História Roxo nunca é demais - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lemon, Pantera Cor De Rosa, Yaoi
Visualizações 30
Palavras 313
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Ecchi, Fantasia, Ficção, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Como deixar um gatinho deprimido


Miguel on

Miguel:Idiota, vamos no cinema?

Art:Que quem paga?

Miguel:Você. 

Art:Então não. 

Miguel:Não abre a mão nem pra dar tchau né? 

Art:Não! E esse e o jeito do gatinho que você ama!

miguel:Amo?

Art:Eu sou meio egoísta mas sou uma graça de gatinho que eu sei.Eu tenho até cheiro natural de uva!

Miguel:Ok, admito, você é a coisa mais fofa desse universo, mais continua sendo um trouxa avarento cara de panela.

Art:...ok,isso doeu.

Miguel:Vai lavar a louça ,vai.

Art:TIVE UMA IDÉIA! 

Miguel:Lavar a louça te deu uma idéia? 

Art:VAMO NA PRAIA?

Miguel:Claro, porque não.

Ele começa a organizar as coisas dele e geral coloca traje de banho pra chegar na praia e estar NEVANDO.

Miguel:A gente vai nessa merda nem que seja pra voltar com pneumonia.

O Art como qualquer gato não curte muito água, então ele fica fazendo anjos de areia/neve.Depois a gente volta pra casa e o Art fica brincando com o secador, já que não é ele que paga as conta de eletricidade.

O pior é quando ele começa a apontar aquela merda pra mim, apesar de ser quente.

Miguel:Tira esse negócio da minha cara.

Art:Ok.

Ele vira o secador, deixando o ar quente ir na cara dele e fazendo seu cabelo roxo esvoaçar.

Miguel: volta o negócio pra mim, tá frio.

Art:Não. 

Miguel:Mais o secador é meu. 

Art:Mas eu tava primeiro.

Miguel:Mas eu que pago a conta.

Art:Mas eu que uso a conta.

Miguel:Mas eu nasci primeiro.

Art:mas eu nasci segundo.

Miguel:ME DÁ ESSA MERDA ANTES QUE EU ENFIE ELA NA SUA BUNDA.

Art:NÃOOO!

Arranco o negócio da mão dele e aponto pra mim, aí ele sai da sala e vai pro quarto com as orelhinhas pra caídas e fazendo sons e choro, gente, vocês não tem idéia da dor no coração que dá de ver isso, largo o secador ligado e vou atrás dele pra chegar lá e ver um gatinho encolhido num canto com a maior cara de tristeza, se ouvirem um som de vidro quebrando aí saibam que foi meu coração. ..


Notas Finais


Eu tô com dó de imaginar essa cena...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...