História Rótulos - Interativa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Estereótipos, Esteriótipo, Interativa, Interativo, Rótulo, Rótulos
Visualizações 119
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey, finalmente terminei essa bendita prévia, que como prometido revela alguns aceitos, especificamente 3 aceitos.

E eu agradeço a Deus por eu ter mudado de ideia e ter feito na visão da Mike (Denovo), pq tava totalmente sem criatividade pra fazer na visão da Crystal e aí eu resolvi mudar e as coisas fluíram melhores, mas prometo que próximo capítulo será na visão de outra pessoa e só avisando que o próximo capítulo só sai agora quando eu escolher os aceitos, ou seja depois do dia 21.

Bem, agora fiquem com a prévia, espero que gostem.

Capítulo 2 - Prévia


Fanfic / Fanfiction Rótulos - Interativa - Capítulo 2 - Prévia

Continuei olhando os alunos novos, de certa forma tenho pena deles, muitos iram sofrer bastante nas garras do Derek e seus "amigos".

— O que você tá olhando?  — Crystal, me acorda de meus devaneios.

— Os alunos novos… mal sabem eles o que os esperam. — Meu semblante estava sério, essa escola sabe bem como me deixar pra baixo.

— Mike, não precisa ficar assim… quem sabe esse ano tudo seja diferente. 

— Quer saber, você tem razão. — Respiro fundo e tento acalmar meu pensamentos.

— Você dizendo que tenho razão, o mundo só pode estar acabando! — Nossas risadas ecoaram pelo local.

— Aproveite esse momento, nunca mais irá acontecer. — Continuamos a rir.

— É tão bom te ver sorrindo, fico preocupada quando você está estranho.

— É… eu sei, meu sorriso é lindo demais — Crystal começou a rir igual a uma maluca. Sinceramente senti saudades disso.

— Você quer realmente quer me ver ter um ataque de risos? — Disse ainda se recuperando das risadas.

— Definitivamente não, acho que já vi o suficiente e quer saber? Foi bem ridículo. — Sorri, já ela apenas revirou os olhos.

Ficamos conversando sobre assuntos completamente aleatórios, até que fomos interrompidos.

— E aí bixinha fofoqueira? Deu pra muitos caras durantes as férias? — Eu reconheço essa voz, e sinceramente a odeio.

— Calminha aí Tony, desse jeito meu irmãozinho pode achar que você está dando em cima dele. — E agora esse outro também, não posso ter um segundo de paz?

— Eu já avisei vocês! Da próxima vez que falassem isso iam se ver comigo! — A que ponto cheguei… sendo protegido pela Crystal.

— Não precisa desse exagero todo, nós estamos apenas brincando com nosso amiguinho, que inclusive é meu irmão. — Derek me puxou para perto e pôs um de seus braços ao meu redor, como se fosse uma espécie de "abraço".

— Por falar em amiguinho, meu amiguinho de baixo precisa de um "trato", o que acha de ir na minha casa hoje Crys? — Me pergunto quem é o mais idiota, Derek ou Anthony, e mesmo se pensasse por horas não chegaria a escolher um.

— Quem sabe quando os porcos voarem. — Pensando bem o mais idiota não é nenhum dos dois, na verdade é a Crystal que sempre acaba ficando com Anthony, mesmo sabendo que ele é um babaca.

— Qual é Crys, o que eu fiz de errado dessa vez? A nossa última transa foi tão boa quanto as primeiras. — Ele ainda não sabe o por que… É incrível o quão cegas as pessoas podem ser.

— Pergunta pro palito que você chama de pau. — Derek me soltou e caiu na gargalhada, enquanto isso Anthony estava vermelho de raiva e vergonha também.

— Já que não posso fazer nada com você, seu amiguinho vai sofrer no seu lugar. — Tomado pelo raiva, ele acabou resolvendo descontar em mim, assim me segurando pelo moletom e se prepara para me socar.

— Solta ele agora! — Crystal foi para cima dele, mas acabou sendo segurada por Derek.

— É melhor você ficar fora disso Bitch. 

Anthony estava prestes a me socar até que do nada um rapaz lhe desferiu um soco em seu maxilar, que fez com que ele caísse sentado no chão.

— Ai, essa doeu até em mim. — Crystal foi a primeira a se pronunciar, agora já livre das mãos de Derek, que estava ajudando seu "amigo" a levantar.

— Você mexeu com pessoa errada, agora vai sofrer as consequências, seu merdinha.

— Esquece isso Tony. Não vale a pena arranjar uma confusão tão cedo, depois damos um jeito nesse cara. — Anthony apenas revirou os olhos e foi embora junto de Derek.

— Olha cara, não tô querendo ser grosso… mas não precisava me proteger, eu já tô acostumado com isso tudo. — Olhei diretamente paro o rapaz "misterioso", que era alto, tinha pele morena, lábios grandes e carnudos e olhos verdes, na verdade era um rapaz bem bonito.

— Bem, para mim você parecia estar em apuros, então de nada, foi um prazer lhe ajudar. — Seu olhar era sério e sinceramente me deixava um pouco intimidado.

— Desculpa… é que tudo muito complicado.

— Não precisa se desculpar, só fiz o que qualquer um deveria ter feito. — Virou-se e saiu andando na direção contrária a escola.

— Não vai assistir a aula? — Não deveria me intrometer, mas minha curiosidade falou mais alto.

— Tenho coisas mais importantes pra fazer, do que assistir a aula. — Ele seguiu seu caminho e a gente o nosso.

Finalmente resolvemos entrar na escola. Os corredores estavam lotados, os alunos caminhavam por todos os lados, enquanto isso eu apenas pegava meus materiais no armário, depois o trancando.

—Licença, acho que estamos meio perdidos, poderia nos ajudar? — Uma garota loira, baixinha se aproximou de nós, acompanhada por um rapaz alto, com barba e cheio de tatuagens.

— Claro, onde querem ir? — Como sempre Crystal foi a primeira a responder.

— Até a sala do segundo ano. — Dava para perceber claramente a timidez da garota.

— Que coincidência, parece que seremos colegas de classe. — Sério isso? Ela não deixa eu falar nada.

— Bem, sigam a gente então. — Os dois apenas concordaram com um balançar de cabeça e o mais importante é que falei primeiro que minha amiga tagarela.

Comecei a caminhar em direção a sala, e como o combinado fui seguido por eles.

— Como se chamam? — Perguntei a eles.

— Me chamo Stephany. 

— Tyler. — Ele finalmente falou algo.

— Prazer! Sou Michael e essa é a Crystal. — Assim que ouviu seu nome, Crystal soltou um belo sorriso.

Não demorou muito para chegarmos na sala, na verdade foi bem rápido e felizmente sem interrupções.

— Obrigada pela ajuda. — Stephany agradeceu com um belo sorriso.

— De boa, sempre que precisar de ajuda pode contar com a gente. — A respondi e nos despedimos, assim cada um indo para seu canto.

A sala era bem espaçosa e em cada mesa ficavam dois alunos, que normalmente sempre fazem os trabalhos juntos. Sentei ao lado de Crystal e ficamos conversando até o professor chegar e começar a aula.

Após várias horas de aula, que tenho que admitir que foram bem chatas, o bendito horário de almoço começou.

Fui até ao refeitório e me servi com uma fatia generosa de pizza, depois sentei-me em uma mesa qualquer, como sempre acompanhado por minha fiel escudeira.

— Mike, você está bem? — Gwen surgiu do nada e me deu um susto daqueles, sorte a minha que não estava com um pedaço de pizza na boca.

— Estou, e por que esse desespero todo? — Crystal olhava com desprezo para Gwen, as duas simplesmente não se dão bem, e ainda por cima sem motivo.

— Eu soube da confusão de hoje mais cedo. Sabe como as notícias se espalham rápido aqui. 

— É, eu sei. — Claro, quando se trata se fofocas esta escola faz questão de as espalhar, parece até cidade pequena.

— Que bom que você está bem, agora podemos rir dessa situação e do soco que o Anthony levou. — Risos tomaram conta da garota.

— Com toda certeza. — Sorri.

Conversamos até o final do horário de almoço e depois voltamos para a sala, onde permanecemos até o final da aulas. Eu fiz questão de sair da escola o mais rápido possível, arrastando Crystal comigo.

— Que tal irmos naquela quadra de basquete?

— Eu até iria, mas infelizmente tenho um compromisso. — Negou meu convite.

— Vai me deixar sozinho? — Fiz um biquinho.

— Tenho que encontrar alguém, sorry. 

— Tá… só espero que não seja o Anthony. Tchau feinha.

— Tchau gato. — Fui em direção a quadra de basquete, ela ficava meio longe da escola, mas prefiro usá-la ao invés da quadra da escola.

Demorei cerca de meia hora para chegar ao meu destino, e ainda tive que enfrentar a chuva que estava a cair.

Havia um rapaz na quadra, ele estava sem camisa e todo encharcado, por conta da chuva obviamente.

— Posso me juntar a você? — Me aproximei dele, que me olhou nos olhos. Adivinha quem era? O rapaz que me salvou hoje mais cedo.

— Pode ser. 

— Ah… você de novo… a propósito me desculpe por hoje mais cedo… de novo. — Me desculpei novamente.

— Tudo bem, sei que não foi sua intenção, mas agora vamos logo jogar. — Me jogou a bola e eu a segurei com certa dificuldade.

— Posso ao menos saber seu nome?

— Joshua, mas pode me chamar de Josh. — Sorri e comecei a avançar até a cesta assim começando o jogo.

Jogamos ali por bastante tempo, e durante uma de minhas jogadas, acidentalmente escorreguei numa poça de água e caí em cima dele, e ali ficamos nos encarando até que resolvi me levantar, depois o ajudando a fazer o mesmo.

— Acho que já vou… minha mãe deve estar preocupada. — Inventei rapidamente uma desculpa.

— Ok, eu entendo… a gente se vê aqui amanhã? — Parece um convite.

— Claro… até amanhã.

— Até. 

Saí dali e fui para casa, mas durante o caminho não conseguia parar de pensar na confusão de hoje cedo e em Josh. Principalmente em Josh… sem camisa e todo molhado.

Fim?


Notas Finais


Hey, aqui estou eu de novo para pedir que você comente o que achou, principalmente quem teve um personagem aceito, preciso saber se apresentei corretamente seus filhos.

Lembrem-se aceito críticas, elogios e sugestões! Então comentem aí.

Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...