História Run Me Over;; NCT - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, RenJun, Taeyong
Visualizações 47
Palavras 1.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ai vem treta

Capítulo 18 - Capítulo 17. Attack of Jealous


Ataque de Ciúme

Era dia 1°, segunda-feira. E estava até sendo agradável para todos, apesar de haver uma clima chato entre os maknaes do grupinho.

ChenLe e JiSung apenas trocavam olhares, sem dizer nada um para o outro. Para o mais novo, aquilo o estava incomodando mais do que o previsto, apesar de só terem passado dois dias depois da “discussão” entre eles. JiSung estava deprimido, e visitava suas margaridas mais do que nos dias anteriores, querendo encontrar consolo nelas, alguma forma de ficar feliz de novo. Mas elas eram apenas flores.

Nada melhorou quando descobriu que ChenLe tinha uma admiradora secreta de sua classe. O loirinho quase morreu de... Ciúme? Ele não sabia. Mas não gostou nenhum pouquinho de saber que outras pessoas tinham uma queda pelo seu amigo beta. Não que ChenLe não merecesse ser atraente, mas para JiSung ninguém mais poderia se apaixonar por ele. ChenLe era de JiSung. Pronto.

ㅡ Ela me mandou mais uma carta! ㅡ O chinês chegou na mesa de refeitório onde o resto dos amigos estavam.

Os cinco amigos o olharam, um tanto assustados pela aparição repentina do beta, que sorria balançando um papel cor-de-rosa nas mãos.

ㅡ Descobriu quem é a sua admiradora secreta? ㅡ JeNo perguntou, rindo.

ㅡ Vou ver ㅡ O baixinho se sentou ao lado de HaeChan e abriu a carta, ajustando-a em suas mãos e pigarreando, começando a ler: ㅡ “Querido ChenLe, a cada dia que se passa, você fica mais bonito! Como isso é possível? Tenho mesmo que te perguntar se estão vendendo beleza enlatada” ㅡ O chinês parou para rir juntamente com os amigos, em seguida continuando a leitura enquanto os outros mantinham-se atentos. ㅡ “Apesar de você nunca ter conversado ou prestado atenção em mim, acho que tenho alguma chance com você, huh? Eu poderia dizer meu nome, quem sabe? Poderíamos nos conhecer me...” ㅡ ChenLe não pôde continuar a leitura, pois o papel foi cruelmente arrancado de suas mãos, assim fazendo o moreno olhar para quem havia feito aquilo: JiSung.

O ômega rasgou a carta com uma expressão raivosa no rosto, que até mesmo ficava tão fofa sendo Park JiSung a fazê-la. Todos na mesa viam aquele ato por parte do mais novo, boquiabertos, contudo divertidos. JiSung não era disso.

ㅡ O que foi, JiSung? Ciúme? ㅡ JaeMin riu alto, vendo os restos pequeninos do que era uma carta cor-de-rosa voando pelo ar, já que JiSung os espalhou nos ares.

ㅡ JiSun... ㅡ ChenLe iria falar algo, rir, ficar com raiva, xingar, mas tudo o que fez foi ficar paralisado. JiSung o abraçou.

ㅡ Ninguém pode te mandar cartinhas, ChenLe! ㅡ Dizia ele, apertando o menor entre os braços. Ninguém sabia se o mais novo estava com raiva e queria machucar ChenLe naquele abraço apertado, ou sei lá, mas que aquilo estava confuso, sim. ㅡ Só eu! Tá ouvindo?

ㅡ J-JiSung, me solta... Tá me deixando... Sem ar... ㅡ A voz do beta encontrava-se falha, enquanto ele inutilmente tentava afastar o loirinho de si. JiSung não o iria largar tão cedo.

ㅡ Quem é essa garota, ChenLe? Eu vou cometer um crime! ㅡ O coreano quase gritava, e as pessoas das mesas vizinhas os olhavam confusos.

ㅡ Wow, cuidado, ChenLe. Ele é ciumento, ele ㅡ HaeChan ria, achando o ataque de ciúmes de JiSung uma piada.

ㅡ Desculpe, Ji... Aish, m-me larga! ㅡ Naquela altura, o chinês estava roxo e perdendo forças, já não tentava empurrar JiSung.

Mesmo contra a sua vontade, JiSung o largou, cruzando os braços, mantendo uma expressão nada amigável no rosto. ChenLe engoliu seco, ficou sem fala, estava constrangido.

ㅡ Vamos ter uma conversinha. Você e eu. Depois das aulas ㅡ Dito isso, o ômega mais novo se virou de lado e foi embora, deixando naquela mesa uns amigos risonhos e um ChenLe medroso.

ㅡ Descobrimos um lado novo do JiSung ㅡ Comentou Mark, terminando de comer seu pudim de chocolate.

ㅡ É. Um lado novo que o JaeMin despertou! ㅡ JeNo riu bem audível, colocando a mão na barriga.

ㅡ Como assim o JaeMin? ㅡ ChenLe perguntou com a testa cerrada.

ㅡ É que, assim, o JaeMin quis dar uma de cupido. Ele quem escrevia as cartinhas e colocava no seu armário. Ele sabia que JiSung ficaria com ciúmes e, bem, resultou! ㅡ JeNo revelou, e todos olharam para o namorado dele, surpreendidos.

ㅡ É isso mesmo, JaeMinion? ㅡ HaeChan indagou, sorrindo largo. O seu amigo era um gênio!

ㅡ É, sim ㅡ JaeMin sorriu. ㅡ Desculpa, ChenLe, por não ter contado antes ㅡ O moreno comprimiu os lábios, olhando seu amigo beta.

ㅡ Poxa! Você me fez acreditar que mais alguém além do JiSung tá afim de mim! ㅡ O baixinho cruzou os braços, inflando as bochechas. Estava bom demais para ser verdade, pensou ele.

ㅡ Desculpe, mesmo!

ㅡ Tá. Mas por que não me contou que ia fazer isso?

ㅡ Porque eu sei como você é! Eu sabia que você não ia aceitar porque você sempre quer que as coisas aconteçam naturalmente e tal... Ah, e se eu contasse, talvez seria mais difícil de você fingir que estava mesmo recebendo cartas de alguma admiradora secreta, não é?

ㅡ Talvez. Ok, não ia dar certo se você me contasse ㅡ ChenLe pensou mais e suspirou. ㅡ Obrigado, JaeMin. Agora sei que ciúme de mim, o JiSung sente.

ㅡ Minha missão Cupido deu certo!

━━━━ ❂ ━━━━

Depois das aulas vespertinas, 17:30, os amigos marcaram de irem todos visitar RenJun no hospital. JiSung deixou a “conversinha” com ChenLe para quando voltassem do hospital, pois ele não queria adiar mais nenhum dia.

Enquanto andavam pelo caminho de pedras claras até o portão do colégio ㅡ um percurso de mais ou menos vinte metros ㅡ, eles conversavam sobre os testes. Para a alegria de Mark, ele estava confiante de que, finalmente, iria tirar notas ótimas e não se esqueceria de agradecer ao HaeChan, mais tarde.

JeNo contou que o teste de História fora difícil e que chutou praticamente todas as questões, e que, com muita sorte iria tirar no máximo um B . ChenLe disse que o seu teste de Geografia fora fácil e que tinha vontade de repeti-lo.

JaeMin iria contar como foi um de seus testes, mas o seu namorado largando sua mão e correndo para um ponto qualquer o fez fechar a boca entreaberta, além de criar um sinal de interrogação enorme sobre sua cabeça e, consequentemente, seguir JeNo com os olhos. Mais a frente na direção em que o alfa corria, via-se uma pessoa de braços abertos, parada com um sorriso enorme no rosto. Era um garoto, que parecia estar esperando por JeNo e seu abraço.

ㅡ Mas... O quê? ㅡ JaeMin estava incrédulo, vendo a tão indesejada cena de seu namorado abraçando outro garoto. ㅡ Quem é aquele menino? E por que o JeNo tá o abraçando?!

Todos olhavam para os dois, ao longe, que agora riam e pareciam conversar alegremente. JaeMin quis bater em JeNo, quis xingar e dar uns tapas naquele indivíduo novo, mesmo sem saber quem era ele.

Mark estreitou os olhos para enxergar melhor a silhueta, já que conhecia JeNo há mais tempo ㅡ anos ㅡ talvez pudesse reconhecer aquela pessoa e... O canadense arregalou os olhos.

ㅡ DaeHwi?


Notas Finais


♔ ♔ ♔

notas finais

*corre*

• 20.08.2017 •


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...