1. Spirit Fanfics >
  2. Royal Love >
  3. Primer Capitulo

História Royal Love - Capítulo 1


Escrita por: analu__19P

Notas do Autor


Eu não ia postar ainda, mas a ansiedade falou mais alto e eu precisei postar
Estou muito ansiosa com essa historia e eu quero muito saber o que vocês acham
em relação as minhas outras historias... Eu realmente não to com muita criatividade pra elas e por isso não vou prometer atualizar elas logo...enfim, espero que gostem

Capítulo 1 - Primer Capitulo


25 de outubro de 1590

 

Vagando sem rumo pelas ruas de seu reino, pensando nos acontecimentos das últimas semanas e atraindo olhares de todos os lados, era assim que o príncipe Leonard se encontrava. 

Após mais uma conversa que tivera com seu pai há cinco minutos atrás, resolveu sair do castelo, sem rumo, somente deixando seu coração o guiar. 

Sua mente fazia questão de voltar à conversa que estava fazendo-o perder as esperanças e repensar se realmente valia a pena lutar tanto assim por algo que talvez nem exista...

 

一 Basta! 一 Falou o príncipe interrompendo a apresentação da princesa a sua frente 一 Desculpe-me fazê-la perder vosso precioso tempo linda princesa, mas houve um grande equívoco e infelizmente não estou buscando uma esposa agora. 

E com isso viu toda corte Inglesa se retirar de seu palácio, ao modo em que seu pai o olhava desapontado, afinal era a quarta princesa que ele dispensava somente naquela semana

一 Meu filho… 一 O rei falou num suspiro 

一 Nem comece papai! Já lhe falei, só me caso por amor e nenhuma das princesas que pisaram aqui fizeram meu coração saltar para querer conhecê-las melhor. 一 Repetiu o que já havia dito milhões de vezes.

一 Leonard, preciso que você se case logo! A peste está se alastrando mais rápido do que esperado e o povo vem me pressionando por uma ação rápida, mas não sei mais o que fazer. Creio que se você assumisse agora, eles se distraíram e teríamos tempo para pensar numa solução. 一 Explicou o soberano já cansado dessa conversa

一 Entendo isso querido pai, porém temo que me casar agora sem amor não seja possível, farei de tudo para ajudá-lo a conter o povo, porém não abrirei mão da minha felicidade, só para servir de distração! 一 O príncipe falou mostrando que sua decisão era irredutível.

一 Sei que você acredita que amor verdadeiro é real… 一 Começou o mais velho com seu novo argumento 一 Porém devo lhe informar que o amor é mais simples do que acreditas meu filho… Eu e sua mãe não nos amávamos de primeira, nós aprendemos a nos amar com o tempo. 一 Falou fazendo com que o filho ficasse estático, sua mãe sempre havia lhe falado que ela e seu pai se apaixonaram desde a primeira vez que se viram…

一 Sei que está falando isso só para me convencer a casar logo! 一 Falou rebatendo o pai 一 Mamãe já me contou a história de vocês e eu não irei acreditar em sua mentira. 一 Cuspiu as palavras e saiu a passos largos em direção a porta, ele precisava sair o mais rápido possível dali

一 Você era uma criança! 一 Falou o rei alto o suficiente para ecoar no salão, agora vazio. 一Sua mãe lhe dava esperanças demais, ela o deixava sonhar demais. Nós não nos casamos por amor, nos casamos por acordos entre países, o amor foi consequência do destino, não houve nenhuma baboseira de amor à primeira vista. Meu filho, por favor, escolha uma mulher logo, o amor virá depois. 一 Implorou um rei desesperado

一 Três semanas 一 Respondeu o mais novo, vendo o desespero do pai 一Chame as princesas, irei dar uma chance a elas, mas me deixe as recusar por mais três semanas, somente para eu ter certeza, se após esse tempo não achar a que faz meu coração bater mais forte, me casar com a primeira que se apresentar digna.

E assim o rei concordou, sabia que era o máximo que ia conseguir de seu filho.


 

Após repassar os seus últimos momentos no castelo em sua mente, forçou seus pés a parar e olhou em volta para identificar onde estava, se deparou com um litoral a sua frente e foi aí que ele se tocou que havia andado muito, pois já estava a quilômetros de distância do castelo, porém em vez de voltar, simplesmente se sentou e começou a admirar a bela vista que aquele lugar tinha a oferecer

一 Aqui é realmente lindo… 一 Estava tão submerso em sua mente, que nem sentiu quando a dona da voz melodiosa que acabara de invadir seus ouvidos se aproximou. 一  Desculpe-me, não quis lhe assustar. 一 Disse a dona da voz que notou a surpresa do até então desconhecido a sua frente.

一 Oh não, a senhorita não me assustou, somente não esperava outra pessoa por aqui...一  Respondeu a moça se virando em sua direção

一 Oh meu Deus, me desculpe alteza 一  Fala fazendo uma reverência ao perceber de que o homem desconhecido admirando a vista se tratava do príncipe 一 Não sabia que estava aqui, vou me retirar agora, me desculpe 一  falou se virando para sair

一 Fique, por favor! Estou com a cabeça cheia e acho que vossa companhia cairia bem agora 一  Falou parando a camponesa, que certamente havia mexido com o príncipe de alguma forma, porém ele ainda não sabia identificar como aquela mulher de aparência angelical havia feito a turbulência em sua mente se esvair tão rapidamente.

一 Se é assim que Vossa Alteza deseja..

一 Não, por favor sem formalidades senhorita… 一  Interrompeu cansado de todos o tratarem com pomposidade sempre

一 Violetta, meu nome é Violetta. 一 Se apressou logo a se apresentar 一 Pode me chamar de Vilu

一 Certo… Me chame de Leon então.

Os jovens se sentaram ao grande verde que havia abaixo deles e ficaram calados somente encarando o grande mar e ouvindo ambas respirações que sincronizam com o barulho das ondas e podia até ser confundido com uma melodia calma.

一 Tu acredita em amor verdadeiro, Vilu? 一  Apesar do silêncio confortável, o príncipe estava inquieto e dúvidas o rondavam.

一 Me cortejando? Príncipe ousado… 一 Soltou seguido de uma risada para descontrair 

一 Não, eu nunca a cortejaria, quer dizer, sim cortejaria, mas não agora… 一 Disparou 

一 Estou brincando 一 Confessou rindo, o que contagiou o príncipe que a acompanhou 一 Mas respondendo a vossa pergunta… Acredito, porém creio que seja tão difícil encontrar sua outra metade que às vezes as pessoas se perdem no caminho e acabam desistindo, mas se tu não desistir, persistir e ter muita fé, o destino há de lhe juntar com vossa amada e tem que estar bem atento, pois às vezes a pessoa chega, vai embora e tu nem percebe e o destino é generosa, mas não lhe dará outra chance… 一 Falou olhando para o mar e a imensidão que o acompanha, o nobre ao seu lado a olhava admirado por conseguir lhe dar mais do que só um simples ponto de vista.

一 Sabe, tenho medo do amor ter passado por minha vida e eu não tê-la notado. Sempre me imaginei encontrando aquela que amo, me casando e vivendo ao seu lado em plena felicidade… 一 Confessou olhando nos olhos castanhos da camponesa .

一 Ela ainda não passou 一  Afirmou

一 Como pode ter tanta certeza? 一 Perguntou confuso

一 Eu não sei, simplesmente sinto. 一 Falou sem nem pensar 一 Me parece que eres um homem muito inteligente e se já houvesse passado, tenho certeza que saberia.

E o silêncio voltou ao local, ele ficou com aquelas palavras em sua cabeça e de alguma forma ele sabia que era verdade, no fundo sentia que seu amor não tinha passado, mas que estava perto, bem perto de chegar.

 


Notas Finais


Não esqueçam de me dar um feedback por favor.
ignorem erros e tudo mais, por que escrever na época da realeza é meio complicado
É isto...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...