História Rude Boy - Baekhyun ( EXO ) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekhyun, Exo
Visualizações 32
Palavras 1.876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaa, então me surgiu a idéia de fazer uma fanfic sobre o Baekhyun bem curtinha, no máximo 3 cap.. mas eu vou caprichar ♡

Espero que gostem e boa leitura ♡♡

Capítulo 1 - Bad boy ?


Fanfic / Fanfiction Rude Boy - Baekhyun ( EXO ) - Capítulo 1 - Bad boy ?

Já se passavam das 11 p.m de um domingo e cá estou eu, trabalhando novamente, não posso reclamar já que esse emprego é oque sustenta minha casa, então não posso reclamar de forma alguma. Eu havia conseguido essa vaga com um amigo da faculdade, o pai trabalha em uma clínica especializada em tratamentos pós operatório, atualmente eu fico na sessão de reabilitação, estou aqui a mais ou menos 5 meses. A cerca de 3 dias recebemos a notícia de um acidente de carro próximo à clínica, envolvendo 1 pessoa, ao que se diz, embriagado e em alta velocidade, nada incomum; nós não costumávamos receber vítimas de acidente nem nada do tipo, geralmente o hospital cuidava de tudo.. aparentemente o rapaz devia ser de família rica e queriam que ele se recuperasse com o maior conforto possível, e na terça ele seria transferido para a clínica.

Eu consegui finalmente ir para cara, meu superior me deu um dia de folga e disse para chegar bem cedo na terça, já que teria um trabalho novo. Passei a segunda toda dormindo, nem me preocupei em comer ou algo do tipo, o cansaço me consumia ao extremo, já sabia que na terça seria algo novo, que significa trabalho dobrado.


...


Na terça, acordei um pouco mais cedo, me arrumei como sempre e segui em direção ao hospital. Ao chegar sou surpreendida por meu superior.


Sr. Jung: Senhorita Park, bom dia !

S/n: Bom dia senhor Jung ..

Sr. Jung: Ainda bem que chegou mais cedo, tenho um paciente para a senhora, ele ficará sobre seus cuidados 24 horas por dia.

S/n: 24 horas por dia? Oque isso significa? - eu não havia gostado da ideia, nenhum pouco.

Sr. Jung: Receberá por hora extra, e bônus adicional dado pela família do mesmo, além das refeições que fará, que também será dado pela família.

S/n: Mas senhor, eu não..

Sr. Jung: Será um paciente exclusivo da senhoria, sua chance de mostrar ao diretor suas qualidades - o mesmo disse me cortando.

S/n: E quem será o paciente? - eu não havia gostado da ideia, mas oque a gente não faz por uma promoção?

Sr. Jung: Bom, o nome dele é Byun Baekhyun, 26 anos, acidente de carro - eu já devia ter desconfiado que seria o garoto do acidente - ele quebrou a perna esquerda e ainda contém alguns ferimentos da região da cabeça.

S/n: Eu não entendi, eu trabalho com reabilitação senhor...

Sr. Jung: Eu sei, irá ajudá-lo com a perna, e cuidará de seus ferimentos... Aliás, recebi informação do hospital de que o mesmo não quer comer e nem ao menos conversar, tente ajudá-lo com isso também.

S/n: Certo, eu serei uma babá? 

Sr. Jung: Exatamente.

S/n: Aish, pra isso eu teria ido pra sessão de maternidade, mas tudo bem, quando começo?

Sr. Jung: Por hoje quero que o conheça, faça o básico, limpe os ferimentos e converse com o mesmo, de noite irei com a senhorita buscar suas roupas e utensílios necessários, suba para o quarto andar, sala 7.

S/n: Tudo bem, obrigada! - me curvei para o mesmo e segui ate a sala.


Assim que cheguei na sala, notei o mesmo mexendo em sua perna engessada, ele não parecia tem 26 anos, jurava que tinha uns 16, verifiquei a sala e entrei na mesma. O olhar do garoto se virou para mim, com curiosidade, logo depois fez uma cara empurrada e cotinuou a mexer em sua perna, sentei em uma cadeira próxima e peguei sua fixa analisando a mesma, o garoto revezava entre me olhar e olhar a perna, como se esperasse que eu disse algo.. eu, no caso, estava esperando que o mesmo dissesse algo.


Baek: Vc é enfermeira ou estátua? - já vi que o rapaz é bem educado.

S/n: Estou olhando sua fixa, senhor... Byun - respondi o olhando como se já não soubesse sobre o mesmo.

Baek: Sim sim, e o seu? 

S/n: Dr. Park, mas pode me chamar de ______, passaremos um bom tempo juntos.

Baek: Você só pode estar brincando não é? Seu trabalho é fazer minha perna voltar ao normal e não ser minha amiga. - oque tem de bonito, tem insuportável.

S/n: Tudo bem senhor Byun, como quiser... 


Não posso negar que 2 semanas se passaram e foi toda resumida em, eu tentando me aproximar e Baekhyun sendo rude, realmente não sei quanto tempo posso aguentar o jeito do mesmo, mesmo que eu vá receber, isso é torturante. Tudo oque pode conseguir sobre o mesmo era que havia se envolvido no acidente por causa de sua ex, que aparentemente traiu o mesmo com o melhor amigo, informação que tive por familiares, já que o mesmo se nega a conversar.


S/n: Bom dia senhor Byun, hoje é dia de coleta e checagemm de peso, vai ter que se esforçar e levantar - o mesmo não se movia, oque já m deixava preocupada já que o mesmo se recusa a comer varias vezes. - Senhor Byun? Acorde!! Aish, não acredito, acorde por favor !

Baek: Não sei se esta se preocupando comigo ou com seu emprego - ele estava fingindo..

S/n: Seu idiota.

Baek: Olha como fala com seu paciente - o mesmo começou a se levantar.

S/n: Sinto vontade de te deixar ai nessa cama, esperando milagre pra voltar a andar...

Baek: Anda, pega a cadeira pra mim, ou quer que eu chame outra enfermeira pra te substituir - era sempre assim, ele vivia fazendo chantagem comigo dizendo que iria pedir pra me tirarem do cargo.

S/n: Em primeiro lugar eu não sou sua enfermeira e em segundo, saiba que seus pais me adoram e não pretendem trocar.

Baek: Sorte a sua que é muito bonita, se não já teria pedido para trocar - oque foi que ele acabou de dizer? - agora vamos logo fazer esses exames.


Baekhyun não era alguem fácil de lidar, quando você acha que tem um oportunidade de se aproximar, ele estraga, é o pior tipo de pessoa. Sigo para exames, e o deixo com os responsáveis pela coleta, recebo a informação de que havia uma visita para o mesmo. Após alguns minutos eu o levo para seu quarto e libero para que a visita entre. Para minha surpresa, a visita era sua ex namorada, eu preferi sair do quarto para que ambos pudessem conversar melhor.


Baek: Oque faz aqui? - ele parecia muito nervoso.

Ex: Baek, eu queria me desculpar..

Baek: Pelo que? Por me trair, ou por me causar um acidente? EU QUASE MORRI !

Ex: Não é isso, você sabe que eu não tive culpa, ele se aproveitou de mim, eu juro !

Baek: Ele se aproveitou de você por 3 meses? Você acha que eu sou oque? um imbecil?

Ex: Esse é seu problema Baek, é sempre você, nunca parou para pensar nos outros.. - a garota havia mudado o tom de voz.

Baek: Por que eu pensaria? Você um dia pensou em mim? Saia daqui agora..

Ex: Por isso nenhuma garota nunca irá gostar de você, um mimadinho arrogante que por um acaso, transa muito mal !

Baek: EU MANDEI SAIR DAQUI PORRA

Ex: Pra sua informação eu e Chanyeol estamos muito bem, que ao contrário de você, eu não preciso implorar pra ganhar nada.


Vi a mesma saindo em direção ao elevador, dentro do quarto pude ver Baek chorando, eu queria entrar, mas não queria ouvir o mesmo me xingando então fiquei do lado de fora, para que ele se acalmasse. Não demorou muito para que um barulho alto, seguindo de um gemido de dor fosse ouvido do mais velho, corri para dentro e vi Baekhyun jogado ao chão chorando, ele havia arrancado todos os equipamentos grudado ao corpo do mesmo, foi em direção ao canto com dificuldade e se encolheu, chorando.. aquilo cortou meu coração, fechei a porta e segui em direção ao mesmo, sem me importar se ouviria xingamentos ou não.


S/n: Senhor Baek.. por favor não chore.. - abracei o mesmo, que pela primeira vez retribuiu algum afeto, e assim ficamos por alguns minutos, ate que ele se acalmasse.

Baek: Por que eu sou assim? 

S/n: Assim como?

Baek: insuportável.. alguém que ninguém um dia vai amar.

S/n: Baekhyun, não tem que dar ouvidos a ela, garotas como ela não merecem atenção.

Baek: Do que me chamou? - aish eu o chamei pelo nome..

S/n: Me desculpe senhor..

Baek: Não, não me chame de senhor, eu odeio quando me chama assim - ele disse com um leve sorriso entre as lágrimas - sabe _____, eu tentei fazer você se afastar, desde o primeiro dia, mas você sempre tentou se aproximar, cuidou de mim.. se não fosse seu trabalho, diria que você é um anjo.

S/n: Não é meu trabalho me aproxima Baekhyun, é apenas cuidar..

Baek: Não muda o fato que eu te maltratei, e você não foi embora, continuou do meu lado.

S/n: Entendo pelo que o senhor passou, e sei que fez isso para se defender - ajudei o mesmo a se levantar e o sentei na cama.

Baek: Se você fosse mais bonita, eu iria ignorar que você é minha enfermeira... - sabia que ele não ia mudar tão cedo.

S/n: Já disse que não sou..

Baek: Minha enfermeira hahaha, então você não é? - ele sorria e secava o rosto.

S/n: Não sou - digo ao mesmo que me olhava curioso.

Baek: Já que esta dizendo.. poderia me deixar sozinho por um momento? Eu preciso de um momento pra pensar - ele parou de me olhar e sorrir.

S/n: Claro, como queira, se precisar basta me chamar... - me retirei da sala e segui ate a recepção.


Eu sabia que deveria tomar uma atitude em relação a garota, mesmo que Baekhyun não saiba... vê-lo chorar e ser humilhado daquela forma, tudo bem que ele não é nenhum santo e muitas vezes ele acaba sendo extremamente rude, mas não acho que o mesmo mereça isso, eu posso estar sendo boba, mas por um instante eu sinto que Baekhyun é uma boa pessoa. Ao chegar na recepção peço a atendente que me de o nome da ultima visita do garoto, em seguida solicito que a mesma seja proibida de entrar para visita-lo, com isso acho que pelo menos dentro da clínica ele não precisa se preocupar mais.


...


Já se passaram 2 meses que estou cuidando de Baekhyun, a cerca de 1 mês começamos a exercitar sua perna, para que o mesmo volte a andar normalmente. Minha relação com o garoto havia melhorado, posso dizer ate que talvez estivéssemos nos aproximando..


S/n: Bom dia Baek - digo abrindo as cortinas de seu quarto.

Baek: Aish, esta muito cedo, volte mais tarde.

S/n: Seus exercícios começam mais cedo no sábado.

Baek: Eu ganho um beijo se levantar agora? - eu sabia que o mesmo sempre brincava, mas nunca disse algo assim..

S/n: Oque disse?

Baek: Eu só levanto, se me der um beijo senhorita ______ ! - falou alto e claro.

S/n: Pa-pare de brincar Baek - tentei parecer firme.

Baek: Que fofa você gaguejando - filho da put*.

S/n: Aish idiota, levante ou eu vou embora !

Baek: Tudo bem, mas vai mesmo perder essa oportunidade única?

S/n: Vou deixar passar - digo o ajudando a ficar em pé - quem sabe na próxima.

Baek: Próxima? Pode ser antes do que você imagina - ele sorria enquanto tentava andar com a minha ajuda.


Passou-se o dia e Baekhyunk estava mais enérgico que qualquer outro dia, frequentemente jogava algumas indiretas e brincava dizendo que se eu não fosse sua "enfermeira" ele já teria me beijado. Confesso que eu não estava desgostando das brincadeiras, talvez eu também quisesse mais que o mesmo...


Notas Finais


Próximo capítulo em breve
Bjbj ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...