1. Spirit Fanfics >
  2. RUA 127 (noart) >
  3. Capítulo 13: Um cara legal

História RUA 127 (noart) - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Essa minha fanfic é do wattpad, então só o que eu faço é colar e colocar aqui no Spirit para vocês lerem.
É por isso que tem vezes que aparece "( foto da multimídia)" sendo que aqui n tem nada na multimídia.

Capítulo 13 - Capítulo 13: Um cara legal


NOAH URREA HIDALGO


Depois de ter pedido desculpa para Sina, me senti bem mais leve hoje de manhã, mas infelizmente tive que contar que eu e meu amigos éramos de uma gangue, espero incondicionalmente que eu não me foda por ter contado.

Agora eu estou no meu quarto decidindo que roupa irei usar, isso deveria ser uma coisa fácil, mas por eu nunca na vida ter tido mais que duas opções de roupas para usar este trabalho está sendo bem difícil. Cá estou eu tentando decidi entre quatro pares de roupas que Lamar disse que o chefe disponibilizou por hora, ele disse que era pouco mas que o chefe nós daria um dinheiro para comprar mais roupa, ele também disse que só não sabe quando mas que eu e a galera não se preucupar-se que isso aconteceria em breve. Sinceramente eu estou mais preucupado que terei mais opções de roupas, então já que não sabia qual usar o optei por fazer o famoso "UNI DUNI TÊ". Acabou indo numa blusa branca, com uma calça vermelha(roupa da multimídia).

Depois de me vesti, fui descendo para tomar café, ao chergar me deparo com quase todos meus amigos sentados já comendo e já que não havia ninguém sentado nos lados de Sina, eu me sento ao seu lado para perguntar sobre seu joelho.

- Iai garota- falo no seu ouvido e ela se assusta dando meio que um pulo na cadeira.

- Minha nossa garoto, você me assutou- ela fala dando um murro no meu braço e eu rio.

- Desculpa, não foi porque eu quis- falo rindo e ela me lançar um olhar me repreendendo- Mais não entendo o motivo para você ter se assustado.


- Oras, eu não sabia que havia alguém meu lado e não sei se você já viu no relógio, mas nem um ser humano normal acorda numa hora dessas.

- Então eu acho que todos aqui somos seres anormais- falo rindo - Pelo que estou vendo, você não gosta nem um pouco de acorda cedo, então porque se levantou cedo hoje?

- Não está na cara?-fala como se estivesse óbvio.

- Não-falo e ela bufa.

- Eu não me acordei sozinha, foi a Heyoon que me acordou com a desculpa que por temos visita era bom eu me levantar cedo para tomar café com todos, mas isso não está me impedindo de durmi.

- Não entendi.

- E que meu corpo pode até estar aqui, mas na real é que eu ainda estou durmindo e esse é mais um motivo por eu ter me assustado.

- Entendi, seu machucado já melhorou?

- Não está doendo como antes, mas ainda arde um pouco.

- Você percebeu que pela primeira vez nós estamos tendo uma conversa civilizada?- a pergunto rindo.

- Garoto, vê se não me enche.-fala agora se concentrando em comer.

Depois de um tempo um cara loiro de olhos azuis se senta no outro lado de Sina e fala alguma coisa que há faz sai da cadeira com raiva.

- Nossa!- falo baixo para mim mesmo percebendo que ou essa garota é muito explosiva ou se não esse cara falou algo para ela que a deixou com raiva ou sla.

***************************************


JOSH DEINERT BEAUCHAMP


(Ele está usando a roupa da multimídia)


Ao me acorda hoje pela manhã fui falar com Sina para me desculpa pelas coisa que eu havia falado,mas ao não encontrar ela em seu quarto desci as escadas indo em direção a sala de jantar para tomar cafê só que quando chego percebo que Sina está lá e que tem também pessoas que eu nunca tinha visto na minha vida sentados na mesa, então decidi me sentar ao lado esquerdo de Sina já que seu outro lado estava ocupado por um estranho :


- Bom dia, mana!-falo no ouvido de Sina e percebo que ela fizerá um cara furiosa, então sai da mesa bufando.

Talvez ela ainda esteja chateada comigo, não vou tentar fazer ela falar comigo agora, vou deixar ela ter um pouco de paz por enquanto, mas mais tarde eu tento novamento, me desejem sorte!

Agora que terminei de acabar com meu café,- fui o último a sair da mesa- fui para a sala relaxa um pouco ao chegar o mesmo estranho que estava ao lado de Sina estava lá. Despois de um tempo de ter me sentado no sofá ele começa a puxa conversa comigo:

- Meu nome é Noah, e o seu?-ele fala se apresentando.

- Josh, você e aquelas outras pessoas são parte de algum trabalho do meu pai ou algo do tipo?

-Sim, se você quer saber mesmo, eu e meu amigos fazemos parte de uma gangue que agora se juntou a gangue do seu pai...- ele fala mas depois parece estar confuso- pera seu pai também é o chefe dos flames?

- Sim, porquê?

- Ah é que eu pensava que ele só tinha um filha, a Sina, mas pelo que eu estou vendo são dois.

- Você já conheceu a Sina?

- Sim,eu a conheci....ah deixa para lá, seu pai tem mais algum outro filho?

- Não que eu saiba-falo rindo e Noah também ri.

- Sua irmã é bem esquentadinha,né?

- Na verdade só as vezes.

- Bem, até agora eu só vi ela esquentada-ele fala rindo e depois fica sério-porque ela saiu chateada da mesa quando você falou com ela?

- Ahh, você percebeu foi???

- Eu acho que todo mundo percebeu,você falou alguma coisa que ela não gostou?

- Sim e não.-falo passando minha mão por atrás do meu pescoço.

- Hã?

- É que hoje no café eu só dei um bom dia a ela e ela já saiu com raiva da mesa.

- E você ainda diz que ela não é esquentadinha toda hora-ele fala com ironia.

- Mas sinceramente eu a entendo, ontem de noite eu falei um monte de merdas a ela, algo do tipo que ela era intrometida, chata,
mimada e que ela não me dava paz.

- Sei...então era por isso que quando eu a encontrei no jardim ela parecia meio chateada e triste.

- Nossa ela ficou mal mesmo-falo ficando meio desconfortável.

- E piorou depois que eu insinuei algumas sobre ela.

- Mas você já falou com ela?

- Sim, ela até já me perdoou.

- Então talvez ela me perdoa-falo com esperança no olhar.

- É talvez-Noah fala batendo no meu ombro,já que estávamos sentados lado a lado no sofá.

- Você por a caso conhece alguma Any?-pergunto ao me lembrar de Any mudando de assunto.

- Sim,ela é minha melhor amiga, porque a pergunta?-ele pergunta curioso.

- Aahhh é que eu a conheci ontem a noite e por ela está aqui em casa ontem eu pensei que você talvez a conheceria.

- O que vocês fizeram ontem a noite?-Noah me pergunta malicioso.

- Oras nada, ela só me viu....-eu ia falando,mas parei quando meu pai entrou na sala com sua maleta de trabalho.

- Vejo que já conheceu um dos meus associados, Josh-meu pai fala com um sorriso de lado e eu reviro os olhos.

- Sim, pai-eu falo com desgosto.

- Então já que o conheceu me a presente a ele -neste momento Noah se levanta correndo ajeitando sua postura e eu também me levanto e vamos até o encontro do meu pai.

- Pai,vesse é o....-eu ia falando quando o Noah me interrompe.

- Noah Urrea Hidalgo, senhor-ele fala dando um a perto de mão no meu pai.

- E Noah este é meu pai,James Beauchamp.

- É um te prazer, senhor Beauchamp-Noah fala.

- Também é um prazer em te conhecer Noah, não imaginava estar na presença do líder da gangue pickles-meu pai fala me deixando supresa tanto por saber que Noah é o chefe da gangue e também com o nome da gangue- Esperava que para tamanha genialidade em seus planos você fosse um pouco mais velho.

- Que isso senhor,eu apenas dou os comandos,são os meu amigos que fazem a magia acontecer.

- Ora senhor Urrea, não sejas modesto...onde estão seus amigos?-meu pai pergunta.

- Eles devem estar por aí conhecendo nosso lar temporario-Noah fala olhando para os lados tentando ver se avista algum de seus colegas.

- O senhor poderia chamá-los e depois vocês todos se encaminharam para o meu escritório? Queria poder me apresentar para todos e ter uma reunião com todos vocês.

- É claro-Noah fala saindo a procurá de seu a colegas.

- Josh,eu quero que você também esteja presente em meu escritório junto com todos-meu pai fala se retirando e eu apenas trinco meus dentes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...