1. Spirit Fanfics >
  2. RPG - New Girl Class (Boku no Hero Academia) >
  3. Rotina - small chapter

História RPG - New Girl Class (Boku no Hero Academia) - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo meia boca para não ficar sem.

Boa Leitura 📕💛

Capítulo 13 - Rotina - small chapter


Fanfic / Fanfiction RPG - New Girl Class (Boku no Hero Academia) - Capítulo 13 - Rotina - small chapter

S/n continuava sentada observando os garotos paralisados. O loiro atravessava a sala devagar, parecia que depositava sua raiva para explodir por lá e não media esforços para parar.

ー Bakugou, não há necessidade disso. - um ruivo diz atrás, segurando os braços do colega.

ー O professor vão chegar logo, ninguém quer te assistir brigar com esses dois.

ー Semeando a discórdia... - S/n pensa depressa e empurra os dois rapazes para fora. Realmente aquilo estava muito entediante.

Era com tristeza que ela de despedida dos dois que agora seguiriam com suas aulas. Pensar que naquele momento estaria fazendo amizades que foram destruídas por um colega de classe.

De fato, o professor Aizawa deu as caras perto dos corredores e ela entra.

.

.

.

A aula seguiu trazendo uma deixa para S/n.

O colega Lida, representante de classe, deveria levá-la para uma seleção.

ー O que eu faço aqui?

ー Nada. Apenas sente-se. É importante que relaxe e entenda certamente tudo oque precisa fazer de agora em diante.

Poucos instantes, o diretor Nezu entra na sala. S/n se assustou pensando que aquele ser fosse um ratazana ou um hamster radioactivo, mas seguiu as indicações da professora ao seu lado. "Fique calada, apenas escute e deixe fluir."

O senhor explicou sobre as preocupações da escola. A situação não era tão fácil.

Além das perguntas frequentes de Recovery Girl, você está bem? , Nezu repetiu que S/n necessitava de renascer como heroína. Não tinha suas habilidades, e naquele momento, estava bem mais frágil.

Seus colegas de classe, Mashirao Ojiro, Momo Yaoyorozu e Eijiro Kirishima, se ofereceram para dar aulas práticas de defesa e agilidade.

Alguns professores visitaram a garota para estudar suas novas características e fazer ajustes nas grades escolares.

Mesmo assim, ela podia entender que não era apenas aquilo. Porquê pedir tanto assim?



Acabou por aceitar. Logo após as aulas, S/n seguiria á um campo para treinar com seus colegas e em dias pares, receber visitas pedagógicas.

ー Cansativo.

ー Deve ser temporário. Estão preocupados com você...

ー Estão preocupados com oque eu não consigo fazer. Querem resgatar oque eu fazia.

ー Eles diriam isso. Ainda mais, estas acusações são um crime sabia?

ー Não tente descontrair. Eu me sinto presa. Não posso fazer oque sei, apenas aprender ou reviver oque a velha S/n fazia...

ー Muito bem. Se você não tem mais essa S/n, se faça nova. Aproveite esses cursinhos e manda a ver. Aprende lutar, conversa com professores e tal. Acho até que dá pra roubar uns pontos assim.

ー Espero que dê pelo menos. - S/n dá a fala final na conversa com seus primos. Eles eram bem participativos e gostavam de deixá-la para cima.

.

.

.

Era tarde. O céu representava chuva e S/n se sentia exausta... O treino era mais cansativo do que pensava.

Guardada dentro de seu capuz, caminhando nos chuviscos, S/n se lembra do que acontecera naquele dia.

Seus amigos da 1-B foram visitá-la novamente. Seu intervalo foi ocupado por eles, e ela se sentia bem. Se lembrava de Neito Monoma, seu amigo de infância que viveu muitas experiências por mais fúteis que tivessem sido.

Conheceu Kendo Itsuka, representante da classe B. Essa garota costumava sempre dizer boas palavras para levantar o humor de S/n, o qual andava bem baixo graças às desavenças com seus colegas.

Inclusive, a maioria disse que aceitaria como estava agora. Eles deixaram apenas uma pequena rachadura no coração de S/n quando citaram que; "Nem sempre podemos nos controlar" em outras palavras, "Eu posso acabar te magoando a qualquer momento."


As aulas estavam um pouco irritantes. O professor era sonolento, mas mesmo assim, não explicava o motivo que era tão sincero com tudo. Chegava a ser um pouco nojento, mas foi um dia bem produtivo.

Pena que, nesse ar tranquilo, S/n seguiu aos treinos e tomou muitos nocautes do colega Ojiro, que por mais paciente que fosse, não sabia pegar leve.

A amiga Momo gostava de falar "Pensa rápido" para que S/n agisse. Vamos dizer que, entre 10,S/n tinha nota 4.

Kirishima iria ensiná-la a como se proteger. Ela mais queria se proteger dele. Lembrou-se de se agradecer pelo oque ele havia feito no dia anterior. O garoto esquentadinho estava bem alterado.

Aos poucos entre os treinos, ele deixava algumas lacunas para S/n onde ela realmente não entendia a lógica. Significava que aquele treinamento duraria um pouco mais do que o esperado.

.

.

.

Breve, S/n abre a porta do seu quarto e prepara suas roupas. Estava suada e sentia vontade de cair em qualquer lugar.

Certo momento em seu banho, ela se lembra das pequenas frases frias de seus professores e treinadores. Mesmo assim, as mais marcantes pareciam vir de Kirishima, que tinha deixas escondidas. Infelizmente, não respondidas.

Logo, ela sai do banho e se depara com o cronograma dos professores que viriam na sua casa. Era muito nome para decorar.

.

.

.

Pouco a pouco, a manhã se estabelece e o sol entre nuvens queima na janela de S/n. Não dormia como um princesa, e sim como uma rocha. Não importava o quanto seus primos pudessem sapatear na sua cama, ela nem mesmo se virava. 

Rapidamente eles avistam um pequeno grupo de alunos da UA caminhando na esquina.

Eles perguntaram simplesmente qual o real horário de início das aulas, mas para surpresa dos próprios, eles agora tinham o grupo inteiro dentro de casa.

ー Vocês?... - S/n se espreguiça vendo os rostos presentes, agora, no seu quarto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...