História Rosas de Outono - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Personagens Originais, Sehun, Xiumin
Tags Baekhyun, Bruxas, Chen, Chensoo, Exo, Exo Fantasia, Exo Medieval, Fantasia, Feiticeiros, Jongdae, Jongin, Kai, K-pop, Kyungsoo, Medieval, Minseok, Realeza, Sebaek, Sehun, Xiumin
Visualizações 36
Palavras 1.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola leitores lindinhos do meu coração 💕
Mais um capitulo para vocês finalmente Baekhyun saiu do castelo, mas oq aguarda ele no mundo afora?

Capítulo 4 - Finalmente fora



   Sehun e Baekhyun dormiram pela floresta, usando a grama de colchão e as folhas de travesseiro

Baekhyun sempre dormiu nas melhores camas do reino, mas se você perguntasse a ele qual a melhor noite da vida dele, ele diria que foi naquele exato ponto da floresta, onde ele dormiu fora pela primeira vez

 O sol começou a iluminar o rosto do príncipe bem cedo de manhã, como está acostumado a acordar tarde Baekhyun resmungou por uns minutos até lembrar onde estava. Ele então acordou em um pulo de olhos arregalados olhando ao seu redor


    -E verdade! Não é um sonho! - Baekhyun abriu um enorme sorriso


    Agora que estava de manhã ele consegui ver toda aquela floresra nos minimos detalhes, e aos seus olhos tudo era lindo


 -A grama é tão macia! O cheiro dela e tão bom! - Baekhyun enfiou a cara na terra para sentar a grama no rosto - Então árvores são altas mesmo! O tronco e tão forte parece uma barreira! - Ele abraçou a primeira árvore que viu

 -Ei ei vamos com calma vossa alteza. - Sehun acordou com os gritinhos histéricos do príncipe

 -Sehun! Sehun! Olha só essas flores! Onde temos rosas? Aquilo é um ninho de passarinho? Vamos beber água do rio! - Baekhyun estava a mil por hora, ele tropeçava nas próprias palavras e falava feito uma criança

 -Calma, calma, ainda temos muito caminho a andar, muitas coisas novas a ver alteza

 -Me chame apenas de Baekhyun a partir de agora! - O príncipe disse cheio de grama na cara

 -Como prefirir, mas agora, vamos andando, não vai demorar muito para perceberem que o príncipe sumiu


Baekhyun assentiu e eles foram andando até a cidade. Como ele nunca havia saído os moradores do reino nuncs haviam visto o rosto de seu príncipe herdeiro, então não seria problema para ele andar livremente pelas ruas. E  os guardas da cidade eram exclusivos da cidade, eles raramente entravam no castelo e muito menos viram como era o príncipe


-Aqui é tão fofo! Não acredito que meu pai reina um lugar tão incrível, nem nos meus sonhos eu imaginava que a cidade fosse assim - Baekhyun analisava tudo cuidadosamente - Todos são tão alegres e animados! Meu pai deve ser um rei incrível.

-Deve ser...mas não fale tão alto sobre isso, ninguém pode saber que você e o príncipe - Sehun sussurrou

-Oh verdade…- Baekhyun sussurrou de volta

-Está com fome? - Sehun perguntou encarando uma tenda que vendia espetinhos de sardinha

-O que é isto? Cheira tão bem… - Baekhyun sentiu seu estômago roncar, o príncipe não comia desde a noite passada

-Quero dois por favor. - Sehun tirou algumas moedas do bolso e o homem que trabalhava na tenta agradeceu e lhe entregou os espetos -Isso e sardinha


    Baekhyun segurou o espeto fascinado


 -Sardinhas? Já li sobre esse animal em livros, mas nunca provei, meus pais diziam que é comida de plebeu…- Ele disse encarando os pequenos peixes espetados naquele palitinho de madeira

 -Não se preocupe, te garanto que e bom, comida é comida, não teke ssa de ser de plebeu ou ser da realeza quando se trata de um bom rango - Sehun riu



 Baekhyun resolveu confiar no amigo e deu uma mordida em seu peixe

   

  Foi um choque e tanto


  Alguém que estava acostumado a comer somente do bom e do melhor, comer então uma comida “plebeia” era algo totalmente novo e diferente para o príncipe Baekhyun


 -É muito bom! - Ele então disse com a boca cheia e um sorriso maior que o mundo - É bom demais! - Seu coraçãozinho aventureiro se aqueceu ao sentir aquele gosto exótico, porém saboroso, em sua boca.

-Gostou? Quero mais dois desses então. - Sehun comprou mais dois espetos para Baekhyun e ele não poderia ter ficado mais alegre



O príncipe estava descobrindo as maravilhas do mundo exterior, agora que estava fora do castelo o menino queria conhecer de tudo, provar de tudo, fazer tudo que nunca pode fazer. Ele se sentia encantado andando pela cidade, o príncipe queria visitar todas as vilas e cidades menores que haviam no reino, queria conhecer cada súdito de seu pai para saber se eles estavam felizes e satisfeitos.


   Após caminharem muito pela cidade, Sehun e Baekhyun resolveram descansar em uma praça.



  -Sehun qual o reino que você vive? -Baekhyun perguntou esticando as pernas

-Eu moro em Longland conhece? É um lugarzinho bem pequeno não muito longe daqui

-É você gosta de lá?

-Gosto, mas com meu sangue aventureiro eu quase não fico em casa - Sehun encarou o céu - Na verdade eu parei com minhas aventuras para ajudar meu pai no trabalho, o ajudante antigo dele morreu de uma rara e ele não podia dar conta de tudo sozinho, então eu comecei a ajuda-lo nos pequenos eventos que ele fazia aos nobres lá do reino. - Sehun ficou sério - Em Longland tem muitas pessoas ruins, os nobres de lá são bem mesquinhos, e o rei e um homem muito rígido - Sehun franziu a testa

-Me desculpe, não quis tocar em um assunto delicado assim…- Baekhyun se encolheu ao ver o olhar triste nos olhos do amigo

-Ah não se desculpe, eu que falei demais. - Sehun sorriu sem graça

-Sabe Sehun, agora você está em uma aventura comigo! Suas aventuras estão de volta! - Baekhyun tentava anima-lo

 -Acho que você tem razão…- Sehun fechou os olhos e respirou fundo 



 Baekhyun sentia que deveria dizer mais alguma coisa...mas o que era?


 -Você…- Baekhyun iria começar a falar a primeira coisa que lhe viesse à cabeça mas então um homem baixinho com uma viola e um chapéu pontudo começou a tocar uma música alegre em frente ao menino


 O príncipe, de ouvidos curiosos com o novo mundo, ficou a ouvir atentamente aquele som engraçado e agradável que saia daquela caixinha de madeira

  O artista até achou estranho, quase nunca lhe davam atenção, se sentiu lisonjeado pelo gesto do menino esquisito



 -Bravo, bravo! - Baekhyun bateu palmas quando o homem parou de tocar

 -Obrigado nobre rapaz - O homem disse se curvando agradecido


  Sehun então finalmente abriu os olhos e encarou quem falava com Baekhyun


-Qual o seu nome? - o príncipe perguntou curioso

-Meu nome e Do Kyungsoo, tenho 25 anos, sou músico e apaixonado por minha viola - O homem era baixinho, menor que Baekhyun, e carregava uma sacola enorme repleta de pedaços de madeira

-Você tem um talento senhor Kyungsoo - Baekhyun catou algumas  moedas de ouro em seu bolso e entregou a Kyungsoo - Continue com o bom trabalho! - O príncipe sorriu radiante e o músico ficou meio desacreditado


    

  Nunca havia recebido uma quantia tão grande moedas de ouro


-Meu rapaz...- Ele se curvou novamente extremamente agradecido - Eu estou em dívida eternamente com você. - Kyungsoo então mexeu em sua sacola e tirou de lá uma estatueta de cavalo - Aqui - Ele entregou na mão de Baekhyun - Essa é uma estatueta mágica, quando você mais precisar, sua magia irá florir - Kyungsoo sorriu - Boa jornada para vocês dois! - Ele então saiu saltitando pela cidade


    Sehun é Baekhyun se entreolharam confusos


 -Sujeito estranho…- Sehun encarou o homenzinho saltitando para longe - O que ele te deu? - Sehun espiou nas mãos de Baekhyun

 -Um cavalinho de madeira. - O príncipe exibiu sua estatueta com orgulho - É linda…

-Se você gostou quem sou eu pra discodar - Sehun deu de ombros


 Ele apenas estava feliz sabendo que Baekhyun estava feliz, mas também se sentia preocupado, em breve descobriram que o príncipe havia fugido, e se descobrissem que ele ajudou na fuga sua punição poderia ser severa. Mas no momento o sorriso do príncipe conseguia fazer ele esquecer de todos esses problemas.



Enquanto isso no castelo real, o sumiço de Baekhyun ainda não havia sido percebido por ninguém, o único que sabia era Jongin, mas ele não iria se meter nisso para não desconfiarem dele


 -Baekhyun nem ao menos tomou café conosco Hyun… - a rainha Hyeji lamentava sentada na grande mesa de jantar 

-Já disse, ele vai entender em breve e vai nos perdoar - O rei engolia seu café enquanto a rainha nem tocava na comida

-Como você pode comer assim depois de ter visto ele daquele jeito, eu perdi minha fome… - Ela disse tristonha

-Ele está bem, você sabe como Baekhyun e dramático. - O rei deu de ombros - amanhã ele completara seus 18 anos e ele estará pronto para tudo

-Estou com medo Hyun...é se de algo ruim acontecer com ele? - a rainha roia suas unhas

-Hyeji apenas coma e fique em paz, você sabe que nós fizemos as melhores escolhas para ele. - O rei disse por fim e a rainha apenas fitou o chão entristecida



  Os dois não faziam ideia que o filho estava fora do castelo


  Mas logo eles iram descobrir


Notas Finais


Tudo que e bom dura pouca

Em breve os reis descobrirão a fuga do príncipe e talvez tudo vá por água abaixo? Descobriremos nos próximos capitulos yay 😎

Espero que tenham gostado beijinhos e até o proximo cap 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...