1. Spirit Fanfics >
  2. Royals >
  3. Palácio de Buckingham

História Royals - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Ola, Ola a todos, bom gente essa é mais uma fanfic minha, faz tempo que quero fazer uma fanfic com este tema, sou muito apaixonada e leio livros, com temas similar então gente é isso se eu tiver um bom retorno de vocês, posto o segundo capitulo.
Beijos a todox.
Boa leitura

Capítulo 1 - Palácio de Buckingham


Fanfic / Fanfiction Royals - Capítulo 1 - Palácio de Buckingham

             

         Palácio de Holyrood, Canongate, Edinburgh, Reino Unido

 

                           Amanda Cristina

 

Sentada em frente a penteadeira do meu quarto, terminado me arrumar, ouço minha irmã mais nova entrar eufórica

-Eu já estou pronta, as malas estão no carro estou ansiosa para voltar a Londres ver a vovó

-Você sabe que a rainha não gosta muito desse termo dirigido a ela – olho para ela

-Eu sei, mas ela não se importa – ela deu sorriso malicioso – Você sabe que o Duque vai pedir sua mão

-Eu sei – revirei os olhos – Você e tão enxerida

 Minha irmã mais nova e única, Lilian Grace Elizabeth Duquesa de Sussex, a garotinha mais enxerida nos auges de seus 9 anos

-Ele e muito bonito, você vai morar em Monaco – ela piscou os olhos – Que romântico

Ajeitei meu vestido, vesti as luvas e peguei minha bolsa

-Vamos logo Lilian

Caminhei para fora do quarto junto a ela, esperávamos por meus pais do lado de fora da propriedade, dois Rolls Royce um para nos outro cheio de malas a caminho aeroporto

-Minhas meninas estão lindas – meu velho pai veio caminhando com auxílio de sua bengala, Jorge Duque de St. Andrews

- Eu não sou uma menina pai – disse olhando-o se aproximar

-Nem eu – Lilian disse erguendo sua cabeça ficando com o nariz empinado – Já sou quase uma adolescente

-É sim claro – Disse minha mãe Silvia Duquesa de St. Andrews, segurando outro braço se meu pai e apertou o nariz de Lilian

Caminhamos ate o carro, o motorista abriu a porta para nos em seguida seguimos viagem

Pela janela via se distanciar aquela enorme propriedade vitoriana, em meio ao campo

-Sam vai estar lá – Minha mãe disse sorrindo eu revirei os olhos – Ele é um Duque Amanda

-Eu sei que ele é um Duque – disse olhando a paisagem

-Ele gosta de você, Elizabeth nos telefonou disse que ele fala muito de você, como o passeio a cavalo no mês passado foi legal

-Que ótimo – coloquei uma mecha de cabelo para trás

-Eu quero que se esforce – minha mãe disse ajeitando a barra de seu vestido salmão – e muito, depois da morte do avo dele ele vai ser rei

-Ele tem 39 anos mãe – revirei os olhos  

-Um jovem monarca – ela disse orgulhosa

-Jovem? – falei olhando para ela – Para mim, ele é muito velho

-Para mim – minha mãe falou dando muita entonação ao se ferir a ela – Vocês são perfeitos, você poderia sorrir mais

-Ele tem 39 anos, irá fazer 40 em maio

- E você 19 fara 20 em setembro – ela dizia com alegria, meu pai cochilava e minha irmã prestava atenção na discussão

Queria ter nascido em outra família, escolher um marido se casar por amor ser livre de qual quer forma, sem códigos de vestimenta, a família não suporta mais escândalos nosso primo Príncipe Harry, já conseguiu chamar atenção para si o máximo que pode, fazer a rainha desejar que ele nunca tivesse nascido, a decepção com Charles quando se casou com Lady Daiana, minha mãe de longe queria que eu me tornasse um, fez com que minha avo amasse a nora.

Chegamos em frente ao nosso jato, saímos do carro os empregados levavam nossas enormes bagagens para o jato, entramos nos acomodamos, foram 45 minutos de voo chegamos a Londres, outros 2 Rolls Royce preto nos aguardavam

Em fim. Ou não. Buckingham.

Os portões se abriram, carro nos deixou na entrada

-Eu amo Londres – Lilian sorria, meu estomago apertava

-Acredito que ame mais Edimburgo – meu pai disse apertando a bochecha dela

-É claro pai – ela caminhou para dentro eufórica minha mãe vinha logo atrás tocou meu cotovelo para eu adentrar  

-Como eu senti saudade de vocês – William sempre muito hospitaleiro apertou a mão de meu pai e beijou – Tio é sempre um prazer receber você – Duquesa St. Andrews – ele apertou e beijou a mão da minha mãe – Sempre elegante

-Gentileza sua William, onde estão seus pequenos e Harry?

-As crianças estão lá em cima com as babas e Harry – ele suspirou fundo – Está na América – ele disse como se aquilo fosse uma tragédia -Com a Americana

-Harry vai mesmo se casar com ela? – Minha colocou sua mão enluvada ate o peito  

-Ao que se parece sim – ele colocou as mãos para trás

-Ah meu deus – minha mãe tocou a testa – Elizabeth como esta com essa noticia?

-Um pouco chocada eu diria – ele disse engolindo seco

-Harry se comporta como um eterno jovem – minha mãe abanou a mão no ar como se aquilo não importasse mais William olhou para mim logo ao lado

-Prima, e um prazer também revela – ele beijou minha mão

-Igualmente – sorri de lado

-Seu pretendente a aguarda no salão – ele me deu o braço hesitei por um momento e segurei

Seguimos por toda entrada de mármore branca, nos aproximávamos do salão, meus avos reais sentados no sofá bebendo chá, Lilian era dona atenção deles ao lado Sam meu estomago voltava a embrulhar, eu não estava pronta para isso, ele assim que me viu, se levantou depressa arrumando seu paletó, eu fingi que não o vi

- Está entregue Miladys – William disse sorrindo

-Onde esta Katy? – disse olhando para ele, sentia Sam se aproximar

-Eu irei chamá-la – ele se curvou rápido – com sua licença – ele saiu me deixando sem companhia quase que por um momento eu disse não

-Duquesa – Sam apareceu em minha frente tomou minha mão em um beijo – Senti sua falta – Sua pele tão branca mostrou com clareza suas bochechas rosas seu cabelo ruivo bem penteado, seus olhos verdes me despiam

-E bom revelo Sam – disse tentei um sorriso rápido – se importa se eu – olhei para meus avos

-Não – ele ajeitou de novo o paletó me deu espaço

Caminhei ate eles, beijei suas respectivas mãos

-Você está linda – Minha avo tocava minha mão

-Obrigada, que gentileza – apertei levemente sua mão

Fiquei por alguns minutos conversando com eles, ouvi Kate entrar na sala com as crianças

-Duquesa quanto tempo, não nos encontramos – ela dizia me abraçando  

-Tem que nos visitar em Edimburgo

-Escócia é sempre tão fria – ela dizia com um sorriso

-Como a Inglaterra – disse ela riu

-É verdade, deixe-me lhe apresentar as crianças – ela caminhou até eles – Charlotte, George e Louis -ela apontava

-Charlotte você já está enorme – recebi um belo sorriso dela

-Já tenho 4 anos -ela me mostrou com os dedos

-Já esta uma garota muito inteligente

Ela correu ate a vovó, chamando atenção junto com Lilian

Sam me olhava ao lado de meus avos, me deixando com incrível desconforto, ate que meu pai chamou sua atenção para uma conversa

-Seu futuro marido – Katy disse me tirando dos devaneios – Ele gosta muito de você

-A gente pode fingir que eu vim aqui apenas para uma visita comum? – fiz uma cara de sofrimento

-Porque – ela perguntou assustada – Pensei que estava feliz, hoje e seu noivado

-Um noivo arranjado por minha família – falei respirando fundo – Nada contra ele – apontei com os olhos – Mas eu não consigo...- falei entre dentes

-Mas vai – ela tocou meu ombro – Ele é o primeiro na linha de sucessão, vai ser jovem rei – ela dizia como se fosse um conto de fadas – Logo você vai amar ele, e terá lindos filhos – ela dizia alisando meu braço de leve e rápido – vocês são lindos

Desviei o olhar para o Pequeno George, com seus 6 anos comendo bolo

-Não coma muito George, o jantar já será servido – ela falava olhando o pequeno

-Eles crescem tão rápido – ela concordou com a cabeça

-Seu querido primo anunciou casamento, com americana – ela dizia baixo para que a rainha não ouvisse – Isso esta sendo desestabilizador

- Ouvi William comentar com minha mãe – engoli seco – Acho Harry corajoso – dei um pequeno riso juto com Katy

-Ele realmente é – ela dizia rindo – Eu diria mais inconsciente, que corajoso

-Ele faz o que quer – disse com esperança que um dia isso acontecesse comigo

-Não se faz oque quer com a família que tem – ela dizia olhando para George – ele deveria saber disso

-Foram muitos escândalos – falei relembrando – Foi flagrado nu – Katy cobriu o rosto

-Ele com o Uniforme nazista foi a pior de todas – ela dizia sentindo vergonha – Nenhuma mulher da realeza, se casaria com ele, o escape dele é uma americana – ela disse segurando as mãos em frente ao corpo- Ou ficar sozinho – ela disse olhando para mim

-Esse escândalo do uniforme, foi quando a rainha buscou casamento com ele com a princesa da Jordânia

-Harry não tem limites

Serviçal do palácio, abriu a porta do salão anunciando o jantar na mesa.

Todos saímos do salão a caminho do salão de jantar, fui a última postalmente para me manter distante de Sam, quando meu lugar indicado era ao lado dele. Droga. Me sentei pus meu guardanapo no colo, esperei que servissem, ao meu lado esquerdo estava William, uma meia companhia de conversa

-Você está linda hoje – Sam dizia sorrindo para mim – Não é nenhuma surpresa, você esta linda sempre

-Obrigado Sam, você e muito gentil – meu olhar percorreu para minha mãe a frente fazendo um sinal para eu falar com ele – Como estão as coisas em Monaco – disse tomando um gole do meu champagne

-Estão ótimas – ele sorriu – Sempre acolhedor, neste verão os passeios de lancha estão sendo muito convidativos – ele disse me olhando – Te convido a dar um passeio comigo, em breve

-Claro – sorri dei outro gole

-Como esta Edimburgo? – ele disse em quanto o serviçal servia seu prato com belo pedaço de ave  

-Fria e chuvosa – fiz uma pausa – E acolhedora como sempre

-Espero meu convite para conhecer Edimburgo – ele disse bebericando seu champagne – Sei que tem uma paisagem maravilhosa

-Realmente a visão do campo, de nossa propriedade é incrível

Me ajeitei na cadeira recebi um meio sorriso dele, comemos ouvimos a rainha falar, logo Lilian sempre tomando total atenção.

No fim do jantar, quando terminamos a sobremesa senti Sam apertar minha mão e sorri, logo se levantou

-Bom já sabemos porque nos reunimos aqui hoje- minha mãe abriu um enorme sorriso – Lamento pela falta de Harry aqui hoje, em um jantar tão importe – Meu coração batia forte, eu queria chorar, queria correr, queria gritar um na minha garganta – Estou muito lisonjeado da presença da rainha, neste momento importante – ela deu pequeno sorriso ele segurou minha mão para que eu me levantasse se ajoelhou – Amanda Cristina Duquesa de Edimburgo e Gales, meu coração se aqueceu dez do primeiro momento em que eu a conheci – ele abriu a caixa com anel com um Topázio azul enorme – Você aceita ser minha esposa e Princesa de Monaco?

 

 


Notas Finais


Eai gente oque voces acharam, oque vocês querem ver me contem tudooooooooo, quero saber de tudo. estarei a postos para vocês em breve Cavill aparecerá.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...