pensei que tudo teria acabado a coisa lança seu berro muito mais alto que antes fazendo nossos ouvidos doerem, os olhos de Adryan se enchem de Pânico, eu tiro minhas mãos dele para tampar meus ouvidos que que não suportavam aquele barulho horrível não demora para a coisa começar a se jogar contra a porta, a cada impacto parecia que a porta se partiria junto com a parede mas de um jeito inexplicável a porta permanecia firme.


Adryan - Mas que porra é essa!? - Ele se levanta fazendo eu descer de sua barriga para seu colo, não reparamos a situação que estávamos porque só conseguimos pensar em uma coisa… que merda é essa lá fora?


Nossa salvação foi uma voz que ecoou  por todo o corredor, uma voz tranquila que falava coisas que eu não entendia mas aquilo fez tudo parar, a criatura correu para longe, dava para escutar os passos da pessoa que a espantou caminhando até a porta destrancando a mesma e a abrindo, pela brecha surge uma mão e de um estalar de dedos surge a manhã.


Adryan


Eu acordo respirando fortemente de um jeito desesperado pelo que tinha acabado de acontecer, Nick acorda ao mesmo tempo tendo a mesma reação, ele estava deitado por cima de mim ainda como no sonho que eu tive, mas percebendo isso me pergunto se foi mesmo um sonho.


Nossos corpos estavam encaixados um no outro, nossos rostos bem próximos, consigo sentir o respirar nervoso dele em meu rosto, eu estava abraçando ele assim como fazia com meu velho ursinho quando era pequeno, mas com ele estava diferente, esse cheiro e a maciez da sua pele quentinha que eu sentia com minha mão por debaixo da sua blusa é inexplicável o sentimento mas com certeza é bom, minhas mãos não obedecem mais, elas deslizam pelo seu rosto até meu primeiro dedo cruzar a linha da roupa debaixo que ele usa, mas nisso sou interrompido. Daniel abre a porta e adentra o quarto


Daniel - Mas que caralhos está acontecendo oqui!? 


Adryan - não é o que você está pensando! - falo isso para o Daniel enquanto empurro o Nick com força o fazendo bater contra a quina da cama e na hora percebo que doeu muito porque bateu em seus ferimentos - 


Nick se põe a lacrimejar segurando seu braço machucado enquanto geme de dor, minha culpa aumentou muito mais, porém o Daniel sai do quarto e obviamente ele vai contar para alguém o que tinha visto, olho para o Nick e olho para a porta e tomo uma decisão.


Christopher


As aulas estavam perto de começar, eu e o Kwan já estávamos prontos para ir mas o Leon acabou dormindo demais e como estou brigado com eles não me dei o trabalho de acordá-lo 


Leon - Ai meu Deus, estou muito atrasado >^<

Kwan - ninguém mandou dormir demais princesa

Leon - Você nem pra me acordar né kwan

Kwan - Você estava tão bonitinho dormindo, não quis estragar a cena 


O Leon começa a tirar a roupa na nossa frente, ele meio que não liga em ficar semi-nu na frente das pessoas já que segundo ele nossos corpos são templos de Deus e não devíamos ter vergonha disso, desde de que não vejamos a parte íntima um do outro pra ele está tudo certo, admito que senti um pouco de tesão vendo aquilo mas eu estou muito preocupado com o Nick e vou ver como ele está, enquanto o Leon está correndo pelo quarto só de cueca procurando o uniforme para a aula de educação física e o Kwan fica secando ele com os olhos.


Quando me encontro no corredor do dormitório do Nick percebo que tem algo acontecendo, o Daniel do dormitório com a cara de nojo e do nada o Adryan sai correndo atrás dele, eu me aproximo e escuto um choro baixinho, entrando lá vejo que era o Nick chorando e as faixas do seu braço estavam vermelhas, o seu ferimento tinha aberto novamente, fico cego de ódio com tal cena, vou até ele e disfarçando meus sentimentos olho em seus olhos sorrindo.


Christopher - Deixa que eu cuido disso para você ele nunca mais vai encostar um dedo em ti - não precisei que ele me contasse nada, era notório o que tinha acontecido, antes que ele pudesse me falar qualquer coisa vou a procura do Adryan  encontrando o mesmo no refeitório, ele estava falando com o Daniel.


Daniel - Ah.. ainda bem, pensei que você estava se pegando com aquela bichinha 


Adryan - Não, cê tá louco kkkk, ele avançou em mim e eu tava tirando ele quando você chegou


Eu estava cheio de ódio, só pensava que ele tinha que pagar pelo que fez de algum jeito, andando em direção a ele, eu pego uma bandeja da mão de uma garota derrubando a comida dela no chão já começando a chamar a atenção do povo.

-Ei Adryan! Tem algo no seu rosto


Adryan se vira muito confuso por alguém atrás dele falar que tinha algo em seu rosto, mas antes que pudessem entender ele recebe uma bandeja fortemente em seu rosto, com força o bastante para derrubar o mesmo, ele cai se segurando na mesa e parte para porrada sem pensar duas vezes, muitas pessoas se juntam ao redor deles enquanto os dois brigam violentamente o Adryan ainda conseguiu acertar socos o para fazer Christopher sangrar.


Não demora muito para a diretora chegar e puxar os dois pela orelha, ela colocou os dois de castigo em seus quartos e levou o Nick novamente para enfermeira.


Nick

- Pensamento - O que está acontecendo? Aquilo de noite foi real? Por que tudo isso está acontecendo comigo? É minha culpa?


Anny - você hein, tá se metendo em muita confusão rsrs, descanse um pouco você logo vai melhorar


Passou um tempo e eu estava apagando aos poucos, mas ainda consegui escutar uma conversa ao fundo juntamente com um cheiro de cigarro horrível.


??? - Escuta aqui, ele vai dormir na enfermaria hoje


Anny - Ele não pode ficar aqui, foi só uma bobagem no braço e aqui não é tão seguro… e você sabe disso


??? - Essa parte da escola é tua e você vai estar ocupada de noite, ele não vai correr perigo


Anny - ocupada com oq?


??? - Ele dá uma risada de canto de boca - Com uma expulsão


Anny - Não, nem pensar, eu não posso fazer isso


??? - Você vai fazer, senão vai ficar sem seu "remédio"


Anny - Maldito…


Eu acabo apagando e acordando no finalzinho das aulas com a diretora falando comigo.


Morgana - Você está se sentindo melhor meu filho?

- Acho que sim..


Morgana - A Anny sumiu mas acho que você deveria ir para o seu quarto, já está ficando de noite 


Me levanto ainda com um incômodo no braço e vou para a meu dormitório, chegando lá o Adryan já estava dormindo sem camisa, eu o olho meio com um sentimento complicado de se explicar, eu não estava com raiva mas também não estava feliz, me deito na cama e depois de um tempo escuto a porta sendo trancada como sempre. Mas…. Algo aconteceu.. 


Eu não consigo dormir, isso nunca aconteceu antes, eu sempre dormia quase que instantaneamente quando passava do horário e a noite foi passando até que eu escuto algo que me deu calafrios, isso foi uma chave? O ranger da porta… E-ela está abrindo? 


Me viro calmante de uma forma discreta e vejo algo que parecia ter saído do inferno, algo que não vi nem nos meus piores pesadelos.


A coisa está entrando…..


Notas Finais


Eu dei uma pausa mas vou tentar continuar a história, desculpa ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...