História Rubi, Recomeçar - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Rubi
Personagens Rubi Pérez Ochoa
Tags Drama, Romance, Rubi
Visualizações 10
Palavras 1.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo novinho pra vocês eu espero que gostem e até lá em baixo.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Rubi, Recomeçar - Capítulo 4 - Capítulo 4

- Então quem pode me dizer ?. _ Perguntou a delgada. 

- Eu vou explicar tudo. _ Respondeu Heitor.


Sala de cirurgia 

- Não ! não !, Rubi não faz isso comigo. Desfribilador coloquem em 150, afasta. _ Disse Alessandro.

- Nada Alessandro _ Respondeu Dr. Garcia.

- Mais uma vez aumenta pra 200, afasta. _Disse Alessandro.

- Sinai vitais voltaram. Frequência cardíaca aumentando. _ Respondeu a enfermeira.

- Ótimo trabalho Alessandro conseguiu salva lá. _ Disse Dr. Garcia.

- Sim, mas aqui preço. Não sei se ela vai aceitar as consequências. _Respondeu Alessandro sério.

- Levem ela para terapia intensiva. Precisamos de sangue O positivo para a paciente, verifique se temos esse tipo de sangue. _ Disse o Dr.Garcia.


Sala de espera do hospital.


- E foi isso que aconteceu delgada Navarro. _ Disse Heitor.

- Muito bem. E qual é o estado da vítima ?. _ Perguntou a delgada.

- Ainda não sabemos, está em cirurgia. _ Respondeu dona Rosário. - Alessandro como esta minha filha ?. _Perguntou dona Rosário.

- Conseguiu salva lá ?. _ Perguntou Heitor nervoso.

- Sim consegui._ Respondeu Alessandro com uma cara de preocupação.

- Graças à Deus. Obrigada minha virgem santa. _Disse dona Rosário.

- Viu mamãe eu disse que a Rubi ficaria bem. _ Disse Cristina abraçando dona Rosário.

- Eu sabia que a minha fofinha iria se salvar. Aí que alegria. _ Disse Toledo  todo animado.

- Se conseguiu salva lá por que essa cara de preocupação ?. _Perguntou Heitor.

- Eu consegui salvar a Rubi, mas a bala atingiu duas vértebras e o dano foi muito grande. _Disse Alessandro.

- E o que isso quer dizer ? O que houve com a Rubi fala pelo amor Deus Alessandro. _ Disse Heitor.

- Não pudemos fazer nada a Rubi perdeu o movimento das pernas, ficou paralítica. _ Respondeu Alessandro sem saber o que fazer.

- Não meus Deus minha filha. _ Disse dona Rosário se desesperando.

- Fica calma mãezinha, isso não vai te fazer bem. _Disse Cristina tentando acalmar dona Rosário.

- Aí meu Deus minha Rubi o que vai ser de você agora. _ Disse Toledo.

- Não tem nada que você possa fazer Alessandro ?. _Perguntou Cristina.

- Infelizmente não,  temos que esperar a inflamação da coluna diminuir. E fazer outra cirurgia e depois ela vai ter que fazer fisioterapia e talvez ela volte a andar, mas é uma chance muito pequena eu não vou mentir. _ Respondeu Alessandro triste e desanimado.

- Não meu Deus por que. _ Disse Heitor chorando.

- Eu posso ver ela Alessandro ?. _Perguntou dona Rosário.

- Infelizmente não dona Rosário. Ela está na terapia intensiva e não pode receber visitas, mas assim que puder eu venho buscar a senhora para vê lá. Heitor o seu sangue é O positivo não é ?. _Disse Alessandro.

- É sim porque ?. _ Perguntou Heitor.

- A Rubi perdeu muito sangue e aqui no hospital não tem esse tipo de sangue preciso que doe sangue. _ Respondeu Alessandro.

- É claro, pode tirar o que for preciso. _Respondeu Heitor.

- Acompanha essa enfermeira que ela vai te levar para doação de sangue. _Disse Alessandro.

- Venha comigo senhor Ferreira. _Disse a enfermeira.

- Então a vítima ficou paralítica ?. _ Perguntou a delgada Helena.

- Sim. E você quem é  ?. _Perguntou Alessandro.

- Eu sou a delgada Helena Navarro o hospital me informou e eu vim saber o que aconteceu. _Respondeu a delegada Helena.

- Eu sou o Dr. Alessandro Cardenas. Eu estava lá e posso dizer o que a senhora quiser saber. _Disse Alessandro.

- O senhor Heitor Ferreira me contou, mas também vou precisar do seu depoimento e do senhor também senhor Toledo Alvarez Ramirez. E o que aconteceu com a senhorita Maribel Dela Fuente ?. _Perguntou a delgada.

- Foi levada para emergência e está sob observação agora. _Respondeu Alessandro.

- O que aconteceu com ela ? . _ Perguntou a delgada.

- A Maribel deve um choque psicológico. _Respondeu Alessandro. 

- E o que isso quer dizer ?. _Perguntou a delgada Helena.

- Que depois de atirar o cérebro dela não aguentou o estresse e ela entrou em choque. _Respondeu Alessandro.

- Mas ela vai ficar bem ?. _ Perguntou a delgada.

- Não sabemos, ela pode acordar daqui a algumas horas normalmente e se lembra de tudo  ou pode acordar e seu cérebro não ter aguentado o estresse e ter apagado tudo e ela ter perdido parcialmente suas faculdades mentais. _ Disse Alessandro.

- Muito bem Dr. Cardenas por enquanto eu tenho o preciso, eu voltarei mais tarde pra saber da vítima. E da acusada também. _ Respondeu a delegada saindo.


- O que precisar eu ficarei feliz em ajudar. _ Respondeu Alessandro.


Mansão dos Dela Fuente


Ligação On

- Alô Mansão dos Dela Fuentes. _ Disse Magda.

- Aqui é do hospital Boa Ventura gostaria de falar com o senhor Arthur De la Fuente. _Disse a mulher ao telefone.

- Só um momento. Senhor Arthur é do hospital Boa Ventura. _ Disse Magda entregando o telefone para o senhor Arthur.

- Alo aqui é Arthur De la Fuente do que se trata. _ Perguntou o senhor Arthur.

- Senhor sua filha Maribel está enternada aqui e caso é delicado. _ Respondeu a mulher.

- Minha filha, eu já estou a caminho. _ Respondeu o senhor Arthur desligando telefone.

Ligação off 


- O que houve com a minha menina ?. _Perguntou Magda já preocupada.

- Eu ainda não sei estou indo pro hospital agora. _ Respondeu senhor Arthur saindo apressado.

- Aí meu Deus protege a minha menina não deixa nada de ruim acontecer com ela. _Disse Magda rezando.

 

Hospital Boa Ventura 


- Eu sou Artur De La Fuente me ligaram e disseram que minha filha está internada aqui onde ela está ? Ó que houve eu exijo saber ?!. _Disse o senhor Artur para a recepcionista. 

- Sua filha deu entrada aqui em estado de choque, já foi atendida e está sedada nesse momento. _Respondeu a recepcionista.

- Eu quero vê-la. _Disse o senhor Artur.

- Infelizmente não ela ainda está liberada para receber visitas. _Disse a recepcionista.

- Isso é um absurdo eu quero ver a minha filha. Gritou o senhor Artur batendo a mão no balcão.

- Senhor Artur fique calmo._Disse Heitor que sai da doação de sangue.

- Heitor o que houve com a minha filha ?. _Perguntou o senhor Artur.

- Ela atirou na Rubi e entrou em estado de choque. _Respondeu Heitor.

- Isso é um absurdo minha filha jamais faria uma coisa dessas. Deve ser algum engano. _Disse o senhor Artur.

- Não é engano senhor Artur eu está lá e vi tudo. _Respondeu Heitor. 

- E por que a Maribel fez isso ? Onde ela conseguiu uma arma ?. _Perguntou o senhor Artur.

- O senhor sabe que o Alessandro ia se casar com a Sônia  hoje. Mas não se casou ele fugiu com a Rubi. A Maribel se apaixonou pelo Alessandro e não suportou ver a Rubi tirar dela outro amor e foi me contar o tinha acontecido.  Nós encontramos o Alessandro e a Rubi no hotel acabei brigando com o Alessandro e discutindo com a Rubi também e derepente a Maribel tirou uma arma da bolsa e atirou na Rubi. A arma não sei onde ela arrumou. _Respondeu Heitor.

- Meu Deus. Tudo por culpa da Rubi, ela está sempre fazendo mal a minha filha. _Disse o senhor Artur com raiva.

- Senhor Artur a polícia já esteve aqui no hospital. Assim que a Maribel acordar ela deve responder pelo que fez o senhor tem que procurar um bom advogado. _Disse Heitor.

- Você parece estado lado da Rubi Heitor ? Logo você que agora é marido da Rubi deveria estar com raiva e do lado da Maribel. Sei  que o minha filha fez não foi certo mas você está muito calmo para um marido que acabou de saber que sua mulher   quis fugir com outro. _Disse o senhor Artur.

- Eu  sinto  muito pela Maribel e realmente acho que ela não está bem. Mas da minha vida particular cuido eu e o senhor não tem que se meter. Mesmo não tendo que te dar explicações senhor Artur a Rubi e eu já estávamos pensando em nos divorciar. Fiquei com raiva quando soube do que aconteceu não vou negar, mas agora a única coisa que me importa é que a Rubi fique bem. E acho que o senhor ainda não sabe mas a Rubi perdeu os movimentos das pernas e não vai  mais voltar a andar. _Respondeu Heitor.

Continua….


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até breve. Próximo capítulo vamos ter personagens novos aguardem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...