História Rumo a Felicidade... - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 10
Palavras 1.541
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo! <3
Boa leitura.

Salve pra pikachu-rar que me pediu s2

Capítulo 14 - Cáp.14


Fanfic / Fanfiction Rumo a Felicidade... - Capítulo 14 - Cáp.14

HYO (OFF)

SOO (ON)

 

Jimin vem recebendo ameaças a algum tempo de Anti-Fãs. E é claro que eu me preocupo com ele, eu já sempre sofri com dores de cabeça, genética (Parte de mãe). Estou sobre-carregada com o trabalho e como eu disse antes, preocupada com Jimin que não está muito bem também. Batendo tudo isso no liquidificador a mistura fina se chama: Enxaqueca

 

 

Ultimamente eu não tenho conseguido dormir direito novamente, passei muitas noites em claro por conta de tudo isso. Essa história sem pé nem cabeça me atormenta a dias e eu estou me sentindo inútil sem poder fazer nada....

 

 

Era 13:30 e eu fui pegar algo para beber. Não havia ninguém no refeitório, como eu não posso dar um paço sem avisar alguém falei com Hyo e Kyung que viria aqui, desde aquele dia com Jimin a Chefe tem cada vez me enchendo de mais e mais trabalhos - Pra me manter ocupada -

 

 

Caminhei em passos lentos e calmos até o bebedouro, qualquer tempo de descanso é precioso agora. 

 

De repente tive a sensação - Péssima - De que meu corpo ficara mais pesado. Cada passo que eu dava sentia como se a gravidade estivesse me empurrando contra o chão. Parei um pouco pra respirar, parecia que o bebedouro ficava mais longe a cada passo que eu dava

 

 

Minha visão começou a embaçar e tive a impressão de que meu corpo não tinha mais força nenhuma - E não tinha - Cai no chão gelado.meu corpo estava tão insuportavelmente pesado, me respiração falhava e me faltava ar.

 

 

De repente, meu corpo todo começou a tremer como se eu tivesse medo ou estivesse chocada com alguma coisa. Tinha a impressão de que iria morrer, vi a silhueta de alguém que tentou falar comigo enquanto eu lentamente iria perdendo minha consciência, então finalmente apaguei.

 

 

SOO (OFF)

HYO (ON)

 

Um pouco antes....

 

Enquanto maquiava Jimin eu aguardava a volta de Soo, não se via mais um sorriso sincero no rosto de Jimin, nem no de Soo.

 

- Você sabe onde está Soo? - Finalmente o silencio entre nós dois foi quebrado.

 

 

- Ela foi buscar água, mas já devia ter voltado... - Ele não esbanjou reação nenhuma.

 

 

Terminei de maquiar Jimin e fui procurar Soo que já era para estar aqui.

 

 

- Onde você vai? - Kyung me perguntou quando passei por ela.

 

 

- Atrás de Soo que já deveria ter voltado.

 

 

- Eu vou junto. - Confirmei com a cabeça e fomo procurar primeiramente no refeitório.

 

 

Chegando por lá encontramos Soo agonizando no chão, hein?

 

 

- Soo! - Corri até ela junto de Kyung. 

 

 

 

- Soo, está me ouvindo? - Ela ainda estava de olho aberto mas não parecia estar Consciente - E não estava -

 

 

Ela apagou completamente. Montei ela em minhas costas e com ajuda de Kyung a carreguei até a enfermaria e a deixei lá com Kyung e fui chamar a enfermeira que eu não sei porquê, mas não estava lá.

 

 

Enquanto corria por ai acabei esbarrando em Suga e Jimin.

 

 

- Viram a enfermeira? - Perguntei com pressa.

 

 

- Não, por quê? - Jimin respondeu.

 

 

- Porque Soo esta passando mal e a enfermeira não está na enfermaria. - Quando terminei jimin arregalou os olhos e passou por mim correndo, aparentemente indo em direção a enfermaria.

 

- Me ajuda a procurar ela? - Falei a Suga.

 

 

- Claro, vamos!

 

 

Procuramos, procuramos e procuramos mais um pouco até achar ela saindo do banheiro. Puta merda velho. A chamamos e falamos sobre Soo.

 

 

 

Chegando na enfermaria Soo já não estava mais se debatendo. Era uma crise nervosa, o que fazia sentido já que ultimamente ela não tem dormido direito com o trabalho e a preocupação com Jimin... Tiramos seus sapatos e roupas de frio ligando o ar condicionado. Ficamos um pouco com ela e depois saímos ficando apenas Soo, a enfermeira e o Jimin

 

 

Eu estava andando quando sinto uma mão pousar em meu ombro, como um pedido para mim parar olhei para trás e vi Suga que estava de cabeça abaixada.

 

- O que?

 

 

- É que... Arruma a maquiagem, eu borrei ela.... - Ele falou e eu não resisti a tentação de ver o que ele tinha feito. Pousei meu polegar e indicador sob seu queixo e o levantei, metade da base estava retirada e a sombra de sua pálpebra inferior estava borrada ele me lembra um... - Palhaço -

 

- Hahahaha - Gargalhei de sua cara e ele continuou sério. Desculpa mas eu não aguentei. Ele ainda bravo pegou em minha mão me puxando pro salão de maquiagem. Se sentou em uma cadeira esperando eu começar meu trabalho.

 

Retirei sua maquiagem inteira e a refiz, desta vez ficou bom, passe pó pra ter certeza que ele não vai ficar assim de novo.

 

- O que você fez pra ficar assim?

 

- OS MENINOS QUE NÃO ME DEIXAM EM PAZ.

 

 

Comecei a rir igual a uma hiena novamente.

 

 

- Te entendo perfeitamente, com as meninas é a mesma coisa. - Ele sorriu, aquele sorrisinho doce e fofo que mata qualquer army <3

 

Ele já estava indio, quase não conversamos e eu queria ficar mais um pouco com Yoongi.

 

 

- Yoongi!

 

- O que? - Ele me olhou, e eu não sabia o que falar, pensa rápido Hyo.

 

 

- Você...... É...... É........ Então..... É..... - isso não é pensar rápido porra.

 

 

- Isso é desculpa pra ficar mais tempo comigo? - Ele falou com um ar de deboche, que raiva.

 

 

- A deixa pra lá, não quero mais... - Me virei e fui fechar as maquiagens, pó, base, sombra etc...

 

Sem mais nem menos sinto um braço envolver minha cintura e puxar - Era o Suga - Que audácia é essa?

 

 

- Se quer ficar comigo, é só pedir - Sua voz estava rouca e baixa, eu sentia sua respiração bater em meu pescoço, Suga me apertou contra si. Yoongi pousou seus lábios contra meu pescoço me fazendo estremecer com seus toques. Ele deixava beijos na região, me bateu a curiosidade de até onde ele pode ir se eu permitir... -  E assim foi - Sua mão percorreu até minha coxa e a outra permaneceu me segurando. Fui deixando me levar pela atração do momento, sinto então a mão que estava em minha coxa subir até meu pescoço massageando o local, ele desceu um pouco até a gola da blusa a puxando deixando meu ombro totalmente exposto

 

- Diferente de Jimin, eu sou mais cuidadoso na hora de deixar marcas pelo corpo de uma mulher... - Gelei após ouvir aquilo, ele iniciou uma seção de beijos em meu ombro estocando também chupões ali - Ficariam marcas -. Meu corpo queria mais só que minha cabeça martelava me dizendo que já estava passando dos limites - Mas que graça tem viver sendo controlada por regras que te limitam? - Suga me virou nos deixando frente a frente - Eu estava com certeza vermelha como uma pimenta - Ele deslizou sua mão até meu rosto ainda com um braço em volta de minha cintura, puxou meu rosto selando nossos lábios em um beijo, ele me pediu passagem com a língua e eu cedi. Envolvi meus braços em Suga, O beijo foi calmo e demorado - Mas a maldita falta de ar nos separou.. - Ele analisou cada traço meu com um sorriso maravilhoso.

 

 

Sem mais nem menos Yoongi tira suas mãos de mim e me lança uma piscadela e sai. O que foi que acabou de acontecer?

 

HYO (OFF)

SOO (ON)

 

 

Lentamente fui abrindo meus olhos e recobrando a consciência. Finalmente, uma luz incomoda atingiu meus olhos, até me acostumar com a luz ouvi algumas vozes mas não consegui reconhecer de quem era - Me parecia familiar... - Eu não me lembrava do que tinha acontecido e não sabia onde estava. Virei minha cabeça lentamente pois estava dolorida e vi Jimin com alguém que eu creio ser a enfermeira. Tentei falar algo mas senti uma pontada em minha cabeça, gemi com a dor que sentia em minha cabeça, tinha a impressão de ter batido ela com força no chão. Aish...

 

Os dois vieram até mim

 

 

- Finalmente, que bom que acordou - Jimin disse enquanto acariciava minhas bochechas com as "costas" de seu dedo, esbocei um sorriso, não forçado mas sim com dificuldade por conta da dor.

 

- A Srta teve uma crise nervosa em foi encontrada no chão do refeitório, não é nada grave. Só precisa de uma folga, recomendo voltar pra sua casa, em sete dias você já pode voltar a seu trabalho normalmente. - Agora sim me lembro do que houve, mas minha cabeça ainda doía muito, deve ter sido quando eu cai no chão.

 

 

Jimin se prontificou de me levar até minha casa, mas antes eu iria dormir um pouco - Aqui - Gostaria de que Jimin ficasse comigo, mas ele tem que trabalhar.. <3

 

Dormi num colchão no chão no salão (Rimo) de dança. Enquanto não pegava no sono Jimin, Kyung, Hyo, Sook e Taehyung ficavam brincando comigo. Já disse que o Tae está muito bonito de cabelo grande?

 

Logo peguei no sono. Agora estou um pouco melhor, ruim vai ser ficar sem fazer nada em casa - E bom também - 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continua...


Notas Finais


Tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...