História Roses and Cigarettes - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Guns N' Roses
Tags Axl Rose, Duff Mckagan, Gnr, Guns N' Roses, Izzy Stradlin, Slash, Steven Adler
Visualizações 58
Palavras 3.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI GENTE

Eu estou bem empolgada com essa fic, de verdade. Apesar de não ter tido sucesso ainda, eu não vou desistir. Bem, quero dizer que eu resolvi incluir a Beta na fic porque ela é um amor de pessoa e tinha que estar nessa fanfic. Enfim, ignorem os erros e boa leitura, bebês!

Capítulo 2 - Chapter II - Party.


  

A semana havia começado como qualquer outra; agitada e cheia de afazeres. Beatrice estava exausta e sequer conseguia concentrar-se em seus estudos. Precisava beber um copo de café a cada meia-hora, tirando alguns cochilos vez ou outra sem perceber. Como naquela noite estaria de folga no trabalho, resolveu que iria se dedicar a faculdade. Assim que tivera uma aula livre, seguira para a biblioteca da universidade, onde sentou-se em uma das cadeiras e colocou os livros sobre a mesa, abrindo estes.

ㅡ Trice! ㅡ A voz conhecida ecoou pelo local, um tanto alto - o que fizera a bibliotecária repreender a dona desta -. ㅡ Desculpe...

ㅡ Phoebe?

  Uma risada escapou dos lábios da amiga quando chegou até a outra, sentando-se de frente para si.

ㅡ Tenho novidades, e um convite irrecusável. ㅡ Começou, mostrando um sorriso animado para a garota. ㅡ Duff me convidou para uma festa na casa dos meninos, e eu óbviamente disse que iria levar minha melhor amiga junto!

  O queixo da Lancaster caiu, negando com a cabeça em seguida.

ㅡ Não, não mesmo! Eu morreria de vergonha, Phoebe.

  O real motivo pelo qual não queria ir? Simplesmente não queria encarar Izzy Stradlin. Não era algo grave, afinal, fora apenas sexo. Ainda assim, havia se comportado de modo completamente oposto a sua personalidade, e isso lhe deixava envergonhada o bastante para reve-lo.

ㅡ Beatrice, não me deixe ir sozinha. ㅡ Um biquinho se formou nos lábios de Phoebe, segurando as mãos da amiga. ㅡ Eu estou realmente interessada no McKagan.

  Trice suspirou, pensando por alguns instantes até finalmente ceder, balançando sua cabeça positivamente. Phoebe levantou-se e correu até o outro lado da mesa, abraçando sua amiga. Novamente um murmúrio fora ouvido da bibliotecária, arrancando risadas de ambas as garotas.

ㅡ Quando é essa festa?

ㅡ Amanha! ㅡ Respondeu animada. ㅡ E relaxe, já conversei com a Rachel.

  Pensou em reclamar, mas acabara por assentir, dando-se por vencida.

-|-|-

ㅡ Izzy está com cara de quem se divertiu ontem! ㅡ Duff falara assim que avistou o Stradlin adentrar a cozinha, puxando uma das banquetas para sentar-se.

  Stradlin apenas o ignorou, guiando as mãos até sua cabeça. Estava com uma ressaca horrivel, mas conseguia lembrar-se de praticamente tudo o que tinha feito na noite passada. Lembrava-se de Trice e das sensações que ela o fizera sentir. No entanto, fora tirado de seus desvaneios quando uma silhueta feminina adentrou o cômodo, caminhando até Slash.

ㅡ Bom dia, querido. ㅡ Zoey proferiu, beijando os lábios do namorado.

  Saul e Axl eram os únicos que estavam namorando publicamente, apesar de que desconfiassem seriamente que Duff estava envolvido com alguém. Steven fugia de relacionamentos e Izzy, bem, Izzy tinha uma relação as escondidas, ao qual somente os meninos sabiam. De qualquer forma, não estava muito animado com aquilo, pois sempre gostara de sua liberdade.

ㅡ Bem, se serve de consolo para essa ressaca, Lauren avisou que não temos nada programado para amanha. ㅡ Rose comentou, tamborizando seus dedos sobre a bancada. ㅡ Alem disso, temos a festa amanha a noite.

ㅡ O que vamos comemorar? ㅡ Steven perguntou, sorrindo.

  McKagan não evitou rir, desviando seu olhar para Isbell.

ㅡ Vamos comemorar pelo Izzy ter pegado a dançarina sensacional da boate na segunda noite da garota.

  Stradlin revirou seus olhos, ouvindo as risadas alheia preencherem o local.

ㅡ É, Izzy, parabéns!

  Tudo o que o rapaz fizera fora mostrar o dedo do meio para o Hudson e levantar-se, deixando o local.

-|-|-

   Os passos rápidos da garota indicavam seu atraso, afinal, tinha algumas coisas para fazer no centro de Los Angeles e já conseguia ouvir o sermão de seu pai quando chegasse. Como sempre, teria que aguentar sem reclamar, ou a situação ficaria pior. De qualquer forma, estava sentindo-se fraca por não ter comido nada durante todo o dia, o que era preocupante. Resolvera seguir para uma cafeteria próxima, pois precisava tomar ao menos um café.

   Assim que adentrou o lugar, suas narinas foram invadidas pelo maravilhoso aroma do chocolate. Um bolo, talvez? Ficara tentada a provar. Aproveitou que não havia tanto movimento e seguira até uma das mesas mais afastadas, sentando ao lado da grande janela. Sua mochila ficara ao lado, enquanto os olhos atentos agora se dirigiam até os dizeres do cardápio.

ㅡ Estou surpreso por encontra-la aqui. ㅡ A voz masculina dissera, ganhando a atenção da ruiva. ㅡ Oi, Trice.

  Trice pensou em muitas coisas que poderiam ter acontecido, mas encontrar Izzy era uma que não estava em sua lista. Também estava surpresa demais para sorrir, demonstrando uma expressão vazia e até mesmo, sem interesse.

ㅡ Ah, oi.

  Se Izzy percebeu seu desconforto, não se importou, pois sentou-se de frente para si.

ㅡ Se incomoda se eu sentar aqui?

ㅡ Já sentou. ㅡ Ela respondeu, erguendo seu olhar em seguida e suspirando. ㅡ Desculpe, não quis ser rude. Só estou estressada devido a pressão da faculdade.

  Percebeu que havia falado demais quando Stradlin lhe lançou um olhar curioso.

ㅡ Faculdade? Isso é legal. Qual o curso?

ㅡ Ah, bem...arquitetura. ㅡ Respondeu, meio hesitante. Não queria expor muitos detalhes de sua vida pessoal.

  Beatrice se perguntava se tinha algo errado consigo, por ser daquela forma. O problema era sua falta de segurança, pois temia que Izzy lhe tratasse como uma prostituta depois do que acontecera. O certo era que o visse apenas nas vezes que o rapaz visitasse a boate, e era exatamente aquilo, ver. Nada mais. Não queria ganhar o rótulo de "fácil" por ter dormido com um rockstar.

ㅡ Ah, sim. Então...ㅡ Ele começou, desviando seu olhar os lados, como se hesitasse. ㅡ Você vai estar na boate hoje?

  Beatrice entre-abriu seus lábios, um pouco surpresa com a pergunta. Por fim, negou com a cabeça.

ㅡ Não. Hoje não. Ahn...eu preciso mesmo ir.

  Antes que ele pudesse argumentar,  a ruiva levantou-se e pegou suas coisas, seguindo apressada para fora. Sequer havia feito seu pedido, mas não se importava, só queria chegar em casa o mais rápido possível.

ㅡ Boa noite, mãe! ㅡ Disse assim que adentrou a residência, já sentindo a aroma da comida de sua mãe - o que era magnífico -. ㅡ Estou com tanta fome.

  A senhora Lancaster sorriu, caminhando até a filha para lhe dar um beijo na bochecha rosada. Em sua cabeça só lhe passava o quanto sua filha era bela e esforçada em relação aos estudos. Beatrice era realmente uma garota incrível.

ㅡ O jantar já será servido, e felizmente, seu pai ainda não chegou. Ele provavelmente iria reclamar desse atraso.

  Trice concordou, seguindo para a escada que dava em seu quarto. Assim que adentrou o cômodo, largou suas coisas sobre a poltrona e fora até a janela, respirando fundo ao observar o movimento na rua. Estava pensativa demais para qualquer coisa.

-|-|-

   Phoebe estava eufórica, bem diferente de sua amiga, que arrumava-se com total calma. Beatrice ainda estava terminando sua maquiagem enquanto a amiga se atrapalhava para arrumar os fios de cabelo. Vendo sua confusão, Lancaster levantou-se e fora até a mais velha, sentando esta na grande cama de casal no centro de seu quarto e passando a ajuda-la com o penteado ao qual Phoebe queria fazer ㅡ um coque desajustado e propositalmente frouxo ㅡ.

ㅡ O que disse para seu pai deixar que viesse em minha casa?

ㅡ Falei que ia estudar para uma prova importante da faculdade. Ele hesitou, mas acabou deixando.

  Mal sabia o pai da garota que dentro de sua bolsa nem sequer haviam livros, e sim, o que usaria na festa. Trice odiava mentir, mas era necessário. Sendo assim, não se preocupou em inventar tal coisa.

ㅡ Ele é tão rude, Trice. Por que sua mãe ainda continua com ele? Digo, tirando o fato da falta de dinheiro. ㅡ A outra perguntou, olhando no pequeno espelho em sua mão enquanto Beatrice terminava seu penteado.

  Trice suspirou, dando de ombros. Não saberia responder.

ㅡ Acho melhor você se apressar. Estamos atrasadas.

  A morena assentiu, levantando-se e correndo para terminar de arrumar-se. Logo ambas estavam devidamente prontas e já seguiam juntas para fora do apartamento de Phoebe, onde pegariam um táxi e seguiriam para a casa dos membros do Guns N' Roses.

-|-|-

   Assim que a porta fora aberta, Phoebe abriu um imenso sorriso, indo abraçar o loiro alto parado em sua frente. Trice sabia que sua amiga estava mesmo gostando do McKagan ㅡ pois ambos se conheciam fazia muito tempo ㅡ, mas não imaginava que ele sentisse o mesmo. As lumes brilhantes do rapaz mostravam que aquele sentimento era reciproco. Por fim, ambos se afastaram e a mais velha puxou Beatrice para dentro da casa, pois McKagan havia as convidado para adentrar o local e aproveitar a festa. Talvez o "aproveitar a festa" das duas garotas fossem opostos, pois a Lancaster tinha certeza que ficaria isolada e bebendo sozinha.

ㅡ Isso está incrível, querido. ㅡ Phoebe disse ao loiro, recebendo um sorriso como resposta. ㅡ Vem, vamos dançar.

  Beatrice entre-abriu os lábios para dizer algo, mas sua amiga já havia ido, consequentemente lhe deixando sozinha no meio de tantas pessoas desconhecidas.

ㅡ Ah, que ótimo. Sozinha novamente, mas estou muito bem. ㅡ A garota falou para si própria, suspirando.

ㅡ Falando sozinha?

  A voz desconhecida fizera Beatrice virar seu corpo, encarando a figura de um rapaz em sua frente.

ㅡ É costume.

ㅡ Imagino. ㅡ Ele sorriu, estendendo a mão para a ruiva. ㅡ Eu sou o Steven. Steven Adler. No entanto, pode me chamar de amor da sua vida.

  Naquele momento, Beatrice não segurou uma baixa risada, observando mais um rapaz aproximar-se dos dois, passando um dos braços ao redor dos ombros de Steven.

ㅡ Ora, Steven, já está dando em cima da garota?

  Trice o conhecia. O famoso Axl Rose. Sorriu fracamente para o ruivo e desviou seu olhar, voltando a encarar o Adler.

ㅡ Não se preocupe, ele é uma graça.

ㅡ Viu só, Axl? Ela gostou de mim.

  Novamente a garota riu, encostando seu corpo na parede próxima. Observou uma garota ㅡ que vestia roupas extremamente curtas ㅡ se aproximar com algumas bebidas e lhe oferecer, o que aceitou sem hesitar. Precisava beber algo.

ㅡ Creio que já me conhece, certo? ㅡ Rose perguntou, sorrindo para Trice - que assentiu -. ㅡ E você, qual o seu nome?

 Steven também parecia curioso, o que fez a garota pensar que não teria problema algum dizer seu nome.

ㅡ Beatrice, mas podem chamar de Trice, caso preferirem.

  Ambos assentiram, mas antes que pudessem falar algo, a figura conhecida apareceu na sala, e estava acompanhado. A mulher ao seu lado era alta e muito bonita, tendo cabelos loiros e olhos claros. Beatrice franziu o cenho, confusa. Izzy tinha namorada? Então por que havia dormido consigo na boate? Certo, traição poderia parecer comum para algumas pessoas, mas não para a ruiva. Sentia-se mal, pois a mulher sorria a todo momento para o Stradlin e certamente não sabia de sua infidelidade.

ㅡ Aquela é a namorada dele? ㅡ Perguntou de forma inconsciente.

  Steven desviou seu olhar para a cena.

ㅡ É sim, mas é um segredo do Isbell.

  Beatrice arqueou suas sombrancelhas, soltando um suspiro baixo. Era frustrante ter certeza que Izzy era um cafajeste como todos os homens. Ainda assim, deu de ombros, não ligando para tal coisa. Somente até o guitarrista começar a se aproximar com sua namorada. Trice pensou em se retirar dali, mas ele chegara em instantes.

ㅡ Oi, meninos. ㅡ A garota cumprimentou, desviando seu olhar para Beatrice. ㅡ E você é...?

ㅡ Beatrice. ㅡ A Lancaster respondeu, olhando discretamente o Stradlin - que parecia surpreso -.

 A mulher sorriu, assentindo. Em seguida, puxou o namorado para irem dançar. Steven e Axl logo foram também, deixando a garota novamente sozinha. Trice respirou fundo e continuou a beber, um copo atrás do outro, até notar ter pedido pelo menos seis doses de algo realmente forte. Phoebe já havia sumido, então a garota resolveu sentar e esperar, mas surpreendeu-se ao sentir mãos tocarem sua cintura.

ㅡ Você ia cair.

  Beatrice riu, balançando sua cabeça.

ㅡ Você é meu herói, Izzy. ㅡ Ironizou, afastando-se do rapaz.

ㅡ Acho que você bebeu alem da conta.

  A ruiva negou, arqueando suas sombrancelhas. Stradlin tinha um sorriso discreto no rosto, e tudo devido ao vestido da garota ㅡ este que havia subido levemente e se tornado mais curto, revelando as belas coxas ㅡ.

ㅡ Ei, o que pensa que está fazendo?!

  Fora a vez do guitarrista arquear as sombrancelhas, aproximando-se da garota. Sua mão voltou a tocar a cintura fina, olhando para os lados enquanto respirava fundo e voltava a se pronunciar.

ㅡ Estou pensando em como você está fodidamente atraente, Trice.

ㅡ Não estamos na boate.

ㅡ Eu não ligo. ㅡ Respondera, segurando a mão da garota e puxando-a para as escadas.

  Trice só conseguia pensar no quão cara de pau o rapaz era, afinal, sua namorada estava naquela festa. Assim que chegaram no andar que dava aos quartos, a garota fora prensada em uma das paredes, tendo seus lábios colados aos semelhantes do Isbell. O garoto apertava tudo o que podia, deixando algumas leves marcas nas coxas e na cintura da Lancaster.

ㅡ Izzy, alguém pode nos ver...

  Stradlin resmungou entre o ósculo, abrindo a porta ao lado e empurrando a mulher para dentro do cômodo. Ambos caíram sobre a cama, com o rapaz por cima do corpo feminino. Izzy tratou de abrir o vestido preto, abaixando este até a cintura de Beatrice, enquanto agora a boca do mesmo se encontrava em um dos mamilos rosados. A ruiva apenas gemia, fechando seus olhos e aproveitando as sensações que ele lhe causava. Não deveria estar fazendo tal coisa, mas era claro que havia muita atração sexual entre ambos.

   Quando os lábios finalmente voltaram a beijar sua boca, Trice mostrou um sorriso ladino, guiando sua mão para dentro da calça alheia. Definitivamente mudava por completo quando estava sob efeito da bebida. Seus dedos envolveram o membro desperto do guitarrista ㅡ que gemeu contra sua boca, surpreso com o ato ㅡ, iniciando uma lenta masturbação.

ㅡ O que você...

ㅡ Shh, sua namorada pode passar pelo corredor e ouvir tudo, querido.

  Jeffrey sorriu incrédulo com a frase alheia, mordendo seu inferior e segurando as mãos da garota.

ㅡ Você é muito atrevida, Trice. ㅡ Ele dissera, deixando uma mordida no maxilar da garota, logo descendo seus lábios para a epiderme branquinha do pescoço desta. ㅡ Suas provocações somente me incentivam a continuar, mas infelizmente precisamos ser rápidos dessa vez.

  A ruiva sorriu, empurrando Jeffrey para o lado e subindo sobre o colo deste, movendo seu corpo lentamente na intenção de deixa-lo ainda mais excitado. As mãos ageis foram parar no quadril feminino, lhe incentivando a ir mais rapidamente enquanto fechava os olhos e aproveitava. Não evitou resmungar quando a garota parou o que fazia, descendo sua destra novamente até o membro ereto do guitarrista. Abriu a calça deste e levou a mão até o local, passando a estimula-lo em uma velocidade absurdamente lenta.

ㅡ Gosta disso, Stradlin?

  O rapaz gemeu em afirmação, apertando o quadril da garota enquanto respirava fundo. Trice fora calmamente aumentando a velocidade, isso porque a mão livre de Izzy se colocou sobre a dela, ajudando-a.

ㅡ Ah, Trice...ㅡ Ele gemeu, abrindo seus olhos para ter a visão da garota se movendo em seu colo enquanto o masturbava. ㅡ Mais rápido.

ㅡ Não consegui ouvir direito, Izzy. Repete, hm?

  Um sorriso ladino se formou nos lábios do rapaz, que levantou levemente seu tronco e segurou as madeixas ruivas da garota, puxando-as até aproximar seus rostos.

ㅡ Mais rápido, vadia.

  Beatrice sorriu, aproveitando a proximidade para morder o inferior alheio fortemente, arrancando um gemido de dor do guitarrista ㅡ que a soltou e voltou a deitar para trás ㅡ. Ela continuou o que fazia, até que o rapaz chegara ao orgasmo, encarando-a com um sorriso. Fora então que Trice suspirou, sentindo-se uma vadia por estar fazendo tal coisa enquanto a namorada de Isbell certamente o procurava. Rapidamente saiu do colo deste, arrumando seu vestido e também seus fios de cabelo bagunçados.

ㅡ Não deveriamos ter feito isso.

ㅡ Por que não?

ㅡ Você ainda pergunta? ㅡ Ela suspirou, cruzando seus braços. ㅡ Você tem namorada, Stradlin.

  Izzy revirou os olhos, levantando-se e também arrumando suas vestes, mas ainda mantendo o olhar preso na stripper. Não esperava que ela fosse se importar com tal coisa.

ㅡ Eleanor nunca vai saber disso. O que os olhos não veem, o coração não sente.

  Beatrice arqueou sua sombrancelha, realmente chocada com a falta de vergonha na cara do rockstar. Acabou por dar de ombros, seguindo para fora daquele cômodo. Izzy não prestava, assim como todos os outros homens. Trice somente sentia pena da tal Eleanor, mas não era da sua conta a relação que ambos levavam.

ㅡ Trice, eu estava te procurando! ㅡ Phoebe falou assim que avistou a amiga. ㅡ Duff pediu para que dormissemos aqui, afinal, é perigoso voltar para casa essa hora.

  Lancaster suspirou, não acreditando no que tinha acabado de ouvir. Estava louca para ir embora e esquecer o que tinha acontecido, mas pelo visto a vida adorava brincar consigo.

ㅡ Mas vamos de táxi, Phoebe. ㅡ Falou, porém, o olhar suplicante de sua amiga a fizera concordar, vendo Phoebe sorrir. ㅡ Certo, mas amanha bem cedo vamos embora.

  A mais velha concordou, parecendo animada.

ㅡ Vou pedir para Beta arrumar os quartos de hóspedes. ㅡ Fora a vez do McKagan se pronunciar.

  O loiro abraçava Phoebe por trás e apoiava o queixo no ombro da garota. Beatrice achou a cena bastante fofa, mas nada disse sobre aquilo. Logo Steven apareceu, passando seu braço pelos ombros da garota e sorrindo.

ㅡ Beatrice vai dormir aqui?

ㅡ Steven não perde tempo. ㅡ Slash comentou assim que apareceu na sala, jogando-se no sofá junto à Zoey.

  Adler não evitou sorrir, lançando um sorriso sugestivo para a Lancaster ㅡ esta que soltou uma baixa risada ㅡ. Fora então que Stradlin desceu as escadas, franzindo o cenho pela cena. No entanto, deu de ombros e fora até o sofá.

ㅡ E a Eleanor? ㅡ Adler perguntou.

ㅡ Ela foi para casa antes da festa acabar.

  Aquilo fizera Beatrice suspirar, cruzando seus braços. Logo Beta aparecera, mostrando um sorriso gentil para as garotas.

ㅡ Os quartos já estão prontos, meninas. Espero que durmam bem.

ㅡ Obrigada, Beta! ㅡ Phoebe sorriu.

  Trice também agradeceu, observando a mulher novamente deixar o local.

ㅡ Bom, eu acho que vou dormir, então. ㅡ Beatrice proferiu, deixando um beijo na bochecha da amiga e seguindo para o quarto ao qual dormiria.

  Estava tão cansada que nem sequer teve tempo para pensar em tudo o que havia acontecido naquela noite, apenas deitou-se no colchão fofinho e fechou seus olhos, não demorando para adormecer. 


Notas Finais


Ficou bom? Eu espero que sim, aaaa.

Até o próximo! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...