História Roubaste o meu coração - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Vkook
Visualizações 16
Palavras 724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii! Novo capítulo
Talvez tenha ficado pequeno mais ai da assim espero que gostem e boa leitura...
Vemo-nos nas notas finais 😉

Capítulo 6 - He stole my heart


Fanfic / Fanfiction Roubaste o meu coração - Capítulo 6 - He stole my heart

Entramos no hotel e damos de caras logo com sr. Jeon. O homem não tem mais nada para fazer a uma hora destas? Ele olha-nos de cima a baixo.

-Bom dia - diz seco.

-Bom dia - respondemos em coro.

Ele revira os olhos e vai embora. Dirijimo-nos ao bar, vestimos a farda e começamos a trabalhar.

-Nem acredito que o Jungkook nos safou. - diz Suga ao fim de algum tempo - juro que pensei que ia julgar-nos da mesma maneira que o pai.

-Caramba, o rapaz deve curtir mesmo de nós. - responde Jimin.

Eu fico calado a ouvi-los falar, como é que eu contei a minha vida toda a Jungkook? Porque é que ele me transmite tanta confiança se somos de mundos completamente diferentes. Mas depois do que houve ontem duvido que voltemos a ficar tão amigos como nas últimas semanas. Apesar de nos ter ajudado, ele continua a ser o menino rico e continua a haver coisas que meninos ricos não entendem.

Hoje é sábado por isso o trabalho é maior pois há pessoas que vieram passar apenas o fim-de-semana. Às dez e meia o bar está cheio e apesar de sermos três a trabalhar estamos a trabalhar a mil à hora. O normal dos fins-de-semana.

-Dá-me uma coca cola. - pede alguém atrás de mim.

-É para já. - pego numa lata de coca cola e encho um copo, ponho uma palhinha e dou-a ao cliente. É Jungkook.

-Oi - digo nervoso.

-Oi - responde também nervoso.

Ficamos calados e eu continuo com o meu trabalho um pouco constrangido por ele estar mesmo atrás de mim.

-Por favor, não fiques chateado comigo. Ontem quando disse aquilo eu não sabia nem metade. Desculpa.

-Tudo bem, também não podias adivinhar.

-Eu sei, mas eu comecei logo a falar como se soubesse e acabei por te falar mal.

-Esquece isso - digo.

[...]

-Jungkook, obrigada por nos safares ontem. - diz Jimin.

-Na boa, vocês são meus amigos e é isso que os amigos fazem, certo... Só vos peço uma coisa...

-Nós não voltamos a roubar, podes ficar descansado - digo.

Ele acena com a cabeça. Acertei em cheio, era mesmo isso que ele ia dizer.

-Jimin, como é viver com a MiCha? Ela é uma chata, não é? - pergunta Jungkook.

-Bem, eu estava habituado a ser o protetor, mas agora é ela que quer fazer de mãe.

Sorrio perante a imagem que surge no meu pensamento de MiCha a tomar conta de Jimin. Ah, logo Jimin.

-Ou seja, o normal. - Jungkook ri.

-Hey, é a minha irmãzinha.

Todos rimos.

-Vocês alguma vez...?

-Calma Jimin - Jungkook começa a rir - somos e sempre fomos só amigos.

-Nunca sequer se beijaram? - pergunta Suga com demasiada curiosidade.

-Só num jogo de verdade ou consequência.

Sinto uma espécie de calor estranho dentro de mim quando imagino Jungkook beijando MiCha. Que raio foi isto? Não sei, mas não quero pensar nisso à mesma.

[...]

A hora de sair chega então nós arrumamos as nossas coisas e saímos do hotel. Voltamos a dar de caras com o Sr. Jeon. Ele revira os olhos e não nos diz nada. Eu ponho o carapuço e vou até o carro do Suga.

[V off / Jungkook on]

-Melhor eu pedir para verificar os cofres, não se tenham eles lembrado de roubar aqui também. - diz o meu pai sabendo que me iria chatear.

-Faça o que quiser, eles não roubaram nada e se o pai se desse ao trabalho de os conhecer melhor teria tanta certeza como eu.

-Tu e aquele V andam muito próximos. Ou melhor, Taehyung... Eu vi o contrat...

-Não lhe chame esse nome - digo irritado - e sim, andamos próximos, ele é muito boa companhia.

-É um ladrão mas tu é que sabes. Os teus amigos são os teus amigos.

-Exatamente - digo - eu é que sei.

Ele desiste da conversa e vai para o seu escritório.

O que é que me interessa se ele roubou no passado se nunca o fez por mal. Ele fugiu de casa com dezesseis anos, não tinha acabado o décimo ano, ninguém o queria, ele teve que roubar para sobreviver. Ele sabe mais da vida do que eu e a minha familia juntos.

Se o meu pai o odeia por ter roubado dinheiro, nem sei como seria se ele por acaso souber que ele roubou também o meu coração.

Não vou negar, eu estou completamente apaixonado pelo V. 


Notas Finais


O QUÊ????
Como assim roubou o coração? Hahaha
Até ao próximo capítulo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...