1. Spirit Fanfics >
  2. Royal Secret >
  3. Você deveria ter escutado

História Royal Secret - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus queridos e queridas.

Me desculpe o atraso, mas tirei um tempinho para cuidar da minha saúde mental, essa quarentena me pegou de jeito uashuash.

Como vocês estão nessa quarentena? Estão se cuidando? Espero que sim e desejo tudo de bom você vocês.


Prometo que as coisas vão voltar ao normal por aqui.


Tenham uma boa leitura e não esqueçam de favoritar e comentar.

XOXO Lux

Capítulo 31 - Você deveria ter escutado


Fanfic / Fanfiction Royal Secret - Capítulo 31 - Você deveria ter escutado


 

O caminho de Peyone até a casa dos falsos Griffins teve um longo e um desconfortável silêncio. Como de costume um dos motoristas reais ficava quase a disposição, principalmente de Amanda, mas naquela noite por uma infeliz coincidência Adam tinha aceitado ir junto com a irmã, então só deveria voltar com ela. 

 

Depois de ouvir Samantha contando sobre a família dele com tanta naturalidade e leveza se sentiu como nunca havia se sentido, era uma mistura complexa de sentimentos, ele estava triste, estava bravo, estava confuso e se sentia traído. Ele só precisava sair daquele lugar, mesmo podendo dar pista de que algo estava acontecendo pelas costas da princesa, quase momentaneamente depois ele fingiu que estava com um grande mal estar, que não era totalmente mentira. A sorte do moreno foi que no momento que começou fingir o mal estar, Amanda apontou em um corredor junto com Thomas, eles estavam rindo. Mas vendo o irmão escorado em uma cadeira, pálido e forçando a respiração ela soube que precisava intervir. E depois de poucas palavras com os descendentes do trono, os camaleões estavam na limusine a caminho de casa. 

 

Adam estava inquieto no carro, não conseguia se manter parado por muito tempo, mudava de lugar constantemente e parecia estar sem ar. Amanda não entendia o que tinha acontecido mas sabia que tinha que dar espaço para o irmão, então continuou sentada apenas observando sua inquietação. 


 

Quando o carro entrou pelo portão e parou na frente da casa deles, Adam mal esperou o motorista parar totalmente o carro para sair correndo do automóvel, Amanda se despediu do motorista e saiu. O mais velho estava curvado no pequeno jardim que tinha na frente da casa, ele vomitava. Ela apenas se aproximou e acariciou suas costas, Adam limpou a boca com as costas da mão e se afastou entrando na casa, ele chutou as botas no hall de entrada e foi até o pequeno bar ali do lado, encheu um copo com vodka e fez um gargarejo e cuspiu na pia, e engoliu o resto do líquido que continha no copo. 


 

 — Ela..ela... eu cansei — Adam começou falando sem dizer nada com nada. 

 

Amanda estava sentada no braço do sofá olhando para ele, estava preocupada, nunca o tinha visto daquela maneira. — Adam — chamou o fazendo tirar os olhos do mármore e olhar para ela. — o que houve?


 

O mais velho precisou de alguns minutos para respirar e para organizar as ideias — Ela me contou a história, ela mentiu sobre nossa história na verdade. 

 

— Você esperava o que ? — indagou se levantando e indo até o balcão. — Esperava que ela simplesmente iria contar que a mãe incendiou nossa casa, apenas por medo do nosso pai querer assumir o trono e revelar ser o irmão bastardo de Gregory? Achou mesmo que isso iria acontecer?

 

Adam não sabia muito bem o que dizer ou o que pensar, apenas sustentou o olhar de Amanda.

 

 — Eu sei que você a ama — confrontou decidida. — Mas você sabe qual é a verdade. 

 

— Sim, eu sei. — concordou — E hoje me lembrei completamente. 

 

Ele largou o copo vazio na pia e foi até a mesinha de centro da sala, pegou o tablet e digitou poucas coisas antes de repousar o aparelho novamente na mesinha de centro. 

 

Adam voltou ao bar e pegou uma garrafa de gin e começou a subir as escadas, mas não antes de ser interrompido pela irmã.

 

 —Adam? O que você fez? — questionou correndo até a ponta da escada. 

 

Antes que ele pudesse responder o celular dos dois apitam, Adam apenas abriu um sorriso e deu de ombros, a jovem olhou alarmada para o celular jogado no sofá e com passos lentos ela vai até ele e vê que a notificação é da revista  local e a manchete choca até ela.


 

“ A negação do primogênito ao trono, nos leva a uma futura rainha dependente química e recém curada de uma overdose. Samantha Mey Duncan.”

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...