1. Spirit Fanfics >
  2. S W E E T - Fillie >
  3. CAPÍTULO TRINTA E SEIS : Festa.

História S W E E T - Fillie - Capítulo 37


Escrita por: itsm4ria_

Notas do Autor


Oiê boa tarde!!


1/2

Capítulo 37 - CAPÍTULO TRINTA E SEIS : Festa.


UMA SEMANA DEPOIS


( sexta-feira )


B R O W N


Brooklynn estava finalmente de alta, seu braço havia melhorado bastante, ela agora só precisava tomar alguns remédios para diminuir os incômodos e as dores.

O braço dela ainda estava engessado, porém menos dolorido do que antes. 

Estava ajeitando a mochila dela quando Finn entrou no quarto, sorrindo.

— Boa tarde! — ele sorriu. — Preparadas pra irem pra casa? 

Brooklynn correu para abraçá-lo, rindo.

— Eu não aguento mais sopa de hospital! — ela disse. — A gente pode pedir Mc Donald's

— Não vai dar pequena, fechado hoje. — Finn me olhou sorrindo.

— Eu posso fazer um sanduíche pra gente Brooke. — falei. — O que acha? 

Ela suspirou.

— Melhor do que sopa aguada… 

Rimos.


**


Quando Finn estacionou o carro na frente da casa deles, Brooklynn foi a primeira a correr para dentro, provavelmente esperando uma super festa de boas vindas.

Mas ela voltou para o carro, triste 

— Não tem ninguém lá dentro. — ela entrou no carro de novo.

— Você quer ir lá em casa? Minha avó quer muito te ver… — sugeri.

Ela sorriu e assentiu, passamos o caminho todo ouvindo Brooklynn falar que um amigo seu havia ligado para ela e implorado para assinar seu gesso quando ela voltasse para a escola. Finn riu e disse para ela tomar cuidado, o gesso não pode ficar sujo, pode acabar infeccionando o braço dela.

Quando chegamos na minha casa, desci do carro primeiro para levá-la para dentro.

Brooklynn abriu a porta.

Bem-vinda! 

Todos gritaram felizes.

Sim, fizemos mesmo uma festa para ela. A ideia foi da minha avó e do Jack, pensamos que ela iria querer um seja bem-vinda no estilo Brooklynn.

— A ideia foi minha! — Jack se apressou.

Ela correu e abraçou Jack - que estava acompanhado da garota Cylia -, ela agradeceu tanto ao garoto que Jack começou a chorar.

— A gente não podia deixar sua volta passar despercebido! — minha avó sorriu e a abraçou. — Muito bom saber que você está melhor, pequena Brooklynn.

— Obrigada senhora Brown! Eu muito feliz! — ela disse.

Finn passou o braço por meus ombros e sussurrou para mim.

Sua avó estava certa, nada como uma festa para animar as coisas…

Dei um selinho nele.

Com toda certeza… — rimos. 

Brooklynn falou com todos que estavam lá. Mary, Sadie, Caleb, Noah e os pais, Zach, Jack, Cylia, meu irmão e o Archie... 

Jack e eu ajudamos a distribuir a comida para todo mundo, minha avó pediu para que nós fôssemos pegar o refrigerante na geladeira da garagem, Jack pegou um e eu peguei outro, voltamos e começamos a conversar com todos, Brooklynn, Archie e Kaylie foram brincar no quintal, enquanto eu e meus amigos conversávamos no chão da sala.

— Até que a festa deu certo. — Jack riu.

Sim! — Sadie disse. 

— É um prazer finalmente te conhecer Cylia, o Jack não parava de falar o quanto… — Finn foi interrompido por uma cotovelada de Jack.

Brooklynn e as crianças passaram correndo por nós e se sentaram conosco.

Enfim! — ele pigarreou. — A Cylia tem uma casa no campo, ela chamou a gente pra viajar na semana de Thanksgiving, que tal?

— Minha avó vai passar o feriado na casa da irmã dela, eu ia passar com o Zach, mas topo se ele topar. — ri.

— O Finn dentro. — disse Brooklynn, o que fez Finn ri. 

Também. — Sadie e Noah disseram em uníssono.

Zach e Caleb ficaram em silêncio, mas antes que pudessem falar, a campainha tocou. 

Jack se levantou para atender a porta, mas logo parou quando deu de cara com o pai de Finn, Sadie e Brooklynn parado na porta da casa, com um menininho sorridente no colo.

Finn e Sadie se levantaram assim como todos nós, eles deram um passo à frente e colocaram Brooklynn para trás de si, protegendo-a do pai.

— O que o senhor faz aqui? — minha avó perguntou quando apareceu na sala.

— Queremos saber também senhora Brown... — disse Winona.

— Vim para a festa da Brooke. — disse o homem barbudo.

— É Brooklynn. — disse a pequena. — Pra você é Brooklynn

Com licença. — falei e me aproximei dele. — Mas não lembro de ter enviado uma mensagem para o senhor. — olhei para Jack e Noah, que negaram com a cabeça. — Ninguém aqui…

Eu chamei. — Mary me interrompeu. — Ele é o pai dela, ele se preocupou quando ela se machucou, era mais do que obrigação dele vir até aqui. 

Dalila, Sadie e Finn olharam para a moça incrédulos, eu vi Finn cerrar seus punhos e me pus ao seu lado, segurando seu braço.

— Desculpe Eric, mas já está bem claro que você não é bem vindo nessa comemoração. — David disse ríspido. — Por favor, se retire.

Não! — Mary disse. — Ele fica, ele é o pai deles! Não você. Não quero que se meta mais na vida dessas crianças, ele fica. Quem manda aqui sou eu.

Finn e Sadie ficaram boquiabertos, Brooklynn agarrou a cintura do irmão e Finn segurou a mão de Sadie.

— Mary, eu não vou ficar se ele ficar. — disse Sadie. — Me desculpe, mas eu não tenho mais pai há muito tempo.

Eric não pareceu ofendido nem um pouco. 


continua...


Notas Finais


dois capítulos hoje!!
até mais tarde 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...