1. Spirit Fanfics >
  2. ROUGE Imagine Park Chanyeol >
  3. Four

História ROUGE Imagine Park Chanyeol - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


primeiro
ESTAMOS DE CAPA NOVA QUEM AMOU?
chega de relação de amor e ódio com minha própria capa amem
segundo
desculpa a demora pra att
eu realmente queria escrever algo legal

Capa pela maravilhosa @lunaticax <3

eu espero que vocês gostem do cap, boa leitura e perdão qualquer erro ortográfico<3

Capítulo 5 - Four


Música alta e pessoas tentando conversar era tudo que eu ouvia agora, com o tempo eu pensei que iria acostumar com uma rotina agitada assim, até acostumei, mas dessa vez parece que está tudo diferente. Em alguns momentos eu sentia minha cabeça latejar ou enjoos tomavam conta de mim.

 

Com tudo isso, eu acabei apenas ficando na bancada tomando água e olhando o celular, pelo menos até melhorar um pouco, Jackson estranhou um pouco eu estar quieta e tomando água porque nesses momentos eu interajo com todos que eu vejo e curto o show.

 

A primeira apresentação seria a da Cardi B, que no caso já estava acontecendo, deixando de lado todo esse mal estar me levantei e fui andando entre a multidão até chegar numa porta ao lado do palco que tinha o corredor que levava aos camarins. Como o segurança já sabia quem eu era eu apenas entrei passando pelas duas primeiras portas e parando em frente a terceira. 

 

Esperei alguns segundos até dar três batidas na porta e entrei no cômodo vendo os quatro garotos andando de um lado para o outro.

 

— Vocês já são os próximos, animados? 

 

— Eu não sei eles, mas eu estou em pânico, nunca nos apresentamos pra tanta gente — Jongin disse sentado na poltrona enquanto batia os pés no chão repetidamente.

 

— Não precisam ficar tão nervosos assim, só deixem fluir e eu garanto que dará tudo certo — Disse me encostando na parede — Hyoyeon vai fazer o remix de 2 ou três músicas, depois disso vocês entrarão, ok? — Eles concordam — Então eu vou indo, se precisarem de alguma coisa mandem mensagem.

 

Depois que eu saí de lá eu apenas voltei para o bar, Hyoyeon já estava lá animando o público, aos poucos o local foi ficando cada vez mais cheio, meus pelos se eriçaram e meu coração se acelerou assim que os quatro garotos entraram no palco e começaram a tocar.

 

Se eu estava nervosa? muito, acho que se estivesse em pé teria caído de nervoso, mas ao ver que o público estava gostando do que eles tocavam, aos poucos fui me sentindo menos nervosa com essa situação, bebi o resto de água que restava em meu copo e me levantei.

 

Todo aquele mal estar tinha ido embora, talvez fosse apenas o nervosismo me causando tudo isso. Fui andando até o centro do local, ficando um pouco afastada do palco, mas perto o suficiente para poder apreciar o show.

 

Dava pra perceber que o nervosismo que eles expressavam no camarim não estava mais ali, eles pareciam bem confortáveis enquanto tocavam, o público estava agitado essa noite, me aproximei um pouco mais do palco sentando no pequeno sofá que tinha ali, possivelmente já se passava das dez horas da noite, até o final do evento faltavam muitas horas.

 

[...]

 

Já eram 03:56 da manhã, o local já estava vazio, estávamos apenas dando uma limpeza básica, já que quando estivermos descansados vamos limpar direitinho.

 

— Vocês não precisavam estar ajudando, devem estar cansados depois do show — Disse para os quatro garotos que varriam o chão e recolhiam os copos que ficaram largados pelo local.

 

— Você nos deu uma grande ajuda, só queremos recompensar — Chanyeol disse enquanto terminava de recolher os copos de uma mesa.

 

— Mas vocês podem ir agora, vocês três também — Digo pegando minha bolsa.

 

Todos concordaram e pegaram suas coisas e logo que se despediram foram embora me deixando sozinha no local, pego minha bolsa em cima do balcão e apago as luzes saindo do local com a chave do carro em mãos.

 

Assim que estacionei o carro na garagem fui logo pro elevador, eram 04:13, minha cabeça latejava de cansaço, eu merecia pelo menos um mês de férias no mínimo. Assim que a porta do elevador se abriu andei até o final do corredor parando em frente a porta de casa.

 

A porta estava encostada, mas eu me lembro muito bem de ter travado a mesma. Após um tempo refletindo se eu deveria entrar ou chamar a segurança do prédio eu decidi entrar, assim que eu abri um pouco mais a porta observei o trinco com cuidado o vendo em perfeito estado, se tiver alguém aqui dentro provavelmente essa pessoa sabe a senha da minha porta.

 

Abri a porta por completa dando de cara com o corredor escuro que levava até a sala e a cozinha, travei a porta e andei até o final do corredor chegando na sala de estar que estava sendo iluminada apenas pela luz da lua e algumas poucas luzes da cidade.
 

Tirei os saltos e os segure na mão, olhei o resto do apartamento e o mesmo estava completamente vazio. Deixei isso de lado e fui para o meu quarto tomando um banho rápido e colocando um pijama fresco, fechei as cortinas da janela e me deitei no colchão sentindo meus músculos relaxarem.

 

Assim que fechei os olhos por completo já não conseguia mais abri-los, após alguns minutos apenas ouço a porta do quarto sendo aberta e sons de salto alto batendo contra o piso de madeira, sinto o lado direito do colchão se afundar e unhas passarem por minha pele descoberta a até chegar em minha cabeça, quem quer que seja deixou a mão ali por um longo tempo e ficou em um silêncio aterrorizante.

 

Por algum motivo eu não consegui me mexer, era como se eu estivesse travada naquela posição, após mais alguns minutos tentando abrir meus olhos com inúmeras tentativas sem sucesso, a pessoa que estava em meu quarto finalmente deu algum sinal.

 

— Boi, boi, boi, boi da cara preta, pega essa menina que tem medo de careta — Ela cantava num sussurro, senti meu corpo suando frio e o desespero tomar conta de mim.

 

Ela continuou cantando mas dessa vez sua mão estava se movendo sobre meu corpo mas logo parando em meu pescoço, ela ficou alguns segundos parada mas logo se moveu novamente apertando suas unhas contra minha pele.

 

Sinto uma falta de ar por alguns segundos e logo consigo abrir os olhos, direciono minhas mãos trêmulas até o braço da mulher logo o empurrando pra longe, sinto um liquido quente escorrendo sobre minha pele mas não dou tanta importância.

 

Me sentei sobre o colchão e a mulher fez um sinal de silêncio com os dedos e se levantou, ela andou lentamente até a porta e me olhou uma última vez antes de sair do quarto, por conta da escuridão não consegui ver seu rosto. Me levantei e fui até o banheiro acendendo as luzes, olhei meu reflexo no espelho vendo sangue escorrendo do meu pescoço.

 

Peguei um kit de emergência no armário e cuidei da ferida logo lavando o rosto, ok, isso não foi um pesadelo, desta vez foi completamente real, ela realmente estava aqui.

 

Pensamentos como esses ficavam rondando minha mente, eu estava apavorada, voltei para o quarto e peguei meu celular, 06:42 da manhã. Me sentei sobre o colchão logo sentindo meus pelos se eriçarem.

 

Levantei e peguei um casaco longo e a chave do carro, saí do apartamento apenas com a chave do carro e celular, fui até a garagem olhando para os lados a todo momento e entrei no meu veículo dando partida no mesmo. Dirigi até a rouge estacionando o carro e logo saindo do mesmo.

 

Assim que entrei no local fui direto para o meu escritório, sinto que ali ela não vai me achar, não quero voltar pra casa. Deitei no sofá e fiquei pensando sobre o que aconteceu agora pouco.

 

Por que será que ela voltou?

 


Notas Finais


OK, desde a hora que eu recebi a capa e continuei a escrever o cap eu estou com as mão tremendo, e no começo do cap quando a prota estava passando mal eu comecei a passar mal, talvez eu deva escrever que a prota fique rica

Ok o meu pé esta formigando, essa fic está me deixando com medo.

Espero que tenham gostado do cap viu, comentem as teorias de vocês, quem será essa mulher misteriosa.

Deem uma olhadinha na nova fic da @lovggukz, vocês não irão se arrepender: https://www.spiritfanfiction.com/historia/jogo-de-seducao-imagine-jeon-jungkook-20080546

E eu escrevi uma mini one-shot, deem uma olhadinha lá também: https://www.spiritfanfiction.com/historia/suzy-nao-esta-fazendo-sentido-20053205

amo vocês<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...