História RWBY - Nova História - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias RWBY
Personagens Personagens Originais
Tags blake, Ozpin, Ruby Rose, Rwby, Weiss Schnee, Yang
Visualizações 16
Palavras 3.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ai esta mais um cap!

Espero que gostem e Boa Leitura!

Capítulo 2 - Que os Jogos Comecem


Narrador POV

 

Depois de fecharem um acordo Ozpin e Hund subiram até o último andar da torre, até a sala de Ozpin, para discutir os próximos passos e o que o mercenário deveria fazer.

 

- Então o que vai precisar que eu faça? – Hund falou se encostando ao lado da janela, ficando assim nas costas de Ozpin, que estava sentado em sua cadeira.

- Primeiro – Ozpin começou a falar enquanto esperava seu chocolate quente esfriar um pouco – eu quero todas as informações sobre os planos de Salem que você tiver.

- Isso é fácil – Hund respondeu – e qual a segunda e a terceira?

- Como sabe que eu quebro mais duas coisas? – Ozpin perguntou depois de dar um gole em seu chocolate quente.

- Por que Salem me pediu três coisas no começo também – Hund respondeu – e vocês dois não são tão diferentes.

- Segundo – Ozpin falou decidindo ignorar o comentário de Hund – a partir de hoje você vai frequentar essa escola, então melhor conseguir um disfarce.

- Quer ficar de olho em mim, compreensível – Hund falou enquanto digitava algumas coisas em seu scroll – e em terceiro?

 

Antes que Ozpin pudesse responder a porta do elevador se abre, e uma bruxa loire irritada entra na sala.

 

- Ozpin, o que isso significa? – Glynda fala enquanto cruza os braços e espera uma resposta.

- Bem Oz – Hund falou começando a andar na direção do elevador – essa é com você, bruxas não são minha especialidade.

- Onde pensa que vai? – Glynda fala se colocando na frente de Hund.

- Glynda – Ozpin falou – deixe ele ir.

- Mas... – Glynda tentou falar.

- Confie em mim – Ozpin falou – eu sei o que estou fazendo.

 

Glynda então, mesmo que com desgosto, saiu do cominho do mercenário, o deixando passar e ir até o elevador.

 

- Hund – Ozpin falou chamando a atenção do mercenário – em Terceiro lugar... você não irá matar ou ferir gravemente nenhum de meus alunos.

- Como quiser – Hund falou entrando no elevador – eu volto em algumas horas com as informações e com meu disfarce.

 

As portas do elevador então se fecharam e Ozpin e Glynda ficaram sozinhos.

 

- Comece a explicar – Glynda falou.

- Já vi que vai ser um longo dia – Ozpin falou – como está o Qrow?

 

Time Skip  -  Ruby POV

 

Pior primeiro dia de todos, bem pelo menos agora ele já está quase no final, acabei de falar com Yang sobre amigos, pelo menos a visão positivista dela sobre a situação me faz sentir melhor.

 

Eu e Yang estávamos indo falar com a garota de olhos ambar, ela parecia legal, ainda mais que ela meio que me ajudou com Weiss, mas quando estávamos indo na direção dela algo me chamou a atenção, na verdade alguém me chamou a atenção.

 

Uma garota, ela parecia ser da idade da Yang, seus cabelos eram logos, chegando até metade das costas, lisos e castanhos, tirando uma mecha que era branca, seu olho direito era azul extremamente claro, ele parecia um diamante mergulhado em uma lagoa de águas transparentes, sua pele era clara e parecia muito bem cuidada, bem pelo menos a parte visível, ela tinha um corpo realmente bem estruturado, suas curvas eram bem definidas, seu busto era médio, mas eram visivelmente bem estruturados, seu quadril combinava perfeitamente com seu busto, ela era mais alta que Yang, tinha uns 1.75 metros.

 

Ela usava uma camiseta preta, que tinha escrito “For The Liens” em branco no peito, a camisa era um pouco mais apertada que o normal, assim destacava ainda mais o busto dela, uma calça jeans preta, botas militares pretas, um sobretudo branco, daqueles que tem 5 fileiras de 2 dois botões, o sobre tudo tinha pelos negros, de algum animal que eu não sei dizer qual, nas golas, nas mangas e no final da camisa, ela também usava um cinto preto, com a fivela prata, uma luva militar preta na mão direita e um tapo olho de couro bem trabalhado e grande, ele não só cobria o olho esquerdo dela, mas também cobria a bochecha esquerda também.

 

Mas o que mais me chamou a atenção foi a mão esquerda dela, era uma prótese, ela era cinza e era possível ver alguns fios pelas frestas dos dedos, era a primeira vez que tinha visto uma prótese antes, eu fiquei um pouco curiosa de como ela funciona, e fiquei encarando um pouco, mas acho que encarei de mais, porque logo em seguida eu olhei para garota e ela estava olhando pra mim.

 

Eu fiquei um pouco envergonhada, ela pode ter ficado ofendida, mas para minha sorte ela sorriu e deu uma piscada para mim e começou a andar na minha direção.

 

Yang já havia começado a falar com a garota de olhos âmbar, mas só agora havia percebido que eu não estava do lado dela.

 

- Ei Ruby – Yang falou chamando minha atenção.

 

Quando eu ia responder a garota com a prótese parou na minha frente e estendeu a mão direita pra mim, eu quase que automaticamente apertei a mão dela.

 

- Meu nome é Hann Morningstar – ela falou enquanto balançava a mão.

- Eu sou Ruby Rose – eu respondi – é um prazer conhece-la.

- Digo mesmo – ela respondeu com um sorriso simpático – então eu percebi que você ficou interessada na minha mão esquerda.

- Ah... desculpe sobre isso – eu falei esfregando a parte de trás da minha cabeça – é que eu sou uma entusiasta sobre tecnologia.

- Não precisa se desculpar – ela respondeu – se quiser ver mais de perto eu não me importo.

- Serio?!? – eu falei extremamente feliz, não só ela não ficou ofendida mais também vai deixar eu olhar mais!

- Ei Ruby – Yang falou se aproximando de mim junto com a garota de olhos âmbar – fez uma nova amiga?

- Yang essa é Hann – eu falei – Hann essa é minha irmã Yang.

- Eae – Yang falou enquanto levantava a mão fazendo um joinha pra Hann.

- É um prazer – Hann respondeu – você realmente é irmã da Ruby? Vocês não se parecem muito.

-Longa história, mas sim nós somos meio irmãs, por parte de pai – Yang falou – Ah, Ruby, essa é a Blake, acho que vocês já se conhecem.

- É um prazer – Blake falou.

- Por acaso você é Blake Belladonna? – Hann perguntou para Blake, achei estranho que no momento que Hann perguntou isso Blake ficou levemente tensa.

- Sim, eu sou – Blake falou – só por curiosidade, de onde você me conhece?

- Adam falou de você algumas vezes – quando Hann falou isso Blake arregalou levemente os olhos.

- Eu vou retirar agora – Blake falou – estou muita cansada, hoje foi bem cansativo... foi um prazer conhecer vocês.

 

Depois disso Blake se retirou para seu canto e se deitou, foi estranho para dizer o mínimo.

 

- Bem acho que agora somos só nós! – Yang declarou tentando melhorar a atmosfera – Então Hann como você e minha irmã se conheceram.

- Ela ficou interessada na minha prótese – Hann falou mostrando sua mão esquerda.

- Ruby você precisa urgentemente achar uma maneira melhor de começar uma conversa – Yang falou passando a mão na minha cabeça como se eu fosse uma criança.

- Já falei pra você não fazer mais isso! – eu falei tirando a mão dela da minha cabeça.

 

Narrador POV

 

Depois disso as duas irmãs começaram a “brigar”, onde basicamente Yang tentava esmagar Ruby em um abraço enquanto a mesma ficava empurrando a loira pra longe, e Hann ficou parada rindo com a situação.

 

- Ei! Não percebem que tem pessoas tentando dormir! – Weiss falou se aproximando do grupo.

- A não você de novo não! – Yang, Ruby e Weiss falaram ao mesmo tempo.

 

Enquanto elas ficavam discutindo entre si Hann andou até as velas e as apagou, deixando tudo escuro, fazendo com que tudo ficasse em silencio.

 

Time Skip  -  Hann POV

 

Finalmente amanheceu, não que eu tenha dormido, eu preferi ficar acordado e observar meus futuros colegas, Ozpin parece ter ótimos recrutas esse ano, a filha de Summer Rose, se Salem descobrisse sobre isso, ela provavelmente mandaria que eu a matasse, sorte dela que agora é outra pessoa que me paga.

 

De qualquer forma hoje é a iniciação, Ozpin quer que eu participe, espero que ele não me jogue em uma maldita equipe.

 

No momento eu estou no meu armário pegando minhas armas, infelizmente tive que trocar minhas armas, afinal acho que muitas pessoas poderiam reconhecer minhas antigas, por sorte meu arsenal é bem grande.

 

Weiss POV

 

Eu estava conversando com Pyrrha, ela com certeza seria uma ótima adição no meu time, infelizmente aquele palerma do Jaune começou a atrapalhar minha conversa, mas enquanto ele tentava dar em cima de mim eu percebi algo que chamou minha atenção.

 

Aquela garota de ontem noite, se não me engano o nome dela era Hann, ela estava com as mesmas roupas de ontem à noite, e tinha pequenas olheiras que ele tentou esconder com maquiagem, mas não era isso que chamou minha atenção.

 

Ela estava usando uma manopla na mão direita, a manopla era igual à da armadura que eu enfrentei, só que ela era negra e tinha detalhes prateados, isso realmente chamou minha atenção, mas a arma que ela tirou do seu armário foi algo que quase me fez perder o folego.

 

Era um sabre, mas não era um sabre comum, era o sobre da minha irmã, só que ele estava totalmente pintado de preto, mas eu tinha certeza que aquele era o sabre da minha irmã.

 

- Com licença – eu falei me aproximando da garota – onde você conseguiu esse sabre?

- Isso? – ela falou – É um de meus troféus.

- Como assim? – eu perguntei.

- Eu derrotei a pessoa que usava ele – quando ela falou isso eu quase entrei em choque, isso quer dizer que ela derrotou Winter – e peguei a arma dela como recompensa.

- Devolva esse sabre – eu falei pra ela com um olhar irritado – esse sabre é da minha irmã, você não tem o direito de usar ele! Alguém como você nunca derrotaria ela!

 

Eu acho que falei um pouco alto demais, porque Pyrrha e Jaune que estavam conversando se viraram pra mim e depois de alguns segundos Ruby e a irmã dela também se aproximaram.

 

- Se quiser ele de volta – Hann falou prendo o sabre no seu cinto, enquanto um sorriso arrogante surgia em seu rosto – vai ter que me vencer em um duelo, depois da iniciação é claro.

 

Ela então começou a andar para a saída, eu bati o pé no chão o mais forte que consegui e sai dali antes que eu ficasse ainda mais irritada.

 

Yang POV

 

- Wow! Parece que a Ice Queen ficou realmente irritada – eu falei tentando dar uma animada.

- É, espero que tudo fique bem – Ruby falou – Weiss deve ser legal, lá no fundo, bem lá no fundo.

- O que aconteceu para ela ficar tão irritada? – eu perguntei.

- Não sei – Jaune respondeu – eu estava conversando com a Pyrrha quando eu ouvi Weiss começar a gritar com a outra garota.

- De qualquer forma acho que é só deixar ela se acalmar que tudo vai ficar bem – Pyrrha falou com um sorriso simpático no rosto – melhor irmos, daqui a pouco a iniciação vai começar.

- Vamos lá! – eu falei tentando animar todo mundo.

 

Hann POV

 

Eu andei até o penhasco onde Ozpin e Glynda estavam esperando os alunos, para minha sorte quando eu cheguei não havia nenhum aluno ainda.

 

- Então Hund não apareceu mais desde ontem? – Glynda perguntou para Ozpin, que apenas confirmou com a cabeça – eu avisei que era um erro confiar nele, ele deve estar se reportando para Salem nesse momento.

- Tenha mais fé Glynda – Ozpin falou com calma – eu conheço pessoas como ele, e se tem uma coisa que eu sei é que enquanto você pagar ele de forma que ele ache justa, ele será leal.

 

Eu aproveitei que eles estavam entretidos na conversa e andei até os dois com um sorriso, quando me aproximei os dois pararam de conversar e olharam para mim.

 

- Senhorita Morningstar – Ozpin falou com um sorriso gentil no rosto – foi a primeira a chegar, meus parabéns.

- Parece que você só se deu o trabalho de decorar os nomes e os rostos dos alunos ontem de noite, ou hoje de manhã – eu falei parando na frente dos dois.

- Com licença? – Glynda perguntou arrumando seus óculos – Isso não modos de falar com seu diretor mocinha.

- Só estou falando a verdade, eu coloquei minhas informações no seu sistema só ontem à noite – eu falei colocando a minha mão esquerda no meu bolso interno do sobretudo tirando um pen drive – aqui estão as informações que você me pediu.

- Espere – Glynda falou – Hund? Como fez isso – ela falou se referindo a minha aparência.

- Segredos do oficio – eu respondi com um sorriso divertido.

- Impressionante – Ozpin respondeu – quem te ensinou a fazer isso?

- Salem – eu respondi – ela me ensinou como recompensa extra por um trabalho bem feito.

- O que isso custou? – Ozpin perguntou em um tom sério – Os ensinamentos de Salem sempre têm um preço extra.

- Até teve – eu respondi ainda sorrindo – se você considerar ser jogado em uma piscina de Grimm um preço extra.

 

A conversa infelizmente teve que acabar quando os três ouviram outros alunos se aproximando.

 

- Bem Oz – eu falei dando um tapinha no ombro dele – não me jogue em um time, na moral.

 

Time Skip  -  Narrador POV

 

Todos já estavam posicionados, cada um em sua plataforma, Hann estava posicionado ao lado de Yang, então Ozpin começou a explicar como iria funcionar a iniciação e sobre a formação das equipes.

 

Jaune levantou a mão para perguntar algo, mas Ozpin o ignorou e começou a lançar os alunos, quando chegou a vez Hann ela estralou os dedos e esperou ser jogada.

 

Hann POV

 

- Vejo vocês lá embaixo – eu falei pra Yang e Ruby.

 

Logo em seguida eu fui arremessado, eu aproveitei o vento no meu rosto, as vezes era bom sentir o vento no rosto, afinal eram poucas as vezes que eu tirava aquela máscara, então eu dei as costas para o chão, assim me virando para o céu.

 

Depois de poucos segundos várias folhas e galhos começaram a tapar minha visão o céu, nesse momento eu transformei meu corpo em fumaça, logo em seguida entrei em contato com o chão, eu me espalhei pelo o chão e rapidamente comecei a me reunir, assumindo minha forma física em poucos segundos.

 

- Agora – eu falei sacando meu sabre com a mão direita – vamos pegar aquela relíquia.

 

Então eu comecei a andar calmamente, aproveitando o barulho agradável da floresta, para minha infelicidade essa sensação de paz acabou quando eu ouvi o som de vários beowulfs e as vozes de Ruby e Weiss, antes de me mover na direção dos sons eu ri com a ideia das duas juntas.

 

Quando cheguei no local eu vi Ruby e Weiss fugindo de um bando de beowulfs enquanto discutiam entre si, eu suspirei e comecei a correr na direção dos Grimm, passando no espaço entre Ruby e Weiss.

 

- Hann!!! – Ruby falou ao me ver indo na direção dos Grimm – Cuidado!!!

 

Eu estava a poucos centímetros do beowulf que estava na frente do bando, eu sorri para ele antes de me tornar fumaça e passar por dentro dele, assim que me materializei atrás dele ele simplesmente se partiu ao meio.

 

Rapidamente girei com meu sabre cortando três Grimm na região dos olhos, partindo as máscaras deles, depois disso cinco Grimm pularam na minha direção, então me transformei em fumaça, os Grimm simplesmente bateram um nos outros, aproveitando eu voltei pra minha forma física bem em cima deles.

 

Eu caio enfincando meu sabre na cabeça de um deles, logo em seguida girei e cortei a cabeça do que estava ao lado, depois continuando minha sequência de ataques finalmente coloco meus pés no chão e com minha mão esquerda seguro o braço de outro Grimm e o arremesso nos outros dois.

 

Disparo na direção dos três e enfinco meu sabre na barriga do que estava caído em cima dos outros dois, logo em seguida puxo meu sabre e perfura a cabeça do segundo enquanto espago a cabeça do terceiro com minha mão esquerda.

 

Depois disso me viro para os outros Grimm, que haviam começado a se aproximar de mim, mas tudo que eu fiz foi colocar um sorriso no rosto e apontar meu sabre para eles, e eu posso ter liberado um pouco da minha aura assassina na direção deles, isso fez com que eles começassem a recuar, e depois de alguns segundos começassem a recuar rapidamente.

 

- Isso foi incrível!!! – Ruby falou se aproximando de mim junto com Weiss – Esse negócio de virar fumaça é seu semblance?

- É – eu respondi guardando meu sabre – não é muito chamativo mais é súper útil.

- É incrível!!! – Ruby falou ainda muito animada – Você tava lá depois sumiu e apareceu lá!

- Não achei nada de mais – Weiss falou com os braços cruzados – se você não tivesse me atrapalhado eu teria derrotado todos eles.

- De qualquer forma vamos indo – eu falei começando a andar – não temos o dia todo.

 

Depois disso começamos a andar, foram 30 segundos de paz, até que Weiss e Ruby começaram a discutir, eu respirei fundo tentando me acalmar.

 

- Já chega! – Eu gritei – Da pra você parar de agir como um Schnee por um segundo!

- O que quer dizer com “agir igual um Schnee”?!?! – Weiss perguntou irritada.

- Uhm... gente? – Ruby tentou chamar nossa atenção.

- Parar de ser arrogante, mimada e pesar que o mundo gira em torno de você! – eu falei ainda com o tom de voz elevada.

- Gente! – Ruby tentou chamar nossa atenção de novo.

- Como ousa falar assim comigo! Sua, sua... – Weiss gritou.

- Gente!!! – Ruby gritou.

- O que!?!? – eu e Weiss gritamos.

 

Ela só apontou pra cima, quando eu olhei eu vi um Nevermore voando na nossa direção, na verdade ele estava a menos de dois metros de nós, rapidamente eu me transformei em fumaça para escapar, assim ele só pegou Ruby e Weiss.

 

- Acho que deveria ajudar elas – eu falei começando a andar para onde o Grimm estava voando.

 

Yang POV

 

Eu e Blake conseguimos chegar sem nenhuma dificuldade no local onde as relíquias estão, eu peguei a peça do cavalo “branco”.

 

Depois disso a situação só piorou, e ficou mais estranha, primeiro Ruby caiu do céu e foi atingindo pelo Jaune, que veio de deus sabe onde, depois uma garota e um garoto chegaram montados em uma Ursa, logo em seguida Pyrrha apareceu sendo perseguida por um Deathstalker, e depois Weiss também começou a cair do céu, para a sorte dela um Jaune amaciou a queda dela, e para finalizar o Deathstalker arremessou Pyrrha na nossa direção.

 

- Ótimo! A gangue está reunida! – eu falei ironicamente – Agora podemos morrer juntos!

- Não se eu puder evitar! – Ruby falou começando a correr na direção do Deathstalker.

- Ruby! Espere! – eu falei tentando parar ela, mas ela é bem rápida.

 

E como eu imaginei a investida de Ruby não deu muito certo, o Deathstalker defendeu o ataque dela, ela então começou a correr e eu também comecei a correr na direção dela, mas o Nevermore jogou várias penas na direção de Ruby, e uma delas acertou a capa dela, a dexando presa, eu tive que parar minha corrida para não ser atingida.

 

- Ruby! Sai daí! – eu gritei pra ela.

- Eu estou tentando! – ela gritou em resposta.

 

Depois disso eu vi o Deathstalker se aproximar dela e levantar sua cauda para acerta-la, eu comecei a correr na direção dela, mas não ia conseguir chegar a tempo, eu então vi Weiss indo em alta velocidade na direção de Ruby, mas ela também não chegaria a tempo, no máximo ela ia ser perfurada em vez de Ruby.

 

- Weiss congele! – uma voz conhecida gritou.

 

Quando eu pisquei Hann havia parado o ferrão do Deathstalker com seu sabre e Weiss Havia congelado uma parte da cauda do Grimm, o prendendo.

 

Hann POV

 

Parece que eu cheguei na hora certa, se eu deixasse Ruby morrer Ozpin iria me matar, mas que sorte que era só um Deathstalker.

 

- Bom trabalho Schnee – eu falei para Weiss.

- Você foi bem também – Weiss falou.

 

Depois disso Weiss começou a falar com Ruby, eu só fiquei calado e escutei, acho que finalmente elas vão fazer as pazes, e então Yang chegou e esmagou Ruby em um abraço, eu não ia querer receber esse abraço, eu gosto das minhas costelas.

 

- Weiss, Hann – Yang começou a falar – Obrigado por salvarem Ruby.

- Disponha – eu falei começando a andar na direção das relíquias.

 

Quando cheguei lá recebi um olhar de morte de Blake, eu apenas sorri em resposta e peguei a peça de um peão negro.

 

- Agora é só agente voltar – eu falei.

- E tentar não morrer! – Nora gritou animada.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e se possível comentem oq acharam, ah, mais uma coisa, se possível compartilhem a história com seus amigos que tbm gostam de RWBY.

É isso ai, até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...