1. Spirit Fanfics >
  2. Rotas nas Runas de Breland >
  3. Explicações Devem ser Dadas

História Rotas nas Runas de Breland - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Este será o último e inacabado capítulo, não gostei do rumo que dei e dos personagens que criei. Enfim; logo, logo estarei com mais uma nova história de autoria minha, e que se passará no mundo de Eberron o cenário de jogo de Dungeons & Dragons 5e.

Capítulo 8 - Explicações Devem ser Dadas


Fanfic / Fanfiction Rotas nas Runas de Breland - Capítulo 8 - Explicações Devem ser Dadas

Explicações Devem ser Dadas

- Jovem Callus, você não está em Breland por caso. - disse Havrakhad - O destino o guiou para este momento. 

- Você quer dizer que o "destino" me trouxe aqui? Nunca imaginei que o destino tivesse a aparência de um ser grandalhão de puro metal. - refutou Callus.

     Havrakhad ficou calado.

- … o que tenho que fazer exatamente? E também, Bryseis disse que esta esfera tem energia para uns continente inteiro, e não para adormecer um terror colossal.

- Callus é complicado. - disse Bryseis - Olha eu… 

- Bryseis! - suspirou Havrakhad - Ai, ai… Callus, por favor me acompanhe.

- Ah, tudo bem…

    Havrakhad guia Callus para fora da estalagem e o traz numa torre, ela está próxima das áreas de agricultores. Lá eles sobem e Callus continua sem entender do que servirá isso. Havrakhad parou junto a Callus numa parte bem alta que entrega de bandeja uma vista de toda capital de Breland.

     Callus fica brevemente olhando para vista e esboça uma expressão amarga e depois uma leve expressão melancólica. Havrakhad cruza os braços e encara Callus.

- Você não se sente preparado. - disse ele.

- Como sabe? - perguntou Callus com um olhar entediado.

- Consigo ver pela forma que age e, que se expressa.

     Callus se manteve calado e depois de um tempo cruzou os braços.

- Olha fique à vontade para me subestimar, mas esteja "preparado" para se surpreender.

- Não irei obedecer o cuidado que pediu. - disse Callus com uma expressão amarga.

- Não é um cuidado. - respondeu Havrakhad.

     Callus olha para Havrakhad e percebe que ele falou tudo aquilo sem abrir a boca, Callus se afasta um pouco e fica pálido.

- Ei! Você nem mexeu a boca, parece até que falou dentro da minha mente! - exclamou ele.

- Correto. - afirmou Havrakhad - Nós Kalashtar conseguimos conectar as mentes de seres vivos. Mas isto são características do meu povo que pouco lhe interessa no momento.

     Callus fez um gesto de concordância e Havrakhad demonstra um pequeno sorriso. Ambos voltam para estalagem e Bryseis está limpando as unhas. Havrakhad caminha pelo quarto da estalagem e senta na cama ao lado da que Callus dorme.

- Vaidosa, senhora Bryseis. - disse ele.

- Minha beleza é algo que precisa de destaque. Então, acabou o papo de falar que ele é especial, e tem que fazer esta missão pois é o destino dele? - diz Bryseis de forma irônica.

- Não gostei da sua ironia, mas sim falei com ele. Rapaz, vá arrumar suas bagagem e iremos partir ao amanhecer e me encontre perto da prisão. - diz Havrakhad.

- Para onde vamos agora? - pergunta Callus.

- Vamos para capital de Breland, é em Wroat que está o Replicante que roubou esfera.

     Callus começa a olhar em volta do quarto e coçou a cabeça. Havrakhad percebeu a dúvida de Callus. Ele põe a mão no ombro de Callus. - Se quer saber se seus companheiros iram vir… não. Eles iram ficar em Sharn e apenas você e eu partiremos para Wroat. - quando Havrakhad disse isso, Callus relaxou os ombros e apenas ficou calado dando a impressão de que assentiu. 

     Bryseis faz um gesto com as mãos para que Havrakhad a acompanhe, eles saem da estalagem e se afastam para algum beco, Bryseis entrega um pacote para Havrakhad e ambos ficam com uma expressão que parecem estar indagando. Logo amanheceu e Callus pronto com sua mochila partiu para Wroat com Havrakhad


Notas Finais


Obrigado por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...