História Run - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Park Jimin (Jimin)
Visualizações 6
Palavras 276
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Literatura Feminina, Musical (Songfic)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Você era mais magnífico que uma aduna de fenômenos naturais


Fanfic / Fanfiction Run - Capítulo 1 - Você era mais magnífico que uma aduna de fenômenos naturais

Park Jimin,


O céu se encontrava entre tons de laranja e cor de rosa, expondo os primeiros raios de felicidade, vulgo sol.


Mas... não fez-me completa.


O canto dos pássaros se fizeram presentes, em um ato libertino da tortura sonâmbula que a noite representa.


Mas, ainda sim, não deixou-me satisfeita.


A brisa fria da madrugada fazia suas curvas e tocava minha pele, na procura de algo que o aquecesse. Mal sabia ele que eu era a personificação do frio. E ainda não parecia suficiente.



Não me diga adeus!



Meus pés tocavam a grama fria, fazendo-me arrepiar e acordar do sono recente. O orvalho ali presente me refletiu, e então, fundiu-se às minhas lágrimas.



Você me faz chorar!



Foi deveras difícil aceitar que você era mais magnífico que qualquer fenômeno natural. Tudo se tornava banal se comparado a você.


Você era o próprio raiar do sol em toda a sua onipotência.


Você tinha o timbre mais agradável aos meus escutares.


O teu toque e tuas palavras eram mais afáveis que o próprio vento e toda a sua sutileza.


Tua personalidade era tão vivaz quanto o verde da grama, mas tão afiada quanto a ponta da mesma. Machucava-me.


E tuas mentiras faziam-me chorar uma quantidade maior que o denso do orvalho.



O amor é uma mentira!



Eu corri, corri e corri, mas você conseguiu alcançar meu coração, apenas para quebra-lo em mil e ir embora... Saiu como se nunca tivesse o prejudicado.


Sua física foi embora, mas tua alma continuou vinculada à minha. Teu coração continuou colado aos fragmentos do meu, eu sei que ficou.


Se antes eu corria, tu fizeste o mesmo depois... Para bem longe de mim.



Não me diga... Não me diga adeus!



Com amor,


A tua fragmentada.



Ps: continue correndo, meu bem, mas na direção contrária.


Notas Finais


Bad, né?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...