História Runaway Lovers - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Runaway Lovers - Capítulo 1 - Prólogo

                                                                    

                                                                      Madison's point of view

Eu gostaria de ser como as outras pessoas. Gostaria de poder afogar minhas mágoas em bebidas alcóolicas, gostaria de ter uma vida mais tranquila, um pai mais fácil, uma mãe presente. Queria poder me preocupar com minhas notas na escola e com a minha entrada na melhor faculdade do país. Eu juro que eu daria de tudo para ter uma vida normal por um dia.

 

Minha cabeça latejava e eu tinha certeza de que a qualquer momento ela explodiria. Sei que muitas pessoas quando estão assim preferem ficar em casa, deitadas, em silêncio, descansando ou dormindo. Já eu não. Eu preferi sair de lá. Como eu já disse, eu gostaria muito de ser uma pessoa normal. A música alta do bar fazia com que minha dor de cabeça só piorasse. Por quê eu estou aqui se não bebo? Bem, é fácil. Eu gosto de admirar as pessoas, elas parecem tão felizes, parecem não ter nenhum problema, ou se tem, escondem muito bem.  

 

- Não vai beber nada? - um garoto loiro não muito alto falou se sentando ao meu lado

- Não curto muito isso - respondi dando de ombros

- Você veio ao bar e não vai beber?

- Você também não está bebendo nada, e nem está com hálito de bebida. Aliás, você não bebeu desde que chegou aqui.

- Ei ei ei, você anda me espionando? - ele respondeu com uma risada que me fez arrepiar da cabeça aos pés. Sorri involuntariamente. - Me paga um jantar primeiro - ele piscou. Confesso que meu corpo travou por um milésimo de segundo. - Prazer, Justin

- Maddie. Madison. Mas pode me chamar de Maddie. E eu não estava te espionando, estava te observando, é diferente.

- Então você estava dando em cima de mim? Não acha meio cedo para querer um beijo meu?

- Bobo - falei rindo e empurrando seu ombro de leve - e eu não estava só te observando. Estava observando todo mundo, gosto de fazer isso - senti minhas bochechas esquentarem - Você realmente não vai beber nada?

- Hoje não. Ainda tenho que dirigir por muito tempo

- Você não é da cidade?

- Sou, você deveria saber disso, senhora observadora

- Eu só observo, isso não significa que eu sei dizer de onde as pessoas são.

- Deveria… pessoas observadoras geralmente sabem

Dei de ombros. Não sou obrigada a entender sobre essas coisas.

- Para onde você vai? - perguntei e o garoto de sorriso bonito riu nasalado - O que foi?

- Eu ainda não sei. Estou indo sem rumo, sabe? - ele parou por um tempo e suspirou - Essa cidade não está me fazendo bem

- Como eu queria poder ter um carro pra fugir daqui - falei para mim mesma

- O que você disse? - ele perguntou e eu neguei rindo

- Bobeira

- Ei - ele segurou minha mão e meu corpo pareceu se eletrizar. Mordi os lábios. Seus dedos tocaram meus lábios enquanto aquele sorriso se formava em seu rosto, abaixei a cabeça tentando esconder minha vergonha - nada é bobeira. Você quer sair daqui? No meu carro tem lugar pra você

- Para mim? - perguntei confusa com o que ele queria dizer - O que você está falando?

- Qual é Maddie? Por que não? Você não parece feliz aqui, eu não estou feliz aqui, eu tenho um carro, estou fugindo da cidade, você quer fugir da cidade, já pensou em algo chamado destino? Por favor. É a sua chance.

- Eu mal te conheço, eu… eu não tenho nada, tenho pouco dinheiro, não tenho como te ajudar com os gastos

- Confia em mim - ele acariciou minha bochecha com o polegar. Meus olhos se fecharam involuntariamente com o toque carinhoso de sua mão em meu rosto - nós vamos conseguir

 

Assenti devagar. Não sei o que ele tem, não sei quem ele é, não sei se fiz certo ou errado, mas algo dentro de mim me disse que eu poderia confiar no loiro de olhos castanhos quase mel. Isso pode parecer extremamente loucura. Fugir com alguém que você não conhece? Não é algo que deva ser feito, aliás, eu não aconselharia ninguém a fazer isso. Mas eu juro, juro que não me arrependi nem um pouco de ter aceitado participar dessa loucura. Posso até dizer que foi uma das melhores  escolhas que eu já fiz.

 

- Você topa então? - seu sorriso foi ainda maior dessa vez

- Claro que sim. Eu… eu tenho um pouco de dinheiro que juntei no serviço, isso pode nos ajudar um pouco. E… e eu acho que tenho um plano. Mas vamos precisar ir um pouco longe. Eu tenho uma leve lembrança da minha mãe falando de uma casa que ela e meu pai moravam assim que eu nasci. Ela deve ser bem pequenininha e deve estar abandonada, mas… mas eu acho que podemos ficar por lá. É só limparmos, não deve estar tão ruim assim.

Isso é perfeito - ele sorriu

É? - ele assentiu animadamente - Quando vamos?

Agora?

Já?

 

Ele mordeu os lábios e coçou os cabelos. Meu Deus, como ele fica sexy quando está com vergonha. Senti meu rosto corar, mais uma vez eu estava encarando meu all star preto. Vamos lá Madison, você já aceitou fugir com o desconhecido, por que não agora? Qual o problema, só levanta e vai.


Vamos logo, antes que eu mude de ideia - falei levantando. Ele sorriu e se levantou também, me dando um abraço apertado. Não esperava por essa. Abracei ele de volta. Deus, como é bom se sentir em casa.


Notas Finais


Heeeeey, babies

espero muito que vocês gostem dessa história, porque eu estou amando escrevê-la <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...