História RTTE - 6 temporada - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Personagens Astrid, Bafo e Arroto, Banguela, Batatão, Bocão, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Dente-de-Anzol, Fúria da Noite, Melequento, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Soluço, Stoico
Tags Como Treinar O Seu Dragão, Corrida Até O Limite, Hiccstrid
Visualizações 277
Palavras 2.237
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Nossa, esse eu acho que foi o capítulo que eu fui mais rápida! Kkkk XD
Momento Hiccstrid!!! 😘❤❤❤

Capítulo 5 - Simetria Pura


- FINALMENTE! - Cabeça-Dura grita de repente na cede, deixando todos assustados. 

- NÓS VAMOS FAZER O QUE SEMPRE QUERÍAMOS! - Cabeça-Quente também grita empolgada. 

- Por quê estão gritando? - Soluço pergunta enfezado, ele estava com uma dor de cabeça imensa. 

- POR QUE HOJE NÓS VAMOS NADAR COM DRAGÕES! - Cabeça-Quente responde gritando no ouvido do ruivo. Soluço cerra os dentes e dá um soco na mesa: 

- Querem por favor calar a boca? - Ele pergunta dando um olhar mortal aos gêmeos, que dão um sorriso e batem as mãos comemorando: 

- Sim! - Cabeça-Dura exclama. 

- Conseguimos deixar ele irritado! - Cabeça-Quente comemora. 

- O objetivo de vocês era me irritar? - Soluço pergunta com cara de tédio - Ótimo. Fiquem de vigia essa noite, fazendo um favor! 

- Mas nós temos que... - Cabeça-Dura começou mas foi recebido por um olhar mortal de Soluço. 

- AGORA!!! - O ruivo grita já longe da cede, sendo seguido por Banguela. 

- Mas que cara chato! - Cabeça-Quente chuta o balde e quem estava dentro dele? A galinha. Ela cacarejou nervosa e virou as costas brava com a loira. 

- Você sabe que mima demais ela, não é?

- O que é que deu no Soluço? - Perna-de-Peixe pergunta. 

- Lembra do dia em que estávamos reconstruindo os telhados?... - Astrid começa se lembrando de tudo. 

FLASHBACK ON 

 Todos os pilotos estavam levando madeira de um lado pro outro e os dragões estavam exaustos. Soluço comandava tudo, carregando madeira de um lado pro outro. 

- Ah, Melequento! Anda logo com isso! - Soluço reclama. 

- Calma! - O moreno cerra os dentes e começa a reclamar - O senhor perfeição só quer me dar ordens, vai cuidar da sua namorada! 

- Anda logo com isso! - Soluço suspira, sabendo que era perda de tempo combater com Melequento. 

- Ok. Lá vai! - Melequento da um sorriso irônico e solta a madeira que Dente-de-Anzol segurava, deixando-a cair na cabeça de Soluço. 

O mesmo grita de dor e persegue o moreno, lançando plasma em sua direção. 

FLASHBACK OFF 

- É dor de cabeça! - Astrid respondeu. - Sorte que não nasceu um galo. 

- Ui, a Astrid agora fica mechendo na cabeça do Soluço! - Melequento fala sentindi uma pontada de inveja. 

- Inveja mata Melequento! - Cabela-Quente sorri. 

- Se eu morresse por inveja, já estaria morto faz tempo... - Melequento para perplexo e faz uma cara confusa - Peraí! O que? 

- Mano? - Cabeça-Quente sussurra ao irmão - Ainda podemos fazer o nado com os dragões! 

- Vamos! - Cabeça-Dura vai atrás da irmã, já montando em sua cabeça de Zipper-Arrepiante. 

- Astrid, você não quer dar uma voltinha comigo? - Melequento pergunta fazendo charme, mas a tentativa é falha. 

- Não. - Astrid responde curta e fria. Melequento pode até sentir seu coração congelar e se quebrar em pedaços. 

- Você não aprende, Melequento! - Perna-de-Peixe ri. Astrid e Perna-de-Peixe saem da cede deixando Melequento olhando perplexo para a parede. 

 ... 

- Hahahaha, para com isso! - Cabeça-Quente ria, enquanto seu dragão lhe lançava um jato d'água. 

- Eiii, eu também quero! - Cabeça-Dura reclama enquanto voltava de seu mergulho. 

- Ih, parece que tem alguém com ciúmes... - A loira provoca abraçando a cabeça de dragão do irmão. 

- Ah, sua... Sua... - Cabeça-Dura fala procurando algum palavrão. 

- Cabeça-Dura Thornton procurando um palavrão pra falar... Você tá doente? - Cabeça-Quente pergunta perplexa. 

- Não. É que estamos na frente das crianças! - O loiro aponta para Vômito e Arroto. 

- Ei mano, vamos mergulhar! - Cabeça-Quente fala disfarçando um olhar maléfico - Eu sei um lugar perfeito pra você brincar... 

- Sério? Então o que estamos esperando? Anda logo! - Cabeça-Dura mergulha e Cabeça-Quente fala a seu dragão: 

- Ele vai adorar aquele lugar... Cheio de peixes corais! - Ela riu indo atrás do irmão. 

 ... 

- Soluço? - Astrid chamava entrando na cabana do ruivo. 

Tudo estava claro e ela via o Fúria-da-Noite dormindo preguiçosamente no chão. A loira anda pela cabana tentando escutar algo que denunciasse onde o Soluço estava. 

- Banguela, quantas vezes eu já falei pra não bangunçar assim as suas caudas? - A voz de Soluço vinha de onde ficava todas as caudas de Banguela. - Agora eu vou ter que... 

Soluço vê Astrid encostada no batente da porta, o olhando com um sorrisinho no rosto. 

- Não estava com dor de cabeça? - Ela pergunta. 

- Eu estou com dor de cabeça! - Ele a corrige colocando a cauda de Banguela de volta no lugar. 

- Seu mau humor tá pior que o meu... - Astrid resmunga baixinho, mas ele escuta: 

- Eu sei o que pode melhorar o meu humor. - Ele sorri malicioso para ela. 

- O que? - Pergunta Astrid sem entender a aproximação repentina de Soluço. O ruivo cela seus lábios ao da loira, que cora mas retribui. Soluço pousa sua mão delicadamente na cintura de Astrid e ela coloca suas mãos no peitoral da armadura do futuro chefe de Berk. 

- Caham... - Uma voz exclamou, fazendo o casal se separar o mais depressa possível e se virar corado para, seja lá quem for. 

- Ah, que ótimo! Minha cabana agora, virou pública! - Soluço reclama vermelho de vergonha, vendo Melequento e Perna-de-Peixe parados em sua frente. - Todo mundo entra e sai quando bem entende! 

- Pare de reclamar! - Melequento fala, mostrando a carranca enorme em seu rosto. 

- Desculpe incomodar esse... - Perna-de-Peixe ri nervoso - Momento do casal. Mas... 

- O que aconteceu? - Astrid pergunta um pouco rubra. 

- Os gêmeos sumiram! - Perna-de-Peixe responde. 

- Por que se preocupar? - Astrid pergunta com cara de tédio - Devem estar correndo atrás de alguns javalis em alguma ilha por aí! 

- É mas... - Perna-de-Peixe começa, mas é interrompido por Melequento: 

- Vômito e Arroto voltaram aqui, com um peixe coral na boca! 

- Mas eles são alérgicos a esses peixes... - Soluço falou processando - Meu Thor! Vamos atrás deles! E assim o restante dos pilotos foram atrás dos gêmeos. Que já estavam em perigo. 

 ... 

- Cabeça-Dura? - Cabeça-Quente chama acordando de seu desmaio repentino. 

- O que foi? - Ele pergunta olhando ao redor e arregala os olhos perplexo. 

- Onde é que nós estamos? - A loira pergunta olhando o lugar. Era uma caverna. Suas paredes eram um tipo de azul escuro brilhante, grudado nela havia criaturas lindas... Pequenos peixes rosa-bebê e azul-claro, soltavam pequeninas bolhas por suas bocas, suas nadadeiras e sua cauda se remexia para cima e para baixo, como um babado de uma saia ou como um véu de um vestido de noiva, flutuava inerte na água dando leves puxões com o nado acelerado dos peixes. 

- Mas esses são... - Cabeça-Dura começa e sua irmã completa pasma: 

- Peixes corais! 

- Eles estão grudados na parede? - Cabeça-Dura pergunta se aproximando hesitante da parede. 

- QUER MORRER, IDIOTA? - Cabeça-Quente grita segurando o irmão - SOMOS ALÉRGICOS, ESQUECEU?! 

- Ah é! - Exclama Cabeça-Dura, mas mesmo assim se aproxima da parede e para sua surpresa uma espécie de coral trasparente servia de vidro segurando toda a água que iria entrar pela caverna em um imenso buraco. 

- É um aquário? - Cabela-Quente pergunta confusa, vendo os peixes olharem para ela. 

- Olhe só como são bonitos, bem diferente de certas pessoas que eu conheço... - Cabeça-Dura fala olhando de relance para a irmã. 

- O QUER DIZER? - Ela grita nervosa e ele se encolhe sorrindo sem graça - Eu sou linda. Quase tanto quanto a Astrid! 

- Se fosse assim, Soluço estaria namorando você não a Astrid! - Cabeça-Dura resmunga. 

- Grrr... - Ela rosna como um cachorro raivoso. - Temos que sair daqui o quanto antes... Ou vamos morrer! 

- Vamos explorar! - Cabeça-Dura comemora arrumando seu elmo na cabeça e andando pela caverna deixando a irmã para trás. 

- Idiota! - A loira resmunga e vai atrás de seu gêmeo. 

 ... 

- Pesquisa logo Cara-de-Peixe! - Melequento reclama - Tenho mais o que fazer do que ficar procurando esses idiotas! 

- Tipo levar foras da Astrid? - Soluço ri sarcástico. 

- Nossa eu podia jurar que eu NÃO TE PERGUNTEI!!! - Melequento surta soltando seu famoso grito galinha. 

- Achei! - Anunciou Perna-de-Peixe levantando o livro - Existe uma caverna de baixo d'água, onde fica o berçário dos Peixes-Coral... 

- E como chegamos lá? - Astrid pergunta impaciente. 

- Ou por baixo d'água, que é bem improvável, já que só os peixes conhecem a entrada... - Perna-de-Peixe continuou - Ou pela Cratera de Poseidon! 

- Cratera de Poseidon? - Soluço pergunta. - O que é isso? 

- É uma passagem para caverna que fica do outro lado da ilha, fica escondida em uma imensa rocha cheia de musgo... Para sabermos como ela é só colocar um pouco de sangue humano sobre o símbolo! - O loiro engole em seco e olha para a cara de espanto dos pilotos. 

- Tá. Vamos logo! - Soluço se levanta abruptamente chamando o olhar de todos. 

- Mas... - Astrid começou, mas engoliu as palavras ao ver o sorriso determinado no rosto do ruivo. 

- Prontos? - Soluço pergunta já montado em Banguela - Vamos logo! 

 ... 

Os gêmeos andavam lentamente sobre o caminho estreito, até chegarem a uma paredes de túneis. 

- O que é isso? - Cabeça-Quente pergunta perplexa e com a voz embargada. 

- Túneis. - Respondeu Cabeça-Dura. 

- Obrigado por falar o óbvio, gênio! - A loira ironiza. 

- Vamos nos separar, assim se você morrer a cabana é minha! - Cabeça-Dura gargalha e leva um soco nas costelas de Cabeça-Quente. - Aiiii! 

- Vai pela esquerda e eu pela direita! - A gêmea fala, mas percebe o olhar confuso do irmão - O que foi? 

- Que lado é o esquerdo? - Cabeça- Dura pergunta. 

- É... - Cabeça-Quente responde pensativa e suspira - Eu não faço a mínima ideia... 

- Vamos por ali! - O loiro fala de repente e aponta para o lado esquerdo. 

- Por que? - Cabeça-Quente pergunta. - Por que tá vindo vento dali! - Ele responde já longe. 

- Ah, pelo amor de Thor! - Cabeça-Quente suspira. 

 ... 

Finalmente os pilotos acharam a Cratera de Poseidon. Pousaram na fente de uma grande rocha coberta de musgo roxo, nela havia um símbolo de um tridente, interligado a uma pequenina corrente dourada que guiava até a outri símbolo, um Peixe-Coral. 

- Vamos ter que preencher as linhas do peixe com sangue humano! - Perna-de-Peixe leu. 

- Vamos lá, Banguela! - Soluço fala entendendo a mão para o Fúria-da-Noite. 

- O que vai fazer? - Astrid pergunta apertando os olhos desconfiada. 

- Só precisamos de um pouco de sangue... - Soluço respondeu, mas voltou para Banguela - Vai Banguela! 

O dragão hesitou um pouco, mas mordeu a mão do ruivo, ele gemeu um pouco e se segurou para não chorar. O corte era superficial, mas doeu. Realmente doeu. 

- Você tá bem? - Melequento perguntou com um sorriso de deboche no rosto. 

- Sim. Vamos logo com isso! - Soluço foi até o símbolo do peixe e deixou o sangue escorrer por sua mão e completar o emblema o peixe. 

- Olhe! - Perna-de-Peixe riu animado, mas logo sua expressão mudou. 

- Gritos? - Melequento perguntou confuso e logo viu dois loiros descabelados saírem correndo correndo e passarem reto por eles. 

- O que esses dois estão fazendo? - Astrid pergunta ajudando Soluço com o curativo. 

- Acredito que tentando ficar mais inteligentes! - Melequento riu vendo Cabeça-Quente bater a cabeça de seu irmão na pedra mais próxima. 

- GÊMEOS! - Soluço grita mau-humorado. 

- Hã? - Os dois se viram para encaralo e sem perceber um sorriso gigante apareceu no rosto dos dois. - SOLUÇO!!! - Comemoraram. 

- Que bom te ver! - Cabeça-Dura abraça Soluço, mas sua irmã o afasta e antes que ele pudesse reclamar, ele fica boquiaberto. 

Cabeça-Quente estava beijando Soluço. Uma veia saltou na testa de Astrid e a mesma apertou com força o cabo do machado. 

- O que é que ela tá fazendo? - Melequento rola no chão de tanto rir. 

- Sério, eu sempre quis fazer isso! - Ela sorriu maliciosa, vendo a cara perplexa de Soluço que estava completamente paralisado - Mas eu tenho outros desejos ocultos... - A loira sussurra no ouvido do ruivo que se afasta horrorizado. 

- Cabeça-Quente... - Uma voz sombria falou atrás dela. Ela olha para trás e se depara com um versão sombria e perversa de Astrid. 

- A-Astrid... - Ela começou, mas arregalou os olhos ao ver que a loira segurava o machado em suas mãos. - O-O que vai fazer? 

- Quem sabe te matar, assim você aprende a não beijar alguém que já é comprometido! - Astrid aumenta o tom de voz, se aproximando lentamente de Cabeça-Quente, que se afastava a cada passo. 

- Ahahaha!!! - Melequento ria desesperadamente vendo a cara de terror de Soluço. 

- Pare com isso Astrid! - Perna-de-Peixe tentava acalmar a loira, mas a mesma apenas enxergava a gêmea de Cabeça-Dura e queria bater nela com o machado até... CENSURADO

- SOCOOOORROOOOOO!!!! - Cabeça-Quente gritava enquanto corria desesperadamente de Astrid. 

E enquanto isso, Soluço continuava perplexo, perdido em seus pensamentos, com certeza iria ter pesadelos daquele dia... 

 CONTINUA...


Notas Finais


Ahahahaha....

Astrid com crise de ciúmes. Os peixes corais vão aparecer de novo no decorrer da história, terão um papel bem importante mais pra frente. E o motivo dos gêmeos estarem gritando, vai aparecer no próximo capítulo.

O próximo sai Segunda-Feira! ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...