1. Spirit Fanfics >
  2. RUA 127 (noart) >
  3. Capítulo 12: Flashbacks

História RUA 127 (noart) - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Capítulo 12: Flashbacks


JOSH DEINERT BEAUCHAMP


Sinceramente ontem eu estava extemamente estressado, quer saber o Por quê?Eu sei que você quer,então lá vai.
Eu não estou aguentando mais ter que aguentar meu pai ditando as coisas que eu devo ou não fazer. Tá eu sei que já sou de maior e que eu posso sair de casa e tals, mas só que eu não sou capaz de deixar Sina e até mesmo meu pai, sei que o motivo para eu estar estressado é ele, mas só que mesmo assim ele continua sendo o homem que cuidou de mim e da minha irmã quando nossa mãe nós abandonou.

Quando me acordei ontem, eu estava determinado a ir no escritorio do meu pai para tentar convencer o mesmo a finalmente me deixar a ter aulas de dança.

Flashback on:;

Ao entrar no escritório da empresa fantasma do meu pai, percebo que ele estava ocupado falando no celular. Então me sento numa poltrona escutando a conversa dele enquanto esperava ele termina o telefonema.

-.....sei....mais isso só pode ficar entre nos....NÃO-ele falava aumentando o tom de voz-EU JA DISSE QUE NÃO, SEUS INCOMPETENTES...Claro que eu quero dessa forma....Diga para ela que NÃO...ah e vocês estão despedidos...Eu não quero ouvir suas desculpas,só façam o que eu mandei e mantenham a boca fechada ou se não suas famílias iram arrepender. -ele falou e imediatamente desligou o telefonema.

-Com problemas??-pergunto cínico.

-Não, claro que não,era só um bando de imbécis incompetentes-ele fala dando um pausa-Então filho o que deseja??

Agora chegou a hora da verdade Josh não arregar,não arregar,NÃO ARREGA.

-E que eu.....estive pensando se.......se-falava nervoso pausadamente quando fui interrompido por ele.

-Se?

-Se o senhor me deixaria eu finalmente fazer as aulas de dança que eu havia falado antes??

-De novo com essa conversa Josh?Eu pensava que já tinhamos falado sobre isso.

-Eu sei pai,mas eu realmente quero dançar,é algo que me faz bem.

-Ahhh Josh você parece até uma mulherzinha falando disso, eu acho realmente que dançar é coisa de mulher.

-Eu não acredito no que eu estou ouvindo-falo assustado com que acabei de escutar.

-Que foi?Não falei nada demais.

-Não,claro que não pai-falo irónico.

Sério para mim essa é nova,não sabia que meu pai tinha esse pensamento preconceituoso,eu acho que eu não sei muita coisa do sobre meu pai.

-Então já terminamos nossa conversa?-ele me pergunta olhando e mexendo em seu computador.

-Não,eu realmente quero me envolver com a dança...-falei quando ele me interrompeu olhando finalmente para mim.

-MAS EU JÁ DISSE QUE EU NÃO QUERO E NEM DEIXO VOCÊ FAZER QUALQUER COISA QUE ENVOLVA A DANÇA-ele gritava furioso .


-isso tudo por causa da mamãe-eu falei baixinho,resmungando para mim mesmo,mas ele acaba ouvindo.

-O QUE VOCÊ DISSE JOSH?-ele pergunta com o mesmo tom de voz de antes.

-QUE VOCÊ SÓ FAZ ISSO PORQUE NÃO SUPEROU QUE A MÃMÃE ABANDONOU VOCÊ.-falo no mesmo tom de voz dele.

-ELA NÃO SÓ ME ABANDONOU COMO TAMBÉM ABANDONOU VOCÊ E SUA IRMÃ,SE LEMBRE DISSO.

-EU ME LEMBRO,MAS SÓ NÃO QUE NÃO SOU EU E NEM A SINA QUE PARA DE VIVER POR CONTA DISSO,E NÃO ME VENHA DIZER QUE NOSSA MÃE NÃO TEM NADA HAVER COM VOCÊ NÃO ME DEIXA DANÇAR,PORQUE EU SEI QUE TEM.

-EU JÁ DISSE QUE NÃO VOU TE DEIXAR DANÇAR,NÃO ENQUANTO ESTIVER NA MINHA CASA.-ele falou grintando,me deixando sem fala.-E PELO QUE EU ESTOU VENDO VOCÊ NÃO TEM NADA PARA FAZER, ENTÃO VOCÊ IRÁ COMEÇAR A TRABALHAR PARA MIM -ao escutar ele falar isso eu saiu com raiva do seu escritório batendo a porta com força e fui em direção ao estacionamento aonde meu carro estava e logo que cheguei eu comecei a dirigir para minha casa para ver se eu conseguia esfriar a cabeça.

Flashback off:;

*****************************************


Quando cheguei em casa ontem, eu acabei encontando a Sina e a Heyoon na cozinha todas sujas de tinta o que me fez começar a rir, já que as mesmas estavam muito engraçadas, até aí meu estresse tinha diminuído um pouco, mas só que depois a Sina começou a me pergunta as coisas que acabou fazendo com que meu estresse aumentasse de novo, então sai da cozinha e fui para o jardim tentar me acalmar, só que não funcionou dai fui para meu quarto tentar não pensar na conversa que eu havia tido com meu pai só que depois de um tempo a Sina entrou nele.

Flashback on:;

-Josh eu queria...-Sina ia falando enquanto ela entrava no meu quarto ,mas eu a interrompi.

-O que você tá fazendo aqui ??-eu perguntei furioso por ela ter entrado sem bater antes.

-Eu vim aqui te pedir....-ela falou fechando a porta se aproximando de mim quando eu a interrompi novamente.

-Quer saber não me fala,eu não quero saber mesmo,então agora sai do meu quarto.-eu falei me levantando da cama, indo abrir a porta para que
minha irmã passasse e eu pudesse trancá-la.

-Mas Josh eu quero....-ela tentou falar quando eu interrompi ela novamente.

-MEU DEUS SINA,EU JÁ DISSE PARA VOCÊ SAI DO MEU QUARTO,JÁ NÃO BASTA EU TER TE AGUENTADO LÁ NA CONZINHA,VOCÊ TAMBÉM QUER ME PERTUBA AQUI NO MEU QUARTO??-falei para ela grintando perdendo totalmente minha paciência.

-Não Josh, eu só....-ela falou baixinho e eu a interrompi de novo.

-EU SOU MUITO BURRO MESMO,POR PENSA QUE VOCÊ ME DEIXARIA EM PAZ,VOCÊ SÓ PENSA EM SI MESMA,E ALÉM DE SER MUITO EGOCÊNTRICA É INTROMETIDA,CHATA E MUITO MIMADA, SERÁ QUE DÁ PARA VOCÊ ME DÁ UMA FOLGA UMA VEZ NA VIDA, EU ESTOU CHEIO DE VOCÊ, SINA.-falei colocando tudo para fora e então ela saiu do meu quarto correndo.

Flashback off:;

Depois de falar tudo aquilo para Sina me senti muito mal, visto que tudo que eu havia falado era mentira, eu não achava ela egocêntrica, nem mesmo intrometida, chata e mimada, se você quer saber de verdade eu amo a companhia da minha irmã, ela é uma pessoa incrivél e me faz lembra bastante da mãmãe, não só pelo físico mais também pelo seu jeito de ser. Eu me senti tão envergolhado e chateado comigo mesmo por ter descontado minha raiva numa das pessoas que eu mais me importo, tanto que decidi sai de casa para não comparecer ao jantar. Enquanto eu estava dirigindo meu carro acabei vendo uma lanchonete bem legal e descidi parar para comer.

Flashback on:;

Ao entrar dentro da lanchonete me sentei numa mesa com os bancos booth e fiquei observando o cardápio da lanchonete até que uma garçonete jovem de cabelos castanhos claros e olhos azuis esverdeados veio me atender.

-Boa noite!Já sabe o que vai querer??-ela me pergunta gentilmente.

-Na verdade não,o que você me aconselharia?-eu pergunto meio que envergolhado.

-Já sei que é sua primeira vez aqui no Donnas-ela fala rindo.

-É, é minha primeira vez aqui nessa lanchonete-eu falo rindo também.

-Tá, deixe me ver-ela fala pensativa-você come muito?

-Eu acho que sim-eu falo rindo.

-Tem alergia a alguma coisa?Gosta de da mistura de doce com salgado?

-Não, eu não tenho nenhuma alergia,e sim,eu gosto de doce com salgado-eu falo rindo pensando no que será que ela vai chegar com essas perguntas.

-Já sei do que você vai gosta-ela fala empolgada.

-Vamos fazer assim, eu não quero que você me diga, só quero que peça para mim e quando chegar aqui eu verei o que pediu,vai ser tipo uma supresa.

-Tem certeza?

-Sim

-E se você não gosta?

-Eu tenho certeza que gostarei.

-Tudo bem, eu irei pedir para prepararem,mas depois não me diga que eu não te avisei.-ela fala saindo.

Alguns minutos se passaram e a mesma garota voltou com sua bandeja com alguns pratos e colocou-os em cima da mesa que eu estava.

-Então me diga o que você escolheu agora.-digo a ela.

-Bem eu escolhi um X-donninhas,que é um sanduíche especial do Donnas,uma lata de refrigerante, uma porção pequena de batata frita...-ela falou quando eu a interrompi pensado que já havia terminado.

-Gostei-eu falei lambendo os lábios para a comida que estava cheirando muito bem.

-Calma, eu ainda não terminei,o melhor já está por vim.

-É impossivel algo ser melhor que isso tudo.

-Isso é porque você ainda não comeu o prato mais vendido e mais gostoso da lanchonete.

-E qual seria?

-O nosso chocolate com bacon-ela fala empolgada e eu faço uma cara meio de nojo.

-Nossa mais que mistura mais esquisita.

-Você fala isso porque ainda não comeu-falou mostrando o prato-Vai experimenta!

-Ok-eu falo e em seguido pego uma colherada do chocolate com bacon e como.

-Minha nossa isso é muito bom,parece até coisas dos deuses.-falo me deleciando com o prato.

-Eu te disse.-ela falou e em seguida sai para atender outras mesas.

Enquanto eu comia finalmente voltei a pensar no acontecido de hoje mais cedo com meu pai e de como eu fui rude com minha irmã no meu quarto. Até que quando finalmente terminei de comer todas à aquelas delícias e fui pagar a conta eu acabei escutando uma música vindo de longe.


We can do better
(Podemos fazer melhor)
Oh yeah,we can do better
(Ah sim, podemos fazer melhor)

I know it hurt bad, your mom left your dad(Eu sei que doeu muito, sua mãe deixou seu pai)

When you were a little girl
(Quando você era uma garotinha)
You think I'm gonna leave 'cause history repeats(Você acha que eu vou embora porque a história se repete)
We've seen it around the world
(Vimos isso em todo o mundo)
Oh, all that we're told is this will get old
(Oh, tudo o que nos dizem é que isso envelhecerá)
We'll cheat and we'll both get hurt
(Nós vamos trapacear e nós dois vamos nos machucar)
Against all the odds we'll pray to the gods
(Contra todas as probabilidades, oraremos aos deuses)
That this love work.
(Que esse amor funciona)

(N.A:O nome dessa musica é "We can do better")



Posso dizer que a letra da música mexeu um pouco comigo e também fiquei bem curioso para saber de onde ela estava vindo.


- Eiiiiii-chamei a garota que havia atendido a minha mesa.


- Oi- a garota falou-Ainda deseja alguma coisa??


- Você sabe me dizer de onde está vindo esta música??-falei e fiquei em silêncio para que ela escutasse.


-Ela vem da academia de dança aqui perto do Donnas.


-Valeu...-falei esperando ela dizer seu nome.


-Savannah,Savannah clarke.


-Foi um prazer te conhecer Savannah,e meu nome é Josh.


-O prazer foi todo meu Josh,até mais!.-ela falou indo em direção até outra mesa.


-Até!-falei me despidindo.


Flashback on:;

**************************************

Após sair da lanchonete fui para o lugar citado por Savannah e ao chegar lá pude ouvir a musica bem mais alta do que antes lá do Donnas, dai tiver a brilhante ideia de entrar no studio e seguir o som que acabou me levando para uma sala com alguns dançarinos dançando a música que eu havia escutando. Se eu tive uma grande vontade de entrar dentro daquela sala e começar a dança junto com eles?Tive, mas se eu fui?? Claro que não, bem porque primeiro ninguém sabia que eu estava alí e daria um problemão se alguém me achassem, dai sai de lá e fui direito para meu carro que dirigi até minha casa. Ao chegar eu quis imediatamente pedir desculpas a Sina, mas já que a casa estava toda escura e sem sinal de movimento de nenhum um empregado pensei que certamente ela estaria no seu quinto sono, então fui até área de lazer peguei meu celular e coloquei a música "Starboy" e comecei a dançar intensamente que nem percebi que estava sendo observado.


Flashback on:;


Eu realmente estou colocando tudo que eu estou sentido para fora com essa dança,mesmo a música não tendo muito haver com que estou sentido agora,mas dá mesma forma está sendo insano.




(N.A:imaginem Josh dançando starboy do the weeknd)


Mas imediatamente paro de dançar ao escutar palmas, ao me virar para ver quem estava me aplaudindo, me deparo com um garota morena de cabelos cacheados.


-Minha nossa,você dança muito bem!-ela fala ainda batendo palma.


-Isso é um exagero,mas quem é você?


-Nossa que falta de educação essa a minha-ela fala batendo a mão na testa-Agora eu tenho quase certeza que você além de me achar intrometida também acha que eu sou mal-educada, nossa eu estou falando comigo mesma e você está ouvindo.


-Sim, eu estou ouvindo.-eu falo rindo da confusão dela.


-Pronto agora ele também acha que eu sou louca, pera eu ainda estou falando comigo mesma, sério eu tenho que parar com isso-ela fala rindo percebendo que ainda está fazendo a mesma coisa que antes.


-Não posso negar que estou achando você bem louquinha mesmo-falo rindo e  ela faz uma cara séria.


-Calma, eu estava só estou brincando.- falo e ela já transforma aquela cara de séria num sorriso lindo, nossa mais que sorriso!


-Você fica bem mais bonita quando está sorrindo, sabia?-eu falei sem percebe o que havia falado.


-O-obrigada-ela fala envergonhada.


-Desculpa, eu queria te deixar envergolhada.


-Tudo bem, até que foi bom saber disso-ela falou,agora me deixando envergolhado.


-Desculpa,tá?-ela fala se aproximando de mim,me deixando nervoso.


-T-te d-desculpa com o-que?- pergunto para ela gagueijando depois que a mesma colocou sua mão no meu ombro ficando em minha frente,DROGA GAGUEIJANDO, agora ela deve saber que eu fiquei nervoso com a aproximidade dela, já que a mesma sorriu.


-Por te deixar envergonhado-ela falou imitando o que eu havia dito antes e soltando a risada e eu também já que havia ficado nervoso por nada.


-Quem é você?-pergunto curioso.


-Nossa me esqueci de novo-ela fala batendo de novo a mão na testa-Meu nome é Any Gabrielly, mas pode me chamar só de Any-ela fala estentendo a mão para mim.


-E o meu é Josh Deinert Beauchamp, mas pode me charmar só de Josh ou de seu amor- falo usando meu tom sedutor, depois pegando a sua mão estendida dando um beijo e é claro que depois rindo para que ela entenda como uma brincadeira e ela acaba rindo também.


-Nossa Josh, além de dançar super bem você também sabe ser bem engraçadinho quando quer.


- Mais meu amor,eu sou engraçado-eu falo debochado.


-Ata-ela fala rindo-Josh,até amanhã de manhã!-ela fala se despidindo.


-Até amanhã,Gabrielly!


Flashback off:;


Não sei o que deu em mim para ficar "dando em cima" da Any ontem e também por falar com ela como se fosse minha melhor amiga e até agora não entendi o que ela quis dizer com até amanhã de manhã, será que ela está hospedada aqui em casa?
Ohh meu deus Josh, mais que pergunta besta, é claro que estar, se não ela não estaria dentro daqui de casa numa hora daquelas.


Já que hoje eu acordei melhor do estresse de ontem, decidi ir falar com Sina. E se você achou realmente que eu havia desistido da dança, você estar completamente enganado,sabe porquê?
Porque eu hoje eu vou de novo lá naquele studio de dança para fazer minha inscrição, tá vocês devem estar se perguntando "mais você não escutou o que seu pai disse ontem ou como será que eu vou pagar as aulas", e respondendo vocês, Sim ,eu sei que meu pai falou, mas não vai ser por causa dele que irei desisti do meu sonho e em relação como eu vou pagar as aulas, irei dar meu jeito, eu sempro dou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...