1. Spirit Fanfics >
  2. RUA 127 (noart) >
  3. Capítulo 14: Ovo mexido

História RUA 127 (noart) - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Capítulo 14: Ovo mexido


SINA DEINERT BEAUCHAMP

Mais é muito cara de pau mesmo, depois de tudo que ele fez vem me dar "Bom dia,mana" como se nada tivesse acontecido,Ugrrr!

Meu Deus,como eu nunca pude percebe que eu era irmã de um idiota. Ainda bem que eu saí a tempo da mesa na hora do café se não era possível que eu desse um tapa na cara daquele cínico. Glória a Deus, porque mesmo eu não sendo uma princesinha seria muita falta de educação fazer uma cena no segundo dia das visitantes aqui em casa, sem falar que isso daria muito o que Noah falar de mim, e só isso já me fez pensar bastante antes de meter minha mão na cara do meu irmão.

Depois que sai da sala de jantar, fui para meu quarto durmi novamente, pensando por um lado bom eu ter saído da mesa por causa do meu irmão fez com que eu tivesse a chance de durmi, mas depois de um 15 minutos de cochilo acabei acordando por causa a minha barriga rocando e me lembrei que não deu tempo de eu comer direito antes da entrada de Josh, então enquanto eu estava descendo as escadas percebi que na sala estava Noah e Josh conversando- claro que eu tinha que encontrar as duas pessoas que eu menos gosto nesse momento juntas- e para que os dois não perceberem minha presença desci as escadas no maior silêncio, de mode que os dois não percebesse que eu estava lá, me dando a sorte de ir para a sala de jantar, mas só que quando eu estava de saída da sala de jantar para a cozinha eu ouvi Noah falar meu nome, daí é claro que como qualquer pessoa normal eu fui para mais perto da sala para ouvir a converva dos dois.

Depois de um tempinho concentrada e sem dar um pio escuntando o que aqueles dois manés conversavam, sai de lá e fui correndo para a cozinha para pensar no que eles haviam falado. Nesse tempo pensando eu refleti que quem será que aquele garoto acha que é para me chamar de esquentadinha, eu não sou esquentada nem um pouco se ele quer saber.

Durante a conversa daqueles dois eu pude ficar com um pouco de pena do meu irmão, porque eu talvez devesse ter sido um pouco dura com ele, mas esse pensamento foi embora quando lembrei o que ele havia me falado.

Quando eu estava indo para a cozinha acabei não encontrando nem uma das empregadas para me preparar algo para comer, então decidi que eu mesma iria preparar, mas só que eu necessariamente não sei fazer absolutamente nada, aí me lembrei que uma vez a Heyoon me fez um ovo mexido para mim, aonde ela pegava o ovo e mantega é colocava na panela.

Eu acho que eu estava fazendo algo de errado, já que o ovo ainda continuava com aquela forma oval com casca e a manteiga não derretida como a de Heyoon. Depois de alguns minutos comecei a gritar com o ovo e a manteiga.

- Olha aqui, senhor ovo e senhora manteiga, se vocês não se transformarem em um ovo mexido antes que eu perca minha paciência vocês podem ter certeza que eu vou acabar com a raça de vocês- gritei olhando furiosa para o ovo e a manteiga na panela.

- Eu só acho que eles não iram responder você- escutei um voz feminina falar atrás de mim.

-Errrrrrr...eu não sou louca. E que eu estou preste a perde minha paciência- falei virando para a garota de cabelos pretos lisos e olhos cor de mel.

-Eu acho que você já perdeu, já que estava gritando com um ovo e uma manteiga como se fosse gente- ela fala rindo e eu fico constrangida- E não te acho louca, mas qual é sua intuição com isso?- perguntou apontando para a panela.

-Eu estava tentando fazer um ovo mexido, mas pelo que estou vendo estou fazendo algo de errado ou eles que estão- eu falo aumentado meu tom de voz na última parte olhando para o ovo e a manteiga na panela.

-Eu diria que é você-ela fala rindo.

-Mas o que estou fazendo de errado?

-Bem, você não quebrou o ovo e nem acendeu o fogo do folgão.

-Pera...tem que fazer isso?-pergunto confusa.

-Sim-ela fala tomando minha frente e fazendo algumas coisa na panela que eu não faço a mínima ideiao que era-Errr....eu acho melhor eu fazer isso para você- ela fala dando um sorriso de ombro para mim.

-Tudo bem,eu acho que não conseguiria mesmo sem sua ajuda- eu falo envergonhada.

-Meu nome é Sabina, não precisa se apresentar eu sei que sei nome é Sina e antes que pergunte como eu sei é porque no dia que eu cheguei com meu irmão e meus colega aqui você se apresentou lá na sala, mas tenho certeza que você não decorou os nomes de todos nós quando o Lamar nos apresentou.

-Ahhh é verdade não decorei, mas quem é seu irmão?

-É o Noah-ela fala virando para mim e colocando o ovo mexido no prato.

-O Noah?- pergunto supresa.

- Sim,por quê?

- Não é que você me parece ser bem legal, já do seu irmão eu não posso falar o mesmo.

Isso é necessariamente impossível. A Sabina é tão legal, enquanto o irmão dela, aquele estrupicio, é um insuportável. Mas olhando por um lado eles se parecem um pouco, não em tudo, mas em alguns detalhes.

- Vejo que já conversou com o Noah -fala dando um riso fraco.

- Infelizmente sim.

Claro que a gente não podia falar naquele garoto para ele aparecer, porque nesse exato momento, Noah apareceu na cozinha olhando de um lado para o outro, até que ele olha para a Sabina e dá um sorriso.

- Oi Sabi, ainda bem que te achei, você sabe aonde estão o resto do pessual?- ele falava se aproximando de nós duas, mas eu acho que ele não percebeu minha presença.

- Sim, faz poucos minutos que eu vi a Shivanni, Hina, Bailey e Krystian no jardim conversando e a Any ainda estar no quarto durmindo, mas porque a pergunta?

- O chefinho acabou de chegar e quer ter um pequena reunião com nós.

- Tudo bem, vamos fazer assim: eu chamo a Any e você o pessual.

- O.k, vejo que eu estou te salvando da mal-companhia de certa pessoa- ele fala ao notar minha presença e eu reviro os olhos.

- Que nada, Sina é muito legal e engraçada- ela fala colocando a mão no meu ombro- Que tal se você fosse comigo acordar Any, assim eu te apresento a ela, você vai querer ir?

- Claro, minha fome pode esperar um pouco mais- falo cobrindo o meu prato com os ovos com um pano, já me levantando da cadeira que estava sentada.

- Que pena que não posso dizer o mesmo Sabi- ele fala dando um risinho para mim e eu piso no seu pé- Eii, isso doeu.

- Ainda bem, porque se não eu seria obrigada a dar outro- falo saindo da cozinha com a Sabina ao meu lado rindo.

- Muito bem, Sina- Sabina falou dando tapinhas leves na minha costas de aprovação.

******************************************

SABINA URREA HIDALGO

A Sina parece ser uma pessoa bem legal e divertida, mas depois daquela cena na cozinha não teria como não achar ela uma pessoa extremamente engraçada. Ela estava quase amaldiçoando o ovo e a manteiga por não estarem se transformando em ovo mexido, quase faltei morrer de rir com aquela cena. Isso foi até agora a melhor coisa que me fez sorrir sem esfoço algum.

Estar sendo muito difícil ter que ficar longe de Pepe e mais difícil ainda, me lembrar que eu e ele terminamos, acho que definitivamente essa foi a melhor escolha que eu fiz. Eu o amo. Mas não quero ele seja colocado em perigo por minha causa, já que no dia que eu vim para cá ele estava com o plano de revela nosso segredo para os "legião", mas para mim ele não estava pensando direito e não me pareceu que ele estava levando em consideração que de os "legião" não aceitassem nosso relacionamento eles poderiam nós ameçar de alguma forma, isso iria fazer com que meu irmão e meus amigos, excluindo Any, soubesse do meu namoro com ele.

Ao chegar no quarto de Any, eu e Sina me deparamos com a Any ainda durmindo roncando para caramba, o que faz com que eu e Sina riamos.

- Eu acho que Any não estar te dando uma boa primeira impressão.

- Que nada.

- Você abre a janela e as cortinas e eu acordo ela,certo?

- Certo

Enquanto Sina está abrindo as cortinas eu vou chamar Any:

- Any acorda!-eu chamo ela mais a morena não dá nem um sinal que se acordou- Any,Any,Any,Any,Any se acorda!-chamo dessa vez mexendo o corpo dela.

- Oi Sabi- Any fala abrindo os olhos.

- Ainda bem que se acordou,agora cuida em se arrumar,porque o chefe quer ter um conversa com todos.

- Sério mesmo que você me acordou por causa do Noah?

- Eu não estou falando do Noah, eu estou falando do chefe dos Flames- nesse momento Sina vem para o meu lado.

- No caso o meu pai- ela fala.

- Você é filha dele?- eu pergunto supresa.

- Sim,porque será que todo mundo me pergunta isso?- eu ia abrindo minha boca quando ela voltou a falar- Isso foi uma pergunta retrógrada.

- Então Sina,meu nome é Any e um prazer em te conhecer- Any fala se levando da cama comprimentando Sina.

- O prazer é todo meu Any,mas eu acho melhor você começa a se arrumar logo meu pai não gosta muito de atrasos.-Sina fala em meio aos comprimentos de Any.

- Acho melhor eu ir logo então.

Por enquanto que Any se ajeitava eu e Sina ficamos conversando sobre coisas bem aleatórias e ela teve uma ideia, mas disse que achava melhor contar para mim e para Any depois da nossa reunião com o pai dela.

- Estou pronta,vamos?-Any falou saindo do banheiro já arrumada.

- Vamos-falei me levantando da cama junto com Sina.

- Vocês sabem aonde vai ser a reunião?- Sina perguntou para nos.

- Eu não sabia nem que ia ter reunião- Any fala levantando as mãos.

- Eu também não sei, Noah não me falou onde seria-eu disse batendo a minha mão na testa.

- Tinha que ser o cabeção, mas  acho que talvez essa reunião seja no escritório do meu pai.- Sina fala.

- O lamar não nós disse onde era o escritório do seu pai.

- Deixa que eu conduzo vocês até lá, assim teremos mais tempo para conversa- Sina falou e fomos seguindo ela até o escritório do pai dela conversando.

Ao chergamos no escritório do pai de Sina nós batemos na porta que logo Noah abriu.

- Ainda bem que vocês já chegaram a reunião estava preste a começar sem vocês.

- A culpa não é minha se dona Any ainda foi se arrumar-eu falei dando o ombros.

- Eiiii-Any me fala dando um cutucão no braço.

- E além do mais você não disse aonde seria a reunião-falo apontado no peito do meu irmão.

- Me esqueci.

- Bom meninas já que eu já trouxe vocês até aqui eu vou indo- Sina fala apontado para atrás dela.

- Noah quem está ai na porta?- um Homem de terno aparece da porta e Noah entra na sala- Ahh são suas outras colegas,venham meninas podem ir entrando-ele falou e eu e Any já fomos logo entrando para dentro da sala.

- Tchau meninas- Sina fala para nos dando um tchauzinho com a mão.

- Sina minha querida ainda bem que está ai,eu já ia mandar o Josh ir chamar você- eu escuto o homem falar para Sina.

- Oi pai,me chamar para que ?-Sina pergunta para ele.

- Para você vim participar dessa reunião também-ele fala para ela.

- Mais pai...-ela ia falando quando foi interrompida por ele.

- Sem mais, Sina-ele fala para Sina a puxando para dentro da sala depois a fechando.

- Oi de novo meninas-Sina fala cochichando se aproximando de mim e de Any que riamos baixinho da situação-Isso não tem graça meninas, eu estava com uma séria esperança de comer meu ovo mexido.

- Teve graça sim, mas relaxa qualquer coisa eu faço mais um ovo mexido para você, bem eu acho que isso é melhor do que você fazer sozinha- falo também cochichando o que faz com que ela também ria e a pobre da Any fica sem entender.

- Nossa estou muito excluída.-Any fala brincando.

- Relaxa eu ainda te amo-falei até que o pai de Sina começou a falar.

- Bom dia.....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...