História Royal - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Abo, Alfa, Bangtanboys, Beta, Bts, Mpreg, Ômega, Taekook, Vkook
Visualizações 923
Palavras 1.304
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura <3

Capítulo 6 - "Um belo ômega."


Após uma longa semana com Taehyung dormindo em seu quarto, Jungkook autorizou o ômega a sair do castelo e passear pelo enorme jardim, mas o vigiando de longe, dando espaço suficiente para Taehyung se sentir confortável. Minkiun estava ao seu lado na calçada, observando o ômega e fazendo perguntas. 

"Você não acha que o Taehyung é um belo ômega?" 

Jungkook estaria mentindo se negasse a beleza do ômega. Seu irmão sorria de lado ao olhar para seu rosto sério pensando na pergunta do mais novo. 

Jeon Minkiun sabia a resposta, na verdade, qualquer um saberia a resposta ao olhar para Taehyung, que se encontrava no jardim do castelo sentado embaixo de uma árvore despetalando algumas rosas que encontrava em sua volta. 

Apesar do hematoma no lado direito de seu rosto, ele continuava deslumbrante. 

A alguns dias atrás ele havia se levantado da cama de Jungkook e dito que estava bem o suficiente para voltar a dormir sozinho, em seu quarto do outro lado do enorme corredor, e isso não chateou o alfa nem um pouco, pois ele não tinha qualquer vínculo com seu futuro ômega, ele nem ao menos havia o tocado apropriadamente ainda. 

"Quando que você irá conquistá-lo?" Minkiun o questionou o acordando de seus pensamentos sem fim. 

"Isso levará um longo tempo se depender de Taehyung, ele não é um ômega fácil." 

Minkiun sorriu e depois riu de seu irmão mais velho. 

"Acho que ele daria belos filhotes." 

O olhar dos dois irmãos não saia do ômega, mas isso não parecia incomodar Taehyung que continuava distraído pelas flores e a brisa no rosto. 

"Papai acha que você deveria começar a conquistá-lo para gerar filhotes o quanto antes." 

Apesar de mais jovem, Minkiun era informado de tudo o que acontecia no reino, mas isso não incomodava o alfa, pois seu irmão só queria ajudar, mesmo que as vezes o irritasse. 

"Verei o que posso fazer." 

Jungkook se virou e começou a caminhar de volta para o castelo. 

"Onde você vai?" 

"Preciso terminar algumas coisas, fique com ele até que ele esteja pronto para entrar." 

Minkiun concordou com a cabeça, apesar de seu irmão não poder ver sua resposta, mas Jungkook continuou a andar demonstrando que havia entendido o silêncio. 

A atenção do beta voltou para Taehyung que agora estava deitado na grama, decidindo por se aproximar, Minkiun caminhou até o lado do ômega e o observou de perto, admirando os cabelos taparem os olhos, mas deixarem à mostra o resto do rosto corado. 

"Por que vocês tem que me olhar tanto? Tem alguma coisa de errado comigo?" 

Minkiun se envergonhou com a pergunta súbita de Taehyung que continuava com os olhos fechados. 

"Seus olhares chegam queimar minha pele, e isso me incomoda." 

O beta enfiou as mãos nos bolsos de seu casaco sem jeito e se sentou pensando em uma resposta adequada, mas não encontrando nenhuma. 

"Você é um belo ômega, Taehyung." 

O ômega não respondeu, apenas ficou deitado aproveitando o sol do final do dia. 

"Onde está Jungkook?" 

"No castelo, você quer entrar?" 

"Sim." 

"Eu vou acompanhar você." Minkiun se levantou e ajudou Taehyung a se levantar e acompanhou o ômega até a porta do quarto se despedindo e deixando Taehyung sozinho. 

O ômega estava cansado de ficar solitário naquele cômodo, mas ali era o único lugar que ele estava autorizado a ficar, quando fechou a porta do quarto Taehyung suspirou e sentiu o cheiro de flores, feliz em poder ter guardado o cheiro das rosas do jardim. 

Taehyung  se virou para a cama e se deparou com um simples copo com três rosas dentro, em cima da mesa ao lado de sua cama e junto às rosas havia alguns pergaminhos enrolados o que despertou sua curiosidade, o ômega se aproximou e olhou com cautela para aqueles pergaminhos antigos, antes de pegar em um e cuidadosamente o abrir. 

Na primeira linha estava borrado o nome de sua família, Kim, o que o fez mais curioso e determinado. 

Taehyung leu com cuidado cada palavra ali grifada com tinta preta, e se viu ansioso para saber mais. 

"Esses foram os únicos que consegui encontrar em menos de quinze minutos." 

Taehyung tremeu ao escutar Jungkook e olhou do pergaminho que lia para o alfa que entrava no quarto, com uma roupa mais casual e dois novos pergaminhos em mãos.  

"E esses eu encontrei agora, você gostaria de lê-los também?" 

"Por que você está me trazendo isso?" 

"Achei que você iria gostar de saber um pouco sobre seus antepassados. Sua linhagem, a formação de seu sobrenome." Jungkook largou os pergaminhos junto aos outros em cima da mesa, e cautelosamente se sentou ao lado do ômega, que inconscientemente se afastou sentando mais afastado. "Você pode me contar o que descobriu?" 

Taehyung observou os olhos negros por segundos antes de enrolar o pergaminho e o guardar junto aos outros. 

"Por que você não me conta o que sabe?" 

O olhar desafiador de Taehyung deixou claro que ele estava disposto a tirar respostas do alfa, mesmo que fossem mínimas. 

"Eu sei tão pouco quanto você, os pergaminhos me ajudaram a descobrir mais sobre sua família e eu os trouxe para ajudá-lo também." O alfa não estava mentindo, mas não estava contando a verdade. 

"Seu reino foi formado por kim's também?" Finalmente Taehyung se deu por vencido e questionou, abrindo o pergaminho novamente e procurando onde havia parado a leitura. 

"Meu reino na antiguidade havia uma mistura de nomes e os Kim eram um deles, mas hoje esse reino é apenas formado pelos Jeon." Jungkook olhou para o perfil do rosto do ômega que estava concentrado lendo, mas ao mesmo tempo o escutando. "Você está bem?" 

Taehyung o encarou novamente, mostrando o roxo de seu rosto que aos poucos ia desaparecendo. 

"Estou." 

Ambos manteram o silêncio, enquanto que Taehyung lia, Jungkook apenas estava ali fazendo companhia e  observando. 

"Você poderia me fazer companhia mais vezes, é tão quieto aqui." 

"Continua quieto comigo aqui." 

"Mas pelo menos não estou sozinho." 

Jungkook apenas acenou positivamente e observou Taehyung enrolar o pergaminho delicadamente e o largar junto aos outros em sua mesa de cabeceira. 

"Obrigado por trazer os pergaminhos." 

"Eu posso trazer mais quando esses acabarem, apenas me pesa."  

Taehyung aceno positivamente e ajeitou a gola da camisa, tapando um pouco mais a roxidão no pescoço. 

"Eu quero me aproximar de você, Taehyung." 

"Por que você deve ou quer?" 

"Por que eu devo querer isso." 

Taehyung se manteve em silêncio, parecia pensativo e frustrado. O ômega limpou a garganta e empurrou Jungkook para trás na cama e sentou sobre a cintura do alfa, o que ocasionou uma falta de reação do moreno. 

"E eu devo querer também?" Questionou, olhou firme para o alfa. 

"Sim." 

"Então, eu quero." Taehyung se aproximou e beijou o alfa com vontade, dominando o beijo do começo ao fim. 

Não era como se Taehyung nunca tivesse beijado antes, mas fora a muito tempo e ele tinha certeza de que não estava fazendo certo, mas ele queria saber se pelo menos ele e Jungkook poderiam ser compatíveis para seguirem com isso. 

Por que ele não tinha outra escolha. 

Então ele apenas iria fazer isso. 

Jungkook era compatível consigo e isso poderia ser o suficiente.  

Talvez ele pudesse algum dia escapar dali e esquecer tudo. 

Tudo se passava pela mente de Taehyung, as mãos que seguravam sua cintura o impedindo de sair, a boca que era quente e acolhedora o dizia que aquele lugar poderia ser mais seguro agora do que as ruas de seu reino. 

E uma fuga não seria possível. 

Havia alfas em todos os lados, e seu corpo era frágil a auras. Ele não iria aguentar mais de um ataque de alfa. Fora dalí ele estaria morto. 

Então ele iria aceitar o que Jeon Jungkook poderia oferecer a ele, por enquanto. 

Por enquanto ele seria de Jeon Jungkook. 


Notas Finais


Então,o que acharam? acho que a partir de agora as coisas começam a esquentar (carinha safada), mas não pensem que o tae vai ser uma putinha tá? eu quero que ele seja tão dominador quanto o jeon apesar das diferenças de ômega e alfa.

o que acharam desse capítulo? acharam que ficou muito apressado as coisas?
esse capítulo foi tbém para apresentar um pouco sobre os antepassados do tae, o jeon pode vir ajuda ele a descobrir algumas coisas ..........
quero muitas opiniões sobre esse capítulo <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...