História Royal Secret - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Bebidas, Coroa, Drama, Drogas, Familia Real, Festas, Fuck Desing, Lux, Luxbass, Princesa, Principe, Rainha, Realeza, Rei, Revelaçoes, Romance, Vingança, Vostok Edits
Visualizações 7
Palavras 1.504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - A bastarda teve o presente, agora é a vez do herdeiro!


Fanfic / Fanfiction Royal Secret - Capítulo 13 - A bastarda teve o presente, agora é a vez do herdeiro!

Os preparativos para o baile de aniversário de Thomas e Erin estava a todo vapor, todos do palácio só pensavam e faziam coisas para a festa. Estava tudo bem, mas sem o comando de Alexa, as coisas iriam sair do controle rapidinho.

 

— Pai, você tem que pedir para ela voltar — insistiu Samantha — Eu não acredito que estou falando isso.


 

— Sammy — repreendeu Mika — Pai, você sabe que é o que tem que ser feito. 


 

Todos eles estavam tomando café da manhã, o rei e seus quatro filhos. Faltava um dia para o baile, é tinha coisas que estavam fora do lugar, coisas faltando, se tornando um caos e Thomas emburrado feito uma criança. 


 

 — Vocês sabem que ela não merece estar aqui, isso é duro, mas verdade — começou tentando se explicar — Ela fez uma coisa horrível.

 

— Várias — comentou Samantha de boca cheia e recebeu olhares de todos que estavam a mesa. — Qual e? E os Davalos? Esqueceram deles ? É eles morreram…

 

— Samantha. — repreendeu o pai — Mais realmente, Alexa fez coisas terríveis…

 

— Mas ela tem que voltar — Erin afirmou de uma maneira que Thomas até engasgou. — Esse lugar vai virar um caos sem ela, então vai pai, vai até Sumgum e traga ela de volta. 


 

— Por essa eu não esperava — comentou Samantha. 

 

— Erin, você tem certeza ? — perguntou Gregory.


 

— Sim, vá antes que Thomas tenha um ataque — pediu dando um sorriso de aprovação. 

 

— Se você permitir, eu vou lá buscar ela  — avisou e se levantou da mesa, deu um beijo no topo da cabeça loira de Erin e saiu.


 

— Isso foi incrível, obrigado — agradeceu Thomas pegando a mão da irmã. Erin sorriu para ele. 


 

Gregory foi rapidamente até o palácio Usbir e trouxe a mulher para casa, Alexa já sabia que isso iria acontecer então estava preparada, mesmo sendo muito difícil ela sabia dos limites e tinha ultrapassado todos. Todos deviam admitir que ela tinha nascido para aquilo, assim que voltou para o palácio Peony em menos de 30 minutos tudo estava correndo conforme o planejado e para o caminho certo. 


 

— Você realmente e infelizmente é a melhor.— comentou Samantha entrando no salão de baile e vendo tudo pronto. A mãe estava com um terninho branco que a deixava muito bonita e jovem.

 

— Também senti sua falta — retrucou dando um leve sorriso para filha e dando uma leve ajeitada no robe de seda verde dela.


 

— Apenas duas semanas, a gente se comportou — afirmou dando de ombros. 


 

— Obrigada por isso.


 

— Sammy… Uau — comentou Erin que entrou correndo. — Rainha. — quando viu a madrasta se encolheu toda, fechou ainda mais o roupão


 

— Erin, Samantha poderia falar com ela a sós — solicitou Alexa.


 

— Ah, a paz durou pouco — provocou a garota saindo.


 

Alexa esperou todos os empregados saírem, Erin olhava para decoração azul, verde e dourada, as cores da bandeira do país, ela deu um riso por dentro, tudo era motivo para patriotismo. A rainha observava a garota, tinha um ar superior.

 

— Sabe, quando seu pai me contou sobre sua gravidez eu dei uma boa surtada — começou, parecia que estava fazendo um discurso para alguma corte — Eu quis interromper a gravidez e acabar com tudo ali mesmo, por medo. — assumiu, finalmente Erin olhou para madrasta — Por medo de perder ele que fiz o que fiz, eu via como ele a amava e sai de mim e ver o quanto você se parece com ela e tê-la aqui é  sempre uma lembrança do que eu fiz. 


 

— Alexa, não me importo com suas desculpas, nada vai mudar. Você tirou minha mãe de mim e sempre que pode tenta me humilhar — falou, Erin parecia tirar uma força de outro lugar, estava finalmente enfrentando ela — Eu te perdoo, mas nada vai mudar — sentiu que um peso enorme tinha saído de suas costas, se virou para ir embora mas faltava algo. — Na verdade — disse se virando novamente — eu mudei, você não vai mais pisar em mim. — avisou e saiu dali se sentindo muito bem. 


 

— Está tudo bem ? — questionou Samantha que estava sentada no corredor do lado de fora.

 

— Maravilhosamente bem.

 

— Parfait — comemorou em francês  e se levantou — Vamos às  compras? 

 

 

 Na verdade compras significava várias araras com zilhões de vestidos e roupas maravilhosas feitas especialmente para elas. 


 

— Seu quarto é bem grande — comentou Viola olhando os vestidos e reparando no quarto. 


 

— Cheira a balada — reclamou Erin, saindo do closet com um vestido roxo.


 

— Eca — reprovou Samantha que estava sentada em seu sofá fumando no bong. Erin revirou os olhos e voltou a escolher outro vestido — Viola o que vai vestir? — A garota que estava com um dos vestidos mais simples na mão a olhou assustada. — Não meu bem, Mika vai vestir um terno sob medida, de dos alfaiates mais caros no mundo.Você tem que estar à altura, não pode usar algo parecido com isso — ela se levantou e antes de ajudar a jovem, fez um leve insulto ao macaquinho listrado e um pouco velho que ela usava, Viola tentou não se ofender.

 

Viola é Mika estavam saindo à umas semanas, era sério mas vindo de um Duncan  podia se esperar tudo, eles estavam indo bem e era bom aproveitar esses momentos. 

 

— Aqui, perfeito — comemorou Samantha tirando um lindo e longo vestido azul bem escuro, tinha um decote com toma que caia e alguns brilhos no busto e na saia, era grande e bem princesa, perfeito para ocasião — Vai combinar com Mika, vai estar um pouco mais que a altura e ainda e um pouco de azul, vai agradar a sogra. 


 

— Obrigada — agradeceu indo trocar de roupa — Desculpe a pergunta, por que a namorada de Thomas não está aqui ? 


 

— Bom, não chamo aquilo de namoro — começou Erin — E ela vai vim com o irmão, então não quis se arrumar aqui. 


 

— Adam vai vim ? — indagou Samantha mostrando entusiasmo, Erin a olhou rindo. 

 

— Você não vai se trocar ? 

 

Nesse momento uma das empregadas bateu na porta e entrou. 


 

— Altezas — reverenciou as princesas — Princesa Samantha, aqui está seu vestido. — anunciou e puxou para dentro uma arara com o vestido coberto.

 

— Obrigada, Diana — agradeceu e se levantou comemorando como uma criança. 


 

— O que você aprontou Sam? — questionou Erin. 


 

 —Segredo, desculpe roubar a cena dos aniversariantes. — provocou lançando um beijinho no ar e entrando para o closet. 


 

— Falando nisso preciso ir no Thomas, preciso saber a cor da roupa dele. — se lembrou. 


 

— Você está toda atrapalhada, deixa que eu vou — se ofereceu Viola.


 

— Ah, muito obrigada — agradeceu voltando a se arrumar. 



 

Viola colocou o roupão por cima do vestido, o que não adiantou muito coisa, mas não teria problema. Ela andou pelos enormes corredores, tentava se acostumar com aquilo tudo, mas tudo era tão extravagante que nunca poderia se acostumar, ficavam encantada sempre que entrava naquele palácio e caminhava por ali. Chegou sem muita dificuldade no quarto de Thomas, deu duas batidas na porta e ele a abriu, apenas de calça e com um cigarro na boca, Viola quase exclamou, mas conseguiu se controlar apenas deu uma leve arfada e respirou fundo, o príncipe por outro lado estava boquiaberto. 

 

 — Uau, você está magnífica — elogiou, a garota se envergonhou e colocou os cabelos atrás das orelhas. 

 

— Obrigada, ainda não estou pronta — comentou ainda sem jeito — Bom, Erin quer saber a cor de sua roupa. 

 

— Segundo minha adorável mãe, dourado. Samantha verde, Mika azul, e você aparentemente também — disse indicando a barra do vestido. 


 

— Samantha achou que era uma boa ideia — assumiu fazendo uma careta — Achei demais, porém a ocasião pede não e? 


 

— Com certeza — respondeu rindo. 


 

— Bom, era isso. Até mais tarde. 

 

— Até — Thomas se despediu. Viola deu outro breve sorriso e se virou para voltar ao quarto de Samantha.

 

Ela tinha escutado algo de Samantha, sobre a troca constante de namoradas dos dois príncipes, sobre como existia um tipo de feitiço que às deixavam encantada pelo outro e era verdade, Viola nunca teve tanto contato com Thomas, mas sempre que o via seu estômago embrulhava, assim como quando via Mika. 

 

— Thomas — chamou ela se virando, o rapaz que ainda estava na porta saiu e foi até ela — dourado escuro ou claro ? — perguntou respirando fundo. Thomas que não é besta percebeu à vontade dela. 

 

— apenas dourado — respondeu à puxando para um beijo. 


 

Viola no primeiro momento tentou recuar, mas logo não pode resistir e retribuiu o beijo. O príncipe à empurrou contra a parede e a beijou com muita vontade, Viola envolveu o braço pelo seu pescoço e passou os dedos pelo seu cabelo e nesse momento ela se lembrou. Mika.

 

— Não — falou o empurrando, estava ofegante — Eu estou com seu irmão é você tem namorada. 


 

— Desculpe, não consegui evitar — explicou ainda querendo arrancar aquele vestido dela .


 

— Isso foi errado — afirmou é saiu dali correndo. 


 

Ela estava um pouco perturbada, se perdeu e  começou a chorar, ouviu um grito de Erin e correu em direção a ele, entrou no quarto como se tivesse fugindo de alguém. Erin estava esfregando o braço vermelho e  Samantha segurava um enrolador de cabelo, às duas olharam para ela sem entender. 


 

 —Você beijou Thomas — afirmou Samantha apontando para ela e rindo.

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...