1. Spirit Fanfics >
  2. Run Or Die - Imagine Min Yoongi (Suga BTS) >
  3. Provocações

História Run Or Die - Imagine Min Yoongi (Suga BTS) - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Cá estou eu mais uma vez hihi, capítulo quentinho pra vocês


Boa leituraa ❤️

Capítulo 18 - Provocações


Fanfic / Fanfiction Run Or Die - Imagine Min Yoongi (Suga BTS) - Capítulo 18 - Provocações

Nós somos como fogo puro e nossas chamas jamais irão se apagar.

....

Respiro fundo assim que nós nos separamos. Ele se afasta logo em seguida indo buscar nossas roupas, que estavam jogadas pelo chão da cozinha. O observo atentamente enquanto ele faz isso.

Eu não consigo entender exatamente o que acabou de acontecer entre nós dois. Nosso instinto falou mais alto, por um breve momento não existiu razão, porque, ou o que. Só existiu nosso desejo implacável um pelo outro, o meu desejo implacável por ele. Suspiro profundamente me sentindo um pouco confusa em relação a tudo o que aconteceu entre a gente desde sua volta até agora. Eu acho que nunca tive uma transa tão intensa como essa, cheia de sentimento envolvido. Muitos sentimentos bons e ruins. Raiva, saudade, desejo.

O olho nos olhos assim que ele para em minha frente, me entregando as minhas roupas. De novo a expressão dele é indecifrável, o que me deixa mais confusa ainda. Os olhos dele transmitem aquela frieza novamente.

_____ — O que foi? Já se arrependeu pelo que nós fizemos? —Suponho, pegando minhas roupas e logo começando a me vestir. O observo enquanto isso. Ele veste a calça e me encara.

Yoongi — Isso foi um erro. —Paro imediatamente, ainda o olhando. Ele diz assim que veste sua camisa. Solto uma breve risada nasal não acreditando nas suas palavras, parece que ele me jogou um balde de água fria e com gelo. Ele cruza os braços.

_____ — Claro que foi um erro. —Digo irônica descendo da pia para vestir minha calça. — Você só estava me usando? —Pergunto sentindo raiva, mais raiva de mim mesma do que dele em si. Eu que me deixei levar, eu que o desejei acima de tudo.

Yoongi — Eu não transei sozinho _____. —Ele diz sorrindo de lado, apenas para me provocar, fico seria e engulo em seco sentindo minha raiva e minha mágoa crescer dentro de mim.

_____ — Por que está fazendo isso comigo? —Pergunto um pouco sem chão mesmo que eu  já saiba a resposta, mesmo assim tento não demostrar isso, tento não demonstrar o quanto isso está mexendo comigo.

Yoongi — Porque é otimo ver como você é uma vadia por mim. —Travo minha mandíbula e me aproximo acertando um tapa na cara dele em cheio. Foi puro impulso.

_____ — Vadia?! Você está louco? —Pergunto totalmente ofendida e o empurro o vendo sorrir com minha reação, sinto uma vontade enorme de o estapear por completo, mas ele segura meus pulsos com força me empurrando na pia onde ele me prende, tento o empurrar para longe de mim, mas por um momento parece que perdi completamente minhas forças, pareço ficar mole diante dele, odeio isso.

_____ — Me solta. —Digo entredentes, pausadamente. Ele me encara cínico mas não move um dedo para me soltar.

Yoongi — Você gosta de me bater não é? Mas é você quem merece uns tapas. Me diz _____, se eu tivesse batido nessa sua carinha momentos atrás você até ia pedir por mais, não ia? —Ele diz  agora sério e eu sinto meu rosto esquentar, mas não sei se é de mais raiva ou de pura vergonha. Antes que pudesse o responder, acabo reparando em sua bochecha arroxeada, ainda pelo meu soco de ontem, e agora com tons vermelhos aparecendo com o formato de meus dedos.

_____ — Eu não mandei você me provocar, nem ontem nem hoje. —Digo entredentes novamente e me recomponho. Me livro de suas mãos e o empurro para longe de mim. — Eu não acredito que me usar é parte da sua vingancinha particular. —Digo completamente incrédula. — Imaginei que já tivesse superado. —Não consigo evitar a provocação.

Yoongi — Se eu estivesse me vingando de você eu faria muito pior do que so transar com você. —Ele se senta em cima da mesa e me observa, acima de tudo, ele parece se divertir com o que está acontecendo, eu odeio isso também. — Meses não se pagam em uma noite.

_____ — É melhor você parar. Sabe que posso te prender, não sabe? —Ameaço o encarando séria.

Yoongi — Prende então. —Ele me desafia. — Eu sei o que está acontecendo _____. Você quer provar pra si mesma que concertou a merda que você fez no passado contra mim e aos outros, sua consciência está pesada. Você quer provar isso porque sabe que se nunca tivesse aparecido em nossas vidas a Sun ainda estaria viva e o Jungkook não estaria todo ferrado. —Ele joga tudo na minha cara me deixando sem palavras por um instante. Nego com a cabeça completamente ofendida, mesmo que ele esteja certo em partes.

_____ — Tudo bem que sim, ela estaria viva e o Jungkook não estaria todo ferrado, ou será que não? Uma hora a casa ia cair Yoongi. Você pode me culpar pra se sentir melhor, pode me culpar pra satisfazer o seu ego. Mas a culpa é toda de vocês mesmos por se tornarem criminosos, por entrarem nesse mundo. Vocês fizeram essa decisão! Vocês que se colocaram nisso. E você está certo em pensar que quero concertar os meus erros, se bem que nem foram erros completamente. E quer pensar que te usei? Pensa! Te usei mesmo. Foi ótimo ter você na minha mão. —Digo tudo isso rispidamente e pego minhas chaves que estavam em cima do balcão, sinto ele segurar meu pulso e me virar de frente pra ele. — Fica longe de mim. —Puxo meu braço com força.

JK — Que merda é essa? —Olho na direção da voz dele tomando um breve susto, o vejo parado no pé da escada nos encarando completamente surpreso e puto ao mesmo tempo. Solto um longo suspiro e fecho os olhos por alguns instantes, recuperando minha paciência. — Eu estava tentando dormir sabiam? —Desvio o olhar e me afasto de Yoongi passando a mão pelo meu cabelo.

Yoongi — Desculpa, perdemos o controle. —Ele diz sério encarando JungKook. Eu perdi o controle. De novo, porque eu percebi que é só isso que sei fazer quando estou perto dele.

JK — Não desculpo não! Que merda vocês acham que são? Crianças ou o que? —O encaro imediatamente, agora levemente ofendida, Yoongi parece fazer o mesmo o que eu, mesmo que demostre menos. — Sun está morta. Morta! Era pra EU estar sete palmos de baixo do chão agora. Tem um louco nos caçando, e vocês estão agindo feito crianças. Transam, se entregam e depois e agem feito idiotas imaturos. Puta merda, eu esperava mais de vocês dois. —Ele diz agora super puto, aumentando cada vez mais seu tom de voz, ele também está realmente decepcionado.

Yoongi — Fica na sua. —Ele diz curto e grosso fazendo JungKook ficar mais puto ainda, se é que era possível.

JK — Não fico não! —Ele vem mancando em nossa direção. — Passou da hora de vocês superarem a merda do passado.  Vocês não podem apagar o passado por mais doído que seja, ele vai estar sempre ali, vocês querendo ou não.. —Ele diz obviamente para Yoongi que revira os olhos desviando o olhar logo em seguida. — Passou da hora de  vocês decidirem se vão se ajudar ou se odiar, os dois ao mesmo tempo vai resultar nas nossas mortes. Não existe meio termo. —Respiro fundo, concordando mentalmente com absolutamente tudo o que ele disse. 

_____ — Você está certo. Saibam que eu vou ajudar vocês, tenho que terminar isso. E pouco me importa se você realmente quer isso ou não. —Encaro Yoongi.

Yoongi — Quem garante que você não está armando nada? Quem garante que não está fingindo como fez antes, quem garante que não está se fazendo de arrependida? Eu posso estar muito enganado quando disse que você não iria nos prender e que você estava querendo se redimir. Até porque eu não te conheço de verdade, nunca conheci!

_____ — JungKook está aqui seu idiota! Ele podia ter fugido, eu me arrisquei, arrisquei meu emprego e minha vida inteira, minha estabilidade. Tudo para poder ver ele livre, se eu estivesse armando algo vocês estariam atrás de grades agora. —Disparo seria, ignorando a alfinetada, por mais que ela tenha doído. Ele foi uma das únicas pessoas que realmente me conheceu de verdade.

JK — Ela não deixa de estar certa. —Yoongi revira os olhos dando as costas para nós dois.

_____ — Mas além de tudo você está certo. —Digo fazendo ele parar pra me olhar. — Foi um erro, você é um erro e sempre será. E eu sou idiota por fazer qualquer coisa por você e com você de novo. Eu fui idiota por te deixar fugir, por me entregar a você, por matar duas pessoas por você, por estar tentando te ajudar e mudar o que eu fiz. Eu sou idiota por você, pra no final você ignorar tudo e só pensar no que você sente. —Digo apenas isso antes de dar as costas aos dois e sair da casa, tomada de um sentimento ruim, deixado Yoongi estático na cozinha.

Depois de todo esse tempo, eu ainda sou apaixonada por ele. Isso vai me destruir. Já está destruindo na verdade, ver ele me tratar como um objeto, como se eu não fosse nada, isso vai acabar comigo de todos os jeitos possíveis. Atravesso a rua com pressa indo até meu carro, entro e dou partida indo para casa. Eu comecei isso e tenho que terminar, já é tarde para voltar atrás.

No dia seguinte, chego cedo na agência. Entro em minha sala dando de cara com Turner sentado em minha cadeira me esperando, com uma cara nem um pouco boa. Respiro fundo já sabendo sobre o que se trata a bela cara de ódio dele.

Turner — Onde está Jeon JungKook? —Ele me pergunta sério, cruzando os braços. Ele parece estar sem um pinguinho de paciência, mas está tentando se controlar, é como uma bomba relógio prestes a explodir. Respiro fundo e tiro meu sobretudo. Coloco minha bolsa em cima da mesa e me sento calmamente, sendo observada atentamente pelos olhos ágeis dele.

_____ — Está em liberdade. —Respondo mantendo minha calma e vendo ele se descontrolar logo em seguida. Ele bate na mesa muito forte com a mão e levanta apontando o dedo pra mim.

Turner — Você não tinha esse direito! —Ele diz ja em um tom de voz muito alterado. — Ele era a única coisa que tínhamos em cinco anos sobre esse caso. Cinco anos! Você sabe a gravidade da merda que você acabou de fazer agente? —Levo dois dedos meus até minha têmpora, onde massageio, já sentindo uma leve dor de cabeça. O olho vendo que toda a minha calma diante dessa situação só o estressa mais e mais.

_____ — Eu tenho tudo sobre controle Turner, se você quer pegar um peixe grande, porque vai se contentar com um pequeno? —Ele arqueia a sobrancelha me encarando sem paciência nenhuma mais.

Turner — O que você quer dizer com isso? —Ele pergunta colocando a mão na cintura.

_____ — Yoongi precisa confiar em mim de novo, por isso ajudei JungKook. Ele poderia me entregar para Rodríguez e ferrar mais todo o esquema, não vê? Ele precisa acreditar que estou do lado dele. —Digo confiante. E mais uma vez, estou mentindo por ele. — Vou pegar ele e Rodriguez de uma só vez.

Turner — Espera, você teve contato com ele? Levou o Jeon até ele?

_____ — Sim e levei.

Turner — Então você sabe onde eles estão?! —Assinto com a cabeça. — Então me diga _____, me diga para que possamos prende-lo!

_____ — Turner você não está entendendo! —Digo o encarando, mas antes que eu pudesse dizer qualquer outra coisa ele me interrompe.

Turner — Não entendo? Você está cometendo uma grande burrice agente. —Respiro fundo o encarando.

_____ — Pensa comigo, você acha mesmo que se ele for presso ele não vai deixar alguém encarregado de me entregar ao Rodriguez? Acha mesmo que ele não vai armar para nós?

Turner — E quem garante que ele já não está fazendo isso? —Ele retruca cruzando os braços e me olhando bastante desconfiado.

_____ — Eu garanto, porque se ele me entregar agora eu também o entregarei, ele está tentando vingar a Sun, então ele também se ferra. Mas se ele for preso ele não terá mas nada a perder. —Digi óbvia fazendo Turner me encarar em silêncio por alguns segundos.

Turner — Eu espero que você realmente saiba o que está fazendo agente. Isso é loucura total, você está se comprometendo demais, muito mais do que você deveria e poderia.

_____ — Você precisa confiar em mim Turner, no meu trabalho. Eu sei o que estou fazendo. —Ele suspira pesadamente passando as mãos pelo rosto. Ele decididamente não parece confiar totalmente em mim, mas ele não tem muitas opções agora.

Turner — Não me decepcione agente. —Ele diz e se levanta, saindo da minha sala em seguida. Respiro fundo tombando a cabeça para trás.

Eu poderia dar o endereço da casa onde eles estão, poderia prende-los e assim acabar logo com isso tudo, com essas mentiras. Mesmo se ele me entregasse, logo arrumariam outra pessoa pra colocar no meu lugar. Eu odeio ser tão burra assim, odeio querer mudar o que eu fiz, odeio não ter seguido em frente, odeio ter traído a mim mesma e os meus princípios. Odeio fazer isso comigo mesma. Odeio não querer e não ter capacidade de errar com ele de novo.

Duas semanas, foi o tempo que demorou até Rodriguez me contatar para a missão dele. Não vi, nem tive contato com Yoongi ou JungKook desde o dia que tirei JungKook do hospital. Amanhã é finalmente o dia. Agora me encontro largada no sofá da minha sala junto com Kate enquanto comemos pipoca e falamos sobre o quanto minha vida está virada de cabeça para baixo.

Kate — Vai mesmo proteger ele depois do que ele fez com você, do que ele te disse? —Ela pergunta enchendo a mão de pipoca. — Tipo, ele te ameaçou de morte e tudo mais não foi?

_____ — É mais forte do que eu Kate.—Digo me lembrando do dia em que ele descobriu a verdade, ele podia ter me matado ali mesmo, ele tinha tudo, uma arma, motivos e muito ódio. Mas ele sequer encostou em mim com esse intuito. Pego um pouco de pipoca. — Ele nunca seria capaz de me machucar de verdade. —Digo agora lembrando do dia da corrida, da manobra que ele fez. Talvez isso não seja cem por certo verdade mais.

Kate — Mas vale a pena tudo isso que você está fazendo por ele? Ele transou com você pra te fazer se sentir usada, isso não se faz _____. Fora as coisas que ele te disse..

_____ — Eu sei Kate, mas eu não posso dizer que não o entendo, ele se sentiu usado por muito mais tempo do que eu. —Ela me olha negando com a cabeça. Eu sei que ele se sentiu muito pior do que eu, não que isso justifique.

Kate — Você vai é se meter em mais problemas por ele, de novo. —Solto uma breve risada nasal enquanto pego pipoca. Isso é tão óbvio. — Você acha que vale a pena arriscar tudo outra vez? E se der errado e você não puder recomeçar de novo? —Ela pergunta agora visívelmente preocupada, bem mais preocupada do que eu. Desvio o olhar sabendo que não tenho resposta para as perguntas dela. Eu não cheguei a pensar no que fazer depois de que tudo isso acabar.

_____ — Eu não sei.. Mas parece que eu sinto que isso meio que não muda nada mais pra mim. —Ela engole a pipoca e me olha. — Tá tudo muito confuso agora. Mas me parece que o certo é continuar com isso até o final, mesmo que de absolutamente tudo errado até lá.

Kate — Você o ama. —Ela diz do nada. A olho séria, parando de mastigar a pipoca — Você tá fazendo isso tudo pra ajudar ele porque você o ama. Mas esse amor vai acabar com vocês.

_____ — Amo? —Pergundo ignorando a última parte e ela assente. — Talvez eu esteja só tendo recaídas. Me sinto em dívida pelo que fiz com ele anos atrás. —Digo pegando mais pipoca.

Kate — Dívida. —Ela repete rindo fraco. — Sei. —Sinto um gosto estranho na boca do nada. Faço uma careta estranhando o gosto e minha boca começar a salivar.

_____ — Merda. —Levanto indo para o banheiro. Acabo vomitando tudo o que comi recentemente. Assim que termino dou descarga no vaso sanitário e escovo os dentes.

Kate — Você não tá grávida né? —Ela tinha vindo atrás de mim preocupada.

_____ — Claro que não. Minha menstruação acabou ontem. Eu em, até carimbei meu lençol sem querer. —Ela ri se escorando no batente da porta.

Kate — Você tem que ir no médico, vai que e alguma coisa mais séria. —Me encosto na pia a olhando.

_____ — Eu comi muita coisa hoje, meu estômago não aguentou.

Kate — Come muito mais do que consegue também. —Ele diz rindo mais ainda. — Mas tenho um teste de gravidez, caso queira fazer. —Ela diz se abaixando e pegando o mesmo no armarinho embaixo da pia.

Acabo fazendo por pressão dela. Porém o som do meu celular tocando chama nossa atenção, sorrio olhando o teste e entrego para ela, que tem a mesma reação que eu. Em seguida vou até a sala e pego o mesmo, logo o atendendo.

Era a Alisson, missão não vai ser amanhã e sim hoje. Respiro fundo indo trocar de roupa rapidamente. Explico para Kate a situação e peço para que ela tome cuidado ou vá para um lugar que se sinta mais segura. Tenho medo que algo aconteça com ela. Logo em seguida aviso Turner e vou para o local marcado.

Assim que chego lá me deparo com Yoongi e com os outros pilotos. Fomos revistados e colocados em um caminhão com nossos carros, a caminho da fronteira com o México. A viagem não foi longa, nossos carros foram carregados e instruídos a seguir um dos pilotos para que pudéssemos não ser detectados pelo exército. Tínhamos que dirigir em linha reta, um carro atrás do outro. Foram essas as nossas instruções. E foi o que fizemos, transportamos toda a droga com sucesso. Chegamos em um ponto deserto onde todos paramos para juntar a mercadoria em um carro só. Foi ali que percebi que tudo ia dar errado. Depois de Sun, ficaram desconfiados. Todos os pilotos vão morrer aqui. Eles pedem para que a gente desça dos carros, e assim que todos fazem.

Yoongi — Vão nos matar? —Ele pergunta descontraído, como se isso não fosse absolutamente nada de mais e atraindo a atenção de todos para ele. É, não foi só eu quem percebeu isso.

Aaron — Bons pilotos se encontram em cada esquina. —Ele diz sorrindo, confirmando o que Yoongi perguntou, ele também sorri, um sorriso maldoso de quem tem absolutamente tudo sob controle.

Yoongi — Sabe, os pneus do seu carro, são pneus de carros de covardes. —Ele diz para Aaron, em um tom explícito de provocação.

Aaron — O que foi que você disse? —Ele pergunta cerando os olhos. Os pneus. Olho para o carro dele o analisando. São pneus feitos por encomenda, as marcas nele, o material, são raros e difíceis de se encontrar nos Estados Unidos, esses em específico, ele é muito reforçado, porém deixa marcas fácil em asfalto, ainda mais estando em um carro de corrida. As fotos do acidente de Sun vem em minha mente de imediato. As marcas no asfalto tão evidentes, só poderiam ser causadas por esse tipo de pneu.

Yoongi — Tá surdo? 


Notas Finais


Eeeeeee esse Yoongi não tem jeito, homi rancoroso, não sabe superar as coisas
Vazou a _____ gada e o JK pistola, será que vem alguém novo por aí??? Aí aí

Me digam o que estão achando, irei interagir com vocês nos comentários hihi
Esse capítulo foi meio caidihho, mas foi algo mais de contexto..
Ainda sim espero que vocês estejam gostandoooo

Amo vocês, até semana que vem ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...